1. Spirit Fanfics >
  2. Sabia que roxo é uma bela cor? >
  3. Único.

História Sabia que roxo é uma bela cor? - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


VOLTEI E DESSA VEZ NÃO É COM HYUNSUNG, acreditem em mim amigos 🙏

e dessa vez voltei assumindo jilix né, pq todo mundo sabe que eu tinha birra com esse couple rs mas prometi que ia assumir ((finalmente)) eles quando a evelyn conseguisse o emprego dela, então aqui estou eu rs

perdão qualquer erro amo vcs rs

Capítulo 1 - Único.


Felix estava jogado em um dos sofás da casa de Changbin, onde estava tendo uma grande festa com o pessoal da faculdade. O local estava barulhento,  fedendo a adolescentes e cheio de pessoas se pegando ao seu redor. Nem se importava tanto, afinal, gostava daquela baderna e só ia para comer os aperitivos que sempre tinha. 

Como em todas as outras festas, Felix ficava de lado, às vezes jogando no celular, arrumando amigos novos ou até bebia um pouco, mas sempre estava acompanhado de Jisung, seu melhor amigo. Isso era fato, já que nunca se desgrudavam, não importa o lugar, Jisung estava colado em Felix e vice-versa.

Nem queriam estar naquela festa, só decidiram ir para Felix poder relaxar, já que no dia seguinte teria uma entrevista de emprego. Jisung quem havia convencido Changbin a dar uma “confraternização”, mas o Seo era um tanto quanto boca grande e acabou chamando o campus inteiro. Felix e Jisung nem se surpreenderam, fingiram que não havia muita gente em tão pouco espaço. Não era à toa o fato de estarem no sofá, com o Han deitado nas pernas do Lee, ambos falando mal das pessoas que conheciam, cantando as músicas que tocava e chupando pirulitos que roubaram da mesa de comes e bebes. 

Jisung estava entretido no seu pirulito de blueberry, comentando sobre a roupa do crush de Changbin, um tal de Chan, que estava um tanto quanto chamativa. Felix até ria dos comentários do amigo, depositando um carinho nas madeixas loiras, porém seu olhar estava focado em outro lugar. 

Quando Changbin olhou para Jisung e notou o olhar do Han em cima do seu peguete, acabou mostrando a língua, num ato infantil e engraçado aos outros, após puxar Chan para seus braços. Felix acabou rindo quando Jisung retribuiu o ato, mas a risada foi morrendo ao reparar demais na boca alheia. 

Infelizmente, a língua de Jisung estava extremamente azul, coisa que chamou a atenção de Felix. Por sorte, o Han estava entretido demais numa batalha com Changbin, então nem reparou no quanto Felix estava com o olhar perdido no local.

Jisung se deu por vencido ao se cansar de ficar mostrando a língua para o Seo, quem logo voltou a dar toda a atenção para Chan. Jisung olhou para Felix, quem demorou uns segundos para perceber que o Han estava o encarando.

— Que foi? — Jisung questionou. 

Felix tirou o pirulito de morango na boca e pensou nas próximas palavras. 

— Sua língua está azul. — respondeu, sorrindo ao ver o Han colocando a língua para fora, apenas para tentar enxergá-la. Logo, sem sucesso, sua atenção se voltou para Felix, descendo o olhar de seus olhos para a boca carnuda.

— E a sua está vermelha. 

Felix botou a própria língua para fora, mostrando-a para o melhor amigo. Jisung riu do ato, sentando-se no sofá, de frente para Felix. Como tinham muita intimidade (até demais), Jisung não se importou em passar uma perna pela cintura do Lee e ficar abraçado de lado nele.

— Vamos fazer roxo? — questionou, com o rosto bem perto do outro. 

Felix ruborizou quase que automaticamente, ficando sem reação, com a boca aberta e os olhos arregalados. Jisung riu da reação do menor, ficando estranhamente mais confortável naquela situação. Parecia que nem havia festa e sim, dois amantes numa única bolha.

— Quê? 

Jisung se aproximou mais, sentando-se no colo de Felix e segurando seu próprio pirulito em uma mão, enquanto a outra estava no ombro de Felix.

— Não quer ver o vermelho e o azul formando roxo? — questionou em tom baixo.

Felix não sabia o que fazer. Como haviam pensado na mesma coisa? 

Jisung ainda estava meio risonho quando se aproximou mais ainda de Felix, colando seus corpos. Estava meio de lado, o que era a única coisa que os impedia de terem os lábios juntos. 

— Responde, Lilix. — sussurrou, dando um beijinho de esquimó no ruivo. — Você não gosta de roxo?

— É-é a minha cor favorita... — o menor disse, no mesmo tom. Ainda estava sem reação mas ainda se forçava a responder Jisung. 

— Então você quer formar roxo? 

— Quero. — respirou fundo, tirando o pirulito de morango da boca.

— Temos intimidade o bastante 'pra isso, certo? — Jisung questionou, sentindo alguns olhares nos dois. Era bem óbvio o porquê: todos sabiam que eram melhores amigos, mas não sabiam os sentimentos escondidos, então era palpável a curiosidade. 

— C-claro...

Jisung deu o mais belo de seus sorrisos na visão do Lee, afastando-se o suficiente para segurar a mão de Felix e pegar o pirulito dali, o colocando na boca logo em seguida. Deu o seu próprio para o melhor amigo, quem abriu a boca sem saber o que estava acontecendo.

Só caiu sua ficha quando Jisung deu mais algumas lambidas no pirulito de morango e abriu a boca, mostrando a língua para o melhor amigo. 

— Ficou roxo? 

Felix se sentiu bobo, querendo sumir dali naquele mesmo momento. Que raios foi pensar que Jisung, seu melhor amigo de anos, iria querer o beijar? Notou isso ao reparar que seus sentimentos eram unilaterais. 

— Ficou, Ji. 

Jisung sorriu satisfeito, tirando o pirulito vermelho da boca e apoiando-se novamente nos ombros de Felix.

— Abre a boca. — disse, querendo ver se Felix também tinha a língua roxa. 

O Lee a abriu, mas por não ter lambido o pirulito e apenas ter o deixado em sua boca — afinal, havia ficado surpreso demais para reagir —, sua língua não estava roxa. Não o suficiente para Jisung

Jisung tirou o pirulito de blueberry da boca de Felix, ficando com um biquinho nos próprios lábios ao ver que não estava roxo o bastante. Aproximou-se o bastante para seus lábios finos roçarem nos carnudos do Lee, assim como seus narizes.

Jisung não quis esperar mais, então apenas juntou as duas bocas e, numa fração de segundos, pediu permissão para Felix, para poder adentrar na boca do menor. Felizmente, foi dada sem demora.

A cintura de Jisung estava sendo apertada pelas pequenas mãos de Felix, o que fazia Jisung dar uns arfares no meio do ósculo. Não querendo deixar Felix para trás e dá-lo o mesmo prazer que sentia, Jisung acabou sentando mais para cima no colo do Lee, coisa que o fez gemer abafado pelo beijo.

Ao se separarem, uma fina linha de saliva ainda conectava as duas bocas, e, estranhamente, era roxa. Felix deu um último selinho em Jisung, apenas para quebrar o fio e se separarem de vez.

— Sabia que roxo é uma bela cor? — Felix riu ao escutar a pergunta do Han. — Mas ela fica ainda melhor na sua boca. 

— Acho que a sua não está roxa o bastante... — disse, encostando ambas as testas. 

— Também acho que não. — Jisung sorriu insinuando algo que Felix logo captou.

— Acha que devo te ajudar? — riram cúmplices.

— Não só acho como você deve


Notas Finais


sorry ficou ruinzinho nekk

plot baseado num negócio que vi no twitter rs

criticas, elogios e whatever são bem-vindos, ou se quiserem me xingarem no tt vão no @jisurngoth rs

OBRIGADA GIO PELA CAPA AAAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...