História Saikaro real?! Talvez... - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Carlos Ycaro "Ycro" Gabryel, Matheus Neves "Pk Regular Game", Rodrigo "Saiko" Ximenes
Personagens Rodrigo "Saiko" Ximenes
Tags Meia Um, Meiak, Saikaro, Saiko, Sycaro, Yaoi, Ycaro, Ycro, Ykaro
Visualizações 178
Palavras 594
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eiiiii
Eu prometi não foiiiiii?
eu disse que ia postar dois capítulos.
Maas não no mesmo dia
Mas trouxe hoje (pq na teoria não era pra ter capítulo)

Aproveitem -u-

Capítulo 26 - Não sei o que colocar no título.


Ponto de vista do Pk:

Eu me acordo ao lado de Meia um,acordei bem cedo,aproveito para limpar a bagunça que tínhamos feito, naquela noite, além de ter vestido o corpo de Meia um.Após limpar tudo,vou ao banheiro tomar um banho.Enquanto tomava banho,escutei a porta de meu quarto abrir,fazendo um rangido com qual eu já estava acostumado,logo em seguida um bocejo de sono, não tinha certeza de quem estava ali.Depois de sair do banho,escuto duas pessoas ou mais, dialogando.Vou para a sala de jantar,que se localizava perto da cozinha.Com a toalha na cintura, chego-lá,encontro Saiko,Ykaro e Meia um.Eles me deram bom dia,eu apenas retribuí com um gesto de "olá" na mão.Saiko estava bem disposto pelo que vi,ao contrário de Ykaro,que estava cheio de olheiras,quase como se não tivesse dormido ontem a noite, Meia um estava meio sonolento,mas nem tanto quanto Ykaro.


- Eu tô com fome -- Fala Ykaro coçando os olhos.

- Eu também -- Diz Meia um.

- Tá ,Eu vou fazer a comida -- Falo com um pouco de preguiça.

- Deixa que eu faço -- Saiko diz se dirigindo a cozinha.

- É! Deixa ele fazer! Eu adoro a comida do Saiko,ele cozinha muito bem! -- Ykaro fala animado.


Eu fiquei perplexo, não sabia que Saiko cozinhava,muito menos que cozinhava "bem".


- Saiko? Você tá bem? Tá doente? Você está de bem humor?  -- Falo meio que debochando.

- Ha ha ha -- Ele ri ironicamente - Eu tô bem, só tô animado, ôh animal.

- AI MEU DEUS,GENTE,O SAIKO PEGOU ALGUMA DOENÇA SÉRIA! ELE TÁ ANIMADO!!! -- Eu retruco com uma cara séria, mas, irônico também.


Todos no lugar riem,incluindo eu e Saiko.


- Hmm,o que é que tá acontecendo,por que estão rindo? -- Calango fala com sono. 

- Eu tava querendo dormir -- Fala Guaxinim cansado,com um pouco de raiva talvez.

- Ah,desculpa gente -- Falo um pouco arrependido.

- Tá vendo Pk? Acordou os meninos! -- Fala Saiko tentando me "culpar".

- Nhé... Tá tudo bem -- Fala Calango.

- Enfim, Saiko. -- falo tentando chamar sua atenção.

- Hum? -- murmura ele se questionando.

- Por que está animado? -- Pergunto.

- É que as aulas tão começando -- Responde ele.

- OK GENTE, AGORA É SÉRIO,ESSE NÃO É O SAIKO!! VENDERAM O ORIGINAL NA DEEP WEB. -- Falo Quase rindo.


Todos a riram novamente.


- É que eu tô com saudades,eu meio que fico ansioso,mesmo sendo coisa ruim. -- Saiko responde,ainda rindo.


Era verdade o que ele disse sobre as aulas estarem começando,daqui uma semana voltaríamos a ter aula.Mais tarde,depois de comerem, os meninos foram embora.


- Sua vez de ir,rainha formiga. -- Falo com Meia um.

- Tchau,Rei formiga. -- Responde ele,com um pouco de raiva.

- Mas eu sou mais alto que você e tenho 1,70. -- Respondo dando risadas.

- Não interessa. -- Diz ele indo embora.

- Tchau!

- Tchau!


Ponto de vista do Calango:

Eu volto para casa junto de Guaxinim. Estávamos andando lado a lado.Estava um silêncio constrangedor, até ele quebrar o gelo:

- Calango... Você não pensa em um dia namorar alguém? 


O silêncio podia estar constrangedor,mas após isso ficou um clima pior,prefiria ter ficado no silêncio mesmo.Eu respondo:

- Sim...

- Hmm... -- murmura ele como se estivesse avaliando o que disse ou apenas pensando coisas do tipo.


O silêncio infernal voltou, até novamente ele perguntar algo:

- O que você disse...Naquele jogo,era verdade?

- O que eu disse? -- Respondo sem me lembrar.

- Que você era...Gay.


Eu coro muito.


- Bem...Sim. -- Respondo com muita vergonha.

- A-ah tá. -- Ele fala ao perceber o que me perguntou.

- E você -- Digo o encarando. -- Era verdade o que você disse também?

- E-era. -- Ele responde constrangido.


Após isso a caminhada até a casa foi um silêncio total.


Continua...


Notas Finais


-u-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...