1. Spirit Fanfics >
  2. Sakura my híbrida! >
  3. Capítulo 20

História Sakura my híbrida! - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Oieee
E com quarentena vamos de mais um capítulo uru preparem a pipoca.
Gente sério, amo vocês, e amo mais ainda saber o que acham. E bom.... Vamos ver o que acontece por aqui hoje né hehe

Tô aproveitando essa quarentena para colocar tudo em ordem e já tô com uns projetos em mente só que nada certo ainda mas em breve possivelmente estará no site. ;) 😍🎈

Façam uma ótima leitura e não esqueça das notas finais. 😉❤️

Capítulo 20 - Capítulo 20


           Os animais de sangue frio são os  únicos que têm veneno.

Arthur Schopenhauer

Horas depois do anoitecer, estava um silêncio irritante por cada cômodo, a noite estava tão silenciosa quanto tivera os outros dias. Ino Yamanaka olhava fixamente para a floresta, seus olhos bem abertos e fixos por longos minutos, estava ali a algum tempo, não se mexia, não esboçava nenhuma reação facial por aquele belo rosto. Tenten já não aguentava ver a amiga olhando tão penetrante a floresta sem nada a dizer, aproximou dela e colocou a mão em seu ombro.

Sai havia saído para caçar e foi sozinho, o que ela não achava uma boa idéia, ele disse que precisava checar alguma coisa,não entrou em detalhes, deu um breve beijo molhado na namorada e sumiu. A loira sabia desde o início que algo não estava certo, que seu pressentimento quase nunca a enganava.

A lua cheia estava tão enorme e brilhante do que das outras noites, a floresta imensa parecia querer engolir a pequena cidade onde eles habitam, o silêncio era pertubador, a loura sentiu algo formigar por dentro, fechou os olhos tentando se comunicar com Sai, não obteve sucesso. Mordeu o lábio com força, abaixou a cabeça e tentou novamente, sem sucesso, franziu o cenho frustrada. E quando levantou a cabeça sentindo uma presença aproximar, Ino abriu bem os olhos.

— Não pode ser. — sussurrou em melancólia.

Aquele não podia ser seu namorado, não , não podia ser ele, um gritou estridente saiu de sua garganta , o nome dele foi proferido por seus lábios inúmeras vezes, deixou todos ali em alerta. Tenten levou uma das mãos a boca surpreendida pelo que via. Karin correu para fora da casa sentindo Tenten segui-la.

Sai cambaleava para fora da floresta, seu corpo ensanguentado, seus ferimentos cicatrizando tão lentamente que juraria que naquele instante ele seria um mero mortal e que sua vida estava indo embora, o corpo magricelo caiu logo em seguida. Ino saltou da sacada e foi na direção dele chorando sem cessar.

Não havia tempo para bolar uma estratégia, apenas de pegar suas armas e lutarem. A Yamanaka ergueu o corpo do namorado e olhou para os lados, inúmeros lobos enormes surgiam da escuridão, Karin e tenten estavam em alerta, com suas armas em mãos travava uma luta sangrenta contra lobisomens, logo viu Sasori sair para lutar. Ela aproveitou aquela situação e começou a carregar o namorado quase sem vida para dentro da casa.

Hinata já a esperava pedindo para deitar o corpo de Sai no sofá. Naruto parecia assustado. O uchiha por sua vez não deixou se intimidar pegou uma espada longa e afiada que ganhara de Sasori por seu desempenho.

Quando pensou em sair pela porta uma mão em seu ombro o fez parar.

— Sasuke tem muitos lá fora. Pode ser armadilha, por favor fique.— ele fitou aqueles olhos esmeraldas que fitam os dele sem demonstrar nenhum temor pela situação. Encheu os pulmões antes de falar com a voz trêmula.

— Eu vou lutar também!.— Corou levemente.

— É melhor que fique aqui. Não estou com bons pressentimentos.— fora Hinata que interviu na conversa de ambos. O olhar de Hinata parecia diferente, as veias grossas por rente os olhos parecia querer saltar de seu rosto e sua fisionomia estava mais séria.— Cuidarei de Sai .— disse olhando para Ino que assentiu.

— Vamos sakura.—a Yamanaka chamou a rosada e sem dar um olhar para Sasuke a Haruno saiu trancando a porta em seguida. Sasuke bufou irritado, Naruto olhou para Sai e viu algo diferente nele, uma aura que Hinata emitia para o vampiro, a Yuuga parecia concentrada enquanto transmitia o poder de cura.

— Os ferimentos são graves e vai demorar um pouco a cicatrizar. Sai apenas está vivo como um aviso daquelas feras. — sussurrou sem desviar o olhar do corpo de Sai.— Naruto venha aqui e me ajude.— pediu com delicadeza.

— Eu? Como? — coçou a cabeça e aproximou receoso.

— Coloque suas mãos em cima do corpo dele e transmita sua energia. Pense em coisas que o tranquilize e deixe fluir seu poder. — ela sussurrava e ele apenas assentiu.

Naruto respirou fundo e mentalizou em como a vida poderia ser melhor se não existe-se aquelas feras carnívoras. Mentalizou um mundo bom, cheio de amor e harmonia. Um mundo sem dor, onde a paz predominava, se sentiu satisfeito sorrindo abertamente. Uma luz alaranjada foi emitida de Naruto para Sai e parecia que estava funcionando, ele sentiu uma sensação diferente, parecia que seu corpo estava sendo sugado,suas energias saindo de dentro de si,e sentia aos poucos os ferimentos de Sai cicatrizarem mais rápido.

— Não force muito. Isso costuma tirar um pouco de nossas forças mas logo recuperamos. — ele assentiu sem desgrudar os olhos do vampiro.

Ino estava com tanta raiva e fúria que explodia a mente de dois lobisomens ao mesmo tempo, a cabeça se espedaçava em inúmeros pedaços de carne morta. Sakura a olhava durante a batalha, e sabia que se preocupava com ela, seu olhar foi na direção de sua casa e parecia que estavam a salvo no momento.

Sua atenção foi bloqueado pela visão de dois enormes lobisomens aparecendo a sua frente ela usou as duas espadas, as lâminas reluziram pela claridade da lua e cortou a cabeça de ambos sem muito esforço.

— Não param de vir.— disse Karin .

—Malditos.— tenten esbravejou manuseando sua foice com perfeição.

Sasori fazia a guarda de tenten sempre que a mesma precisava de ajuda. Sakura também ajudava as vampiras quando parecia que os lobos estavam indo diretamente nelas por não serem páreos aos híbridos.

Sasuke olha fixamente para a porta segurando fortemente a espada, seu coração está a ponto de sair pela boca.

Sua respiração está acelerada, sua garganta seca, está suando tanto que parece que correu uma maratona em minutos.

Naruto estava sentado agora ao lado de Sai seu semblante visivelmente exausto. Hinata já havia se recuperado por estar acostumado com a situação, Sai estava de pé parecendo renovado, acenou brevemente para ambos em gratidão, ouvindo o som de pescoços sendo quebrados e cheiro de sangue, imaginou a carnificina que estava ao lado de fora. Sasuke sentiu raiva por ser um mortal e não poder ajudar como pretendia, observou Sai enquanto já avançava para lutar.

Do lado de fora a luta estava sangrenta, Karin e tenten haviam sido golpeadas algumas vezes mais logo recuperavam. Sakura em todo momento preocupava com a segurança da casa, Sai se juntou ao lado de Ino que sorriu feliz e aliviada por vê-lo.

De repente mais e mais lobisomens apareceram , Uivos estridentes ecoando por todos os lados, Sakura se juntou ao lado de Ino e Sai, um de costa para o outro, parecia que tudo tinha saido de um massacre de terror, os lobisomens se tornam maiores e mais fortes a lua cheia, eles estavam cientes disso, e era exatamente esse o motivo de estarem atacando os vampiros aquela hora. Sakura perfurou a espada no peito de um lobisomem e o sangue jorrou sujando seu rosto.

— Vermes.— voiciferou e cospiu no animal morto.

—Merda, a casa sakura.— Sasori gritou e a haruno olhou em direção a sua casa, dois lobisomens tinham arrombado a porta e janela.

Quando ela iria correr em direção a eles, um lobisomem avançou em cima da mestiça a derrubando no chão, o grupo de vampiros se viu indo cada vez mais para dentro da floresta, sendo engolidos por ela, como se por algum feitiço eles fossem arrastados e se distanciando sem perceber.

A mestiça deu uma cotovelada no animal e o jogou longe, sasori acertou o animal por trás rasgando toda suas vértebras com a lâmina afiada de sua espada. Ino tentou concentrar em comunicar com Hinata mas seus poderes tinham sido bloqueados, de repente uma presença desagradável que sakura conhecia muito bem invadiu o espaço.

Ela olhou na direçao das sombras das árvores e viu o olhar sagaz de kakashi, ela rosnou enfurecida, um riso estrondoso ecoou por todos ouvidos e uma voz que eles não conheciam cantarolou diabolicamente.

— Olá crianças, que bela brincadeira. — a voz era arrogante e cheirava a morte e maldade. a loira apareceu ao lado de kakashi, seu cabelo loiro preso em dois rabos de cavalo, um leque e seu vestido verde com corpete. um sorriso sínico cresceu e ela lambeu os labios, a áurea dela era tão negra que fazia arder o nariz e olhos de quem ousassem a encarar por muito tempo.— Oh, como prometido em Kakashi...— olhou na direção da casa de Sakura.— Não apenas um, mais dois humanos.— riu maldosa, de repente seu corpo se moveu, a floresta abria passagem para que ela passasse, rapidamente por entre as árvores.

— Não. — gritou sakura, a bruxa parou, antes de chegar a casa da rosada, deu uma ultima olhada, um sorriso arrogante e sarcástico direcionando para a haruno.

A mestiça olhou para os lados, Sasori e Tenten estavam ocupados demais, assim como os outros vampiros. De repente kakashi estava a sua frente, centimetros de seu rosto, Sakura fechou o punho, antes de golpea-lo recebeu um soco que voou a quase dois metros de distancia de onde estava, as espadas caíram longe de si.

Ino tentou correr para ajudar sakura mais foi surpreendida por uma força maligna da naruteza, as raizes enormes das árvores moveram-se e agarrou o corpo da Yamanaka, Sai e Tenten estavam presos, Sasori cortou algumas raizes gigante com a espada e Karin deu alguns mortais para trás esquivando-se.

— Maldita bruxa, enfeitiçou a floresta.— karin disse.

A ruiva sentiu uma enorme raiz golpea-la pelas costas, caiu no chão e antes de se mexer as raizes enrrolaram seu corpo imobilizando-a. Sasori vendo que não conseguia cortar as raizes, ele tentou usar a força bruta, o que estava quase sendo em vão.

—Eu..sinto que minhas forças...estão sendo sugadas.— tenten resmungou.

—De repente me sinto tão cansada.— ino sussurrou sonolenta.

Hinata sentiu todo seu corpo arrepiar, suas mãos formigarem, ela abriu bem os olhos, aproximando devagar da janela, seu coração acelerou e sentiu-se tonta pelo tamanho poder que a presença maligna aproximava. Naruto aproximou dela e pós a mão em seu ombro.

— O que aconteceu... está bem? — Naruto a olhava de cenho franzido, ela apontou em direção a floresta, Sasuke correu para junto deles, as janelas agora quebradas e porta também pelos lobisomens que haviam entrado a minutos atrás, Hinata golpeou um e Sasuke matou o outro.

— É bem pior que lobisomens. — os dois garotos olharam para a floresta na mesma direção que a Yuuga olhava, e logo olhos brilhantes como a verdeira fênix surgiu da escuridão.

Uma risada estrondosa, um vento forte soprou os arredores, fazendo eles correrem da janela e tentarem esconder-se pelos comodos da casa, Hinata então preparou para lutar, a presença é tão desagradável para a Yuuga que é capaz de faze-la sentir-se zonza, enojada e sua cabeça ao ponto de explodir, respirou fundo concentrando-se em seu próprio poder.

—Uma bruxa, muito malvada, não deixe que a energia ruim dela apoderem de vocês.- a voz de Hinata ecoou suavemente pela casa como uma súplica. De repente os olhos pérolados de Hinata acenderam-se como luz, Naruto não sabia o quanto a bruxa que aproximava poderia ser poderosa, mais sabia que estava tremendo em choque.

As luzes de todos os comodos quebraram, o riso ecoou pela casa e a lampada da sala não foi quebrada, mas acendia e apagava inumeras vezes, eles podiam ver a bruxa com um sorriso diabolico aparecer e desaparecer de suas visões.

—Merda.— Sasuke resmungou e antes que pudesse raciocinar a bruxa apareceu bem atrás dele. Sentiu todo seu corpo arrepiar, ele ficou petrificado, que áurea maligna era aquela?

Hinata imediatamente olhou para trás, suas mãos levantaram-se acima de sua cabeça e uma luz que fluiu do corpo da morena iluminou o cômodo, a bruxa sumiu, Sasuke ebanhou bem a espada em suas mãos, sentindo suas pernas moles iguais gelatinas, Naruto olhou para os lados e pegou um abajur, sentindo o suor escorrer por sua face.

— Bruxa saia! — Hinata ordenou com sua voz agora grossa e estridente. Um riso, e sussurros.

—Olá fadinha.— zombou sorrindo perversa.— Ah, a energia de vocês bruxos da luz é tão, mais tão insignificante.— ela apareceu bem na frente de Hinata. A Yuuga não se intimidou, encararam-se de frente. — Vou adorar brincar com você.— Temari lambeu os lábios esverdeado. — Sabe, humanos são mais saborosos quando estão com medo. —

Cadeiras e retratos da sala levitaram e rodaram em volta delas, Sasuke com o pouco de coragem que surgiu correu na direção da bruxa mais ela bastou apenas olhar serevo e frio para ele e seu corpo ir contra a parede bruscamente. Uma força sobre humana o jogou com tamanha velocidade, que sentiu todo seu corpo doer com o impacto. Novamente um riso maligno.

Sasuke está assustado de algum lugar lembra dessa voz, esses olhos.... Prendeu todo ar dos pulmões.

—Como...— não terminou a fala.

Aquela é a mesma voz de seus pesadelos, a mesma risada diabólica que estava todo esse tempo manipulando seus medos. Se alimentando de seus sonhos. Aqueles olhos. Ele piscou algumas vezes incrédulo.

— Você eu brinco depois meu amor, assim que matar essa bruxinha aqui.— sua voz soou grossa apontando o dedo indicador para Hinata. Naruto jogou o abajur na direção de Temari por estar mais perto e o abajur voltou ainda mais rápido , numa força contrária, ele arregalou os olhos em transe, mais o objeto parou centimentros de seu rosto, a bruxa olhou para Hinata que estava com uma mão na direção do Uzumaki, arqueou uma sobrancelha com um sorriso malicioso.— Ora, ora, salvando o namoradinho.— a Yuuga colocou delicadamente o abajur em cima da mesinha da sala.

—Cala a boca temari. Essa briga é entre nós duas.— a bruxa lambeu os labios sorrindo.

—Ok, princesa da luz.- sua voz foi zombateira.

A lampada quebrou e temari desapareceu, um vento forte soprou por todo comodo, ofuscando a visão deles e de repente Hinata foi atingida por lâminas que não são vistas a olhos nus. Seus braços e pernas foram atingidos perfurando superficialmente, o sangue escorreu por sua pele clara.

— Tomem Cuidado.— Hinata gritou para os dois ouvirem.

Hinata fez uma careta de dor quando sentiu a fina unha de Temari corta-lhe a face do lado esquerdo. Aquela maldita bruxa estava brincando com ela. Hinata defendeu-se de uma cadeira que iria encontro de seu rosto, desviando para o lado. Da cintura puxou a adaga de ouro e prata, segurou firme. Concentrou sua respiração e sentiu o vulto negro avançar por trás dela, imediatamente ela pôs a adaga acima de seu ombro defendendo de uma lâmina envenenada que iria de encontro a jugular da mesma.

Gentle Fist (Punho gentil). — transmitindo sua energia para a palma de sua mão,lançou na direção do diafragma de Temari que caiu dois passos atrás em seguida, atordoada.

Sasuke e Naruto esconderam-se atrás do sofá, estavam assustados e ofegantes.

—Temos que fazer alguma coisa.— disse Sasuke levando as mãos a cabeça, queria pensar em algo mais nada aparecia em sua mente.

Naruto não conseguia esconder seu nervosismo, respirou fundo assentindo algumas vezes, Sasuke olhou para os lados tentando ver o que podia fazer, o vento parou, os móveis que antes flutuavam caíram ao chão. Escutaram baixos gemidos de Hinata, Naruto arregalou os olhos e levantou no sobre salto para ver o que acontecia, Temari estava com o corpo da Yuuga no ar, a mesma ferida e praticamente desacordada. O sangue descia pela sua testa, caindo gotas avermelhadas no chão.

Naruto sentiu seu corpo queimar, de repente sua mente e corpo já não respondia a si mesmo, sua visão ofuscou com o próprio calor, uma energia que ele desconhecia tomou conta de seu corpo, sua mente ficou um turbilhão de pensamentos e vozes, e visões em sua cabeça.

O que era aquilo afinal? Quem era aquele homem loiro de longos cabelos e vestimentas brancas com face de raposa? Porque ele enxergava aquele homem? Que sensação de tranquilidade era aquela? Era uma versão dele do passado? De uma outra vida?

Naruto levou as mãos a cabeça confuso, sentindo seu crânio latejar, seu corpo todo tremer, estava quente, seu corpo se moveu em direção das duas bruxas, não sabia o que estava fazendo, seus pensamentos e corpo já não parecia pertencer mais a ele. Temari olhou para o louro de cenho franzido, ele avançava como uma raposa felina. Ergueu a mão na direção dele, mais não surtiu efeito, Hinata deu um pequeno sorriso fraco. Ele havia bloqueado o ataque de temari, as mãos dele se mexiam livremente para a frente fazendo selos imagináveis, um escudo invisível impediu o ataque da bruxa, o Uzumaki fechou a mão no punho e um soco certeiro no estômago da loira fez a mesma cospir sangue e encurvar-se.

Сілай дзевяціхвостага звяра я выклікаю сілу чатырох элементаў зямлі. — Naruto proferiu em russo, palavras que ninguém ali entendia. ( Pelo poder da besta de nove Caldas, invoco o poder dos quatro elementos da terra.)uma forte luz alaranjada surgiu no ventre da loira onde havia sido golpeada. —..памірай, чорт, не варта недаацэньваць сілу чараўніка Курамы, які жыве ўва мне...— (Morra maldita, não substime o poder do Mago Kurama que habita em mim.) Temari abriu bem a boca rungindo de dor, o corpo da Yuuga caiu ao solo, com dificuldade Hinata levantou e segurou na mão do loiro, que parecia estar em transe, ambos brilharam com a luz intensa, todo o ambiente ardia como fogo.

Sasuke sentiu-se cego por segundos por tamanha claridade, ele aproveitou a oportunidade e correu para fora da casa.

O uchiha não sabia o que estava fazendo, mais só entendia que precisava ficar com a rosada e lutar lado a lado com ela. Uma parte dele dizia que estava indo na direção errada, outra parte dizia que ele não devia ter saído de dentro daquela casa. Corria o quanto podia, a claridade e intensidade da lua cheia iluminava o caminho pela floresta olhou para trás, para ter certeza que não estava sendo seguido, a claridade foi tamanha vindo da casa da mestiça que parecia que tudo iria arde no fogo. Tropeçou em uma enorme raiz de árvore e caiu, o óculos que está no rosto a lente rachou. Ele resmungou de dor pelo impacto contra a terra úmida e fria, pegou a espada e com dificuldade levantou. Sentiu o gosto metálico na boca, cospiu sangue, na testa entre as sobrancelhas estava um leve arranhão causado pela armação do óculos, ardia e o rastro fino de sangue descia até seu nariz. Ao olhar para a frente viu um par de olhos amarelados e enormes dentes afiados, garras enormes e rungidos tão alto que fez ele tapar os ouvidos com as mãos.

O animal avançou na direção dele, pulou em cima fazendo o mesmo bater as costas contra o solo úmido e frio, gemeu sentindo a forte dor em suas costelas, abriu os olhos encarando a fera sem conseguir se mover. Pensou em ser o seu fim, o forte odor de sangue e saliva escorrer por aquela boca feroz, os pelos negros reluzindo contra a claridade da lua.

Sasuke lembrou do dia em que seus pais foram mortos, do dia em que os pais do seu melhor amigo foram mortos. Pessoas inocentes que não sabiam de nada e morreram. E agora ele está ali, preso a uma fera sem conseguir vingar a morte de sua família. Fechou os olhos com força esperando o ataque. Não sabia que sua vida terminaria daquela forma, ele só queria ver os olhos esmeraldas uma última vez.

Feiticeiro...— Gritou enfurecida, seus olhos rolaram sobre sua face, a boca sangrando, todas as veias translúcidos ao corpo, parecia que iria explodir em mil pedaços e se desfazer como cinzas.

Hinata olhou para Naruto e sentiu-se orgulhosa, sabia que havia algo diferente nele.

A bruxa da luz sabia que Kurama um mago muito poderoso que habitava a terra a quinhentos anos antes de Cristo havia reencarnado, seu pai Hiashi já havia falado e ela sempre escutou contos e histórias desde a infância. Kurama sendo um mago muito poderoso queria reinar e levar a luz das nove caudas por toda a terra, Kaguya sua irmã mais velha sentia inveja pelo poder que foi concedido ao irmão menor, e numa emboscado ele foi traído e morto de forma cruel pelas mãos da irmã que ele admirava. Porém o coração dela não condizia com sua linhagem, ela era uma sanguinária que traiu seu povo, em busca de mais poder. Como um anjo caído Kaguya levou morte por onde passava, enquanto seu irmão tinha nascido para dar a vida, ela tinha nascido para arrancar vidas. Dando origem a bruxas malignas que hoje habitam a terra. Até hoje à cultos satânicos proferido a deusa da morte: Kaguya.

Eram poucos que conheciam aquela história, e ela já havia comentado com Naruto, o instinto dela quase nunca falhava, e algo dizia que Naruto era a reencarnação de Kurama.

Um manto de luz amarelada de uma besta de nove caldas apareceu atrás dele, rungindo como fogo, de repente a cor dos olhos de naruto mudaram dos azuis da cor do céu para o alaranjado que fervia igual fogo, seu olhar foi sagaz e hipnotizante para a bruxa que não conseguiu se mover. Hinata olhou para o que acontecia com temari e viu a mesma se desmachar como cinzas, a casa parecia que iria ser destruida com tamanho poder. Ela sabia que só tinha uma coisa a fazer naquele momento...

... Ajudar naruto a voltar para si!


Notas Finais


Gente CADÊ O ITACHI?? :0
Sasuke vai morrer ??? Cadê Sakura para salva-loooo
Meu deus eae?
E que coisa em Naruto reencarnação de um mago(Kurama) por essa nem eu esperava. Hinata é tão fofa até lutando né hehe
E a luta Sakura vs Kakashi:0 o que esperam dessa carnificina? Ah jesus tô louca pra saber o que acham e esperam para os próximos capítulos.
O comentário de vocês faz parte da minha alegria diária haha ❤️
Beijinhos de cereja 🍒 até o próximo ✌️😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...