História Same Feelings? (Fillie) - Capítulo 5


Escrita por: e Drewsong

Visualizações 164
Palavras 2.997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello,demorei, não demorei?
Sorry pessoas, tava meio acumulada com as coisas da escola que já começaram,mas agora consegui uma folguinha pra postar 😊❤
Ah,leiam depois as notas finais que tenho duas coisas pra falar
Boa leitura !!!! 💙

Capítulo 5 - Conflitos


Fanfic / Fanfiction Same Feelings? (Fillie) - Capítulo 5 - Conflitos


O que Finn está fazendo aqui? Merda!

Meu coração está batendo rapidamente, é como fosse um ataque cardíaco! Nos olhamos vagarosamente, mas ao mesmo tempo fora um olhar intenso e que esbanjava saudade, preocupação e... Amor?! Eu já não consigo mexer nenhum membro de meu corpo trêmulo. É como se estivesse congelada, não saiam mais palavras de minha boca. Minha fala já não existe mais, mas ao lugar desta existe um nervosismo que nunca fora tido em mim antes. O que esta acontecendo? Finn Wolfhard, o que você fez comigo?

— Sente-se Finn! – Disse Matt sentando-se ao lado de Ross. Ligeiramente mostrando a cadeira em meu lado para Finn. – Millie! Quanto tempo! Tudo bem?

— O-oi! Bom, não muito. Mas as coisas melhoraram um pouco! Eu acho... – Digo e Finn continua a dirigir olhares em minha direção, mas sem dizer uma palavra. O moreno resolve então sentar-se ao meu lado.

— A gente não está com muito tempo pra hoje! Mas essa reunião é importante para o futuro da serie! – Disse Ross olhando pra mim e Finn. Depois virando o olhar pra Matt. Aparentemente serio.

— Resolvemos manter vocês como um casal na série, se já leram pelo menos uma parte do roteiro devem ter percebido isso! – Continuou Ross que por sua vez, levemente sorriu.

— E como vocês já estão adultos, queríamos perguntar a vocês se podemos aprofundar mais as coisas com esse novo casal. Terá algum problema meninos? – Disse Matt olhando para nós, dando um sorriso Amarelo. Espera! Ele disse aprofundar mais as coisas? O que ele quis dizer com isso? Sexo?

— Por mim não tem problema! E pra você Millie, tem? – QUE? Como assim não tem problema? Finn e todos me encaravam quando ele disse a última parte. Sinceramente nesse momento tenho vontade de sair correndo até o cemitério, cavar minha cova e já ficar por lá. Morta de vergonha. Como Finn está conseguindo agir assim tão facilmente? Não combinamos que voltaríamos a nos falar sem se importar com o que os outros falam? Bom... Era isso o que achei que tinha entendido.

— Claro que não! Os fãs irão amar! Faço pelo fandom e também porque shippo muito o casal! – Disse e abri o sorriso mais forçado da minha vida. Posso fingir nesse momento, mas até quando vou aguentar?

O olhar de Finn parecia frio! Ele não pode voltar a ser aquele Finn que me ignorava por medo da imprensa, não pode! Nos teremos um filho - Ou filha - juntos! Ele não pode simplesmente o fazer e depois me ignorar como se a culpa fosse apenas minha!

— Okay, as filmagens começam daqui a seis dias! Já pedimos que comecem a ensaiar pois a primeira cena é bem complexa. Envolve já praticamente todos os personagens em um dia de chuva na escola, terá muitos encontros e o de vocês com certeza será um dos mais esperados! – Disse Matt esboçando novamente o mesmo sorriso, me fazendo sorrir também. Mas mesmo com tudo isso, eu só consigo pensar no garoto dos cabelos negro e sua constelação de sardas pelo rosto. Eu quero mas não consigo olhar para o mesmo.

— Sabemos que vocês devem estar assustados por causa dos personagens novos, mas isso não é necessário! Queremos que os personagens novos tenham uma conexão com os antigos! Mas principalmente, queremos que Mileven continue tento esse relacionamento incrível que sempre fora tido, mas agora bem mais intenso... O que acham sobre isso? – Disse Ross com um olhar sugestivo. Ai deus, agora até na série eu vou ter de transar com o pai de meu filho. – Ou filha, mas enfim... - Estou preparada? Não!

— Gostei da ideia! Acho que tanto eu quanto Millie estamos muitos animados pra começar a gravar, não é Mills? – Agora ele passou a me encarar de um jeito doce. Bipolaridade é doença, querido! O moreno involuntariamente tentou segurar minha mão. Eu apenas deixei, apertando sua mão fortemente. Nossa, como eu senti falta disso. Como eu amo esse garoto! Por dentro quis explodir de felicidade... Não Millie, para com isso! Por mais que doa, ele não sente a mesma coisa por você! Mas será que não?

— Claro! – Falo sincera, ainda segurando a mão quente e macia do moreno.

— Então... Finn, se quiser sair já pode. Millie vai assinar o contrato agora! – Disse Matt já com o contrato em mãos.

— Temos que correr! Em menos de seis dias tudo já tem que estar pronto pra gravarmos! – Disse Ross apreensivo e com alguns papéis em mãos.

— Não tem problema! Preciso conversar com a Millie depois que ela assinar. — Disse Finn ainda segurando minha mão.

Então ele quer conversar? Ai meu deus, não posso ter um infarte agora, não agora... Vamos Millie, se acalme! Pelo bem do bebê! Tento controlar minha respiração de um jeito discreto, numa tentativa falha de me acalmar.

— Okay — Disse Matt com um sorriso malicioso nos lábios. Ai jesus!

— Então, aqui está! – Ross colocou o contrato sobre a mesa e me alcançou uma caneta, em questão de segundos o assinei.

— Uau! Nunca achei que assinar meu próprio contrato fosse tão...empolgante! – Algumas recordações me surgem da época que meus pais assinavam por mim devido eu ser de menor. 

Dentro de mim havia um misto de emoções. Até quando será que isso durará? Quer dizer... Será que fiz a coisa certa ao assinar esse contrato? Provavelmente estarei expondo o bebê e a série a muitos riscos. 

— É Ross, nossas crianças cresceram! — Disse Matt fingindo limpar uma lagrima. – Isso nos torna velhos, não? – Continuou agora com ironia na voz. Soltando uma risada logo após.

— Bom, eu acho vocês dois velhinhos super conservados! – Disse rindo de meu comentário e vendo Finn segurar a risada. Olho pra cara deles e eles estavam sérios. Fudeu! Eles se entre olham e do nada começam a rir como duas hienas. Olho para Finn, que me lança um olhar divertido.

— Então... Millie, vamos? – Perguntou o moreno, me despertando, e em um gesto involuntário tenta aproximar sua mão da minha, caindo em si logo depois e se afastando discretamente.

— Vamos! – Sorri e me despedi rapidamente dos irmãos, que estavam super ocupados a minha frente. Finn havia aberto a porta. Fechando-a em seguida que passei.

— Precisamos conversar – Ele sussurrou.

— Eu sei. Mas aonde? – Observava todas as direções. Lembro-me que todos que aqui estão se concentram na parte dos estúdios para terminar de montar as coisas... Mas a qualquer momento podem passar por aqui.

— Uhm... Meu trailer, pode ser? – Apenas assenti de forma positiva e o segui. Andamos poucos passos até que ele resolve quebrar o silêncio. – Lembra daquele dia que entrei sem querer no seu trailer? É que antigamente meu trailer ficava naquele lugar, aí como não achei ninguém deduzi que seria lá...

— Ah, tudo bem. Eu sei disso... – "Lembra daquele dia?" Como se fosse me esquecer do dia em que minha vida mudou completamente...

Wolfhard abriu a porta para que eu entrasse e fechou logo em seguida que entrou.

— Pode se sentar aonde quiser, eu... – Passo meus olhos por todo seu trailer, ele estava totalmente revirado! Roupas jogadas pelas poltronas e pelo chão, cama desarrumada e a pequena pia cheia de louça suja. Então aqui virou a casa dele?

— Você está dormindo aqui? – Perguntei quando ele finalmente me olhou, depois de uma tentativa falha de esconder toda essa bagunça.

— Parabéns Mills, descobriu meu esconderijo! – Fico sem entender suas palavras. – É que depois do que aconteceu, minha família toda praticamente se mudou temporariamente pra minha casa. Eu... Tudo está confuso pra mim! Depois do que aconteceu eu precisava de um tempo sozinho. Esse foi o único lugar que encontrei!

— Ãn? Do que está falando? – Dobro cuidadosamente umas peças de roupa que estavam jogadas na poltrona, colocando-as em cima da cama.

— O atentado que ocorreu naquela casa de shows. Nick estava lá! Por isso eu tive que sair correndo depois de que nós... – Ele buscava as palavras assim como tenho buscado nos últimos dias, não por termos vergonha, mas por talvez não nos lembrarmos de como tudo aconteceu e da bagunça que agora estão em nossas mentes... Ou será que ele se lembra? – Café? — Ele perguntou mudando de assunto como sempre faz.

— Não, obrigada! – Ele se sentou ao meu lado, enquanto bebia seu café.

— Por que se afastou de mim, Millie? Eu tentei te ligar esses dias, eu não sei o que me deu pra fazer aquilo. Sei que errei, mas por que não me ligou? Se arrependeu do que fizemos? Foi isso? – Ele me cercava de perguntas, as mesmas perguntas que estão em minha cabeça agora. As quais nem sei a resposta...por que tudo com Finn tem que ser complicado de entender e lidar?

— Eu precisava de um tempo sozinha! Ambos erramos em ter sumido,eu por pensar besteiras e você por não me avisar, mas...

— Não gostou, foi isso? Fala Millie ,eu sei que foi isso! – Ele disse meio exaltado, me assusto e recuo me levantando. Não irei sair daqui ainda, quero ver até onde vai o rumo dessa conversa.

— Eu não sei! Eu só queria lembrar das coisas! Não sei se gostei, como foi na hora, como aconteceu... Eu não lembro, Finn! – Fecho e abro meus olhos tantas vezes afim de que essas lágrimas entaladas se formem, não agora, não na frente dele...

— Bebida! Isso que dá beber! Esses dias foram horríveis pra mim! Longe de você, me lembrando de tudo que aconteceu, aí você chega e fala que não se lembra?Isso me machuca Millie! Lembrar do seu vislumbre naquele dia logo que acordei. Você estava linda na minha frente, nua entre as cobertas e dormindo tranquilamente depois de... Esquece! Você não se lembra,não é mesmo? Achei que ambos éramos imaturos mas percebi que você é mais! Não pela sua idade, mas sim pela suas ações... – Essas palavras me acertaram o coração em cheio com se fosse uma espada. O que Finn acha que é meu? Por que ele acha que tem o direito sobre mim? Falar assim comigo? Sem pensar direito, apenas lhe acertei um tapa em seu rosto. A região que era branca agora esta mais vermelha que uma pimenta! Mas nada poderia doer mais que essa dor que ele me causou!

Tudo a minha volta parece estar girando. Tenho uma recaída de pressão. Tento mas não consigo olhar para ele. Mas sei que se estivesse o olhando agora, ele veria meus olhos marejados e cheios de lagrimas. Como Finn pode ser tão bipolar? A menos de meia hora acariciava secretamente minha mão e agora diz palavras que machucam mais do que um tapa? O que está acontecendo... Tento conter minhas lagrimas, não quero chorar na frente dele. Olho para o moreno. O mesmo estava com a mão sobre sua pele, agora vermelha. Seu olhar era um misto de indignação, raiva e tristeza.

— Não achei que seria assim! Tão desastroso, tudo isso... Se soubesse nem teria saído de Londres! Pensar que a primeira coisa que eu pensei ao saber que voltaríamos seria em te ver. Eu me sentia feliz, não admitiria ao meu eu de um mês atrás! Por que você é assim? Carinhoso e impulsivo? Precisa me cobrar por eu não lembrar? Isso também me machuca!  A cada dia mais! Além de que, de que...– Palavras iam saindo e não tinha um filtro que as separasse de meus pensamentos. O chão parecia estar na minha cara, descendo e subindo. Fecho meus olhos e tudo a minha volta parece estar girando junto com meus sentimentos. 

Inspiro e respiro diversas vezes. Não posso me descontrolar, não posso fazer mal ao bebê. Quando olho para trás e vejo que Finn estava muito próximo a mim.

— Millie... está tudo bem? – Suas palavras eram como ecos para meus ouvidos e isso me deixava mais irritada ainda.

— Minha pressão deve ter caído. Eu vou indo, nem deveria ter vindo aqui! Eu... Eu...– Disse seca. Ia me segurando pelas paredes. Estou com medo de sair e cair lá fora num chão de asfalto e me machucar, mas talvez seja melhor do que ficar aqui.

— Não, você não parece bem,é melhor...– Ele insistia em me acompanhar, mas tudo ainda girava e soava como eco... Não posso perder o controle e cair em seus braços, não!

— Você não sabe o que é melhor pra mim... Não adianta me seguir! – Fecho a porta do próprio trailer na cara dele. E ouço um estrondo na porta de seu trailer. Talvez um soco. Me escorei na porta e escorreguei pela mesma. Meu corpo foi de encontro com o chão. Me senti livre pra chorar. Desmoronei em frente a porta do Wolfhard! E por sua causa.

Levanto-me e saio pelos estúdios como se fosse uma bêbada, tudo rodando, meu estômago se revirando e eu a ponto de vomitar. Meus olhos estavam encharcados.

— Millie! O que foi? – Escuto a voz de alguém que caí como um anjo pra esse momento certo. Minha visão está meio turva e demoro poucos segundos até perceber quem é:

— Katy, o que você faz...– Fecho meus olhos e permito-me soltar em seus braços que agora me seguram, a vontade de vomitar parece estar diminuindo.

— Millie, tá tudo bem? — A morena fala, ainda me segurando nos braços.

— Katy eu...o Finn...nós...eu sou uma idiota! — Disse chorando mais e mais, me embaralhando com as palavras e sentindo ela aprofundar o abraço.

— Não diga muito, Millie! Depois me dá as explicações, só me fala aonde Sadie está que ela pode nos ajudar nesse momento. – Afirmei e ela apoiou meus braços em volta do pescoço dela, enquanto digo aonde Sadie deve estar...

[•••]

— Toma isso! Tem um pouco de açúcar. Ou eu deveria ser sal? Ah não sei, só toma esse bagulho. – Sadie me dá um copo de água enquanto reviro os olhos ao toma-lo.

— Acho que deveríamos a levar no hospital, ela não parece bem. – Escuto a voz de Katy. Permaneço sentada na poltrona do quarto de Sadie. Tudo parece confuso pra mim desde que cheguei e não consigo dizer nada.

— Eu já vou é marcar sua primeira consulta logo! Temos que cuidar bem de você! Porra Millie, você foi pra Antártida ou Ártida? Suas mãos estão um gelo! – Sadie me analisava enquanto ainda tento sair de meu estado de choque.

— Ele me culpou por não me lembrar de nada... – Digo cabisbaixa e agora me permitindo chorar.

— Quem? – As duas voltam a atenção para mim, mas Katy confusa, perguntou.

— O que ele te disse? Deixa ele! Vou mandarem arrancar aqueles negócios que ele chama de... Você vai ver, ele não vai poder ter filhos depois! – Sadie esbravejava raiva.

— Ow! Pra quê tanta agressividade e de quem estão falando? – Perguntou Katy.

— Você tinha razão quando perguntou se sentia algo pelo Finn. Tudo aconteceu rápido de mais, confuso de mais, a gente, é...– Palavras confusas saem sem eu pensar, só sei que nesse momento queria me esconder do mundo.

— Ela está grávida! Millie e Finn... Pais...– Dito Sadie, Katy ficou de boca aberta. – fecha a boca que entra mosca...essa também foi minha reação.

— Você está bem mesmo Millie? Se não quiser, não precisa ir ao almoço. Falo com meus pais e eles irão entender! – Katy disse compreensiva, isso foi o que mais gostei nela, esse lado super compreensivo.

— Já estou um pouco melhor. – Disse entregando a Sadds o copo vazio.

— Okay, você vai nem que eu tenha que te levar amarrada no carro! Sério Millie, vamos nos distrair um pouco. Não vou sair de seu lado e também espero que não fique olhando pro nada. – Cada vez que ela dizia uma palavra, minha cara aumentava o desânimo. – Vai! Ou prefere ir pro hospital e ser toda furada? – Droga! Isso que dá contar pra vadi... Minha melhor amiga sobre meus medos!

— Tá, vamos então! – Sadie diz me puxando a força. – Separei duas opções de roupas especialmente pra você.

[•••]

Vesti uma saia de "veludo" na cor preto, com um suspensório tambem de "veludo" preso em minha saia. Coloquei uma blusa branca simples de seda. Era um look feito pela Calvin Klein! Perfeito em minha opinião! Coloquei também um tênis converse branco.

Fiz uma make básica. Um baton escuro, um rímel, um delineador e um blush de leve. Deixei meus cabelos soltos e ondulados.

Ambas me ajudaram e colocaram meu ânimo um pouquinho a cima, tagarelavam o tempo todo e por muito milagre isso não acontecia de minha parte...

Só consigo me lembrar das palavras de Finn! O jeito que ele me tratou no dia que tudo aconteceu. Hoje na “reunião” com os Duffers e depois que estava passando mal... Sera mesmo atitudes de uma só pessoa? Da pessoa que sei que Finn é?

Me afasto dessa galáxia paralela que estava quando enfim chegamos a mansão dos Montgomery. Enorme e já cheia de pessoas.

— Olha, vão se enturmando enquanto eu troco rápido de roupa, tudo bem? – Disse Katy que saiu correndo logo após Sadie estacionar o carro.

— Não esquece que estou com você e tudo vai ficar bem! – Ela cochichou e em seguida encaixei meu braço na curvatura que ela tinha feito, especialmente para ficarmos mais próximas.

— E se eles quiserem tirar fotos? – paro insegura perto a porta.

— Ah... Você saberá disfarçar, Millie Bobby Brown é uma grande atriz! – deu uma piscadela oferecendo sua mão para que adentrassemos de mão dadas.

Logo que piso no lugar respiro fundo analisando todas as pessoas dalí.

AI QUE MERDA! Não! Não! Não! Merda! Meu coração e toda a angustia de antes voltam. Em uma mesa estava Finn conversando com Gaten e Iris Apatow. Explosão. É o que vai acontecer comigo caso não consiga controlar minha raiva. Encaro Sadie que parecia encarar outro ponto do local.

— Seu ex namorado está aqui! – disse Sadie me fazendo olhar para a direção de Jacob Sartorius. Ai não, mais essa agora!

— Merda! – Penso alto. – Finn também está e conversa com a Iris.

— Prevejo que isso não irá dar certo. – Mal olho para cara de Sadie. Sua expresão era de surpresa. A minha já era mais parecida com um "Me fudi legal!"

Sera que se eu correr, me trancar no banheiro e fingir não ter vindo vão notar que estou faltando? 

Apartir de hoje meu novo lema é: "Correr ou se fuder!"


Continua?



Notas Finais


O que acharam?😂❤

Estão gostando gente? Não sei se perceberam algumas coisas diferentes,é que @Drewsong tem bettado a maioria dos capítulos e muda algumas coisas (ela até sugere algumas coisas,mas a história mesmo é minha 😂)

Bom já tenho até o capítulo 9 pronto (pois é,não me matem por isso 😂) ,eles faltam ser bettados e não sei quando e se serão postados por mim calma ae, se não for postados por mim serão por @Drewsong (😂❤) , mas isso é uma alternativa que estamos vendo ainda. Pois se eu estiver tendo mts compromissos e tal na escola, serão ela,e se tiver mais relax aí será eu 😂

Eu falo de mais,socorroney 😂

Até mais👋

-Ana 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...