História SADIC - The Flight - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


EU QUE LUTE!

Meus amores crocantes, me perdoem, são "tempos sombrios harry"... sabem como é...TCC, termino de faculdade...e amores que não dão certo!

Enfim, não me odeiem pela demora...não desistam... essa fic nasceu pra ser foda.

Capítulo 10 - 10


POV LAUREN
Sexta feira e a empresa parecia realmente um lugar um pouco menos estressante devido a euforia pelo fim de semana. O projeto da Yamaha fora aprovado pelos lideres do comitê artístico da marca e eu como a bela orgulhosa que sou estava realmente radiante em meu escritório. Após o expediente matutino inundado de afazeres, almocei com Normani entre conversas formais e anotações importantes para sua viagem em direção a nova filial. A nova unidade da Jauregui’s Social media iria realmente alavancar nossas propostas comerciais, nos trazer maior amplitude nas variáveis de mercado e consequentemente, rentabilizar ainda mais todo o núcleo empresarial.

 

No fim do expediente enquanto tomava meu café e aguardava as candidatas para o último desafio que as levaria ao cargo de assistente direta da presidência, pensei em como eu deveria desafiá-las. Veja bem, não é de meu interesse alguém simplório, para estar nessa empresa era necessário algo mais. Interesse e esforço nem sempre são o bastante. É preciso também ter coragem, para enfrentar não só aos outros como a si mesmo. E foi pensando nesse estimulo que encontrei o desafio perfeito para as candidatas.

-Vamos ver como se sai...Senhorita Cabello...- Comento baixinho olhando sua foto 3x4 no topo do currículo que estava em minha mão.

Não passou muito tempo e Lilly bateu levemente em minha porta e avisou-me da chegada das candidatas.

Levantei-me segurando ambos os currículos em mãos, Peguei minha caneca personalizada da presidência com café fresco e caminhei em direção a sala de reuniões. Ao entrar no ambiente cumprimentei brevemente ambas as candidatas e me sentei na confortável cadeira na cabeceira da longa mesa de vidro negro.

-Olá, é um prazer recebe-las aqui. Me chamo Lauren Jauregui, sou presidente geral da Jauregui’s social media, mas creio que não sejam necessárias tantas informações. Acredito que vocês já saibam quem sou e qual o meu papel nesta empresa.-Comentei colocando ambos os currículos a minha frente. – Encaro-as por um breve momento.

-Cecilia – olho-a e sorrio levemente ao cumprimenta-la de forma direta – Você está se formando em publicidade e termina seu curso ainda esse ano. Fala chinês intermediário, possui cursos extensivos em informática e design avançado.

-Camila – Falo levantando brevemente meu olhar para a latina que parecia um pouco mais ansiosa que o normal por estar ali – Cursando o ultimo período de administração, cursos extensivos comerciais e atendimento ao publico, não possui formação em outras línguas.

Respiro fundo analisando-as, as roupas, postura, comportamento. Muito nivelado, realmente. Deveras Lilly e Normani fizeram um bom trabalho nas primeiras etapas.

-Meninas, como devem saber, esta é a ultima etapa para angariar a vaga de assistente direto da presidência. Eu sei que o processo anterior foi complexo, mas, eu não poderia deixar de conferir com meus próprios olhos...se é que me entendem. – Falei encarando-as. Essa vaga sempre fora ocupada pela melhor profissional e mais responsável dessa empresa, minha diretora comercial Normani Kordei. No entanto, abriremos uma nova filial e ela terá de se ausentar desta unidade. Logo, espero que vocês sejam capazes de me surpreender tanto quanto Normani consegue, ou até mesmo mais...se for o caso.

-Primeiro, Cecilia, gostaria de saber porque se interessou em cursar chinês – Olho-a já destampando minha caneta para breves anotações.

-Lauren, eu sempre me interessei por línguas, meus pais sempre me incentivaram a tal porque minha profissão exige amplo conhecimento de comunicação...- Ela disse simples.

-Entendo, mas...chinês? Normalmente as empresas exigem inglês, espanhol e francês . – Comento – Você consegue desenvolver um dialogo comigo neste momento? – Questiono

-Agora? – Ela pergunta um pouco nervosa

-Sim, aqui no seu currículo diz que você possui nível intermediário, logo consegue desenvolver uma conversa normal comigo em chinês. – Esclareci a olhando.

-N-não...quero dizer, eu não sei se consigo, estou um pouco nervosa – Ela disse olhando para Camila brevemente – Noto seu olhar de rivalidade, provavelmente ela já estava pensando que perdera pontos comigo. - Que os jogos comecem – pensei.

-Entendo...- suspirei – Posso considerar que os outros adjetivos sugeridos por você neste currículo são verdadeiros? – Vejo que sua insegurança quanto a língua deve ser descartada. Se você não se sente preparada para falar, não coloque isso aqui. – Aponto para a folha a minha frente.

-S.sim...o resto você pode considerar. – Ela disse com a voz um pouco tremula.

-Certo, Camila... – A olhei brevemente me recostando de forma confortável em minha cadeira. – Aqui diz que você fez cursos para atendimento ao publico...com que finalidade? – Pergunto curiosa.

-Boa tarde Lauren- Ela iniciou colocando brevemente uma mecha de seu cabelo atrás da orelha – Fiz no intuito de entender melhor meus clientes, assim eu consigo extrair a verdadeira intenção por trás de seus pedidos. – Ela diz de forma simples.

-Entendo...você costuma ler jornais Camila? – Pergunto anotando sua resposta anterior.

-Não ler...mas costumo assistir...- Ela diz.

-Sim...e você consegue me dizer quem é Nicolas Maduro? – Olho-a em expectativa.

-Presidente...han...da Venezuela – Ela fala parecendo estar em dúvida.

-Sim, presidente da Venezuela. – Confirmo a resposta e ela parece estar aliviada. – Certo meninas... vocês já devem saber um pouco uma sobre a outra pelo tempo que passaram anteriormente juntas nas primeiras fases da entrevista. Por isso irei dar a vocês a chance de vender pra mim as melhores e maiores características de sua concorrente em 30 segundos. – Olhei-as de forma desafiadora.

-30 segundos? – Cecilia perguntou de forma indignada.

-Sim, em 30 segundos, quero que ambas consigam me vender as melhores verdades que a outra possui. – Falei – Irei marcar no cronometro, e quero começar com você Cecilia.- Em meu celular, ajustei o cronometro para 30 segundos – Podemos? – Questionei-a.

-Sim. – Ela me respondeu suspirando.

-Soltei o cronometro- Valendo! – Eu disse esperando suas palavras.

-Camila é a melhor opção para a empresa, porque ela faz administração e seu conhecimento sobre como atender pode ajudar. – Ela disse enquanto o cronometro apitava e finalizava sua fala.

-Certo Cecilia, obrigada. Agora...você Camila, me diga o porque eu deveria escolher a Cecilia ao invés de você... – Solto o cronometro- Valendo!

-Você deve a contratar porque Cecilia consegue se expressar de forma coerente, iniciou recentemente o curso de chinês e provavelmente será muito necessária para negociações futuras da Jauregui’s Social Media. Ela também...- Interrompo a fala de Camila levantando brevemente minha mão enquanto o cronometro apitava –

-Obrigada meninas, vocês foram realmente excepcionais. Poucas pessoas conseguem fazer esse desafio...Vejam só...vender as melhores características do concorrente para que ele seja contratado ao invés de você para a tão sonhada vaga de estagio?!- Sorrio levemente- Se vocês conseguem vender uma boa imagem do concorrente, imaginem o que não conseguem fazer com uma causa própria, sim? – Termino de fazer minhas anotações e as encaro de forma séria.

-Eu não costumo fazer isso, e não me tomem como alguém fácil e conquistável. Irei contratar as duas, para áreas diferentes. – Vejo ambas sorrirem- Cecilia, você precisa aplacar seu nervosismo, mas como Camila disse, você tem futuro em negociações, sabe quando se calar e quando falar. Tem boa postura, sabe se vestir e seu currículo é realmente completo. Quero que estagie no setor financeiro, junto a minha equipe. Camila...você irá preencher a vaga inicial desse jogo, como minha assistente em negócios. Espero que consiga alcançar todos os seus objetivos aqui dentro. Quero que saibam...- Olho para ambas- Vocês terão um espaço saudável para trabalhar, uma empresa que realmente preza pelo bem estar dos funcionários e principalmente pelo melhor desenvolvimento para crescimento de carreira. Por isso, almejo que vocês consigam também me oferecer o melhor, sempre. Estarei fiscalizando todos os passos de vocês de forma próxima. Não me decepcionem. –Sorri pegando ambos os currículos e colocando em uma pasta preta. – Estamos de acordo? – Perguntei me levantando para cumprimenta-las.

-Sim, obrigada! – Cecilia respondeu apertando minha mão levemente, enquanto eu a saudava com um beijo no rosto.

-Obrigada Lauren, de verdade...- Camila se aproxima de mim e eu deixo um beijinho estalado em sua bochecha ,aproveito a proximidade para sussurrar em seu ouvido – Me aguarde na sala de espera, temos muito o que conversar. – Falei me afastando da mesma –

-Meninas, tenho algumas coisas para assinar... Vocês estão liberadas – Falo e vejo Camila me encarando de soslaio.

Após a saída de ambas da sala de reuniões, me dirigi a minha sala, assinei os contratos e os clipei para entregar a Lilly amanhã, ela iria se encarregar de todos os tramites legais. Fechei minha sala vendo Camila a minha espera na recepção do meu andar.

-Lilly, deixei os contratos em cima da minha mesa, estão clipados, por favor, organize uma reunião breve com as candidatas para maiores informações... – Sorri me aproximando do balcão em que Lilly se encontrava.

-Claro senhorita Jauregui, irei fazer uma reunião para ambientação das meninas, fique tranquila, os tramites de contratação estarão prontos amanhã as 14h. – Ela disse formal.

-Obrigada Lilly, te vejo amanhã – Eu disse indo em direção a Camila que parecia ansiosa enquanto mexia no crachá de visitantes que provavelmente utilizou para adentrar a empresa.

-Camila...- Chamei sua atenção falando baixinho.

-Lauren...er...desculpe, estava distraída. – Ela se levanta meio estabanada ajeitando sua roupa. Sorrio ao notar seu nervosismo perante minha presença.

-Fique tranquila, sua entrevista já acabou! Eu só quero saber se você está melhor, se anda se cuidando... Ally não me deu mais noticias...Vejo que não esta usando mais o curativo em sua sombrancelha...- Comento fitando ligeiramente o disfarçado corte em seu rosto.

-Oh...pensei que gostaria de falar sobre algo com relação ao estagio...mas...sim, estou perfeitamente bem! Ainda sinto dores ao andar...mas acho que é normal...- Ela disse envergonhada.

-Fico feliz em saber que está melhor...se sente pronta para vir trabalhar amanhã? Se quiser podemos adiar sua entrada, posso deixar que inicie semana que vem para melhor se recuperar. – Ofereci de forma educada.

-Sério? – Ela fala surpresa mas parece recuar - Não...não quero atrapalhar o andamento das coisas, estou bem. – Ela responde mordendo o lábio inferior levemente recusando minha oferta.

-Se assim prefere...saiba que pode me contatar caso não esteja se sentindo bem. Não quero nenhum de meus funcionários trabalhando enquanto passam mal, okay? – Falo tocando seu braço confortando-a.

-Obrigada Lauren, você está sendo muito gentil comigo.- Ela disse de forma doce.

-Ah, não tem o que agradecer. –Falo olhando meu relógio e vejo que já está tarde. – Bom... Como vai voltar para casa? Ally vem te buscar? – Pergunto olhando seu belo rosto.

-Não, eu vou de taxi Lauren, Ally está no consultório, provavelmente irá chegar a noite e bem cansada! – Ela disse sorrindo levemente.

-Então venha comigo, te deixo em casa, é caminho. – Ofereço-a.

-Não quero incomodar você! Você já tem me ajudado demais! – Ela fala em tom preocupado.

-Camila, não irei deixar você sozinha em um taxi desconhecido a essa hora, ainda mais sentindo dores. – Falo arqueando levemente minha sombrancelha, desafiando-a.

-Tudo bem...- Ela fala se rendendo a minha oferta.

-Vamos? – Indico o caminho para que ela seguisse na frente, meus olhos seguem os movimentos de seu corpo enquanto ela anda em direção ao elevador.

Adentramos o espaço metálico e o ar pareceu pesar por um momento enquanto a porta se fechava. Me movi para apertar o botão com a letra “P” ,que indicava a portaria da empresa, nos esbarramos levemente com minha aproximação e ela pareceu ficar estática por breves segundos.

-Desculpe...- Pedi educadamente por ter esbarrado nela.

-Sem problemas...- Ela disse, suas bochechas avermelhadas indicavam seu constrangimento pelo “acidente”.

 

A saída do prédio fora rápida, o manobrista entregara meu carro para que eu e Camila pudéssemos seguir de volta pra casa. O fluxo de carros já não era desmedido, e os sinais pareciam protestar contra minha vontade de estar na presença de minha mais nova assistente.

 

-Então, Camila... O que me diz? Ansiosa para iniciar seus afazeres na Jauregui’s? – Pergunto enquanto sigo as instruções do GPS que me guiariam até a casa de Camila.

-Sim, ansiosa e um pouco nervosa...- Ela disse enquanto me olhava de relance parecendo não querer me encarar realmente.

-Eu tenho a impressão de conhecer você de algum lugar... Estou enganada? – Questiono-a em dúvida.

-Bom, eu realmente me lembraria de você... – Ela diz baixinho – Você não é uma pessoa muito comum... – Comenta corando levemente.

-Mesmo? – sorrio – Que bom, porque você muito menos senhorita Cabello.- Falo de forma quase galante.

Conversamos coisas triviais enquanto seguíamos o trafego, que cheio de luzes, parecia energizar o ambiente. As cores vivas dos faróis noturnos e os postes espaçados davam um ar aconchegante e ao mesmo tempo me fazia pensar sobre as sensações e lembranças que eu tinha quase todas as noites. Os olhos de Camila não me eram estranhos, mas ao julgar por suas palavras, nós nunca havíamos tido contato algum.

-Obrigada Lauren – Camila disse ao soltar o sinto de segurança enquanto eu saia do carro para abrir a porta de passageiros.

-Não por isso senhorita Cabello – Eu disse a ajudando a sair. – Até amanhã, tenha bons sonhos. – Falei educada.

-Você também... – Ela disse sorrindo levemente enquanto ajeitava sua mochila em suas costas e rumava devagar ao interior de seu prédio.

-O que você ta fazendo Lauren...- Disse a mim mesma enquanto dava partida no carro e acelerava rumo a minha casa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Eita, se eu fosse a uma entrevista dessa eu juro que morreria do coração antes mesmo de ser aprovada ou não. E vocês?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...