1. Spirit Fanfics >
  2. Saint Seiya - Saga da Lua. >
  3. Capítulo 7 - Poseidon e Ártemis?: E a chama de um amor

História Saint Seiya - Saga da Lua. - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo mara pra vocês! Eu o amo muito, merecemos neh gente😅💖💖💖

Capítulo 9 - Capítulo 7 - Poseidon e Ártemis?: E a chama de um amor


Fanfic / Fanfiction Saint Seiya - Saga da Lua. - Capítulo 9 - Capítulo 7 - Poseidon e Ártemis?: E a chama de um amor

Litoral do Mediterrâneo - Grécia

Julian Solo estava cansado. Tivera uma tour pelo mundo ao lado de seu amigo Sorento para ajudar crianças carentes e pobres.

Foi para o chuveiro, e sentiu a água morna passear pelo seus cabelos azuis . Ele estava com sono, e Sorento já tinha ido se recolher também.

Depois de se trocar e comer uma torta de tâmara, foi admirar o luar e as estrelas. E em seu íntimo, sabia que já estava na hora de se casar, para dar continuação na Família Solo. Uma estrela cadente surgiu, atravessando o céu escuro como nanquim. E a vendo, desejou uma esposa que lhe amasse e que fosse linda como a Lua e aquelas estrelas.

Zeus que não era bobo, nem nada, sabia que assim que o senhor Solo fosse dormir, seria a hora perfeita para despertar Poseidon. E de brinde, cumpriria seu desejo. A futura senhora Solo, seria bela como a noite. Ele construiria um laço novo. Ela seria Ártemis, a própria deusa da Lua. Ou melhor, ela seria Allegra, a sua reencarnação. A corrente seria tão poderosa, que se concretizada, os conectaria por todo o sempre.

A moça amável de cabelos preto-azulados longos e olhos violeta com bordas douradas não sabia o que a esperava. A paixão arrebatadora por causa do tal laço pelo Julian Solo seria uma surpresa. O senhor do Olimpo amava destroçar seus inimigos, e nada melhor que boas surpresas.

Não precisava destruir aquela trindade na pele literal. A alma também seria bom o suficiente. Pois o que sustenta o ser humano é sua pureza de alma, e não a sua carne em si. Eles morreriam facilmente se não tivesse uma, que o próprio Zeus destruiria em estilhaços.

***

Ártemis e Atena não paravam de conversar. Elas pareciam que tinham crescido juntas, devido tanta intimidade.

Os Cavaleiros foram para a ala do Grande Mestre, e deixaram as mulheres sozinhas nos aposentos de Atena. Estavam mortos de fome, os criados não paravam de levar comida e vinho. Sim, eles também adoravam encher a cara.

Mu, Kiki, Shaka, Shijima e Shun foram para uma varanda conversar tranquilamente com suas telepatias, nenhum pareceu curtir muito aquele tumulto de homens grandes e risonhos.

Realmente, eles nem pareciam Cavaleiros de Ouro, temidos por todos, devido seus poderes e impetuosidade. Naquela hora, eram apenas jovens. Até o Shion tava no meio. O SHION, que por sinal fora revivido com seu corpo de 18 anos, juntamente com Dohko; todos estavam em seus corpos no auge da idade, novos e fortes. O Shiryu tava também na farra, e disso podemos tirar conclusões de que os Grandes Mestres não estavam dando exemplo nenhum.

E naquele momento, só passava na cabeça das Saintias que eles eram um bando de babacas. Mas uma delas só pensava em um deles. Katya e Saga. Um casal impossível? Pelo menos, a Saintia tinha uma imaginação fértil. Ou será que não? Talvez Zeus colocasse seu nariz nisso também.

Já era bem tarde quando todos os Cavaleiros foram para suas Casas correspondentes para dormir. E Allegra, Calisto e Lethya ficaram naquela noite na ala de Atena. As servas lhes deram camisolas e pentearam seus cabelos. Todo mundo provavelmente já estaria dormindo. Mas Calisto não conseguia isso. Estava preocupada com o regressar dos Cavaleiros e como isso poderia afetar todos.

Então saiu da ala de Atena para buscar um ar fresco. Decidiu ir até a Estátua da deusa, o ponto mais alto do Santuário. Queria ver a Lua, o maior símbolo de sua Senhora.

Mas para sua surpresa, tinha alguém lá. E pela estatura, era um homem. Tentou se aproximar, mas não adiantaria. Ele sabia que Calisto estava lá.

- Sem sono também?

A General de Ártemis quase gritou de susto. Já estava terminando de subir as escadas.

- Sim. Eeehh..

- Venha. - O homem se virou. Ele tinha cabelos cor de lavanda e tinha duas pintinhas na sua testa, acima das sobrancelhas fininhas. Ele lhe ofereceu a mão e ela se aproximou até tocar a mão macia, mas com alguns calos despercebidos.

- Nos treinamentos, costumamos nos machucar um pouco. - Ele sorriu e Calisto corou. Ele tinha percebido que ela analisara sua palma da mão. Ela ficou ainda mais vermelha.

- Sou Mu de Áries. E você?

- Me chamo Calisto.

- A braço-direito de Ártemis, como nos tempos mitológicos.

- Isso, exatamente.

- O que faz aqui?

- Queria ver a Lua. E você?

- Também. Eu e alguns poucos Cavaleiros decidimos não nos embebedar. Se eu soubesse que iria ficar sem sono, teria tomado ao menos uma taça.

- Ah, assim eu não encontraria você.

Só depois que Calisto percebeu o que tinha falado. Mu riu baixinho, e ela corou. Ele a intimidava e confortava ao mesmo tempo. Ele parecia calmo e sereno como o orvalho da manhã.

Os olhos verdes de Mu penetraram os olhos cinza de Calisto e ela se sentiu nua. Desviou o olhar e ele riu de novo.

- Você acha graça, né?

- Você fica muito bonita e atraente corada.

Ela ficou vermelha de novo. Parecia um tomate. Nunca um homem a fez corar tanto.

Depois daquele momento, eles se sentaram no chão e Calisto apoiou sua cabeça no ombro dele, e depois de um tempo acabou dormindo. Mu sorriu e a pegou no colo, levando-a de volta para dentro do Santuário.

Aquilo poderia ser a chama de um amor começar a se aquecer.


Notas Finais


Espero que estejam gostando da história! Como sou escritora de romance, e me apaixonei por um universo onde esse gênero é escasso, vou criar casais que sempre sonhei em Saint Seiya. Comentem sugestões de enredo e tals, aceito de bom grado.

Que as constelações os guiem💖💖😍🐏


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...