História Sangue Amor e Lágrimas - Capítulo 1


Escrita por: e Klexy

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, CL (Chaelin Lee), Girls' Generation, Got7, HyunA, Jay Park, Monsta X
Personagens BamBam, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Hyoyeon, HyunA, Hyung Won, I'M, Jackson, Jay Park, JB, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Joo Heon, Jungkook, Ki Hyun, Lee Chaelin "CL", Lisa, Mark, Min Hyuk, Rap Monster, Rosé, Seohyun, Seungri, Show Nu, Suga, T.O.P, Taeyang, V, Won Ho, Yoona, Youngjae, Yugyeom, Yuri
Tags Bts, Sobrenatural
Visualizações 1.354
Palavras 1.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é a minha primeira fic então espero que vcs gostem 😘

Capítulo 1 - Pesadelo, e nova casa?!


Fanfic / Fanfiction Sangue Amor e Lágrimas - Capítulo 1 - Pesadelo, e nova casa?!


Estava brincando com meus amigos de pique esconde, só que acabei indo longe de mais e me perdi dos meninos e acabei indo parar num  bosque.

— Olá tem alguém aqui? – Chamei mas não ouvia nem o canto dos pássaros. Procurei e procurei mas não achei nada. O certo era eu ir embora mais não sabia por onde voltar.


— Tem alguém aqui? – Tentei mais uma vez.


— Claro que tem, docinho. Mas porque você está aqui nesse bosque escuro e sozinha? não sabe que é perigoso ficar aqui sozinha?!


De repente me viro e me deparo com um homem estranho de cabelos curtos na minha frente alem de ser lindo.



— Saber eu sei, mais acabei me perdendo dos meus amigos. – Respondi receosa.



 Por que eu estava falando com um estranho? Tinha algo nele que me assustava, mais eu precisava dar um jeito de sair daqui.



— Hum... Vem, vou te tirar daqui docinho. – Deu mais um passo em minha direção estendendo a mão.



— Obrigada, mas acho que eu posso me virar por aqui. 



Não confio nele minha mãe sempre dizia que os meus instintos eram bons, e que sempre devia seguir eles, e o meu está mandando eu correr pra longe desse homem.


— Você está com medo de mim? – Perguntou visivelmente fingindo surpresa.



— Desculpa... mas eu não confio em você. — Saio correndo de lá o mais rápido possível.



— Não, você não vai fugir de mim meu bem.



De repente sinto um puchão tão forte, que acabo indo de encontro com aquele homem. Começo a tentar fugir mais ele é mais forte, ele segura meu pescoço, e quando vejo ele está me mordendo. Começo a chutar ele, mais minhas forças estão sumindo, minha visão começa a ficar ensebada e acaba escurecendo a última coisa que ouço é o homem dizendo:



— Delícia... Você é muito gostosa. Nunca tinha experimentado um sangue nessa magnitude.



— Acho que essa vítima já se foi. – Ele começou a rir até que se engasgou, e começou a sentir uma forte dor de cabeça.



— Mais que porra é essa?! – Colocou uma das mãos na cabeça e saiu, calambeando dalí o mais rápido que pode.



Segundos depois, apareceu uma mulher, minha visão estava péssima então não pude ver seu rosto com clareza, só sei que eu já tinha visto ela em algum lugar.



Mulher​ misteriosa On



Estava no bosque procurando, plantas medicinais, quando de repente, sinto algo sombrio se aproximando.

Sigo meus instintos que mandavam eu ir para o leste, me escondo atrás de uma árvore e vejo, aquela menina, que sempre estava com aqueles meninos. Coitada mal sabe que seus amiguinhos eram descendentes dos Kim, o clã mais poderoso dos vampiros.


— O que ela está aqui sozinha nesse bosque? Será que não percebe que é perigoso uma garotinha ficar num lugar como esse? – Me perguntei confusa.


Eu ia até lá para ver o porque dela está aqui, quando sinto que as trevas chegarem. Jogo um feitiço de invisibilidade e aumento o meu sentido de audição para ouvir, o que eles falavam.



— Tem alguém aqui?



— Claro que tem, docinho. Mas porque você está aqui nesse bosque escuro e sozinha não sabe que é perigoso ficar aqui sozinha?!



— Saber eu sei, mais acabei me perdendo dos meus amigos.



— Hum... Vem, vou te levar daqui docinho.



— Obrigada, mas acho que eu posso me virar por aqui.



Vi que ela saiu correndo, mas claro aquele homem que era muito familiar, ele foi atrás. Não podia ficar aqui sabendo que algo de ruim iria acontecer, saí de fininho e os segui, mais chegando lá, começo a passar mal, pois algo estava muito errado.

Jogo um feitiço e percebo que foi tarde de mais, mas consegui parar aquele vampiro  antes que ele matasse a menina.


— O que fizeram com você meu bem? Não se preocupe eu vou cuidar de você. – Digo acariciando os cabelos da menina, já desacordada.



— Somnon Retium Per Dax Ritum! (Transfusão de alma para outro corpo) – disse com os olhos fechados invocando um feitiço antigo, mas ao fazer isso eu já sabia que teria um preço muito caro a pagar.



Mulher misteriosa Off


S/n On


De repente eu acordo toda suada e tremendo desse estranho sonho.



— Mas o que foi isso?

 


Nessas últimas semanas esse mesmo pesadelo vem me perseguindo, me levanto da cama e pego no meu pingente, respiro aliviada, essa é a única coisa que me restou, é o objeto que lembra minha mãe, e me dá uma leve sensação de segurança.

 Pego minha mochila e coloco tudo o que é meu nela. Depois vou fazer minhas higienes, escolhi uma roupa, com a qual eu vou sair daqui. Desço as escadas e quando entro na sala a diretora estava me esperando.



— Você já está pronta querida?




— Sim senhora.




— Bom... mas antes, chegou isso aqui pra você. É melhor você ler.



Ela me entregou uma carta, eu a olho preocupada, mas acabo a pegando. Começo a ler, e dizia o seguinte:


Querida S/n


 Nós já nos vimos, mas você deve não se lembrar de mim. Eu devo ser pra você uma pessoa louca, e psicopata. Mas não se preocupe você sempre me conheceu. Como sei que você não tem pra onde ir você irá morar com sete rapazes que saberão cuidar de você. Mas lembre-se. Siga sempre seu coração não deixe que os outros escolham por você. Na hora certa você saberá o que fazer. Não chegou a hora de nos revermos, mais está quase perto, logo logo você é irá conhecer a pessoa que vem sempre cuidando de você.


Com amor, uma pessoa estranha


PS: Eu vou estar sempre perto de você.



Embaixo da carta tinha o endereço da casa que eu deveria ir, peguei minhas coisas, dei um abraço na diretora do orfanato e fui chamar um táxi pra me levar para o endereço da casa. Entrei no táxi, e dei o endereço da casa, passei a viagem todinha olhando para as casas, as pessoas, e as paisagens, de repente vejo que entramos em uma área onde só tinham árvores, e parecia aqueles filmes de terror que eu costumava assistir no orfanato.



— Tem certeza que é nesse endereço moça? – O taxista perguntou, também estranhando o lugar.



— Acho que... tenho, pode me deixar aqui, por favor. 



 Paguei o táxi e fui até na entrada da casa que parecia abandonada, e pra mim quem habitava aquela casa pareciam serem as almas penadas que tinham nos filmes. Olhei para o portão com medo do que viria a seguir.



Criei coragem e levantei minha mão para bater no portão, nessa hora meu coração começou a bater mais rápido e percebi que naquela hora a minha vida ia ser totalmente diferente.




Notas Finais


Geente espero que vcs tenham gostado dessa fic! 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...