História Salvem as tartarugas - Capítulo 1


Escrita por: e springup

Postado
Categorias ASTRO
Personagens Jinjin, Rocky
Tags 2park, Astro, Astroboys, Rockjin, Springup¡
Visualizações 40
Palavras 1.009
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Shonen-Ai
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


olá! essa fic foi muito boa de escrever e acabei gostando do resultado, então espero que gostem :))
se eu falei alguma besteira sobre o pessoal vegano/vegetariano por favor!! me avisem!! afinal já tem gente suficiente falando bobagem na internet k
enfim, isso acabou ficando meio grande hsjdn mas boa leitura!!

Capítulo 1 - Pelo bem da minha sanidade e das tartarugas!


Tentar ser um bom filho é bem mais cansativo do que Minhyuk esperava. Desde o momento em que sua mãe avisou que faria um churrasco para comemorar a chegada de seu irmão mais velho, ele deixou bem claro que a ajudaria em tudo que fosse possível, e isso inclui, infelizmente, fazer compras.

Não iria mentir: até que gostava de ir ao supermercado, mas tinha algo naquele dia que parecia sugar sua energia por completo — era provavelmente uma mistura do calor infernal que fazia do lado de fora com a lentidão de sua mãe para decidir entre catchup ou ketchup. A senhora tinha noção da própria calma e de que não podia passar o dia inteiro analisando preços e marcas, talvez por isso tivesse dado para Minhyuk a missão mais importante: comprar as asinhas de frango. 

Como em todo churrasco da família Park, as asinhas de frango com o molho secreto da matriarca eram o prato principal, a estrela da festa; logo, o garoto carregava uma grande responsabilidade. Tinha que analisar preços, marcas e a qualidade, tendo como base os comentários da avó sobre o que era ótimo e o que não servia para dar para o Totó (e considerando que aquele cachorro comia do bom e do melhor, o padrão era bem alto).

Seguiu confiante para a sessão de frios. Já tinha ouvido a ladainha da avó até de trás para frente, tinha certeza do que escolher. O churrasco da família estava em suas mãos.

Ele já estava saindo da sessão quando um garoto acabou esbarrando nele. O baixinho, que aparentava ser um pouco mais velho que ele, carregava consigo uma prancheta e uma caneta e, assim que se recuperou do encontro, lembrou de abrir o seu melhor sorriso.

— Bom dia! Você gostaria de assinar essa petição e ajudar a salvar as tartarugas?

Minhyuk piscou duas vezes para se recuperar do baque. Conseguiu entender a situação em tempo recorde: uma pessoa bonita lhe oferecia um sorriso e uma chance de ajudar animaizinhos simpáticos, uma oportunidade dessas não se conseguia todo dia.

— É claro! Eu adoro animais, inclusive, tenho um peixinho chamado Rocky.

Jinwoo provavelmente ia explodir antes de meio dia, já tinha dado a volta naquela rua e havia feito uma pausa só para recuperar o fôlego e quem sabe convencer mais alguém a apoiar sua causa. Tinha achado a forma mais prática e convincente de conseguir assinaturas e sabia o melhor sorriso para cada momento, mas ainda tinha um empecilho que fez, no mínimo, três pessoas ignorá-lo: sua opinião forte e mais explícita do que o necessário.

— Mais um hipócrita.

O mais novo franziu a testa. Aquele garoto tinha dito algo contra ele ou era apenas impressão?

— O que disse? 

— Eu? Nadinha. Assina aqui e aqui.

— Sei. É engraçado como só tem dois nomes aqui, faz pouco tempo desde que começou a recolher as assinaturas?

Okay, o garoto tinha tocado num ponto fraco de Jinwoo. Poxa, custava tanto ter um pouco de delicadeza? Naquele momento, ele só conseguiu lembrar da expressão entusiasmada de Eunwoo quando o convidou para ajudar no projeto e, se as coisas não melhorassem, num passe de mágica o outro teria que saber lidar bem com a decepção. 

— Na verdade, tô aqui faz... — Tirou o celular do bolso para confirmar. — Mais ou menos uma hora. Esses aí são os nomes do organizador da campanha e o meu.

Minhyuk realmente se esforçou para conter a risada mas poxa, o tal Park Jinwoo pareceu tão miserável que ele pensou que fosse explodir tentando não rir na cara do outro.

— Que situação difícil, cara. Mas ainda assim eu só vou assinar com uma condição.

— Por favor, só assina isso pelo bem das tartarugas e da minha sanidade!

— Por que você me chamou de hipócrita?

O mais baixo piscou duas vezes. Ele realmente queria tanto saber isso? Claro, isso tinha espantado três assinaturas em potencial mas, ainda assim, não era grande coisa.

— Okay, eu tô cansado e você não vai deixar de assinar isso, nem que seja na base do ódio, então vou dizer: você é um baita de um hipócrita porque tá literalmente falando sobre o quanto ama animais enquanto segura uma sacola cheia de carne de animais mortos.

— Você queria que eu comesse a galinha viva?

— Eu queria que você não comesse a galinha! Nem a vaca! Nem o peixe!

Agora tudo fazia mais sentido: Jinwoo era vegano! 

— É muito rude da sua parte falar desse jeito com alguém que só quer ajudar, sabia?

— Sim! Mas eu posso te falar uma coisa? Eu finalmente consegui tirar tudo de origem animal na minha dieta e tô realmente empolgado por isso, só que você chega pra mim falando que ama animais com uma galinha morta na mão e eu não consigo entender seu pensamento. Por que você é tão seletivo com o que ama ou não?

O Park mais novo matutava a respeito da opinião de Jinwoo. Entendia o que ele queria dizer e a animação dele realmente entregava a sinceridade, mas também sabia que não queria fazer isso. Podia mudar de ideia? Sim, mas no momento ele preferia continuar com o peso na consciência enquanto comia as asinhas que sua avó preparava, e foi isso que explicou para ele, que disse ter entendido melhor.

Percebendo a falta de movimento, resolveram continuar a conversar, mudando de assunto rapidamente e notando semelhanças até mesmo no grupo de amigos.

Então assim, com asinhas de frango numa mão, respostas afiadas na ponta da língua e uma leve aceleração no coração quando olhava para o mais velho, Minhyuk ouviu sua mãe lhe chamar, se despedindo do outro com um sorriso — não sem antes assinar a famigerada petição que salvaria as tartarugas.

Somente quando Eunwoo mencionou, com certa empolgação pela quantidade de assinaturas que o amigo conseguiu, que alguém havia feito um erro no formulário, que Jinwoo sentiu vontade de sair pulando no meio da sala. 

— Engraçado, a gente sempre pede somente o e-mail, mas teve um “Park Minhyuk” que também colocou o número. Ele deve querer muito receber as notícias sobre as tartarugas


Notas Finais


espero que tenham gostado e obrigada por ler ♡

Agradecimentos especiais à STAFF do projeto, @jacksonwngg pelo design, @tokoyami pela betagem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...