1. Spirit Fanfics >
  2. Sakura Love >
  3. I - Prólogo

História Sakura Love - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Avisos:

• Essa fanfic terá capítulos maiores, portanto demorarão mais a sair ( tendo exceções)

• Essa fanfic irá conter cenas de lésbicas e gays como personagens. Se não gosta, proponho que leia outra coisa.

• Também irá conter cenas hentais.

Uma boa leitura para vocês.

Capítulo 1 - I - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Sakura Love - Capítulo 1 - I - Prólogo

Capítulo um 

Apressei os passos para chegar ao colégio, estava tão entretida assistindo ontem, que acabei por acordar tarde nesta manhã. O fuso horário do Japão é muito diferente, e ainda não estou acostumada com esses horários. Principalmente, a escola. Aliás, eu odeio essa escola, a única coisa boa que tem nela são os intervalos e a flor de cerejeira que tem aqui. Amo passar meu tempo debaixo da sakura do colégio. Ela fica linda na primavera e é ótima para ler alguma coisa em paz.


Me mudei faz pouco tempo, eu vim de Londres, Inglaterra. E é nesse momento que você deve se perguntar porque eu me mudei, a única coisa que posso dizer é: minha mãe. Ela se mudou por amor, encontrou um cara do Japão e veio morar para cá, me arrastando junto. Minha vida lá era exatamente perfeita, cheia de amigos, ficantes, boas notas e  uma ótima escola. Aqui o diferente é ruim para mim, não gosto.


Eu acabei fazendo duas amizades somente, elas são legais, diferente da maioria. As duas me acolheram no primeiro dia, o que deixou meu dia um pouco confortável dentro da sala de aula. Os rostos de todos me deixam anojoada, em exceção delas. Uma delas é a Diane, a mais extrovertida e escandalosa e Elaine, fofa e tímida. Podemos dizer que tenho uma personalidade forte, posso ter uma aura angelical, mas não é exatamente o que eu sou. Ainda mais essa mudança, está me deixando mais estressada do que o normal.


A escola ainda está distante, e fico com raiva só de lembrar que o metrô já tinha ido antes de eu alcança-lo. Estou cansando a cada minuto que passa e por isso decido andar devagar, mesmo que chegue atrasada. 


[ Elizabeth ]

Levar um sermão de uma professora por exato dois minutos é entediante, minha vontade de revirar os olhos é enorme. Mas, como sou educada e aprendi respeito aos mais velhos, me controlo. Essas professoras nem sabem os meus motivos e já vem dando peti encima da gente. Isso me enraivece de uma maneira...


Os olhares que sinto em mim são desconfortáveis, que meu estômago embrulha. Essa sala é tão diferente da minha antiga que antes eu reclamava tanto, agora vejo que eu estava enganada. A professora adverte os alunos e volta a explicação chata de sempre.


O meu intervalo na maioria das vezes são com as meninas, lanchando. Portanto, hoje não me sinto bem dentro desta escola e decido sair. Indo a direção ao meu lugar favorito, a cerejeira. O melhor lugar para se ter paz e conforto. Chego ao local e vejo atrás da sakura alguns fios loiros á mostra. Ignorando o fato de eu não estar sozinha, me sento a grama e fecho os olhos, aproveitando o silêncio gostoso que esse lugar me traz.


Que é interrompido por vozes masculinas, atrás de mim.


- Meliodas, cara você está aqui- ele grita.


- Estávamos te procurando, as meninas querem se sentar com a gente hoje- diz uma outra voz masculina, porém um pouco mais aguda.



Ouço alguém bufar, chuto ser esse tal de Meliodas e ele se levanta bruscamente fazendo a cerejeira inteira se mexer.


- Acabando com a minha paz né - ele diz - Vamos logo! - a voz dele era bonita e me trazia uma sensação de querer escutar novamente.


Eles passam pela minha frente, me encarando como se eu tivesse feito algo errado. Só ouvi a conversa, e estou em lugar público. Reviro os olhos   e vejo o loiro sorrir de canto.


- Ridículo. - murmuro para mim mesma.

• 


O fim de aulas foi exaustivo e um tédio completo. As meninas, disseram que passariam os intervalos com outras pessoas e seria uma boa para eu me enturmar. Só de pensar nisso, reviro os olhos, as pessoas daqui não são muito compatíveis a mim. E elas sabem muito bem disso, talvez eu fique somente na Sakura nos intervalos. Nada demais, só levar um lanche e um livro bom para me acalmar.


Pego o metrô, minhas pernas doíam da caminhada mais cedo, então me permito sentar. É apenas o começo do ano letivo aqui, e restará muitas aulas até as férias. O que de pensar me deixa cansada.


Chegando em casa, tiro minhas sapatilhas deixando -as no lado de fora. Vou até a cozinha preparar um chá de camomila, esperando minha mãe voltar de seu trabalho. Seu namorado chega somente ao anoitecer, trabalha na Porsche.


Subo as escadas, deixando a água esquentando e vou colocar uma roupa para me deixar mais a vontade. Escuto o barulho da água fervendo e desço rapidamente colocando em uma xícara na cor pastel em formato de gatinho.


Pego o chá de saquinho e um pouco de leite, misturo os dois e aprecio o sabor. Me deixando mais leve. Chá com leite para mim é uma combinação que não pode faltar ao meu dia a dia.


Olho para a janela de casa e vejo alunos passando nas ruas conversando em seus grupos. Suspiro firme e penso como vai ser difícil esse ano letivo.


Vou ao meu quarto, deixo meus livros na escrivaninha, vendo que tenho um ótimo gosto.

> Antes que as luzes se apaguem 

> A cinco passos de você. 



Coloco minhas meias de gatinho também e coloco minha série na televisão " ragnarok". Ao lado da minha cama, tem minha cômoda com uma garrafa térmica com suco e um pote vazio. Levo meu pote a cozinha e pego um salgadinho para me acompanhar no meu seriado.


Antes de tudo, revejo se não tenho lição de casa e volto a cama quentinha com meu salgadinho e suco. Até de noite.


Minha mãe chegou e seu namorado também. Vou ao banheiro e escovo meus dentes na intenção de já ir dormir.


Deito a cama e fecho os olhos, pronta para dormir. Ouço barulhos de gritos e me espanto.
Desço, parando na escada e vejo minha mãe e seu namorado berrando um com o outro, nunca vi eles dessa forma, mas é coisa de casal imagino.


Volto ao quarto, tranco ele e tento adormecer, que parece difícil com toda esse berreiro que tem lá embaixo. 



Notas Finais


Gente, essa fanfic vai estar muito fofa. A personalidade da Eliie aqui está forte, então ela não vai ser um docinho como podem ver.

Até o próximo capítulo! Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...