História Sangue,Honra e Lágrimas - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, Got7
Personagens Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Youngjae, Yugyeom
Tags Abo, Alfa, Bruxas, Bts, Hoseok, Jikook, Lemon, Lobisomem, Lobo, Namjin, Namjoon, Ômega, Santa Inquisição, Seokjin, Sobrenatural, Sope, Taehyung, Yaoi, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 182
Palavras 1.034
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Leiam as notas finais.
💙💜🎶😘

Capítulo 12 - P.o.v autora


Autora P.O.V:


Depois de Seokjin saiu correndo para o alojamento seguindo o chamado de Hoseok,ele se encontrou com os quatro na porta de entrada.Eles ficaram ainda conversando mais um pouco, apreciando a madrugada iluminada e refrescante que estava fazendo.Ficaram contemplando a lua,que estava cheia,fecharam os olhos apenas para ouvir o som das corujas e das cigarras que estavam especialmente agitadas naquela noite.Seokjin ficou falando sobre suas descobertas e experiências durante os anos desde que adotou Hoseok e JungKook e todos ouviam atentamente suas palavras.

Logo o sol começou a se erguer,eles olhavam para a linha do horizonte,hipnotizados por aquela enorme bola de fogo nos céus,que lançava tons alaranjados,vermelhos e rosados,que refletiam nas folhas das árvores e no pequeno riacho mais além.

Era uma visão esplêndida..

Distraídos,o único a perceber uma silhueta se aproximando foi Hoseok que logo tratou de avisar os outros e eles se esconderam bem a tempo de evitarem ser vistos pelo capitão que havia surgido de não se sabe onde.Ele olhou em volta,como se estivesse procurando por alguma coisa,mas logo soltou um suspiro audível e foi para dentro da enorme construção de pedra e musgo.

Seokjin,JungKook,Hoseok,Jimin e Yoongi se entreolharam se logo sorrisos cúmplices surgiram no canto de suas bocas.Eles,mesmo que já fossem adultos,pareciam crianças que tinham acabado de aprontar e se escondia da mãe.

-Vamos,temos que ser discretos.-Disse Jimin sorrindo,o que fazia de seus pequenos olhos pequenos risquinhos quase escondidos pelas bochechas gordinhas.

JungKook e Hoseok logo se transformaram em suas formas lupinas e não perceberam o quanto Yoongi e Jimin os encaravam com os olhos brilhando.Os olhos de alguém apaixonado,que admiravam cada pequeno detalhe de seus corpos e personalidades distintas.Eles se entreolharam novamente e sorriram largamente,os lobos lobos subiram em cima dos dois e deram lambidas em seus rostos.Seokjin olhava para toda aquela cena sorrindo e também de certa forma aliviado.Feliz,pois nunca vira seus filhos tão felizes assim;Aliviado,pois de certa forma,eles não sofreriam tudo o que Seokjin estava sofrendo.

E ele sabia que a culpa era dele.

Tudo pela maldita experiência.

Se ele não estivesse tão obcecado naquela época por saber de tudo,ele não teria transformado os filhos em seres incompletos,que necessitam de alguém para alimentar todos os pequenos amores e sabores da vida.Eles estariam para sempre condenados a uma vida ligada à alguém.E a culpa era de Seokjin.

Minha culpa.-Seokjin pensava

Na cabeça de Seokjin,mesmo com tudo,seus filhos jamais o iriam perdoar.Jin havia roubado o que era de mais precioso na vida de alguém:a liberdade.E quase todas as noites,Seokjin chorava silenciosamente,como sempre chorou em sua vida inteira.

Sem escândalo,sem soluços,sem ninguém para ver ou ouvir.Apenas era sua alma que chorava a tormenta que uma mente perturbada por lembranças de um passado sombrio era capaz.Se culpava por não conseguir salvar o que era de mais precioso em sua vida.Se culpava por todos que já matou.Se culpava por todos que já salvou.Se culpava por fazer de seus filhos escravos do amor.Se culpava por não ser o suficiente.

Por nunca ser o suficiente.

Mas todos os dias de manhã,se forçava a colocar em seus rosto pálido um sorriso que não lhe pertencia,não queria e nem podia preocupar ainda mais os seus filhos.Se forçava a parecer saudável,quando seu estado de saúde piorava cada vez mais-e a culpa disso também era sua.-.Talvez iria morrer dali a alguns anos,talvez demorasse mais,talvez demorasse menos,ele realmente não conseguia prever o próprio futuro.

A única vez em que não se sentia culpado era quando se lembrava que,de certa maneira,salvou Hoseok e JungKook,ele lhes deu comida,uma casa,educação,carinho e amor;e sentia que tudo valia a pena quando seus pequenos o abraçavam e diziam um simples eu te amo.Ou quando vinham com uma rosa nas mãos e lhe dava.Ou quando passeavam pela floresta e brincavam com os animais que haviam lá.

Por essa felicidade,mesmo que mínima,Seokjin se sentia grato e passaria por tudo de novo,apenas para reviver cada simples momento,cada eu te amo,cada rosa recebida e também para amar ainda mais os seus bebês.Mas não havia tempo.A morte se aproxima cada vez mais de seu frágil corpo,a magia o deixava cada vez mais fraco,cada cio que passava ele sentia cada vez mais e mais dores.Seu lobo gritava por alívio de todo o sofrimento.

Ele já podia imaginar a sua morte:

Todos os seus órgãos começariam a falecer,gradual e lentamente.Seu estômago se contorceria,seu fígado apodreceria,seus pulmões lutariam por ar,seu coração lentamente iria desacelerar,pularia uma ou duas batidas e por fim seu cérebro não suportaria e ele então daria o seu último suspiro.A última coisa que falaria,mesmo que ninguém estivesse lá para o ouvir seria eu também amo meus filhos.

Sim,mesmo na hora da morte,se preocuparia com eles.Esperava que vivesse para,pelo menos,ver os seus netos.

O que ninguém sabia,exceto Jaebum,era que Seokjin desenvolveu a habilidade de prever o futuro dos outros,menos o seu próprio.Ele via,olhando para os quatro meninos em sua frente,sorrisos,brincadeiras,flores e lágrimas.Sentia em suas narinas o cheiro doce e suave de cravo e lavanda.Essas crianças ainda seriam muito felizes.

Eles foram para seus quartos.Seokjin entrou sozinho no seu,já que JungKook acompanhou Jimin e Hoseok acompanhou Yoongi.Ele estava trocando suas vestes quando começou a tossir muito.

Ele cambaleou e se apoiou na parede branca e gasta de seu quarto,olhou para a mão que estava na frente de sua boca.Sangue.

Sangue vermelho e vivo manchava sua mão.Suas vistas escureceram,mas ele se recusou a cair;suas pernas fraquejaram e ele caiu de joelhos ainda com uma mão na parede.Respirou fundo diversas vezes,obrigando o ar a entrar em seus pulmões.Estava ofegante novamente com dor e sangrando.O remédio estava cada vez mais perdendo o efeito,estava durando pouco mais de três horas agora.Mas mesmo assim ele foi até sua bolsa de pano,apanhou o frasco de sementes azuis meio amarronzadas e tomou novamente.Logo,o alívio foi tomando conta de seu corpo.Ele respirou fundo uma última vez e se levantou,encaminhando-se para a porta do quarto.

Pôs a mão na massaneta e quando foi puxar a porta,a mesma se abre,revelando ali um Namjoon com expressão séria.

-Capitão.-Seokjin falou engrossando a voz e fazendo uma breve reverência com a cabeça.-Precisa de algo?

Namjoon entrou no quarto sem ser convidado e empurrou-o para dentro junto, fechando a porta do quarto.

-Sim.-Respondeu o capitão.-Eu preciso de um favor seu.

-Pois diga.

-Preciso que você tire a roupa.-Falou Namjoon como se fosse a coisa mais normal do mundo.-Agora.

-O-o-o quê????-Perguntou Seokjin com os olhos arregalados através da máscara prateada.

-Você não me ouviu?-Disse Namjoon novamente.-Tire a roupa.

.

.

.

.

.

.


Continua.






Notas Finais


Uma vez,eu li em algum lugar que os personagens que criamos são reflexos de quem nós gostaríamos de ser.
Eu espero que lendo minhas histórias,vocês me conheçam.
Eu gostaria de ser um pouco com Kim Seokjin,porém sei que sou medrosa demais para isso.


Espero que tenham gostado do capítulo.
Até a próxima atualização 😘💜💙😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...