História SANT GRAL de animes - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia), Fairy Tail, Inuyasha, Naruto, One Piece
Personagens Inuyasha, Monkey D. Luffy, Naruto Uzumaki, Natsu Dragneel
Tags Fairy Tail, Inuyasha, Naruto, One Piece
Visualizações 2
Palavras 1.815
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Survival, Yaoi (Gay)
Avisos: Mutilação, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


espero que curtam o capitulo

Capítulo 8 - A pior geração


Fanfic / Fanfiction SANT GRAL de animes - Capítulo 8 - A pior geração

No hospital principal da vila, algumas horas depois da briga.
 

Todos estavam em um mesmo quarto bem grande, havia seis camas no quarto, todas que caberiam até duas pessoas, três de um lado e duas três do outro. As ultimas camas de cada lado encostavam na parede do fundo da sala, entre elas havia uma janela, e bem na frente duas cadeiras, onde Kagome e Sango estavam, nas camas do fundo estavam Naruto e Inuyasha, os mais feridos, nas do meio da parede estavam, Natsu e Hinata, e as duas mais perto da entrada, estavam Wendy e Luffy, Kagome e Sango sentiam o vento empurrarem seus cabelos enquanto olhavam todos.
(Sango) – Eu nunca vi amigos como vocês.
(Kagome) – Somo como... A margem da sociedade, se não ficarmos uns com os outros, quem vai ficar conosco?
(Sango) – E como vocês se conheceram.
(Kagome) – Acho que... cada um de uma forma.
(Sango) – Sabe a forma de cada um?
(Kagome) – Já ouvi algumas histórias, mas todas juntas é demorado.
(Sango) – Eles vão demorar para acordar, então temos tempo.
(Kagome) – Okay... Deixa eu ver, eu acho, que os primeiros a se conhecer, foram o Natsu e o Luffy, eles tinham cinco ou seis anos.
(Sango) – Isso explica a amizade que eu vejo entre eles.
(Kagome) – Sim, sim, olha, se não me falha a memória, o Luffy, foi abandonado pelo pai, e a mãe dele foi morta, então o tio dele trouxe-o para cá, e quando ele chegou, aquele pirata famoso, o Irmão do Hokage, acho que seu nome é... Shanks, cuidou dele, dês dos três anos até os sete, já o Natsu, nunca conheceu seus pais, mas dês que ele era um bebé, sempre viveu com um dragão, seu nome era Ignell, mas foi abandonado aos sete também, quando o Hokage conheceu ele, e o trouxe para a vila quase morrendo de fome.
(Sango) – Espera, esta querendo me dizer, que esses dois foram criados, simplesmente, pelos dois homens mais forte do mundo, que recebem até a acunha de “Irmãos monstros”.
(Kagome) – Sim, mas nunca fale isso na frente deles, ambos odeiam ser comparado aos irmãos ruivos, dizem que são quem são por si mesmo, e realmente, afinal, ambos são idiotas, se bem que eles afirmam que os irmãos também são brincalhões, mesmo eu nunca tendo visto o Hokage sendo gentil.
(Sango) – Isso me deixa curiosa, o Shanks é um pirata, e o Gildartes um Hokage, como cuidavam dos dois?
(Kagome) – Foi antes do Gildartes virar Hokage, depois da luta contra a Kyubi onde o quaro Hokage morreu, o terceiro Makarovy-sama voltou para o posto, o Gildartes só entrou no lugar a oito anos atrás, e o Shanks foi ferido no olho que deixou aquela sua cicatriz, e teve que ficar vários anos parado em terra, se não o brilho do sol podia ter o deixado cego, e foi nesse tempo que ele ficou cuidando do Luffy.
(Sango) – Entendo, e agora? Eles não cuidam mais.
(Kagome) – Assim como eu, todos os outros tem dezessete anos, então, acho que foi aos nove que o Hokage junto com o Shanks, compraram uma casa na vila, que o Natsu e o Luffy dividem.
(Sango) – Então eles moram juntos?
(Kagome) – Sim, só que eles dois já se conheciam antes de morarem juntos, afinal, quando os ruivos treinavam eles,  geralmente faziam isso juntos, até mesmo por um ser um dragon slayer e o outro usuário da Akuma no Mi.
(Sango) – Espera, as Akumas no Mi não são muito raras? Como ele conseguiu uma?
(Kagome) – Dizem que o Shanks tinha uma, e o Luffy comeu pensando que era uma comida qualquer.
(Sango) – Ata, e você... como entrou para esse grupinho?
(Kagome) – Eu conheci o Inuyasha aos sete anos, ele apareceu na porta da minha casa... ou deveria dizer, na arvore, ele estava escalando a arvore, mas estava escuro e por causa do som das garras, e o cabelo longo, e as orelhas eu pensei que era algum tipo de urso branco, e tentei atirar nele, mas eu era novata, então errei, ele ficou bravo e tentou me cortar, mas minha avó me defendeu, ele estava fedido, e sua barriga não parava de roncar, então meu avô cuidou dele, e depois acabamos nos apegando ao garoto mio cachorro, e ai ele virou da família.
(Sango) – Por que ele estava subindo a arvore.
(Kagome) – Meu gato estava encima da arvore, youkais cachorro como ele, odeiam gatos, ai ele queria matar meu gato.
(Sango) – Ele era bem agressivo em.
(Kagome) – Minha avó pensou a mesma coisa, por isso ela pós uma pulseira nele, que reagia a minha voz, então toda vez que eu gritasse senta, a pulseira puxaria o corpo dele pra baixo, fazendo-o cair no chão.
(Sango) – Que forma de adestrar um garoto em. – Ambas riem, mas logo Sango volta sua atenção para Inuyasha. – Como alguém agressivo como ele, se deu bem com os dois bobalhões ali.
(Kagome) – O Inuyasha sabe se divertir, mesmo sendo malvado as vezes, acontece que um dia, o Luffy viu o Inuyasha e começou a apertar as suas orelhas de cachorro rindo, depois que o Natsu viu fez o mesmo, mas obviamente ele não gostou e tentou cortar os dois, e começaram a brigar, ai por alguma razão nos dias seguintes, eles sempre marcavam de brigar, ai se batiam até não aguentar mais, depois iam para a Fairy Tail, comiam e bebiam algo, depois voltavam para casa, então uma garota chamada Erza entrou nessa brincadeira, dai para frente todo dia, os quatro lutavam, a Erza sempre saia bem enquanto os três se machucavam, então foram desistindo um por um, menos o Natsu, que até hoje tenta vencer ela.
(Sango) – Nesse processo vocês acabaram se conhecendo mais e virando amigo os quatro?
(Kagome) – Sim.
(Sango) – Agora só falta a Hinata e o Naruto.
(Kagome) – Ah, agora eu não sei, se eu falar como a Hinata fez parte do grupo, acabarei contando o segredo dela... Ah, mas você vai perceber mesmo. A Hinata entrou para o grupo um ano depois que nós quatro se conhecemos, nós conhecemos aos dez, e ela entrou quando todos tinham onze, mas foi engraçado, que toda vez que um de nós víamos ela, a garota corria, porém ela sempre estava por perto nos observando, mas um dia eu fiquei escondida esperando ela aparecer e quando ela veio, segurei seus braços, e perguntei por que ela estava nos seguindo.
(Sango) – E seria?
(Kagome) – É que em uma noite, o Luffy tinha ficado até mais tarde na Fairy Tail, por ter destruído tudo em uma luta com o Inuyasha, e foi obrigado a limpar, quando ele voltava para casa, se deparou com quatro garotos, batendo na Hinata, apenas por ela ser a princesa do clã Hyuuga, que é um clã odiado pela vila, ele ficou irritado,  e partiu sozinho contra os garotos, ele até venceu a luta, mas saiu machucado, com aquela cicatriz que tem de baixo do olho. Ela criou uma quedinha por ele, e começou a seguir o menino para todo lugar.
(Sango) – Não... A Hinata gosta do Luffy? Não acredito nisso. Ele é o mais idiota de todos.
(Kagome) – É, o pior que quando ele conta essa história, ele nem se quer se lembra quem era a garota, então ela fica correndo atoa atrás dele, mas é divertido de ver, então eu pedi para deixarem ela entrar.
(Sango) – E aceitaram assim, sem razão nenhuma?
(Kagome) – A Hinata não quis nascer princesa amaldiçoada, só é uma, por nascer antes de seu irmão Neji, então ela tem um posto, mas não quer ser lembrada por isso, e esse detalhe é quase que o nosso requerimento.
(Sango) – Acho que então... Só falta o Naruto.
(Kagome) – Foi em um dia que todos estávamos saindo juntos, acho que tínhamos treze anos, e estávamos andando pela vila, quando vimos o Naruto, ele estava parado olhando uma máscara de uma loja, ai ele abriu uma carteira no formato de um sapo, e pegou todo dinheiro que tinha, até rimos daquilo, ele gastar todo dinheiro por uma máscara.
(Sango) – Pelo menos era bonita?
(Kagome) – Não, e nem importaria.
(Sango) – Como assim?
(Kagome) – Assim que o vendedor viu o Naruto olhando uma de suas máscaras, ele chutou o garoto para fora, e ficou gritando “saia daqui, seu monstro!”
(Sango) – Que cruel.
(Kagome) – Sim, O Naruto pode ser um pouco duro às vezes, talvez você não saiba disso, mas o Naruto também cresceu sem pai. Na verdade ele nunca conheceu nenhum de seus pais, e nunca teve nenhum amigo em nossa aldeia. Mesmo assim eu nunca vi ele chorar, ficar zangado ou se dar por vencido, ele está sempre disposto a melhorar, ele quer ser respeitado, é o sonho dele e o Naruto daria a vida por isso sem hesitar. Meu palpite é que ele se cansou de chorar e decidiu fazer alguma coisa a respeito!
(Sango) – Deve ser difícil, ser odiado, e nem saber porquê.
(Kagome) – É, mas acontece que quando você mexe com um monstro, você tem que aguentar o inferno todo, tanto Natsu quanto, quanto Inuyasha e Luffy, correram para a frente do Naruto, e entraram na loja quebrando tudo, destruindo cada máscara e item da loja, e até bateram no vendedor, mas ai uns ninjas da vila vieram atrás de nós, mas corremos, e o Natsu tinha pego na mão do Naruto, e acabou puxando o menino, ai nós apresentamos e oferecemos nossa amizade... E ele recusou, disse que nunca precisou de ninguém e não seria agora que precisaria.
(Sango) – Que orgulho idiota, mas o que fez ele mudar de ideia?
(Kagome) – O que nós cinco sabíamos fazer de melhor... Confusões.
(Sango) – Tenho até medo de perguntar o que fizeram.
(Kagome) – Fizemos de tudo, qualquer coisa que o Naruto fazia seguíamos ele, mesmo ele reclamando, e sempre que alguém tentava mexer com ele, batíamos na pessoa, ou destruíamos tudo que ele tinha. Por isso nosso grupinho é conhecido como “A pior geração”.
(Sango) – Agora estou em dúvidas sobre entrar para o grupo, se bem que a Wendy ia amar isso.
(Kagome) – Vocês parecem ser divertidas, e nós não fazemos mais tanta bagunça... Só as vezes.
Elas apenas ririam um pouco, continuando soltando conversa fora, até que cada um acordaria, e entraria na conversa, até que todos já estivessem acordado, até mesmo Wendy, que foi quando Kakashi Entrou pela porta.
(Kakashi) – Que bom que todos estão acordado, o Hokage quer vê-los, me sigam.
Todos teriam ficado com um pouco de medo, mas levantaram e seguiram o professor até a câmara dos kages, onde o sensei teria batido na porta, e logo entrado se sentando em uma cadeira, na frente da mesa, enquanto todos se mantinham de pé atrás dele, porém Gildartes ainda estava de pé, de costa para todos olhando sua janela, mas ao ouvir a porta se fechando, ele viraria para todos e se senta atrás da mesa principal da sala.
(Gildartes) – Por onde começamos.


Notas Finais


E ai? Gostaram das historias do grupinho?

Para quem conhece One Piece, devem ter sacado o trocadilho que eu fiz de "A pior geração" skksksks
E nem vou falar do "o naruto pode ser meio duro as vezes"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...