1. Spirit Fanfics >
  2. Samantha >
  3. Good Morning Boys

História Samantha - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura, me desculpem pelos erros, espero que gostem, não saiam de casa, lavem bem as mãos e usem álcool em gel ♥

Capítulo 13 - Good Morning Boys


CONTINUAÇÃO

  Louis percebeu que Harry corou assim que ele o chamou pelo apelido e sorriu fraco, a luz estava apagada, mas ele conseguia ver claramente aqueles olhos brilhando e as bochechas rosadas. Harry ficava tão lindo assim, sorrindo e com vergonha ao receber algum elogio, Tomlinson percebeu isso e ficava feliz sempre que conseguia arrancar algum sorriso. Merda Louis.

 Quanto mais tempo eles conversavam, mais o coração de Louis batia mais rápido, mais as mãos deles suavam e seu corpo esquentava. Cada risadinha que Harry soltava era como uma flecha certeira em seu peito, cada olhar era tapa em seu rosto, Tomlinson estava fodido e não era pouco. Ele recusou-se a acreditar que aquilo era possível, nunca achou que iria se apaixonar pelo seu melhor amigo e ele sabia que não era recíproco, Harry era assim como todos a sua volta. Doía tanto que ele arrumou uma namorada, mas o que adiantava se em sua cabeça só passava aqueles cachinhos, aqueles malditos olhos na cor do mar, o mar que ele queria navegar e se perder.

- Louis você está me escutando? – Harry perguntou baixinho.

- Oh... Sim, estou. - O mesmo comentou.

- Não estava não. – O outro sorriu. – Queria continuar nossa conversa, mas estou morto de sono.

- Boa noite cachinhos. – Louis sorriu.

- Boa noite Louisinho. – Harry sorriu também.

 Não faz isso comigo Harry...

O que Louis não sabia era que Harry também gostava dele e que o coração do mesmo ameaçava de sair pela boca toda vez que o mesmo o chamava de cachinhos. Por mais que Louis tentasse, ele não conseguia dormir, não quando um serzinho tão delicado como aquele dormia tranquilamente ao seu lado. Mesmo sem luz ele via claramente a boca entreaberta do menino, as mãozinhas posicionadas embaixo das bochechas, os cabelos espalhados pelo travesseiro. Por um momento ele viu a sombra do sorriso no rosto do outro e lembrou-se da risada gostosa que ele tanto gostava de ouvir.

 Harry também estava tentando dormir, mas como se tinha um Louis Tomlinson ao seu lado? O mesmo Louis que ele tanto gostava, o mesmo que invadia seus sonhos mais doces e os transformava nos mais impuros possíveis, o que sussurrava em seu ouvido e fazia seus pêlos baterem no céu e voltar. Styles percebeu que o mesmo estava o encarando desde que fechou os olhos, seu rosto automaticamente começou a esquentar e ao perceber que ficaria vermelho, Harry tossiu e virou de costas para o outro.

- Merda. – Louis falou baixo.

 Será que ele percebeu que eu estava o encarando muito? Tomlinson ficou com tanta vergonha que apenas fechou os olhos e obrigou-se a dormir.

[...]

- Harry? – Louis o chamou.

- Estou no banho Lou. – Harry falou do outro lado da porta.

 Tomlinson sentou-se na cama e esperou que o outro saísse do banho, o que não demorou muito para acontecer, logo Harry saiu do banho apenas com uma toalha amarrada em sua cintura e outra secando os cachos. Louis sorriu ao ver que o mesmo ainda estava com marcas espalhadas pelo seu corpo, Style olhou através do espelho a sua frente e sorriu pro mesmo.

- Viu como estou? Vou ter que usar burca por um tempo. – Comentou o mesmo.

- Claro que não, quero que saibam que você é meu. – Tomlinson disse sorrindo.

- Louis bobinho, todos já sabem. – Harry virou para o outro.

- Será? – Perguntou aproximando-se de Harry.

- Depois da noite passada... Acho que sabem sim. – Harry gargalhou. – Pelo menos os vizinhos sabem.

- O mundo inteiro precisa saber então. – Louis comentou tirando a toalha da cintura do outro.

 Não demorou muito para que Harry estivesse gritando seu nome para todos pudessem ouvir, para que a cama fizesse mais um estrago na parede, para que os sons dos gemidos se misturassem em um só.

- Porra Harry... – Louis gemeu.

 As pernas de Harry balançavam mais que as árvores no meio de uma tempestade, ele estava exausto e claramente Louis também, mas nenhum dos dois botava um ponto final nisso. Eles queriam mais, seus corpos pediam por mais, a pele um do outro implorava por mais contato. Tomlinson deu uma estocada tão forte e precisa que fez Harry desmanchar, logo desmanchando em seguida e deitando suado ao lado de seu namorado. Eles estavam só o pó.

- Sempre é tão bom. – Harry disse baixo e sorriu.

- Realmente, obrigado por isso Hazzy. – Louis também sorriu.

[...]

 Louis acordou com um grande desconforto no meio de suas pernas, suando em partes que ele acreditou que nunca soaria e seu corpo tomado por chamas. A primeira coisa que ele fez foi levar sua mão até a parte que latejava, mas parou ao sentir um peso ali, ao abrir os olhos ele viu que era a perna de Harry. Porra. Pensa Louis, pensa Louis.

 Harry dormia de uma forma tão graciosa que Tomlinson estava com medo de acordá-lo. Com muita dor no peito ele tirou as pernas do garoto e levantou-se rapidamente para ir ai banheiro, Style acabou acordando e vendo o exato momento que o outro fechou a porta e viu também a  marcação em suas calças.

 Um tempo depois Tomlinson abre a porta e vê que Harry já estava acordado sentado na cama, ele gelou, pois Style poderia ter visto ou escutado alguma coisa.

- Bom dia Lou. – Harry sorriu ainda com a cara de sono. Adorável.

- Bom dia cachinhos. – Tomlinson respondeu. – Vamos tomar café?

- Não posso ficar mais um tempinho deitado? – Harry perguntou fazendo bico e Louis riu negando. – Okay, vamos.

 A mãe de Louis estava fazendo o café mais especial que já fez na vida, pois sabia que o garoto iria tomar café lá. Salada de frutas, suco de morango – o preferido do mesmo segundo Louis -, um café que Louis pediu para a mesma fazer.

- Bom dia meninos. – A mulher disse sorrindo.

- Bom dia. – Responderam juntos.

- Tiveram uma boa noite? – O padrasto de Louis perguntou saindo da cozinha.

- Sim. – Louis respondeu.

 O padrasto de Tomlinson fazia tantas perguntas para Harry e tentava o fazer sorrir sempre, não só a ele, como todos da mesa. Louis só olhava como era adorável a forma que Harry ria botando as mãos na frente da boca ou jogava a cabeça para trás, quando seus olhos se fechavam cada vez que sorria para alguma piada sem graça de seu padrasto. Sua mãe percebeu como o mesmo olhava para o garoto e o chamou para a cozinha.

- Você gosta do Harry? – Perguntou baixo e tão direta como uma bala.

- O que? Não. – Louis mentiu.

- Eu conheço o filho que tenho e sei quando está mentindo. – A mesma o encarou. – E também percebi o jeito que você olha para ele.

- Okay. – Disse colocando as mãos para cima. – Eu gosto sim.

- Não sei se é a voz mãe falando dentro de mim, mas acho que Harry também gosta de você...

 

CONTINUA


Notas Finais


Um beijo, um cheiro e um aconchego... TIAU ! !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...