1. Spirit Fanfics >
  2. Sábado á noite (Kim Taehyung) >
  3. Depois de amanhã

História Sábado á noite (Kim Taehyung) - Capítulo 35


Escrita por:


Capítulo 35 - Depois de amanhã


Fanfic / Fanfiction Sábado á noite (Kim Taehyung) - Capítulo 35 - Depois de amanhã

― O que é toda essa merda? ― Sussurro a mim mesmo, assim que estaciono o carro em frente à cafeteria da minha noiva. Existiam carros de policia e ambulâncias por toda a parte. E como sempre, pessoas rodeavam o local, curiosas.

Assim que fechei a porta do carro, eu não tardei em correr em direção a multidão. Empurrei algumas pessoas, e quando finalmente cheguei á frente do estabelecimento vi apenas uma fita amarela barrando o chão que estava ensopado de sangue. Ultrapassei a fita, e escutei o oficial da policia gritar.

― Ei! Você não pode entrar aí!

― Foda-se, cadê minha noiva? O que merda aconteceu aqui? ― Assim que o policial se aproximou, eu esquivei. Eu não parava de gritar e eu não conseguia me controlar.

― Qual o nome dela? ― Perguntou, retirando uma caderneta do bolso da jaqueta ― Ainda não sabemos o que houve, mas o que parece é que foi uma tentativa de assassinato. Não houve nenhum pertence roubado, e o local não foi remexido.

― O nome dela é S/n. Puta merda, ela se machucou? ― Passo a mão pelos meus fios escuros.

― Não, apenas um homem. Ele levou um tiro no abdômen e achamos uma arma, porém não tinha a codificação raspada e deduzimos que era legalizada. ― O rapaz guardou a caderneta assim que verificou o nome de S/n. ― Ela está no centro cirúrgico de Seul junto com o rapaz.

Agradeci e me retirei do local, indo em direção ao hospital.

___

[S/n]

Eu estava na sala de espera, enquanto Jin entrou na sala de cirurgia para retirar a bala em seu abdômen. Merda, eu não esperava que coisas ruins acontecessem hoje. Estava tudo tão calmo pra ser verdade...

― Acompanhante de Kim... Kim Seok Jin. ― Me levantei rapidamente. ― A sala de Kim é a de número 09. Ele está consciente, e a cirurgia ocorreu bem.

― Obrigada. ― Dei um sorriso rápido, e o mais falso da minha vida. Andei em passos largos e percebi que teria que subir uma bela de uma escada.

 No décimo lance, eu pude sentir algumas dores no pé da barriga e então eu parei um pouco. Quantos lances eu ainda vou precisar subir?

― S/n? ― Escutei a voz de Namjoon e logo me virei para trás. ― Você está bem?

― Só estou um pouco cansada, Nam. ― Sorri, me reerguendo. ― Veio ver Jin?

― Sim, a enfermeira me disse que ele estava no quarto de número 09. Você acha que ele vai se importar se eu entrar? Acho que ele está chateado comigo, mas eu fiquei muito preocupado quando Taehyung me contou.

― Provavelmente sim, mas logo ele irá ficar calmo. ― Subimos as escadas juntos até chegarmos ao corredor. ― Falou com Taehyung? Eu não tive tempo de avisá-lo.

― Ele percebeu que estava tarde e que você não voltava, e foi na cafeteria. E você sabe, deve ter visto aquela cena toda. ― Coçou a nuca, nervoso, assim que avistamos o quarto de número 09. ― Ele deve estar vindo, apenas foi em casa por que deduziu que precisava de roupas novas.

Realmente, meu vestido estava coberto de sangue e eu nem havia notado. Minha cabeça estava latejando e eu me sentia pesada.

― Vá primeiro, não quero estressá-lo. ― Namjoon disse, e eu concordei abrindo a porta devagar. Jin estava deitado na cama, definitivamente ainda estava anestesiado, visto que seu olhar era cansado.

― Oi. ― Sorriu, assim que olhou em meus olhos. ― Você está bem?

― Estou, mas dói um pouco. ― Ele disse apontando para a barriga enfaixada. ― Acho que não vai sarar tão cedo.

― Não se preocupe, vamos cuidar de você. Amanhã você vai para o centro particular, não se preocupe sobre o preço também. ― Sorri, e logo minha feição muda quando escuto a porta se abrindo.

― Eu vou arcar com as despesas. ― Ele disse, e Jin se assustou.

― O que você está fazendo aqui, Namjoon? ― Revirou os olhos. ― Não preciso que pague nada pra mim, estou bem.

― Eu não perguntei se você queria ou não. ― Sentou-se ao lado de Jin, sorrindo. ― Fiquei preocupado com você, e eu não sumi de propósito. Estava ocupado com algumas coisas da empresa.

― Já sei por que veio... ― Riu debochado. ― Por remorso. Achou que eu ia morrer, e veio por que está com peso na consciência. Desculpa, mas você não pode sumir e achar que pode aparecer só por que eu levei um tiro. Teve um bocado de tempo de visualizar minhas mensagens, por que não simplesmente mandou um aviso? Seria mais fácil.

― Porra Jin. Eu errei... Desculpe-me. ― Suspirou. ― Nunca precisei disso, eu nunca gostei de alguém realmente... Como eu gosto de você, mas eu não sei o que fazer. Apenas... Me desculpe.

Levantei-me da poltrona e me retirei do quarto. Eles precisavam de um tempo á sós e eu sabia disso. Fechei a porta e logo escorri minhas costas sob o azulejo branco, me sentei no chão e logo fechei meus olhos. Eu estava muito cansada, e isso não era de hoje. Não faço idéia se é por conta da gravidez ou cansaço emocional.

― S/n.

― Taehyung?

― Você está bem? Eu fiquei tão preocupado e nossa... Não sei o que eu faria sem você. ― Sentou-se ao meu lado e me deu um abraço apertado.

― Eu estou aqui. Não se preocupe. ― Sorri, retribuindo o abraço.

― Vamos casar depois de amanhã? ― Disse ainda em meus braços. ― Em Londres, como você queria.

― Você tá maluco? Não podemos casar depois de amanhã, Taehyung. ― Ri incrédula. ― Não tem nada preparado, e nem convidados.

― Só nós dois, apenas nós dois. Vamos pegar um vôo amanha de tarde, e casaremos. Serão apenas você e eu, não precisamos de mais ninguém. ― Acariciou meu rosto.

― E Jin? Ele só sai de alta amanhã, quem vai cuidar dele?

― Não tenho dúvidas que Namjoon fará isso.

― Tudo bem, eu preciso pensar um pouco.

― ‘’Quando se descobre o que um homem ama, você descobre o que pode matá-lo’’ ― Disse uma frase. ― Eu li hoje. Não posso perder mais tempo com você S/n, não quero perder você nem o Hye. Fique pra sempre.

 

 


Notas Finais


prova de mat amanhã haha, save me


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...