História Sad boy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Bakugo Katsuki, Midoriya Izuku
Tags Bakudeku, Bakugo Katsuki, Bora Chorar, Drama, Katsudeku, Midoriya Izuku, Yaoi
Visualizações 326
Palavras 567
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo, caraio.

Sei lá, tava escutando Sad Boy da Laila, e n sei pq me veio o Izuku na mente.

Boa leitura.

Capítulo 1 - " - Quem foi que te machucou tanto assim?"


Fanfic / Fanfiction Sad boy - Capítulo 1 - " - Quem foi que te machucou tanto assim?"


         
          E não posso deixar de tirar uma foto
 
          Para capturar a tristeza em seu sorriso

Oh, garoto triste, garoto triste, quem te machucou tanto? 

Tanto assim? - Sad Boy, Laila. 


Caminhava pelas ruas frias, chutando pedrinhas em seu caminho. Nem ele mesmo entendia o porquê de estar nas ruas uma hora dessas.  

Finalmente havia voltado para casa, depois de cinco cansativos anos em outro país. Claro, "estudos vem antes de tudo" diziam. E assim ele fez, saiu do lado da pessoa que mais gostava, para agradar os outros. 

Quem? Midoriya Izuku. Esse era o garoto no qual Katsuki Bakugou havia deixado para trás anos antes. 

Por que havia feito aquilo? 

Fitou mais a frente, sentado em um banco, uma silhueta. 

Estranhou, pois afinal, só ele era louco o suficiente para sair na rua naquele frio. 

Estreitou mais os olhos, chegando mais perto, podendo ver quem era. 

Parou. Estava congelado no lugar. Suas orbes estavam arregaladas ao máximo. 

Ali estava, Midoriya, com a cabeça baixa. 

Queria sorrir, mas por algum motivo não conseguia. O estado do esverdeado não parecia ser nada bom, não mesmo.  

Foi quando Izuku levantou a cabeça, que ele pôde ver as olheiras agressivas desenhadas embaixo de seus grandes e expressivos olhos. A boca entreaberta, soltando fumaça, mas esta, não era pelo frio, e sim pelo cigarro, que estava preso por entre seus dedos. Seus pulmões pareciam queimar a cada tragada. 

Katsuki agora tinha seus olhos cheios de lágrimas. Lágrimas pois doía ver seu amado naquele estado. 

Apesar dos anos, o loiro nunca deixara de amar Midoriya. Ele era seu primeiro e único amor. 

Estava em choque também, pois, seu Deku sempre fora inocente e bom. Nunca imaginou que ele algum dia iria foder seus pulmões daquela forma. 

Será que aquilo fora por sua culpa? 

Agora o arrependimento o corroía.

- Izuku... - sussurrou, chegando mais perto do banco. 

O sardento apenas voltou sua visão para cima. Não pareceu esboçar nenhuma reação. 

- Kacchan... - sua voz era sussurrante, sôfrega. A cada ruído, o coração de Bakugou parecia se despedaçar mais. - O que posso fazer por você? - sorriu triste.  

Levou mais uma vez a droga até os lábios, tragando mais daquilo. Soltou a fumaça, que se encaminhou para as nuvens. Tudo parecia tão triste naquele momento...

- Deku... - as lágrimas começaram a descer. - Quem te machucou tanto assim? 

Estava tão óbvio que o esverdeado estava machucado por dentro. Seu coração parecia estar quebrado; despedaçado. 

Com um riso mais tristonho do que o anterior, apenas apontou para seu coração. 

- As pessoas, Katsuki. - abaixou a cabeça. - Elas apenas pegam um garoto inocente, igual eu era, abusam, e depois jogam fora... - lágrimas silenciosas saíram de suas lindas orbes. - As pessoas são cruéis, Kacchan. E eu estou quebrado... 

Nesse momento o loiro chorou mais. Estava doendo em si, e mais do que qualquer coisa queria pegar a dor de seu amor para si. Ele não merecia sofrer daquela forma. 

- Então... Então deixe-me ser quebrado com você, Deku. - caiu de joelhos perto das pernas de Izuku. Bakugou repousou suas cabeças nas coxas do menor, permitindo-se chorar. - Eu prometo nunca mais deixar você... - soluçou. - Nunca mais... Me desculpe, por favor. 

Midoriya afagou as cabeleiras loiras, expressando-se em lágrimas também. 

Afinal, era um garoto triste. E pessoas tristes deixam-se levar, expressando as mágoas através de lágrimas. 

Chorar alivia a alma, não? 










Notas Finais


Cabei men

N tô induzindo ninguém a fumar não, okay? Pelo amor de Deus, n façam isso, pois essa coisa aq é fictícia.

Gostou? Obrigada.
N gostou? N gostou :P

Quer me deixar feliz? COMENTE! Me ajuda mt :D

Bjoo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...