História Salazar - Tomione - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Hermione Granger, Tom Riddle Jr, Tomione
Visualizações 143
Palavras 1.742
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, pessoal! Aí está o capítulo!

Capítulo 5 - A escolha


Fanfic / Fanfiction Salazar - Tomione - Capítulo 5 - A escolha

***Hermione Granger***

O salão principal estava lotado de cabeças levantadas e olhares atentos em direção aos novos alunos. Cada viajante teve o bumbum sentado na cadeira e o Chapéu Seletor colocado na cabeça. Quatro dos alunos do futuro foram para Grifinória, menos um estudante. Na verdade "Uma" - artigo feminino indefinido. Uma menina, uma trouxa, uma bruxa. Sim, eu Hermione Granger fui para Sonserina. Lembro muito bem, como isso ocorreu.

_ Ah, outra viajante? Será fácil desta vez, você ficará com seus amigos. - observou o Chapéu Seletor.

_ Você está enganado! Eu quero ir para Sonserina. - enfatizo.

_Hum, vejo que você tem um propósito. Estou enganado?

_ Não, não está. - disse revirando os olhos.

_ Ninguém descobrirá que você é uma trouxa. Pode mentir!

_ Não mentirei nunca, essa é a questão!

_ Então, tenho que avisá-la, isso pode ser muito perigoso. Você será perseguida e humilhada por alunos que acreditam que os trouxas são inferiores.

_ Eu sei, mas prefiro arriscar. Não posso cumprir a missão estando do outro lado.

_ Ok, você tem certeza dessa opção?

_ Eu tenho! Nossas escolhas fazem quem nós somos. - disse olhando para mesa da Sonserina. O Chapéu Seletor gritou o nome da casa e os estudantes começaram a bater palmas. Uma gritaria começou a surgir e alguns "Parabéns".

Depois do jantar, os alunos saíram do Salão Comunal. E Harry viu quem não deveria ver, o famoso bruxo das trevas, Tom Riddle.

_ Eu vou pegá-lo. - disse sacando a varinha. Mas Rony, Luna e Gina puxaram o garoto imediatamente.

_Eu vou matá-lo! - disse Harry ficando nervoso.

_ Para com isso, Edgar. - disse Rony. _ As pessoas vão perceber o seu probleminha. - disse a ruiva bem baixo.

_ Tudo bem, meu amigo só está com problemas na barriga. Ele fica muito nervoso, sabem? - o ruivo olhou para os alunos que passavam pelos corredores.

_ Venha cá, por favor -  eu puxei pela gola da camisa e coloquei a mão na maçaneta da porta da sala de aula. _ O que você está fazendo?

_ Impedindo que ele mate meus pais. - disse irritado. _ Hermione, ele assassinou eles.

_ Ok, se quiser pode matar. Mas pensa bem, porque não será melhor que ele se matá-lo. Você será um assassino! Seu destino era duelar como igual e impedir a destruição do mundo bruxo, mas não por vingança. Você é um herói, Harry! Pode ir embora, eu estarei esperando aqui. - disse olhando para os lados.

_ Tudo bem, Mione.  Você acha que realmente isso vai funcionar?

_ Não sei, se não der certo, faremos do seu jeito. - disse saindo pela porta.

_ Srta. Corey? - disse um senhor gorducho de bochechas rosadas, olhos azuis claros e cabelos pretos. Vestia um casaco verde e uma calça extremamente antiquada. Mas aparentemente era um senhor amigável.

_ Sim. - disse virando-me.

_ Sou o professor Horácio Slughor, diretor da Sonserina, muito prazer senhorita.

_ Olá, professor! Como sempre um dos meus melhores alunos ajuda os novos estudantes. Quero apresentá-lo a você. - virou-se para chamar o garoto.

Inicialmente olhei para os lados, mas quando vi o menino vindo e sorrindo para os lados. Por Merlin! Que sorriso era aquele? Era muito bonito, mas vem o balde de água fria.

_ Riddle, por favor, venha cá. Quero apresentar a Srta. Corey. Tom sorriu de uma forma cortês, a aparência dele era linda, ninguém imaginaria que seria um vilão temível por todos. Comecei a compartilhar a raiva que Harry tinha, eu não o deixei ele fazer uma merda. Mas eu mesma queria fazê-la.

_ Olá, professor. Eu estava conversando com meus colegas e dando dicas de como se dar bem na sua aula. -disse falsamente.

_ Nossa! Isso seria ótimo! Podemos falar disso amanhã? Hoje tenho uma missão para o meu garoto. - disse colocando a mão no ombro dele.

_ Ah, já imagino que seja! - disse olhando para mim rindo.

_ Esta é a Hermione Corey. - disse o homem.

_ Oi. - disse secamente.  Infelizmente foi o que saiu da minha boca. Eu estava pasma, como um cara tão mal poderia ser tão bonito ao mesmo tempo. Não sabia o que estava sentindo, mas depois irei saber em breve.

_ Quero que mostre Hogwarts e a ajude ela com as matérias. Tudo bem, Tom? - disse colocando a mão em meu ombro e saindo.

_ Oi, tudo bem? - disse se aproximando de mim. Eu senti nojo, muito nojo mesmo.

_ Sim. - disse secamente.

_ Você deve ser tímida, amor?- disse me observando.

_ Não sou seu amor. - disse rude.

_ Nossa, pelo visto você é de poucos amigos. - disse sorrindo falsamente e virando-se. _ Não vai vim? É melhor a gente voltar para salão temos que arrumar sua grade.  Quais disciplinas você cursa?

_ Ok.- disse seguindo.

Sentamos na mesa da Sonserina, Tom tirou um papel do bolso e um bloquinho. _ Aqui está as disciplinas. Dê uma olhada e veja quais são suas aptidões. - disse sem paciência.

_ Eu risquei todas que eu queria. - disse devolvendo a folha para ele. Tom olhou e riu com sorriso debochado.

_ Não pode pegar arte das trevas!

_ Oi? Por que?

_ Porque é necessário fazer uma prova específica. Na verdade, você precisa saber todas disciplinas. O exame objetivo é composto por redação (bruxo e/ou trouxa) e 180 questões de multipla escolha  (para todas as disciplinas, não somente as que você tem aptidão). Nessa prova não terá como escolher e todas, ok?

_ Mas não existe as N.O.M.S e N.I.E.M ? Quer dizer foi o que me informaram.

_ Sim, mas essa é outro tipo de prova. Ela é chamada de ENEM (Esplêndidos Níveis Exagerados de Magia para Artes das Trevas). Você precisa ter um total de pontos para ser convocada. Depois passar pelos sete melhores alunos, a qual é a segunda fase.

_ Então, quem não passar não faz é isso? - disse incrédula.

_ Exatamente.

_ Não quero te desanimar, mas é só para quem tirar uma boa nota. - disse me olhando de baixo para cima.

_ Seria muito engraçado ter uma menina. - disse Abraxas Malfoy sentando ao meu lado.

_ Como assim? - disse sem entender.

_ Todos esses anos na escola nenhuma menina conseguiu passar. - disse o loiro passando a mão nos cabelos. _ Você é da onde mesmo?

_ Sou da escola de Salém, a instituição é localizada na França. - sorri confiante.

_ Não sei como é na sua escola, mas artes das trevas não é para qualquer um. Entende linda? Então, não adianta marcar senão vai conseguir. Você é tão linda e pode se machucar! Não queremos que isso ocorra. - disse olhando para item marcado. Mas, ainda dá tempo de riscar, pedir outra folha ou apagar.

_ Agradeço o conselho, mas continuarei com a minha opção. - disse virando-me.

_ Ah, Abraxas não a perturbe! - disse rindo debochando. _ Não ligue para ele, você deve fazer o que acha melhor. -  riu de lado o moreno.

_ Vocês acham que eu não vou conseguir não é? - disse olhando para folha.

_ Que isso! Acredito que chances são mínimas. Mas quem sabe não é mesmo? - disse Tom dando gargalhadas.

_ Entendi, obrigada pela ajuda! Acho que irei para o quarto. - disse levantando.

_ Você não sabe onde é. - Tom não expressou nenhuma emoção.

_ Posso me virar! - disse indo para salão comunal da Sonserina. Quando cheguei ao quarto, tinha visto que pegaram as melhores camas e minhas malas estava perto de uma. O colchão era bem mais confortável em comparação ao da Grifinória. Amanhã tinha aula de manhã de poções. Levantei fui direto para ao banheiro, tomei um banho bem quente e depois vesti o uniforme. Passei um batom e arrumei os meus cabelos. Achei aquelas vestes muito antiquadas e dei uma ajeitada. Desci as escadas e tinha muitos alunos da Sonserina. Estavam rindo, conversando sobre os rios de dinheiros que as famílias tinham, se gabando, mas alguns estavam lendo ou jogando algo. Sentei-me no sofá e uma garota de cabelos loiros aproximou-se. Mais duas garotas também veio na minha direção.

_ Olá, tudo bem? - disse a loira dando a mão.

_ Oi. - disse sorrindo.

_Meu nome é Sunnur! E está é a Helen Carew e a outra é a Rabina Carew-  disse apresentando as gêmeas.

_ Ola. - disse observando.

_ Seja bem-vinda a Sonserina! O Tom estava te ajudando? - disse mudando de assunto.

_ Sim, tentando na verdade. Não foi tão útil.

_ Ah, sim. Entendi. Bem, só queria comprimentá-la. - sorriu e saiu. _ O que você fez com as vestes? - observou que o tom do verde era bem mais vivo, a saia era um pouco mais curta, as meias brancas e usava um sapato um pouco mais alto em comparação com das outras meninas.

_ Quis dá uma mudada.- reparei a cara de nojo da loira.

_ Ficou lindo! - disse uma das irmãs rindo. Depois as três saíram e foram em direção o grupo dos meninos onde estava Riddle.

_ Não liga, não. - disse uma garota de cabelos pretos que estava ao meu lado. Eu estava tão concentrada na loira que não a vi.

_ Oi. - disse sorrindo.

_ Meu nome é Ellen Prince! -comprimentou-me.

_ Muito prazer s...- disse eu sendo interrompida.

_ Hermione Corey. - Ellen olhou para mim e riu.

_ Sim, como você sabe?

_ Você se inscreveu para as mesmas disciplinas que eu e ficam os nomes nas salas.

_ Ah, sim. - disse eu aliviada.

_ VAMOS! - gritou  rindo um menino de cabelos castanhos do mesmo grupo do Riddle. Ele bateu no ombro de Abraxas

_ Esse é  Lestrange. Ele é o segundo garoto mais lindo. - Ellen estava enfiando uma bala na boca.

_ Ah, entendi. - disse observando-os.

_ Quem seria o primeiro? - disse curiosa.

_ Riddle é claro! Todas as meninas morrem por ele. Vivem dando bombons, chocolates e os professores amam ele. É caro leitor, ele deu uma volta por cima bem gigantesca de humilhado a um exaltado. Não poderia me deixar enganar por ele. Tudo bem que minha missão é dar amor, mas ele é perigoso. Eu preciso ter essa consciência, não posso deixar que ele me manipule. Estarei sempre um passo na frente dele.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...