1. Spirit Fanfics >
  2. Sakura em: Lutar para Viver >
  3. Traumas do meu marido

História Sakura em: Lutar para Viver - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Traumas do meu marido


 

Sakura lia alguns documentos que estavam empilhados em sua mesa, mas não conseguia manter a concentração nem por cinco minutos, a todo momento olhava para a mesa que estava em frente a grande janela com uma plaquinha dourada com o nome de seu marido, no fundo se perguntava se havia exagerado com ele, mas ao mesmo tempo se sentia irritada por ele ter medo achando que ela não sabe se cuidar e principalmente por não ter contado para ela a proposta que havia recebido. Ela estava tão imersa em seus pensamentos que não notou um moreno de pele pálida entrar em sua sala.

Sai: Posso conversar um pouco com você?

Sakura: Pode né, você já foi entrando na sala mesmo... – Ela joga os papeis que segura na mesa e se senta na cadeira de frente para o moreno – Você é o Sai, né?

Sai: Isso mesmo, e você é a famosa Sakura Haruno! – Ele sorri para a rosada mas mesmo assim não demonstra muita emoção – Eu vim conversar com você sobre o seu marido...

Sakura: O que aconteceu com ele?! – Ela segura Sai pelo colarinho com uma expressão assustada no rosto – Fala logo!

Sai: Ele está bem fisicamente, o que aconteceu entre vocês para ele nem ter almoçado e estar com uma expressão bem ruim?

Sakura: Isso não é da sua conta!

Sai: Começa a ser quando ele desconta a raiva em mim! – Ele respira fundo – Ele falou que tem medo de colocar você em risco e você pelo visto não reagiu muito bem, não é mesmo?

Sakura: Porque a curiosidade?

Sai: Ele é como um irmão para mim, e fiquei muito feliz por ele ter te reencontrado... – Ele respira fundo e entrega um distintivo da marinha – Ele queria te contar que vai aceitar a proposta do Hashirama, tudo para ficar próximo de você...

Sakura: E porque ele não disse? Preferiu falar que tem medo de me colocar em perigo?

Sai: Porque ele te ama mais do que própria vida, eu vejo que quando vocês brigam, ambos ficam irritados e com essa expressão feia na cara... – Ele começa a rir do olhar irritado de Sakura – Essa expressão ai você aprendeu com ele!

Sakura: É... – Ela se ajeita na cadeira e começa a rir – Eu amo muito ele, e sei o que deixa ele tão preocupado assim, mas ele da a entender que não acha que sou capaz de me defender sozinha, e isso me irrita.

Sai: Você está errada, ele te acha extremamente capaz de se defender sozinha, é que ele ficou traumatizado quando mostraram uma mulher idêntica a você sendo torturada e morta... – Ele mostra o distintivo de Mikashi com uma foto deles na época que ainda estavam na missão e nota os olhos da rosada brilharem quando vê a foto – Ele tem medo de te perder e não conseguir fazer nada, a dor consegue destruir o coração mais bondoso e torna-lo um pedra... o do seu marido tinha virado uma, mas você tem a incrível capacidade de fazer ele ser...

Sakura: Dele ser ele mesmo...

Sai: Exato, você fez ele parar de beber Sakura! – Ele sorri gentil – Você coloca o melhor lado dele a mostra, acho que isso que o amor faz com uma pessoa... Bem, eu preciso voltar antes que ele comece a me procurar, foi bom conversar com você Sakura!

Sakrua apenas observava o moreno sair da sala assobiando e cantarolando como se aquilo fosse normal, o que a fazia se perguntar se todos na base naval era daquela forma.

Tsunade: Posso entrar? – Ela olhava curiosa para a rosada que parecia perdida olhando para a mesa do marido – Está tudo bem?

Sakura: Pode... – Ela consegue desviar o olhar da mesa para encarar a loira – O que aconteceu?

Tsunade: Dessa vez eu só vim para conversar como amiga, nada de trabalho. – Ela sorri carinhosa para Sakura que não tinha a melhor das expressões – Ta todo mundo comentado sua discussão com o Mikashi no refeitório, vocês estão bem?

Sakura: Se bem significa que ele escondeu de mim a proposta que recebeu, e que tem medo de colocar a mim e a Luna em risco, sim, estou ótima!

Tsunade: Isso não parece ser verdade, eu sei que você ama ele, deu para ver quando pegamos vocês no elevador... se agarrando, deu para imaginar a loucura que fazem quando estão a sós... – Ela olha de forma maliciosa para Sakura que estava levemente corada – Pelo seu rosto eu acertei.

Sakura: É, o sexo com ele é incrível, não só isso... – Ele sorri de canto tentando disfarçar – A gente se da super bem, conversamos muito e não temos segredos um com o outro, pelo menos era isso que eu tinha pensado...

Tsunade: Vamos, não seja tão dura com ele, a proposta tinha sido feita logo de manhã e você sabe muito bem que ele foi direto para o ginásio. – Ela segura as mãos de Sakura – Só demonstre para ele que você é o porto seguro dele...

Sakura: Analogia com coisas navais?

Tsunade: Eu torci para que você não percebesse, mas sim, é só dar um pouco de espaço para ele e sempre mostrar carinho, eu já tive alguém assim na minha vida e eles são bem parecidos... – Ela aponta para a porta revelando um homem com olhar triste olhando diretamente para Sakura – Vocês dois precisam se acertar logo, odeio quando ambos ficam com a mesma cara de bunda!

Mikashi: Não é bem assim senhora Tsunade... – Ele respira fundo sem desfixar os olhos de Sakura – É complicado...

Tsunade: Não existe nada de complicado, vocês se amam e da pra ver isso na cara, agora se acertem e voltem a se agarrar como estavam começando a fazer no elevador! – Ela pisca para a dupla que parecia envergonhada – Vocês são muito fofos juntos!

Foram alguns segundos que pareciam uma eternidade que os dois ficaram se encarando fixamente nos olhos ambos tinham uma expressão neutra que analisava cada movimento que faziam como se estivessem prontos para lutar até a morte.

Sakura: Eu queria pedir desculpas para você... eu... eu exagerei um pouco, espero que poça me perdoar...

Mikashi: Eu sempre vou te perdoar, eu te amo muito Sakura, você e a Luna são as coisas mais importantes da minha vida... Eu só fico preocupado de acontecer alguma coisa com vocês por minha culpa, por tentarem me atingir.

Sakura: Eu sei... – Ela puxa o marido pela mão até que estivesse com o rosto um do outro a poucos centímetros – E é por isso que vamos lidar com tudo juntos, como sempre fizemos!

Mikashi: Sim Major! – Ele beija a rosada que aos poucos deixava o peso do corpo ser todo sustentado por Mikashi que parecia perdido entre rir ou beija-la – Folgada...

Sakura: Eu sei que você adora me ter nos seus braços... – Ela rouba um beijo e logo em seguida volta a ficar em pé – Eu fiquei sabendo da proposta que recebeu, pretende aceitar?

Mikashi: Eu já aceitei Sakura... desde o almoço, era aquilo que eu queria falar com você... – Ele abraça a rosada com força – Minha vida foi um verdadeiro inferno nesses anos sem você, eu me perdi... Fiz muitas coisas terríveis em troca de nada, tudo para esquecer a dor que sentia e por isso causei tanta dor no mundo, e mesmo assim não conseguia parar de sofrer por ter perdido você, por isso comecei a beber, no inicio qualquer coisa me derrubava, mas agora só coisas muito fortes conseguem.

Sakura: Eu sei de tudo o que você fez, eu não ligo, era seu trabalho e como bons soldados de Konoha, nós cumprimos as ordens que nos dão. – Ela se senta na mesa ao lado dele – Eu sei como foi a dor de perder quem você realmente ama, eu senti a mesma dor quando me disseram que você morreu na explosão, a única coisa que realmente me prendeu aqui foi nossa filha, ela é uma parte de você que eu nunca vou deixar escapar!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...