1. Spirit Fanfics >
  2. Saligia, cursed flower - BTS >
  3. O ser cintilante.

História Saligia, cursed flower - BTS - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Talvez fique uma bela bosta.

Capítulo 8 - O ser cintilante.


É, além de está acontecendo coisas extremamente desagradáveis para os 7 garotos, havia tido um estrondo e uma luz muito clara e forte surgir, caindo em meio ao campo provocando uma explosão, e um grande buraco ali.

Naquele horário, 21h45 os garotos quais foram quase cegados por aquela luz, foram magicamente transportados para perto daquilo.

Ao acordarem viram uma pessoa(?) brilhando, como se fosse uma luz.

Os garotos observaram mas aquilo sumiu como se não fosse nada.

Os garotos então desmaiaram.

22h47 do mesmo dia

Ao acordarem, observaram uns aos outros e até se assustando com eles próprios.

Seus cabelos brilhavam, linhas cintilantes rodavam suas mãos e os olhos eram assim como seus cabelos. Além de estarem lindos para um cacete, eles estavam assustados e curiosos.

Minutos depois de se olharem, olharem ao redor e olharem uns aos outros.

- Mas que porra ta acontecendo? - Yoongi foi o primeiro a se pronunciar.

- Eita caralho. - Namjoon caiu no chão, ao ver uma pessoa aparecer ao seu lado, o mesmo se arrastou para trás, mas logo parou quando a pessoas sumiu.

- Ou, você está bem? - Hoseok chegou perto de Namjoon e o mesmo riu e assentiu.

- O que houve com a gente? - Jin perguntava assustado. Querendo chora. Estava fragilizado assim como Jungkook e Jimin.

- Eu não sei. Precisamos nos acalmar antes, venham aqui. - Yoongi ainda com sua respiração pesada pelo susto, os levou até sua casa?

- O que...

- Mas que porra, minha casa. - Yoongi cortou Jimin ao ver muitas coisas nela bagunçadas. - Mas entrem.

Todos entraram, Yoongi com a ajuda de Taehyung pegou e colocou o sofá em pé normal novamente.

- Primeiro, quero saber como fui parar no campo? - Jungkook finalmente abriu a boca.

- Eu também. - Todos disseram juntos.

- Pera? Vocês não estavam lá? - Hoseok perguntou e todos negaram. - A mas que caralho foi isso?

- Essa explosão passou por quase tudo, será que tem pessoas mortas ou vivas? - Namjoon perguntou e os garotos deram de ombros.

- Ta, vamos nos apresentar. - Taehyung finalmente falou algo fazendo todos escutar sua voz grossa e o olhar.

Todos se apresentaram, e pareciam não saber o que fazer, estavam curiosos para saber o que havia acontecido e o que haviam visto, era algo realmente de outro mundo.

A partir dali eles resolveram apenas ficarem com seus pensamentos, mas coisas estranhar começaram acontecer.

- Porra. - Um xingamento saiu da boca de Jin, após ele está tão concentrado em um copo que o mesmo flutuou e caiu.

Logo minutos depois, Namjoon viu mais uma pessoa, e manteve uma conversa com a mesma.

- Oh... então você morreu atropelada por um carro? - Namjoon estava interessado na história da "pessoa" que aparecia para ele.

- Ei cara, ta falando com quem? - Jungkook perguntou, com medo, não apenas ele, mas todos estavam assustados.

- Oh... vocês não estão vendo? - Namjoon perguntou confuso e todos negaram, e ele riu.

- Desculpa, não quero contar. - Jimin disse e se encolheu no sofá.

- Nem eu. - Jin também.

- Do que estão falando? - Namjoon perguntou curioso.

- Você ia nos perguntar sobre o que estavamos fazendo antes de tudo isso acontecer. - Jimin disse baixo.

- É, eu ouvi. - Jin disse confirmando o que Jimin acabou de dizer.

- Mas eu nem havia falado nada.

Após esses eventos estranhos, já era tarde da noite, Yoongi recomendou para todos descansarem e no dia seguinte conversarem sobre o que estava acontecendo e irem atrás de comida. E assim fizeram.

No dia seguinte.

Muita loucura aconteceu, ao acordarem se olharam e seus cabelos já haviam parado de brilhar assim com seus olhos e mãos, mas ainda estavam da mesma cor que as luzes.

Em silêncio decidiram irem se acalmar tomandando um banho, no banheiro da pequena casa "destruída". Pelo menos o banheiro dava para usar.

Assim todos estavam mais calmos, e a ficha caiu que não era sonho, ele deram a oportunidade de surtar e foi ai que começou.

Primeiro Jin começou a ficar com uma criança mimada, e aonde olhava algo voava, ou quebrava ou  sumi.

Namjoon sempre ia até ele tentando acalmar quando Seokjin ameaçava chorar, e sempre o distraía com umas conversas ou ilusionismo.

Taehyung simplesmente falou que queria que chovesse, e choveu. 

Yoongi com toda sua preguiça do mundo desejou que algumas comidas aparecessem na mesa e de olhos fechados suspidou e movel a mão como se tivesse num ritmo de uma música.

- Yoongi....- Ouviu uma voz fraca, Hoseok o chamou ele abriu os olhos vendo o que desejou ali.

Os garotos explixaram a ele que enquanto estava de olhos fechados e mexendo as mãos no ritmo de alguma música que ele cantava mentalmente, as mãos dele brilharam e aquilo foi aparecendo.

Ele se assustou com ele próprio.

Jimin havia dito minutos depois que a cidade havia pessoas vivas, locais destruídos e gente morta. Mas ele nem ao menos saiu de casa (vidência).

- Irei confirmar. - Jungkook disse sem ânimo.

- Irei com você.

- Voltem rápido. - Namjoon disse.

Assim que sairam, deram a oportunidade de se conhecer mais, ao chegarem em meio a cidade Jungkook decidiu correr até sua casa e em questão de segundos estava lá? (Velocidade).

E surpreendentemente, Hoseok jurou ter o seguido voando. E assim voltaram para casa.

- Vocês sairam por apenas 18 minutos. - Taehyung disse confuso.

- Confirmado o que Jimin disse.

Depois dali, muitos de seus poderes foram aparecendo. Estavam assustados e empolgados ao mesmo tempo.

3 dias depois.

Aquele dia fechou com Jungkook dando a proposta de irem morar na sua grande casa. O garoto queria voltar, ver as coisas de seus pais, ter um quarto e trocar de roupa.

Os garotos concordaram, e assim foram para lá.

Mas agora neste exato momento, estavam discutindo sobre o que cada um ali poderia fazer, algo de outro mundo.

- Jeon sabe ser ágil e super rápido. - Namjoom disse olhando para baixo com sua mão no queixo. - Pare, ei não, hahaha. - Namjoom disse e logo bateu em sua cabeça.

- E você provavelmente é apenas louco. - Taehyung disse e Namjoon o olhou e se aproximou.

- Oh sim. Talvez. - Namjoon riu e fez Taehyung ver borboletas, muitas.

- Joon...- Jin o chamou fazendo o louco  parar de ilusionar Taehyung. 

- Ah seu...

- Tae se acalma. - Yoongi disse após ver fogo sair de sua mão.

Namjoon sorria.

- Gente, vamos ser bandidos? - Jimin disse após bastante tempo olhando para um ponto fixoda sala.

- Que? Não. - Hoseok e Jeon disseram juntos.

- Eu to afirmando. - Jimin disse.

- O Park é vidente. Ok. - Yoongi disse.

- Ta anotando? - Jimin perguntou ao ver que um caderno e caneta se mexiam sozinhos ao lado de Yoongi que assentiu.

- O que fazemos? - Jin perguntou estava abraçando suas pernas com seu queixo no joelho esquerdo.

- Vamos pirar. - Namjoon disse fez uma arma com a mão e simulou um tiro em direção a seu queixo.

7 meses depois.

Eles não eram os mesmos, novatos em seus poderes, os aprimoraram e se tornaram mais fortes.

Namjoon descobriu que mesmo sendo louco, depressivo, escuta vozes e ver espíritos ele é capaz de gostar, e deixa isso claro para todos e principalmente para Jin que falta corresponder os sentimentos do Líder.

Jungkook contratou mais pessoas que sua casa já havia para que cuidasse de cada garoto ali. Foi ao enterro de seus pais assim que o mordomo saiu do hospital e organizou tudo.

Jungkook tinha seus pesadelos ou crises de choro e existências ao lembrar de seus pais, mas ele agradecia pelos garotos estarem com ele, principalmente Jimin e Yoongi que faziam de tudo até o acompanhavam nas noites para dormirem tranquilos.

Jimin também tinha suas crises como Jungkook, a imagem do amigo sendo morto era dolorosa e um gatilho. Jimin nunca mais viu seus pais, soube que sua mãe morreu e o pai está enternado ainda com estado grave.

Yoongi mesmo tendo seus altos e baixos, suas crises ou seu temperamento, ele era atencioso com cada um ali, mesmo não demonstrando havia criado sentimentos por cada, principalmente Jungkook e Jimin. Yoongi viu sua mãe apenas duas vezes nesses 7 meses, e nunca mais veria em pedido da mesma. Namjoon se tornou companheiro fiel de Yoongi, a amizade dos dois eram brilhante, ambos se distraiam de qualquer problema.

Taehyung criou um laço de irmão com Yoongi, seu problema não era tão pesado como de seus amigos, mas ainda sim era doloroso e traumatizante e em suas crises Yoongi, Jin e Hoseok. o ajudava. Taehyung decidiu não ver seus pais.

Hoseok contou sobre sua desilusão amorosa o que desencadeou uma auto estima baixa e pensamentos negativos, mas Hoseok tinha seus momentos felizes que vinham super fortes.

Namjoon tava sozinho em questão de laço sanguíneo. Foi em sua antiga casa com Jimin para que pegasse um objeto do pai do Kim e o rastreasse descobrindo que sua última aparição foi em um aeroporto. Mas agora Namjoon tem sua família de amigos e esta insano com isso. Claro ainda tinha suas crises de loucura e psicose, mas o mesmo era forte.

Seokjin, Jin estava fragil ainda, não tanto quanto antes, mas ainda estava suas personalidades mudavam frequentemente e era cansativp, suas emoções assim como de Taehyung se manifestavam em seus poderes. Pode se dizer que Jin melhorou nesses 7 meses com a presença de seus dongsaengs e a ajuda louca de Namjoon. Criou sentimentos por ele? Ainda não tinha certeza.

A vida deles estavam apenas começando. 







Notas Finais


Não sei se ficou agradável, mas...ta ai.

Ah!!!!! Uma das pessoas mencionadas (tirando os meninos) é a pessoa cintilante.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...