História Sad - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shion
Tags Sasusaku, Traição
Visualizações 166
Palavras 1.000
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá mais um cap para vcs meus anjos.

Capítulo 4 - Hate


Sasuke


Porra aquilo estava me incomodando e não era pouco, Konan tinha merda na cabecinha dela para  me mandar depilar com cera quente. 

A vadia da mulher ainda parecia puxar com gosto só pra me ver dolorido, nossa olhando bem eu acho que já peguei ela.

- Lembra de mim Sasuke? - me finji de louco, nem a pau que eu iria dizer "sim meu docinho, à quanto tempo rs".

- Desculpe?- olhei para ela rindo cínico, sua face apenas se contorceu de desgosto mostrando muita raiva no coração.

- Realmente não lembra Uchiha? Sou Mio, aquela que você jogou do carro deixando sozinha no asfalto deserto.


Ah sim, Mio. Me lembro muito bem dessa louca que não desgrudava do meu pé. Além de tudo ameaçava que iria machucar a Sakura, deixei no deserto e deixava de novo. 

- Não mandei ameaçar pessoas que eu amo. Se pudesse te deixava sozinha em Roma, pra virar mendiga.


Levantei daquela maca colocando minha camisa azul marinho, de jeito algum iria ficar ali sofrendo atoa com alguém que eu odeio.


Entrei no meu impala  preto e dei o pé dali. 

Pensando agora, Sakura, onde ela poderia estar? Será que ela tava bem? Eu gostaria de ve-la, beija-la e sentir o cheiro dela novamente. Konan tava demorando demais com os resultados.


Dou um pulo do banco quando sou despertado de meus devaneios graças ao meu celular que tocava. Era Konan, espero que essa vaca tenha boas notícias.

-Sasuke? - Eu podia ver ela sorrindo por trás do celular, finalmente ela tinha descoberto



.⡪⡪⡪⡪⡪⡪⡪⡪ ⸙ೊː୭❦୭ːೌೋ⸙


Konan


Pela grande parede de janela era possível ver todo o centro de Japão, era uma grande correria de um lado para o outro, magnífico.


A porta foi aberta com brusquidão e dela saiu um Sasuke suado, cansado e... com raiva?


- Abre a boca logo Konan, não me diga que me fez vim aqui para nada?- olhei com desdém, Uchihas são todos iguais mesmo. Ele se sentou na cadeira em frente à minha mesa e me fitava com raiva e puro ódio. Credo.

- Bom eu achei ela conseguir localliza-la. Ela está em Nova York. - Ele levantou da cadeira de imediato, se virou e começou a caminhar para a porta. Que mal educado vai sair e nem agradece.

-Espera aí. Tem mais uma coisa, ela está com o Itachi. - vi espuma sair dos lábios dele, seus olhos pareciam vermelhos. Uchihas são vampiros? Desde quando? Sorri de nervoso por que Sasuke podia me esfaquear à qualquer momento e a última coisa que eu queria era morrer.


- Como é? - lezado, parece que nem me ouviu 

- Tá surdo é? Eu já falei ela tá com Itachi.


.⡪⡪⡪⡪⡪⡪⡪⡪ ⸙ೊː୭❦୭ːೌೋ⸙


Sakura 


 Eu queria mata-lo, esfaquear e estrangular aquele filho de uma puta, Uchiha é tudo igual mesmo. Na sala deitada no colo da minha friend, eu chorava litros.


Hinata afagava meus cabelos tentando me consolar, mas nada me consolaria, só um murro na cara do Itachi.


- Vai me contar ou vai ficar chorando em cima do meu vestido, lambuzando de rímel? - Hinata, tão doce mas tão cruel.


Respirei fundo, lembrar daquilo doía um pouquinho.


Quando resolvi descer lá em baixo, eu vi Itachi. Caralho eu fiquei tão feliz por que ele não parecia abalado, pelo contrário, tava sorrindo. Foi aí que meu coração palpitou, ontem ele tava quase chorando mares e agora sorria feito uma hiena?

- Itachi? - Chamei vendo-o acenar com a cabeça puxando uma garota de cabelos castanhos. E porra ela era  fodentamente linda. 

E ele tava lá sorrindo feito um idiota, apenas confirmei com a cabeça dando um "oizi" pra tal de Izumi. 


- Perai, tá dizendo que ele trouxe outra garota pra dentro da casa de vocês? - acenei positivo voltando a chorar. - Calma Saky pode ser uma amiga.

- Ah é? E por que ele levou ela pra jantar e não me levou junto? Se era só uma amiga podia me levar também né?

Ela apenas suspirou, claro eu estava certa.


Eu apenas voltei para o quarto com passos firmes, prometi pra mim mesma que não choraria por nenhum homem, não seria pelo Uchiha que eu choraria. 

Passei dois dias apenas saindo do quarto pra trabalhar, como naquela casa tinha vários quartos levei minhas coisas para o outro, e que se foda o Itachi.

Mas ele me pegou. Quando fui na cafeteria ele me pegou, acredita na cara dura ele me pergunto por que tava evitando ele? Apenas sorri como uma bela atriz  e disse que não estava evitando ninguém. Sai de lá desfilando igual uma rainha.

Beijinho na clavícula por que o ombro está abaixo.


-Não acha que tá pegando pesado? Tipo já faz bastante tempo não é?- dei de ombros, to cagando deixa ele pegar aquela vadia. Vou atrás dos meus machos também.

-Não inclusive tenho um encontro hoje. - sorri satisfeita comigo mesma. 


- Um encontro com quem? - maldito Uchiha. Quando virei para trás ele tava lá com aquele maldito sorriso de vencedor de campeonato brasileiro.


- Saí, CARALHO NÃO PODE?- Berrei, a tristeza deu lugar a um ódio que nem eu sabia que tinha .

Ele apenas negou levemente tirando o sorriso da cara, olhou pra Hinata que levantou indo embora.


- Vai me deixar? - olhei com uma cara de tristeza e abandono, ela apenas revirou os olhos.


-Vou sim, tchau.- vadia, ainda se diz minha amiga, desse jeito vou perder na guerra. 

- Você tá falando sério? Vai ter um encontro? - ele me olhava cabisbaixo, mas até parece que vou aceitar fácil assim.


- Tô falando sim, eu não trabalho com fake News, só trabalho com fatos. Se você pode também posso. - levantei quando o vi arquear o cenho. Ah vai se fazer de louco agora?


 Ele riu, riu como se eu contasse uma piada, riu como se fosse a última vez, riu tanto que deu vontade de bater nele. Mas até rindo ele era lindo, droga.

-A Izumi? Não, deixe-me explicar. - cortei ele indo até uma porta.

- Vai explicar para o capeta. - entrei e bati a porta, não sabia nem onde eu tinha entrado mas ficaria ali até ele ir embora.

Pera, eu tô na dispensa.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...