História Saciador de Ômegas ABO - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 53
Palavras 776
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá bolinhos,
Espero que gostem do capítulo!

Boa leitura!

Capítulo 8 - Chapter 8


Fanfic / Fanfiction Saciador de Ômegas ABO - Capítulo 8 - Chapter 8

Kim Namjoon

- Como ele pode ser tão perfeito? 

Yoongi sussurrou alisando a cabecinha do bebê em meus braços, o olhando maravilhado. 

- Ele é lindo, não é? 

Pergunto orgulhoso passando os dedos levemente pela bochecha gordinha de meu filho. 

- Sim. É a sua cara. 

Yoongi diz com um sorriso genuíno. Meses já haviam se passado. E na mesma semana que Seokjin foi embora descobri que estava grávido. Foi um choque no começo, mas desde desse dia venho contando com a ajuda de Yoongi. 

Ele me acompanhou em cada consulta, ultrasons e até mesmo nos desejos. 

Foi uma gravidez difícil, mais ainda por não ter a pai do meu filho para acompanhar no processo, mas tirando isso tive muitas complicações. Principalmente quando descobri, em uma das ultrasons, que o cordão umbilical estava enrolado no pescoço do meu bebê. E isso poderia ser um risco para a vida dele. 

Mas felizmente nada de ruim aconteceu e agora estou no quarto do hospital um dia depois de ter dado a luz ao meu lindo garotinho. Não posso estar mais orgulhoso e emocionado por finalmente tê-lo em meus braços. 

É uma felicidade sem tamanho. 

- Onde está, Jimin?

Pergunto desviando meus olhos para ele. 

- Foi a lanchonete do hospital comer alguma coisa. - Diz sorrindo largo ao falar do ômega. 

Jimin era o noivo de meu amigo e que estava nos primeiros meses de sua gestação. Não poderia estar mais feliz por meu amigo. 

Yoongi sempre teve uma queda por ele, desde o colegial. Mas o Park não desconfiava disso por Yoon sempre saber controlar suas emoções quando estava perto dele. 

Mas agora eles estavam finalmente juntos. 

- Quando vc vai poder voltar para casa? 

Yoongi pergunta em voz baixa.

- Não tenho certeza,mas acho que daqui a uns três dias.

- Tudo bem. Eu venho te buscar, o Chimie vai adorar te ajudar com o bebê.

Sorrio segurando a mãozinha do meu filho e digo animado.

- Eu vou adorar a ajuda dele. Vou precisar bastante. 

Suspiro ao me lembrar que não posso pedir ajuda a minha mãe, ela praticamente me expulsou da família quando soube da gravidez, nem quis conhecer o neto. Uma pena pra ela. Chin Hwa é uma criança maravilhosa. Mesmo com poucas horas de vida.

Depois que Yoongi e seu ômega foram embora fiquei um tempo curtindo meu filho até uma enfermeira vir para leva-lo de volta ao berçário. Ela disse que eu precisava descansar. E não estava errada, eu realmente estava exausto. 

Então assim que ela saiu com ele foi instantâneo deitar corretamente na cama e fechar os olhos, para praticamente desmaiar minutos depois.

No dia seguinte foi a mesma rotina. De manhã me traziam Hwa para o amamentar, a tarde Yoongi e Jimin vinham me visitar e ficavam mais um pouco babando pelo meu bebê para depois irem embora. 

Essa rotina se repetiu por mais dois dias até chegar o dia da minha alta. 

E quando esse dia finalmente chegou não pude conter minha animação. 

Finalmente levaria Hwa para casa. Era uma alegria sem tamanho. 

Yoongi foi me empurrando na cadeira de rodas até o estacionamento, enquanto Jimin levava as coisas e eu ia com Chin no colo. 

Jimin me ajudou a entrar no carro enquanto Yoongi colocava Chin no bebê conforto. 

Depois de tudo pronto saímos em direção a minha casa. 

Foi um caminho tranquilo, sorria toda vez que meu filho resmungava e eu ia, como o bom pai coruja que era, ver se estava tudo bem. 

Quando chegamos no meu prédio, me ajudaram a descer do carro e me entregando Chin. Esperei eles pegarem o restante das coisas do bebê e foi andando sendo acompanhado de perto por eles que estavam atentos a tudo.

Vários dos meus vizinhos me barraram para ver a carinha do meu filho o que me deixava feliz, muitas daquelas pessoas me ajudou bastante. 

E sou muito grato por isso.

O alfa abriu a porta para eu passar e ajudou seu ômega com as bolsas. 

Fui direto para o quarto que passei meses decorando, deu um pouco de trabalho, mas no fim ficou tudo do jeito que eu queria. 

Entrei no cômodo que já estava com um cheirinho suave de bebê pelo ar e me aproximei do berço colocando Hwa lá. 

Observei seu sono por um tempo antes de me inclinar e deixar um beijo em sua testinha que se franziu de uma forma tão adorável que me arrancou uma risada baixa.

- Bem vindo ao lar, Kim Chin Hwa.

Sussurro, saindo do quarto e pegando a babá eletrônica indo para a sala onde estavam os demais. Sorrindo a toa por finalmente ter ele em casa.


Notas Finais


Surprise!!!! Por essa vcs não esperavam, não é? Pra quem já desconfiava finga surpresa, por favor :)
Morri de amores ao descrever as primeiras horas do contato entre pai e filho. Só de imaginar já dá uma vontade de guardar os dois num pontinho.
Digam nos comentários o que acharam. Quero a opinião de vocês. E não esqueçam de favoritar.

Até a próxima atualização!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...