1. Spirit Fanfics >
  2. Sanduíche de Manteiga de Amendoim e Cebola Crua >
  3. Capítulo Único: Ao Menos Há Uma Matiz de Cor

História Sanduíche de Manteiga de Amendoim e Cebola Crua - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo Único: Ao Menos Há Uma Matiz de Cor


 

Hyejoo já ouvira falar de Hemingway, apesar do ávido desinteresse em suposta apetência como saboreável — conhecia-o por estar a par de algumas trivialidades socialmente corriqueiras. Mas ugh!, como tal detalhe ainda seria uma onomatopeia deveras intrigante! A que ponto, era uma questão dispensável, pois a abrangência iria além do primário espanto — oh, que gosto apavorante, tão somente em ponderar sua combinação no paladar! Admirou-o. Como era possível agradar ao tal "Outsider"?  

Sim, era isso que intrigava-a ao ponto de devanear; e se observava a si própria, permaneceria na mais serena humildade de continuar a preferir seus jogos eletrônicos, a coisas artificializadas por ignorantes, afinal, seu interesse era mais genuíno ao que fingir-se de presunçosa intelectual, ou afazeres que despertariam um “oh!” deveras desagradável; vazio, possivelmente. Pois apesar das exacerbadas exigências sociais, em franqueza, algo lhe agradava: a pessoalidade. Saber que de muitos ou poucos sorrisos; humores, ânimos... importava-a ser si mesma. Alheia aos eufemismos que a fariam perder-se — rir, caso não desejasse.   

Sanduíche de manteiga de amendoim e cebola crua. Estranho, supostamente asqueroso, e acima de tudo, pessoal. Ninguém é obrigado a gostar de algo, se a quem lhe é particular, é o suficiente.   

Bem... talvez Hyejoo o compreendesse, afinal. 

 


Notas Finais


— Ernest Hemingway (1899 — 1961) foi um escritor norte-americano. Dentre as muitas coisas de seu típico e pessoal comportamento, ele tinha por gosto, sanduíche feito de manteiga de amendoim e cebola crua; também é considerado em certos pensamentos, um dos autores/pessoas "outsiders" — sensação pessoal dos pensamentos não exatamente se encaixarem aos da sociedade.

Eu acabei escrevendo isso, porque sempre achei divertido o gosto dele para este "sabor", além do mais em querer, também, fazer um trocadilho e subjetivar a quem para mim é uma das mais agradáveis e empáticas pessoas dessa geração: Hyejoo/Olivia. Ela sorri quando quer, quando não... não, e o seu comportamento oscila exatamente em como ela quer condizer.

Enfim, agradeço a leitura. ^^ | E agradeço tremendamente a @yvespicy pelo trabalho ultra apreciativo na capa! Por muito me agradou e me despertou sorrisos, principalmente ante uma Olivia sorridente assim!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...