História Saint Seiya: A Odisseia dos Deuses! - Capítulo 62


Escrita por:

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Abel de Gêmeos, Afrodite de Peixes, Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Albafica de Peixes, Albion de Cefeu, Aldebaran de Touro, Apolo, Ártemis, Asmita de Virgem, Aspros de Gêmeos, Bian de Cavalo Marinho, Camus de Aquário, Defteros de Gêmeos, Dégel de Aquário, Deméter, Dohko de Libra, El Cid de Capricórnio, Freya, Harbinger de Touro, Hilda de Polaris, Hyoga de Cisne, Ikki de Fênix, Io de Scylla, Jabu de Unicórnio, Julian Solo, June de Camaleão, Kanon de Gêmeos, Kardia de Escorpião, Kasa de Lymnades, Kiki de Áries, Kouga de Pégaso, Krishna de Chrysaor, Lyfia, Manigold de Câncer, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Mu de Áries, Nachi de Lobo, Poseidon, Ryuho de Dragão, Saga de Gêmeos, Saori Kido (Athena), Shaina de Ofiúco, Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Virgem, Shunrei, Shura de Capricórnio, Sorento de Sirene, Tenma de Pégaso, Thetis de Sereia, Yuna de Águia
Visualizações 47
Palavras 2.658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga, Shounen, Suspense, Violência
Avisos: Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


"O cosmo de Dohko alcança Shiryu e o faz despertar. Ele encontra Igor também vivo, que revela que o deus que está ao lado de Poseidon é Apolo. Shiryu leva as armas de sua armadura de Libra até seus amigos. Seiya, Hyoga e Shun despertam com a chegada das armas e destroem os pilares. Seiya parte para o encontro de Poseidon, encontra os escombros do pilar do Pacífico Sul e neles Marin. A amazona desperta perguntando por Tohma, que logo surge. Seiya deixa Marin com Tohma e segue seu caminho. Shun e Hyoga se encontram e na sequência encontram Kiki bem debilitado. Kiki destrói o pilar do Pacífico Norte com a ajuda de mais uma arma de Libra e pede para os dois cavaleiros partirem. No Santuário, os cavaleiros percebem que o estranho cosmo se partiu em dois, e um deles foi em direção das 12 casas. Ryuho e Seiji na condição de cavaleiros de Ouro vão atrás da ameaça. Logo um homem se forma diante dos demais cavaleiros dizendo se chamar Pitágoras de Saturno, um Astro de Apolo. Ele faz uma proposta de aliança negada aos cavaleiros, então percebe dominar o Santuário por conta própria. Os golpes de Akemi, Jacó, Yuri, Yuna e Tâmara são ineficazes e eles acabem presos pelos anéis de Saturno. Kouga e Shoryu interceptam o Astro que tenta partir para sua missão".

Capítulo 62 - Shaina é Sacrificada!


Fanfic / Fanfiction Saint Seiya: A Odisseia dos Deuses! - Capítulo 62 - Shaina é Sacrificada!

Seiji e Ryuho adentram a casa de Áries, sabendo que a cosmo energia estranha já adentrou a casa. Seiji golpeia em direção ao cosmo e ele percebe que conseguiu acertar.

- Consegui Ryuho. Acertei o invasor! – Exclama o cavaleiro de Câncer.

Os dois correm em direção ao corpo que caiu. Quando o inimigo se levanta, os dois cavaleiros de Ouro se assustam!

- Mas o que é isso! Uma aberração! – Grita Seiji.

June, Jabu e Geki, que estavam na saída da casa, voltam para a entrada e vêem os dois cavaleiros paralisados.

- Ryuho, Seiji... Vocês estão aqui... O que vocês tem? – Pergunta Jabu.

Os três cavaleiros se assustam ao perceberem a presença do inimigo. É um ser extra terrestre, verde com três cabeças iguais. A feição parece humana, porém com a cor esverdeada e olhos vermelhos assusta a todos.

- É um monstro! – Grita Jabu.

O monstro veste uma orbital celeste parecida com as dos outros Astros planetários vistos antes, de cor azul escura. Ela veste o corpo do ser de três cabeças.

- Eu sou um habitante interplanetário. Meu nome é Ciparisso de Netuno, sou o Astro planetário que representa o oitavo planeta do Sistema Solar. – Ele fala com a cabeça do meio.  – Vim aqui invadir o Templo de Atena em nome de Apolo e ajudar na extensão do território do deus do Sol.

- Uma das cabeças se pronunciou! – Exclama Geki.

Ciparisso cria uma energia em volta de seu corpo. Logo ele se torna três seres iguais, só que apenas um com a armadura de Astro solar, os outros dois com armadura parecidas, só que na cor cinza.

- O que? Agora são 3! – Comenta June.

- Sim. Sou invensível. Tenho 3 corpos que controlo, e cada corpo tem uma energia, ou seja, tenho a força de 3 Astros. Rendam-se se não querem sofrer horrores! – Intimida Ciparisso.

Geki salta para cima de Ciparisso, o original, para prendê-lo no abraço do Urso.

- Não o tememos aberração! – Grita Geki já no alto.

- Te ajudare Geki! “Galope do Unicórnio”. – Ataca Jabu.

- Meu chicote os auxiliarão! “Chicote do Camaleão”. – June ajuda os companheiros.

Ciparisso se mistura nos seus 3 corpos, deixando os cavaleiros de Prata e a amazona de Bronze zonzos. Eles são fortemente atacados pelo ataque do Astro de Netuno.

- Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhh... – Gritam os 3.

- Cuidado! – Alerta Ryuho.

Os 3 sangram e caem no chão com seus corpos todos com vários cortes.

- Eles foram acertados pelo grande poder do Neptuno 1, o maior Satélite do Sistema Solar que existe. Essa técnica é infalível. – Comenta o Astro.

Ryuho e Seiji ficam em alerta. Jabu se levanta com dificuldade enquanto Geki e June perdem a consciência.

- Agora vocês vão ficar quietos parados aqui enquanto adentro as 12 casas. Sem interrupções. – Diz Ciparisso dando ordens. Os outros dois corpos ficam ao lado dele e repetem o mesmo.

- Não vai passar daqui! – Responde Seiji.

Seiji e o Ciparisso original se olham feio. Um dos outros corpos de Ciparisso olha para Jabu que se levantou, e o outro para Ryuho.

 

Nas proximidades da nova casa de Serpentário, Shaina olha feio para Odysseus.

- Uma amazona tão bonita não fica bem com essa cara de raiva. Uma coisa que até que enfim Atena fez foi liberar as amazonas de usar máscara, esse era mais um dos absurdos do controle ridículo de Atena sobre a Terra. – Comenta Odysseus.

- Basta. Você não vai falar mais nada contra Atena. E vai pagar por ter ferido o Albiore. – Responde Shaina ainda mais nervosa

Odysseus segue com seu semblante calmo. Shaina queima seu cosmo!

- Amazona, só contra ataquei. Ele quem teve a audácia de querer ferir a mim, o deus da cura e medicina, o futuro governante da Terra. – Diz Odysseus.

- Haaaaaaaaaaaa... Chega! Sinta o verdadeiro poder da constelação de Serpentário seu falso deus: “Venha cobra”.

Odysseus repele com facilidade, sem se mexer ao ataque de Shaina.

- Haaaaaaaaaa... “Garras de trovão”.

Odysseus ergue sua mão direita e evita o ataque de Shaina. Com a outra mão, ele ergue seu bastão e mira na amazona.

- Você é apenas o resultado do futuro da punição covarde dos deuses, amazona. Sinta o poder do “Bastão do Ofiúco”.

- Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhh... – Shaina e lançada para cima, caindo em imensa velocidade.

Novamente com o bastão, Odysseus ergue Shaina e a envolve em serpentes douradas, a fazendo levantar e ficar presa levitando.

- Você se diz amazona de Serpentário não é? Mesmo usando agora a armadura de Serpente... Pois bem, vou te levar ao que é a casa de Serpentário reconstruída nessa Era. Espero que goste e pare de ir contra mim. Ecarlate traga Gestalt. E meus antigos companheiros cavaleiros de Ouro, me sigam para conhecê-la – Pede Odysseus levando Shaina envolvida entre as serpentes. Ecarlate pega Gestalt inconsciente e o leva.

Shijima se aproxima de Albiore.

- Você está bem?

- Mmmm... Atena... Shun... – Albiore ainda está delirando.

- Ele está delirando. Acho melhor levá-lo até lá! – Shijima ergue Albiore na esfera cósmica que cobre seu corpo e leva o antigo cavaleiro de Prata consigo.

Os demais cavaleiros seguem Odysseus, todos bastante confusos. Eles vêem a nova casa de Serpentário. Ela é maior do que as outras 12 casas, e possuei desenho de serpentes nos pilares da entrada. OdYsseus os convida a entrar. Ao entrarem, todos se surpreendem com o local.

- Que casa incrível. Aqui é tudo imenso, passa uma sensação diferente... – Comenta Ox.

Todos os pilares da casa de Serpentário são enormes. Dentro da ampla casa, o desenho de serpentes é espalhado pelo teto, paredes e pilares. Uma estátua com o antigo Asclépio de Serpentário está erguido. Na estátua, ele está erguendo seu bastão, como um deus.

- Sinto as dores que eu sentia... Sumir! – Comenta Ox.

- Eu também... Não sinto mais dores das picadas das serpentes! – Exclama Mystoria.

- Esse é o poder de cura da casa de Serpentário. Todas as suas feridas serão curadas com esse enorme poder. Aqui será o lugar de suas conversões. Todos aqui serão considerados seguidores do Ofiúco. Tirem suas armaduras que criarei armaduras prateadas com suas constelações com o desenho de serpentes e de seu portador. – Diz Odysseus de costas para os demais.

- Odysseus de Serpentário, não iremos contra Atena. Você poderia se unir a nós para impedir o avanço de deuses como Poseidon e Apolo. Acredito que Hera tenha sido detida com o sacrifício do senhor Hefesto. E acredito que Dionísio se tinha alguma intenção, foi detido com o sacrifício dos cavaleiros de Deméter. – Propõe Mystoria.

Odysseus se vira para os cavaleiros e olha fixamente para o cavaleiro de Aquário. O cosmo intimidador deixa Mystoria desnorteado.

- Não fale bobagens Mystoria de Aquário. Atena é dispensável, desnecessária. Ele deverá morrer junto com os demais deuses do Olimpo e eu governarei essa Terra como um deus humano, um deus que superou todos os outros deuses com sua capacidade, honra e poder da cura e medicina. Ninguém será capaz de ir contra mim, e ajudarei a todos que me servirem, assim como fiz na minha vida no século XVIII, e como Asclépio.

- Odysseus! – Exclama  Mystoria.

- Não sejam tolos. Saibam que se deuses como Deméter e Hefesto tiveram a capacidade de trazer homens mortos de volta a vida foi graças a Hades estar selado. Zeus adquiriu essa capacidade do deus do submundo e trouxe cavaleiros de volta, oferecendo essa técnica a outros deuses. Mas vocês não sabem quanto tempo isso irá durar e nem se estão sendo usados. Se aliem a mim e vamos matar Atena e os demais deuses. Eu governarei absoluto.

- Hefesto nos trouxe para proteger a Terra Odysseus, o futuro veremos mais para frente. Com a Terra e a vida dos seres humanos protegida, nós vivos ou mortos, com corpo físico ou como almas tenho certeza que seremos guiados ao lugar que merecemos. – Diz Shijima.

- Isso não acontecerá porque eu controlarei a Terra, o melhor e se unirem a mim, pois Atena irá morrer assim como os demais deuses do Olimpo! – Responde Odysseus.

Shaina destrói as serpentes que a envolviam e salta de frente a Odysseus. O cavaleiro de Ouro de Serpentário se mostra surpreso. Shaina acerta um soco em sua cara, e logo depois arranha seu rosto com sua unha, o fazendo sangrar. Shaina é empurrada pelo cosmo do cavaleiro, a fazendo cair. O ferimento se cura em segundos, deixando todos surpreendidos.

- O que você fez é imperdoável amazona inimiga. Você pagará por ferir um deus, e ainda dentro da casa de Serpentário. Eu vou apagar todos os vestígios que Serpentário teve como sua constelação. Não existe sucessor ou sucessora do grande Serpentário, eu sou único e imortal. Avante Ofiúco! – Odysseus ergue seu bastão.

- Você não me intimida, Odysseus! Volte para o além e desapareça novamente: “Garras de trovão”.

Os cavaleiros de Ferro se surpreendem com a coragem da amazona. Porém eles temem as atitudes dela.

- Pare com isso mulher louca, não ataque Odysseus assim de frente. – Alerta Deathtoll.

- Recue mulher, recue! – Grita Cardinale.

- O que ela está fazendo, pode ser fatal para ela! – Lamenta Caim, fechando os olhos.

- O Odysseus, ergueu o bastão de frente para Shaina, ele não pode fazer isso! – Grita Izo.

- Shaina cuidado! – Albiore desperta. Shijima ao seu lado também está tenso.

- Não Odysseus, ela é uma amazona de Atena da Era atual! – Grita Ox.

- Recue amazona, pare com isso Odysseus. – Pede Kaiser.

O golpe de Shaina é de frente a Odysseus. O cavaleiro de Serpentário se deixa ser atingido para nova investida da amazona. Shaina, a centímetros de Odysseus se prepara para um novo golpe. Odysseus ergue seu bastão e perfura Shaina de frente. Os dois ficam se olhando olhos nos olhos. Shaina começa a se lembrar de vários momentos da sua vida, de quando treinou Cassius, de quando perseguia Seiya, dos treinamentos a Kouga, de ficar de frente com Poseidon, de enfrentar a princesa da guerra Dasha, ela tem vários flashes em sua memória. Shaina sangra pela boca. Logo seu corpo desfalece no bastão. Odysseus a joga no chão.

- Nãããããooooooo! Esse desgraçado matou a Shaina. – Se desespera Albiore, deixando as lágrimas caírem.

Todos os cavaleiros ficam pasmos. Eles olham para Odysseus com ar de discordância. Odysseus olha calmamente para todos. Até Ecarlate, um pouco atrás de Odisseus cuidando de Gestalt se surpreende com a atitude de seu líder.

- Se não serem leais a mim logo liberarei a lei do despertar que matenho no Santuário após o surgimento da casa de Serpentário. Todos dormirão profundamente. E então cavaleiros?

Todos olham bastante contrariados para Odysseus. O leão Goldie, que tinha ficado para trás, chega no local.

 

ATLÂNTIDA

 

 

No Subterrâneo de Atlântida, Mikki e Melker trocam golpes cada vez mais intensos. Os dois empatam em tudo. Quanto mais um acerta um golpe, mas o outro fica debilitado. Entre muito sangue, os dois queimam seus cosmos. Melker percebe a queda dos pilares do Índico e do Pacifico Norte.

- “Tempestade das galáxias”. – Os golpes são iguais, disparados ao mesmo tempo.

Ambos enfraquecidos e sem defesa, são acertados e arrasados. Os dois estão caídos, ensanguentados no chão.

- Esse foi o meu máximo... Será que Melker ainda tem forças para se levantar? – Se pergunta Mikki.

Os dois oponentes, antigos espíritos em um mesmo corpo, estão caídos, frente a frente, esgotados. Minutos depois, Melker se levanta e olha para Mikki caído.

- Eu não imaginava esse seu nível de poder. De fato você era mais do que o meu outro lado. Mas eu venci.

Melker se aproxima do pilar atlante do Antártico.

- Imperador Poseidon, me dê forças. Agora que mais dois pilares caíram a situação está complicada. Eu já não tenho forças...

Logo, de trás do pilar, surge a imagem do deus da guerra Ares assustando Melker.

- Traidor, por um maldito corpo me traiu, se aliou a outro deus. Você irá pagar traidor! – A voz de Ares é estrondoza.

- Senhor Ares, eu não o traí, foi apenas uma nova oportunidade de retornar e derrotar Atena, eu ajudaria o senhor... – Melker nem termina de falar e sente o cosmo de Ares o expremendo. Ele sente sua cabeça explodir.

- Aaaaaaaaahhhhhhhhh... Meu cérebro vai explodir.

Melker cai no chão com os ouvidos sangrando. Ele percebe que não ocorreu nada com sua cabeça. Foi tudo uma ilusão.

- Mas o que foi isso?

- Acho que você não venceu totalmente espírito maligno! – Mikki está novamente de pé.

Melker se levanta com as pernas bambas.

- Foi você cretino. Você também desenvolveu um golpe de ilusão.

- Aí que você se engana. – Mikki fecha os olhos.

- O que? – O Almirante de Leão Marinho fica incrédulo olhando para Ikki.

Mikki fica ao lado de Ikki, que segue caído inconsciente.

- Não pode ter sido ele...

- Foi sim Melker. O Ikki pode ter sido derrotado por você por um instante, o que o fez perder a consciência pela limitação de seu cosmo. Mas ele jamais se deixa vencer. Principalmente por um ser imundo igual você. Como percebeu, mesmo sem consciência ele despertou o oitavo sentido! – Diz Mikki.

- Isso é ridículo. Ikki estaria morto se não fosse sua interrupção. – Responde Melker.

- Provável. Assim como eu estaria morto com seu golpe de misericórdia se ele não tivesse te acertado com o golpe fantasma. Se ele nesse estado teve esse nível de poder, você pode imaginar o quando poderoso ele é.

As palavras de Mikki irritam Melker que olha com fúria para Ikki. Porém ele já não tem mais forças.

- E a realidade é que, tanto eu como você, estando no mesmo corpo teríamos morrido pelas mãos de Ikki no Templo da Guerra há 6 anos. Morrer como um Berserker e não como um cavaleiro poderia me impedir de ser trazido de volta a vida. E se você não tivesse sido expulso do meu corpo com a intromissão de Shun provavelmente você não conseguiria voltar à vida, pois não seria uma alma sem corpo, e sim uma alma mandada para o além, assim como eu.

Melker sabe que Mikki tinha dito a verdade. Pela primeira vez ele se sente derrotado. Mas resolve dar a sua vida para matar o homem a quem dominou por tanto tempo com a ajuda de Ares.

- Agora o passado pouco importa. Usarei a minha técnica de Almirante para te dar um fim. O meu rugido marítimo, mesmo que enfraquecido, dará um fim a sua detestável vida. – Diz Melker.

- Eu não teria tanta certeza. – Mikki volta a fechar os olhos.

- Como assim? – Melker se sente incomodado.

- Olhe para você! – Alerta o cavaleiro de Gêmeos substituto.

Melker sente seu corpo derretendo. Ele já não tem mais domínio do corpo. Ele sente sua alma amaldiçoada desprendendo do corpo. Logo o corpo desfalece, mas Melker se sente vivo. Melker agora é apenas o espírito maligno que dominou Mikki, uma alma negra sem uma forma definida.

- Maldição, meu corpo cedeu. Não importa Mikki, estou de volta a esse mundo como espírito vivo, te matarei e seu corpo voltará a ser meu, definitivamente meu sem você atrapalhar hahahahaha.

- Você não está mais em condições espírito perturbado. – O cosmo de Mikki entra em sintonia com o de Ikki.

- Que cosmo é esse? – Se assusta Mikki.

- Você, Ares, Arles... Vão aprender a jamais brincar com os cavaleiros de Gêmeos. Em nome de mim e Ikki, de Saga e Kanon, desapareça último espírito que liga Ares a esse mundo! – Grita Mikki.

- Que cosmo imenso. Como ele pode despertar esse cosmo... É o oitavo sentido... Ele despertou com a ajuda de Ikki o oitavo sentido... – Teme Melker.

- Desapareça para sempre em dimensões desconhecidas: “Dimensão paralela”.

- Eu não posso evitar... Eu que já usei tanto esse golpe serei vítima... Aaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhh...

Melker é tragado para uma dimensão desconhecida e o espírito não é mais sentido. Mikki vai de cara ao chão sem forças.


Notas Finais


Próximo capítulo de Saint Seiya: A Odisseia dos Deuses!

"Os Perigosos Astros de Saturno e Netuno".


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...