1. Spirit Fanfics >
  2. ...Sam greendewald Dumbledore... >
  3. Capítulo XVI: tudo passou rápido.

História ...Sam greendewald Dumbledore... - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Capítulo XVI: tudo passou rápido.


 Os dias se passaram depressa, todos os dias eu recebia cartas de papá Alvo, eu gostava de falar com ele as vezes, ele me contava histórias engraçadas sobre o papai... Eu gostava disso, me conectava com ele através de Histórias...

 Mesmo que fosse apenas por histórias...

 Olho-tonto Moody, sr. Remus, Ninfadora, Quim Shacklebolt, Elifas Doge, Dédalo Diggle, Emelina Vance, Estúrgio Podmore e Héstia Jones, haviam saído a algum tempo para trazer Harry até aqui.

 A sra. Weasley estava limpando a casa como doida durante alguns dias, a antiga casa dos Black ficou abandonada durante muito tempo.

 Eu passei alguns tempo com Sirirus, um homem incrível, Papá Alvo pedi o para que cuidasse de mim... Durante essas semanas, eu desmaiei uma vez, quando Sirius Black, decidiu que não seria padrinho somente de Potter, e sim... Também meu.

 Eu juro que desmaiei no exato momento em que as palavras foram ditas, a agora aqui estou eu, afilhada de Sirius Black. 

 O homem em que eu tinha admiração no mundo, agora era meu padrinho, mas... Também o de Harry Potter...

 Abri os olhos.

 Ainda estava no quarto em que dividia com Gina e Hermione, as três camas bem arrumadas uma ao lado da outra, e eu ali deitada em minha cama olhando para teto.

 Então uma não tão tranquila voz, começou a gritar desesperada e com raiva.

 Reconheci-a somente quando ela parou, era a pessoa que eu queria ver/interrogar, era Harry Potter. 

 Corri um pouco pelo quarto tentando me livrar das roupas que vestia, que no momento eram pijamas, a calça branca com.varias mine caveiras e uma camiseta negra com um coração partido estampado nela.

 Peguei uma calça negra e justa, e um casaco verde musgo, e sai do quarto, andando calma e cautelosamente pelo corredor para tentar não acordar o quadro da mãe de Sirius. 

 Então finalmente abro a porta, no exato momento em que Fred e Jorge aparatam para dentro do quarto.

 O olhar de Hermione, Ronald (quem havia se tornado um pouco mais gentil comigo por conviver tanto, e talvez porque a sra. Weasley ameaçou deixá-lo sem comida se não melhorasse) e Harry, foram ate mim,depois até os gêmeos novamente. 

 -Você está bem? -perguntou Fred se aproximando de mim com um ar protetor e cuidadoso.

 -É, nós pensamos que talvez fosse a notícia de Sirius, ou algum afeito de alguma poção que tentamos fazer -Jorge completou, ele se aproximava também preocupado. 

 -Quase nos matou de susto! -os dois falaram ao mesmo tempo com um ar irritado.

 -A mamãe disse que não podíamos entrar no quarto para ver você, e Gina parecia um buldogue de segurança na porta do quarto -Fred voltou a falar, agora o garoto se permitiu dar uma pequena risada nasal. 

 -Idiotas, elas só estavam tentando me dar um tempo, sabem que eu quase nunca desmaio! -falei em uma mistura de raiva e agradecimento por eles se preocupar em comigo.

 -Oque estão acontecendo? Que noticia de Sirius? Por que Sam desmaiou? -Harry perguntou preocupado.

 -Calma Potah -falei tão desleixada que quase não percebi os olhares em mim por conta da voz com sotaque que deixei escapar- Eu fasso isso quando estou animada, desculpe.

 Agora eu sentia minhas bochechas esquentarem, minhas pernas ficarem mais bambas, mas não deixem-me levar, ergui a postura e sorri confiante tentando mostrar animação. 

 -A notícia de Sirius é que... Eu afilhada dele também -falei abrindo os braços em uma tentativa fútil de falsa animação, o garoto apenas me olhou incrédulo- Se isso te desagrada...

 Não tive tempo para responder, Harry deu um passo em frente, em logo correu até mim e pulou em meus ombros assim me abraçando. 

 Retribui o ato, sentindo um boa energia emanado do garoto, era confortável e agradavel sentir seu calor. 

 -Isso é um abraço de...? -perguntei curiosa e sorridente. 

 -De boas vindas à família!  -ela fala se afastando de mim e sentando na cama mais próxima.

 -Ela poderia ser parte da família de outra maneira... -ouvi Fred sussurar no ouvido de Jorge tão baixo que quase não ouvi.

 Imediatamente me virei para os garotos e os encarei incrédulos,  estava perto da porta um pouco atrasado de mim, seus olhares se tornaram assustados por um momento, mas logo uma falsa confusão.

 Eu nada fiz além de dar uma piscadinha boba e maliciosa para os dois, pouco antes de me virar para voltar a encarar os outros que tinham expressões vagas e confusas no rosto. 


                           ***


 -Cale a boca, sua bruxa horrorosa, CALE A BOCA! -berrou Sirius, no exato momento em que pus os pés no corredor, e agarrou uma cortina.

 -Vocêêêêêê! -berrou a mulher do quadro com os arregalados- Traidor do próprio sangue, abominação, vergonha da minha carne!

 -Eu... Mandei... Calar... A... BOCA! -Gritou Sirirus em completa fúria,  e com um gigantesco esforço,  ele junto de Lupin conseguiram fazer as cortinas se fecharem para a mulher.

 -Olá Harry... Sam melhor? -Disse Sirius muito serio- vejo que conheceu minha mãe Harry...


Fim do capítulo XVI.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...