1. Spirit Fanfics >
  2. Sabrina >
  3. Sequestro

História Sabrina - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Sequestro


Acordo na madrugada com um barulho de pedras sendo tacadas na minha janela, me levanto e vou ver quem é o infeliz que está fazendo isso, quando chego perto ouço um barulho de câmera com se tivessem tirado foto de mim ou que estão me observando, vou correndo trancar todas as portas e janelas, isso pode ser algo sério, ainda mais porque estava só com roupas íntimas, fecho as cortinas tbm e vou colocar uma roupa, coloco um blusão preto com um short de tecido leve, faço um coque, lavo meu rosto e escovo meus dentes.

Vou para cozinha e faço pipoca e uma jarra de suco de laranja, coloco um canudinho verde e vou para o sofá, ligo a TV, eu tinha baixado uma luta de UFC para assistir mas antes de começar eu já tinha acabado com a pipoca e fiquei com preguiça de fazer mais, então bebi meu suco e deitei no sofá assistindo os caras se matando lá.

----Passado-------

- Pai, não quero ir para escola hoje, todo mundo fica me humilhando.

- Sabrina, não importa aonde você vá, sempre vai ter pessoas assim, vc tem que ignorar e fazer elas perderem a graça.

- Pai, elas me batem.

- Fala para professora filha.

- Ela não acredita em mim 

- Então Fala lá com sua mãe e sai de frente da TV, quero assistir o jornal.

- Mãe, você ouviu o que eu falei com o pai?

- Ouvi sim querida, se elas te batem não adianta ficar calada, já que os professores não fazem nada, resolva com suas próprias mãos.

- Eu não sei bater em ninguém.

- Vou te colocar no judô, só pra vc aprender, depois trocamos, vc vai aprender a lutar de tudo.

- Ebaaaa.

- Mas você tem que ir com calma, ainda é bem pequena.

- Eu já sou uma mulher mãe.

- Minha mulherzinha- ela me abraca forte e eu retribuo.

Acordo com o som da porta sendo derrubada, acordo desesperada e vejo 5 caras altos com roupa toda preta entrando com armas mirando pra mim, me levanto e fico em alerta mas ja era tarde demais um dos caras colocou um saco preto em minha cabeça, amarrou meus braços e me levou para fora de casa.

- Tire as mãos de mim, seu imundo.

-...

- Para onde estão me levando, seu resto de aborto.

- SOCORROOO!!!!!!!!

O que estava me segurando tentou tampar minha boca mas acertou meu olho.

- Se for pra me sequestrar faz isso certo, inutil.

Sou jogada no porta malas de um carro.

- Eu não podia nem ir no banco de trás? 

- Cala a boca tagarela.

Nesse momento estou amassada, literalmente, no porta malas de sequestradores, sinto o carro brecar e bato a cara no banco.

- Cuidado comigo!!- digo brava, afinal não posso machucar meu rostinho de princesa. Sinto um vento em mim, ele abriu o porta malas.

- Saia.

- Aaah com certeza, eu vou sair daqui já que estou vendo tuuuudoooo.

Sou pega no colo por braços fortes, mas eu me sentia um porquinho naquela posição, estava com metade do meu tronco para costas dele e a outra metade ele tava me segurando pelas pernas.

- Me desce já, quem você acha que é para me tratar assim, o Papa?

- Cala a porra da boca vadia.

- Vadia é a sua mãe aquela gostosa.

Sou jogada no chão e algum desses caras tirou o saco da minha cabeça, observo ao redor e vejo que estou num estoque abandonado, a iluminação é horrível mas consigo enxergar, ao redor tem baldes de ferro com água, armas para todo lados, facas também até parecem que vão torturar alguém, pera.....

- Então você é a Sabrina?

- Não 

- Então como é seu nome, mocinha- esse cara se aproximou muito de mim.

- Escova os dentes imundo- ele me deu um tapa na cara e eu parti pra cima dele mas ele é tao fraco que quem me segurou foi um de seus capangas.

- Foi você que bateu no nosso amigo, não?

- Oh criatura, já bati em várias pessoas, para mim saber tenho que ver o rosto se não não lembro.

- Maycon, chega aqui.

- Aaahhhh foi esse daí que levou um pau *risos*

- Esse mesmo.

- E o que vocês querem comigo?

- Vingança.

Continua....





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...