1. Spirit Fanfics >
  2. Salvadores do Mundo (Reescrita) >
  3. Primeiro dia de aula

História Salvadores do Mundo (Reescrita) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


^-^)/

Capítulo 2 - Primeiro dia de aula


Fanfic / Fanfiction Salvadores do Mundo (Reescrita) - Capítulo 2 - Primeiro dia de aula

Primeiro dia de aula. Amigos se reencontram e novas experiências acontecem todo começo de ano. Mas esse não era um ano comum.

 

Bruno, um garoto comum. Não se destacava muito no geral. Notas comuns, roupas comuns, atitudes comuns... A únicas coisas incomuns nesse garoto eram os cabelos e os olhos, que eram de uma cor azul tão vibrante quanto o céu. Eles pareciam até emitir um certo brilho quando escuro. 

Quando adentrou no prédio da escola, a primeira coisa que viu foi seu amigo, Mike. O cabelo espinhento e platinado mantido em seu lugar com uma bandana se destacava bem no meio de todos, era quase impossível não notar. Os dois fizeram seu cumprimento secreto e seguiram rumo à sala.

No caminho acabaram esbarrando com Kuma, conhecido por ser esquisitão. E avistaram também o popular Taku, carinhosamente apelidado de Otaku. Era mais um ano aturando aqueles dois. Perfeito.

 

 

- Então, quem vai lá? - Disse uma garota de mais ou menos 1,65m e com os cabelos negros tão longos que chegavam a bater em seus joelhos.

- Quer tirar no jokenpô? - Dessa vez era um loiro alto, de mais ou menos 1,77m de altura e com um par de óculos no rosto.

- Quero! 

E assim foi o jogo, e a garota perdeu.

- Ah, droga. Parece que quem vai ter que ir sou eu. Pelo menos eu vim preparada diferente de um certo alguém, não é mesmo, Sull?

O loiro - que aparentemente chama-se Sull - apenas deu uma risada.

- Mesmo se eu perdesse, eu iria fazer você ir de qualquer jeito. Não vou perder a chance de te ver de colegial. Suas pernas devem ficar incríveis á mostra! Sem contar que eu tô doidinho pra te ver usando um blazer...

- Olha só, se quer tanto assim olhar pra curvas, por que não invade o vestuário feminino? 

- Boa idéia! Talvez eu vá mesmo. 

- Você é um tarado. - Ao dizer, a garota jogou seu casaco moletom no rosto do loiro, junto com suas calças. Quando Sull havia retirado as peças de roupa de seu rosto, ficou encantado com a garota de olhos azuis à sua frente. 

- Uau, Yami... Você tá... Incrível. 

A garota ajeitou seus cabelos e os prendeu em um rabo de cavalo alto, ficando com as bochechas um pouco rosadas por conta do elogio de Sull. "Você acha?", disse, desviando o olhar e pegando uma mochila do chão que estava ao seu lado, a colocando nas costas.

- Acho. É acho bom também você ir, já vai dar o horário da aula. Enquanto isso eu vou invadir o vestuá- quer dizer, investigar a escola.

Dessa vez quem riu foi Yami, andando em direção à entrada do prédio. 

- Certo, te vejo em meia hora.

A garota de cabelos negros e o loiro alto se despediram com um aceno e partiram seus rumos.

 

Yami seguiu até a turma designada, e se sentou em um ponto estratégico; onde poderia observar todos os alunos sem ao menos ser notada. E ainda era ao lado da janela. Manteve seus olhos em dois amigos que não paravam de conversar, o mais esquisito da sala e o cara que nem ligava para nada. Aqueles pareciam ser os alunos mais extraordinários daquela turma imensa de mais de vinte pessoas. 

Tudo corria bem, até que deu para ouvir um alvoroço vindo do lado de fora. Imediatamente todos os alunos e o professor na sala foram ver o que acontecia. E aqui está a cena:

 

Um homem estava fugindo de uma multidão de garotas furiosas. Algumas jogavam seus tênis, outras jogavam toalhas molhadas e o resto corria de punhos cerrados. As meninas e o homem de óculos que corria delas passaram tão rápido que mal deu para ver, apenas uma frase foi ouvida, que saiu da boca do homem.

- EU VOU CAGAR NO TAPETE DE VOCÊS! 

 

Depois tudo que se ouviu pela sala foram risadas, principalmente de Yami, que conhecia aquele homem como ninguém. Pelo visto alguém havia realmente invadido o vestuário feminino.

 

O fuzuê se acalmou, e a aula foi passando. O tempo seguinte era educação física, e assim que a professora de história saiu da sala, Sull havia entrado. Entrou correndo e rapidamente fechou todas as portas da sala, ofegante e suando. Logo depois foi andando lentamente para o tablado, se sentando na cadeira do professor. 

- Aquelas garotas... São fogo, viu...? 

 

Um dos garotos da sala levantou a mão.

- Você é professor de...? 

- Ah, eu? - Disse o loiro, olhando para o garoto - Eu... Hã... Orientação sexual...? 

Yami apenas se levantou e deu tapinhas nas costas de Sull, o levando uma garrafa d'água. 

- Professor, deve estar bem cansado de correr de uma multidão de meninas. Que tal você me dizer o que você tem á dizer para os alunos que eu dou a mensagem para você? 

- Espera, Yami. Como sabia...? - Sull falou, em um tom sussurrante. - As salas de aula têm janelas. - Respondeu a garota, no mesmo tom.

- Certo... Vai lá... 

- Então, gente! Todos estão liberados pra aula de educação física. Mas alguns vão ter que ficar aqui. - Deu um sorriso de canto, durante a aula já havia decorado o nome de todos que precisava saber - Esses alguns são: Kuma, Taku, Mike, Bruno e eu. Os outros podem ir. 

 

Os alunos seguiram as ordens do suposto professor, deixando apenas aqueles seis na sala. 


Notas Finais


:D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...