1. Spirit Fanfics >
  2. Sad Sick Love >
  3. Recomeço

História Sad Sick Love - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus amores!
Tudo bem com vocês?
É eu sei, demorei um pouco para postar...
A tia tá com uns rolos aí, por favor entendam!
Estou sempre atualizando na medida do possível...

Boa leitura, espero que gostem!

Capítulo 20 - Recomeço


Aoi :. Pov 



Aoi - Shima-chan, eu te perdoo!


Kai - Yuu-Chan?!


Aoi - Calma Yutaka-kun, tá tudo bem. Não precisa ter medo dele! Confia em mim. 


Yutaka-kun não parecia aceitar isso, mas eu não podia deixar o Shima-chan nessa situação deplorável.  Eu sei bem como é perder o chão, eu sei como é se sentir perdido sem saber o que fazer.  

Ele não tem ninguém, está sozinho nesse mundo, assim como eu.


Yutaka-kun nunca entenderia o que é isso... Ele tem uma mãe maravilhosa que o ama muito, mesmo sem saber sobre o pai dele ou o resto da família, a Sra. Yutaka está sempre presente e nunca deixa faltar nada... 


Por isso,  o Yutaka-kun não sabe o que é sofrer...


Kai - Yuu-Chan, o que pretende fazer? 


Aoi - Vamos levá-lo para casa, acho que será melhor...


Kai - Yuu-Chan... tem certeza?


Aoi - Nani? Não podemos deixá-lo aqui sozinho em uma rua deserta nessas condições! Precisamos fazer alguma coisa Yutaka-kun...


Uruha  - Não precisa se preocupar... foi um erro ter descontado minha raiva em vocês, eu não sou digno de receber sua ajuda.  Me desculpe, de coração. E...Eu não queria ter machucado vocês.


Suas lágrimas caiam sem parar, sua voz era quase um sussurro e ver essa cena me partia o coração. 


Eu não podia ficar parado assistindo o sofrimento do Shima-chan, eu não poderia deixar ele daquele jeito. 


Shima-chan, você não está sozinho!


Aoi - Shima-chan, está tudo bem! Não precisa se preocupar com isso... Sei que você não quis, sei que você se descontrolou. Faz parte!


Kai - Sabe mesmo? - Yutaka-kun tava mesmo debochando em uma situação dessa? Não é possível!


Aoi - Sei Yutaka-kun! Minha mãe também era assim... Eu cresci vendo ela descontar em mim os problemas da vida dela, eu sei o que o Shima-chan está passando. 


Uruha  - Não... Você não sabe... Você não entende.


Eu sei como é...

Eu já vi...

Eu já senti...


Kai - Yuu, eu sei que as coisas para você não foi fácil... Mas não precisa ficar nervoso! Só tenho medo dele se "descontrolar" de novo e acabar te machucando... 


Me levantei e fui em direção ao Yutaka-kun, segurando suas bochechas fartas e selando seus lábios com um beijo estalado, o deixando completamente tímido e corado, quem sabe isso não o deixe mais calmo?


Aoi - Ele não vai me machucar, meu amor! E também não vou deixá-lo fazer algo com você ou com nós!


Kai - Y...Yuu-Chan, você sabe que fico com vergonha disso em público...


Aoi - tinha que ver sua carinha vermelha! Você está parecendo um tomatinho!


Kai - Yuu-Chan!!! - Yutaka-kun me acertou com um leve soco no braço, eu merecia! Afinal, ele fica muito fofo quando está com vergonha...


Uruha  - Não sou obrigado a vocês se pegando na minha frente, ainda mais com a minha vida amorosa caindo aos pedaços... Já vou indo. 


Aoi - Shima-chan, espera! - tentei segurar seu braço, mas antes que conseguisse,  Takashima-san me jogou no chão... 


Dava para ver em seus olhos, 

Ela não queria fazer isso...

Eu sei que não. 


Ele não é um monstro. 


Kai - Yuu-Chan!!! Olha o que você fez, para alguém que acabou de pedir "perdão" por ter se descontrolado, você é de total confiança... por favor Takashima-san, nos deixe em paz... Não quero ver mais ninguém machucado por sua causa...


Aoi - Yutaka-kun, não fale desse jeito! Não percebe que ele está bêbado? Ele não sabe o que faz...


Kai - Sempre que ele se aproxima, um de nós acaba em estado grave no hospital... Eu estou desse jeito por que me arrisquei por você! Então por favor, não quero ir para o hospital mais uma vez... 


Aoi - Y...Yutaka-kun....


Eu não sabia o que faz. 

Eu não pedi para ele se jogar na frente de um carro para me salvar...

Eu não queria que ele fosse mais uma vez para o hospital...

Eu não quero isso...


Mas... 


O Takashima-san precisa de ajuda. 


Mais uma vez me levantei e fui em sua direção, dando um abraço bem apertado naquele ser frágil e indefeso, que eu amo...


Aoi - Está tudo bem meu amor! Você nunca mais vai voltar no hospital, eu prometo! O Takashima-san não vai mais nos machucar... Eu não vou deixar, ok?


Kai - O...Ok.


Aoi - Vamos levá-lo para casa, antes que fique muito tarde. 


Kai - Ha...Hai


Seguramos o Takashima-san e seguimos o caminho em silêncio... Era um pouco constrangedor, mas não podia deixá-lo passar a noite em qualquer lugar..


Yutaka-kun não estava com uma cara muito agradável, ficava observando pelos cantos dos olhos todos os movimentos do Takashima-san... Como se estivesse tomando cuidado para não ser atacado. 


Por fim chegamos na casa dele, que fica na rua da casa de minha mãe... É tão estranho, sinto calafrios apenas de lembrar daquela noite... essa rua é tão escura e sinistra, tão gélida... os ventos fazer barulhos nas janelas, como se quisessem entrar à força nas casas das pessoas...


Sem perder muito tempo, acabamos entrando, praticamente carregando Takashima-san nos ombros. 


Aoi - Yutaka-kun, você poderia preparar algo para ele comer enquanto o ajudo no banho?


Kai - Yuu-Chan... 


Aoi - Yutaka-kun, não se preocupe... vai ficar tudo bem, só vou fiscalizar para ver se ele está bem. Não se preocupe!


Kai - Hai... Vou ver o que posso fazer... 


Yutaka-kun não parecia estar gostando nada disso, mas o que eu podia fazer? 


Vê-lo com essa carinha triste me partia o coração... Mas não posso abandonar o Shima-chan nessas condições. 


Selei os seus lábios com um beijo demorado, eu o amo muito... 


De verdade...


Certo?


Praticamente arrastei o Takashima-san para o banheiro enquanto a Yutaka-kun foi para a cozinha...


Shima-chan começou a tirar suas roupas como se eu não estivesse ali, ver aquela pele clara e seu corpo cheio de curvas era tentador... me lembrei do dia em que estava no  hospital. 

Takashima-san foi tão incrível, tão intenso... 

Aquilo foi surreal. 

E agora ver o seu corpo nu bem na minha frente, me faz sentir aqueles desejos de novo...


Uruha  - Vai só ficar olhando? 


Aoi - Shima-chan.... E...Eu...


Uruha  - Não precisa dizer nada... 


Aqueles lábios, macios e carnudos...

Já tinha me esquecido de como era bom o toque suave de sua boca na minha. 


Takashima-san me agarrou, me prendendo com seus braços enquanto nosso beijo se intensifica, parando apenas pela falta de ar. 


Uruha  - Eu sabia... Você ainda me deseja, né? Você ainda me quer... Você não consegue resistir...


Aoi - Shima-chan, eu não posso... Por favor, para com isso. 


Uruha  - Vem tomar um banho comigo! Vou te fazer relaxar e esquecer do mundo...


Eu queria... Queria muito,

Mas não podia, 

Era errado.


Não tinha nenhuma reação, só consegui desviar o olhar... isso era tentador de mais para mim.


Uruha  - Vai mesmo se fazer de difícil para mim? - Shima-chan tentou me agarrar mais uma vez, consegui desviar dessa e o empurrei para debaixo do chuveiro com a água gelada... acho que isso deve ajudar a abaixar esse fogo.


Aoi - Por favor Shima-chan, não me provoque... Eu estou tentando fazer o certo, você também deveria tentar. 


Uruha  - E...Eu não consigo Yuu. Eu tento, mas nunca acerto. 


Ver os seus olhos se enchendo de lágrimas era doloroso... imagino que ele deve ter sofrido muito, ele comeu o pão que o diabo amassou.  Eu sei que ele quer mudar...


Aoi - Shima-chan... Não fica assim, você vai conseguir se aceitar na vida. Pra tudo tem um jeito.... Agora vai tomar seu banho, eu vou ajudar o Yutaka-kun 


Uruha  - Ok...


Antes de sair do banheiro Shima-chan me segurou pelo braço, me fazendo ficar frente a frente com ele. E com isso, me beijou. 


Foi um beijo demorado, 

Cheio de amor e carinho. 


Um beijo, que eu retribuí. 


Takashima-san só interrompeu o beijo quando o nosso folego acabou. 


Uruha  - Yuu... Você me odeia?


Aoi - Não, mas preciso ir agora. 


Ahh Kami-sama!

O que eu devo fazer?

Shima-chan consegue mexer com o meu coração de um jeito, que eu nem sabia que era possível...


Fui até a cozinha, Yutaka-kun estava cozinhando tão distraído que nem me percebeu ali... Não sei o que ele estava fazendo, mas o cheiro era maravilhoso. Já estava me dando água na boca, masterchef  que segure esse garoto... Yutaka-kun levou um susto quando finalmente percebeu a minha presença, precisavam ver o pulo que ele deu!


Kai - Yuu-Chan! Vai ficar parado aí que nem uma assombração? Quase tive um treco aqui...


Aoi - Me desculpe meu anjo! Você estava cozinhando tão fofinho que eu não quis atrapalhar...


Kai - Baka!!! Então... Como o Takashima-san está? 


Aoi - Ele tá bem, já deve estar acabando de tomar banho. 


Kai - Ok, a comida está quase pronta.


Aoi - O que você está fazendo? Tá com um cheiro tão bom!


Kai - Yakisoba! Nao tinha muita coisa Na geladeira nem nos armários... Fiz o que deu.


Aoi - Está ótimo  meu bem! Eu vou ajeitar a cama para o Takashima-san, tá bom?


Kai - tá bom! Vou terminar de fazer a comida!


Fui em direção ao quarto, tava uma bagunça... comecei a arrumar o que deu e deixando a cama pronta para o Takashima-san. 

Eu estava distraído, mas aquele cheiro forte invadiu as minhas narinas... Um cheiro de fumaça, demorei um pouco para perceber... algo na casa pegou fogo...


Sai correndo em direção a cozinha, eu não sei como, mas havia fogo no balcão... O que o Yutaka-kun estava fazendo?


Kai - Yuu-Chan, me ajuda!! O pano de prato pegou fogo, o Takashima-san vai me matar! Eu tentei apagar, mas quase me queimei...


Yutaka-kun estava com uma cara de desespero, e lágrimas já começavam a se formar em seus olhos. 


Peguei o pano em chamas com uma colher e joguei dentro da pia, ligando a torneira logo em seguida e com isso apagando o fogo. Mas a mancha escura no balcão, não dava para disfarçar... 


Aoi - Yutaka-kun, você se queimou? Tá ferido? O que aconteceu aqui?


Kai - Eu estou bem Yuu-Chan,  não se preocupe! Eu não sei como, mas o pano de prato acabou pegando fogo e eu coloquei ele em cima do balcão... só percebi quando o fogo começou a subir. 


Aoi - Tudo bem Yutaka-kun, tenho certeza que o Takashima-san vai entender... Qualquer coisa eu falo com ele, o que importa é que você está bem!


Uruha  - O que aconteceu aqui? 


Kai - Takashima-san! Por favor me desculpe, foi sem querer... Não sei o que aconteceu, quando vi, o pano de prato já estava pegando fogo...


Aoi - Shima-chan, foi um acidente... Yutaka-kun quase se queimou também. 


Uruha  - Ahh tudo bem,  amanhã quando eu estiver melhor dou uma olhada nisso. Não se preocupe...


Kai - Takashima-san... Eu vou pagar pela reforma do balcão, tá bom? 


Uruha - Não precisa, eu dou um jeito depois... vocês vão ficar para o jantar?


Aoi - Não,  já estamos indo embora. 


Kai - a minha mãe tá esperando a gente...


Uruha - Que inveja de você... Queria ter alguém para me esperar em casa, alguém que se importa comigo... Você tem sorte. 


E mais uma vez meu coração se apertar em ver o Shima-chan nessa situação...

Eu queria muito poder ajudar. 

Eu não sei qual é o problema da família dele, mas o que aconteceu para ele acabar assim?


Kai - Se cuida Takashima-san... Vamos Yuu-Chan?


Aoi - Vamos! Melhoras Shima-chan...


Uruha - Obrigado por tudo, e me desculpe pelo meu comportamento. 


Nos despedimos, 

Takashima-san nos levou até a porta,

Eu segurei a mão de Yutaka-kun e seguimos o nosso caminho. 

Acabamos dando de cara com Akira, que não parecia nada bem.


Kai - Suzuki-kun?


Reita - Yuki-kun, quanto tempo... Como você está?


Kai - Estou bem! E você?


Reita - Um pouco... estou indo atrás do Takashima-san, ele me deve satisfações sobre o que fez com o meu namorado...


Reita - Shiroyama-san, quanto tempo! Está cuidando do Yuki-kun direitinho?


Aoi - Sim, estou! Ele é prioridade para mim... O que houve entre você e o Shima-chan?


Reita - Aquele mimado de merda! Ele pegou o meu namorado... Takanori me contou tudo, disse que o Takashima-san fez ameaças e o agrediu... ele me deve satisfações!


Eu sabia bem da verdade... Mas eu não podia dizer, se não ele pensaria que eu estou do lado do Shima-chan e ficar com raiva de mim....


Kai - Você está indo vê-lo agora?


Reita - Sim.


Aoi - Boa sorte. 


Reita - Obrigado!


Yutaka-kun e eu continuamos, nao demorou e logo chegamos em casa. 

A Sra. Yutaka já havia feito o jantar... Depois de tomarmos banho fomos comer e quando terminamos subimos para o quarto. 


Kai - Yuu-Chan, o que você acha que o Takanori-san disse a verdade para o Suzuki-kun?


Aoi - Tenho certeza absoluta que não... Ele só está tentando se livrar das coisas colocando a culpa no Shima-chan. Mas isso não é problema nosso... 


Kai - Você tem razão... Yuu-Chan boa noite!


Aoi - Boa noite Yutaka-kun. 







Notas Finais


Então...
O que estão achando?
O que vocês acham que vai acontecer com o Takashima-san?
O que o Takanori-san aprontou agora?
Não esqueçam de comentar!
Beijos da tia!
Até a próxima.~♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...