História Sangue e Chocolate: A Maldição do Lobisomem - Capítulo 2


Escrita por: e Lyvie

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Mpreg, Sobrenatural, Suspense, Taekook
Visualizações 155
Palavras 991
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite amores.
Bora ler?

Capítulo 2 - Bombons


Jeon Jungkook era um camponês que residia com seus pais, cujos nomes eram Yoongi e Jimin em um vilarejo chamado Otgol, localizado ao leste de Daegu, na Coréia do Sul. Jeon era um garoto alegre e extrovertido, gostava de conversar com os moradores da vila, principalmente com os mais velhos, que lhe ensinavam a sabedoria. Ele poderia perder horas e horas com os sábios sem nem o menos avisar seus pais, e mesmo assim estes sabiam que ele estava seguro.

O garoto de estatura mediana e cabelos castanhos aprendeu a fazer bombons com sua avó ainda quando era pequeno, e aproveitou esse dom para comercializar seus doces, porém, como se conseguia vender algo em um lugar onde as pessoas mal tem o que comer no dia a dia? Às vezes, ele arriscava ir até outros vilarejos para tentar vender alguns de seus doces, a fim ajudar nas despesas de casa.

Seu pai trabalhava em um castelo afastado, como jardineiro de família um tanto estranha e misteriosa. Lá viviam Namjoon, SeokJin e o filho do casal, que nunca saia do seu quarto. Seu pai uma vez lhe contou que viu o garoto muito brevemente passar pela janela dos seus aposentos, disse também que o jovem tinha o semblante triste, usava uma máscara que cobria a metade do rosto. Yoongi. Pai de Jeon acreditava que o garoto fosse louco, mas seu filho, com a sua curiosidade, queria saber quem era o moço que se escondia atrás do objeto peculiar. Yoongi disse que a máscara cobria uma imperfeição em seu rosto, mas Jeon tendo a mente tão fértil, acreditava ser uma cicatriz, o que aguçou mais ainda seu interesse para saber quem era Kim Taehyung.

Certo dia, o jovem camponês fez seus bombons, e fez questão de ser os mais deliciosos doces que já havia criado, caprichou mais ainda no carinho com que os fazia. Só então ele saiu pelas ruelas para vender, se ariscou em ultrapassar as redondezas de seu vilarejo e se ariscou a ir mais longe, mesmo reconhecendo o perigo em que se submeteria, pois os mais antigos sempre espalhavam para todos sobre a lenda da maldição do lobisomem de Otgol, Contudo para o moreno isso realmente não passava de uma lenda para amedrontar os outros, mesmo seus pais acreditando fielmente e dizendo que era real.

— Hoje vou vender todos estes bombons. Tenho certeza. — O garoto estava confiante que seu dom lhe traria riqueza um dia para poder tirar seus pais da vila e poder dar uma condição de vida melhor para eles.

Jeon foi então aos arredores oferecendo seus bombons nas casas, para pessoas que passavam nas ruas, todos ali já o conheciam, sabiam que os bombons eram feitos por ele mesmo, então, ajudavam comprando e no final do entardecer Jeon voltou para casa alegre e satisfeito por sua venda.

— Onde você estava Jeon? Já passa das sete da noite. Sabe que não gosto de você ficar perambulando pela rua até tarde. — Jimin chamava a atenção do filho empenhado na comercialização de seus doces.

— Omma, fui até o vilarejo vizinho para vender meus bombons e vendi tudo, veja!

Jimin então segurou as mãos do filho empolgado, o conduziu até a poltrona já gasta pelo tempo de uso e falou com um sorriso encantado pela nobreza que Jeon tinha dentro dele.

— Jeon, você é um garoto muito especial, merece tudo de melhor do mundo e terá meu amor, mas por favor, não ande sozinho quando estiver para anoitecer. Eu não suportaria perder você, como perdi seu irmão.

Jimin teria outro bebê, mas por causa de uma complicação na gestação acabou perdendo a criança antes de completar seis meses de gravidez. Até hoje Yoong e Jimin sofrem pela perda do seu caçula.

— Tudo bem omma, eu não irei demorar na próxima vez. – Disse Jeon ao ver o semblante triste de Jimin.

Alguns dias se passaram, Jimin estava um tanto melancólico pelos dias que se sucederam a ele ter se lembrado do bebê que perdeu, e essas lembranças ainda lhe causavam muita dor e tristeza. Jeon havia saído para vender seus preciosos bombons, Yoongi chegou para o almoço, encontrando Jimin na cozinha, chorando enquanto preparava a comida para o marido, ele o abraçou por trás, sempre carinhoso e perguntou lhe dando um leve beijo na bochecha.

— Porque minha estrela está chorando?

Jimin sorriu secando o rosto com o dorso da mão, virou-se para o seu marido o abraçando e falou:

— Desculpe querido, é que há alguns dias me lembrei do nosso filho mais novo, que perdemos. Jeon chegou tarde em casa e fiquei preocupado, depois de uma conversa acabei lembrando do nosso bebê.

— Jeon é um garoto muito responsável querido. Sabe que podemos confiar nele.

Jimin soltou o pescoço de Yoongi, voltando às panelas e falou:

— Sei meu amor, mas temo por ele. Mesmo que seja incrédulo sobre a lenda do lobisomem, eu não sou.

Yoongi deu um beijo delicado em seu esposo, logo foi até a mesa se sentar para o almoço que já estava pronto.

— Acalme-se meu amor. Nosso filho está a salvo.

— Assim espero querido.

Jimin preparou um prato para Yoongi, depois para si e se sentou para almoçar com o seu esposo.

— Amanhã, peça a Jeon para levar o almoço pra mim.

— Porque?

— Amanhã terei que sair bem cedo de casa, vou à cidade com o senhor Kim. Você não terá que acordar cedo para preparar o meu almoço.

Jimin sorriu esticando a mão para acariciar Yoongi. — Eu gosto do que faço por você meu querido.

— Mas não gosto de ocupar tanto assim o seu tempo. Você merece um descanso de mim e do Jeon. — Yoongi falou rindo fofo para o seu amado.

— Ainda assim não me importo. Eu amo vocês dois.

— Eu também amo você minha estrela.

Yoongi se levantou, indo até Jimin, o beijando em seguida.


Notas Finais


❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...