História Sapatilhas e Tinta Spray - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Arte, Bailarino, Ballet, Chanbaek, Escola De Arte, Fluffy, Grafite, Grafiteiro, Jongin!bailarino, Jongin!professor, Kadi, Kaisoo, Kyungsoo!grafiteiro, Opostos, Sookai, Xiuchen, Yaoi
Visualizações 128
Palavras 1.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia estrelinhas, a Terra diz Olá!
Como estão? Espero que bem, pois vocês terão que ter um coraçãozinho muito forte para ler esse capítulo.
Não, ninguém vai morrer, abaixem as facas que eu sei que estão segurando ODJQODJOJ É só um capítulo muito fofinho desse nosso kaisoo de cada dia.
Já faz um bom tempo que não temos att aqui, né? Queria me desculpar, eu entrei num bloqueio horrível com essa e outras fics minha.
Espero que não deixem de ler STS, e que continuem acompanhando esse kaisoo amorzinho. E para me redimir com vocês, e aproveitar que sai do bloqueio e tô muito criativa, eu vou fazer um capítulo especial de Natal aqui em STS!!!
Isso mesmo que vocês leram, mês que vem teremos att de STS novamente!
Além da att, ainda teremos uma oneshot natalina dos meus papais (sulay). Então fiquem atentos.
Dedico esse capítulo à Lia, vulgo amor da minha vida, que nunca desiste de mim, mesmo que eu demore pra att. Eu te amo, Lia ❤
Pode conter erros, já que eu tô tão doente que nem revisar consigo.
Enfim, sem mais delongas, vão ler essa bagaça.

Boa leitura!

Capítulo 4 - Capítulo Três



KyungSoo saiu da sala de Jongdae com um pouco de pressa, a aula de Jongin havia trocado de horário naquele dia, e KyungSoo queria vê-lo dançar, assim como sempre fazia.

Ao chegar perto da porta azul, apenas entrou, sabia que caso batesse na porta Jongin não o escutaria, já que a música clássica era claramente ouvida. Kyungsoo sentou-se junto às mães das crianças, cumprimentando-as e logo voltando toda sua atenção ao loiro sorridente.

- En dehors. - A voz suave ditou carinhosamente. - Plié. - Claro que Kyungsoo não entendia absolutamente nada do que ele falava, mas, mesmo assim, sentia seu coração acelerar a cada palavra dita. - Jeté!

E sem ao menos perceber, Kyungsoo sorriu ao bailarino, desejando internamente que ele nunca deixe de ser ele.

O Do gostava tanto de vê-lo dançar, não que Jongin não fosse bonito, ele era, era de tirar o fôlego, mas ele ficava ainda mais encantador quando sentia a música e com suas sapatilhas de ponta, dançava como se não existisse mais nada. Como se fosse apenas Jongin e a música de Chopin.

O bailarino sorriu ao Do, assim que notou sua presença - o que demorou um pouco -, mas não parou de dançar. E KyungSoo sentiu-se muito especial, Jongin o deixava entrar em seu mundinho, aquele que só havia ele, mas talvez, só talvez, não fosse apenas Jongin e Chopin. Talvez fosse Jongin, Chopin e KyungSoo. Bem, não soava tão mal assim, o moreno gostou muito.

Queria não só entrar no mundinho de Jongin, mas também criar um inteiramente deles.

Após a aula terminar, Jongin se despediu de todas as mães e crianças que ali haviam com um sorriso acolhedor nos lábios cheinhos. Quando a última criança saiu junto de sua mãe, Jongin fechou porta e suspirou, sabia que Kyungsoo estava atrás de si, assim como em todos os dias, mas, mesmo assim, sentia seu coração acelerar.

- Você estava ótimo hoje, Nini. - Kyungsoo disse sorrindo discreto, diferente de Jongin, que exibiu um enorme sorriso de satisfação, juntamente com suas bochechas rubras. Kyungsoo derreteu.

- Obrigada, Hyung. Mas não sei se acredito, você diz isso todos os dias.

- É porque você está ótimo todos os dias. - Jongin corou. Claro que ele recebia vários elogios, mas ouvir aquilo de seu hyung preferido era muito mais satisfatório. - Dance pra mim, hm?

- Apenas se você cantar pra mim.

- Cantar o que, garoto?

- Hmm… - Murmurou, segurando o queixo entre os dedos, tentando pensar numa música. - Conhece Too much to ask?

- Niall Horan? - Jongin assentiu - Claro que conheço.

- Então cante.

Kyungsoo sorriu de lado, um pouco nervoso, enquanto Jongin transparecia toda a ansiedade e animação que sentia.


Waiting here for someone

Only yesterday we were on the run

You smile back at me and your face lit up the sun

Now I'm waiting here for someone


A voz do moreno preencheu toda a sala espelhada, Jongin demorou um tempo para começar a dançar, pois perdeu-se naquela voz melodiosa. Kyungsoo estava com olhos fechados no momento, e o loiro pode sentir algo estranho remexendo em seu âmago.


And oh, love, do you feel this rough?

Why's it only you I'm thinking of

Kyungsoo abriu os olhos, e encarou Jongin, que ainda não dançava. O loiro o encarava com um sorriso de lado, um pouco inerte, Kyungsoo o lançou um olhar de falsa raiva, o que fez o outro acordar pra vida, e começar logo a coreografia improvisada.


My shadow's dancing

Without you for the first time

My heart is hoping

You'll walk right in tonight

Tell me there are things that you regret

'Cause if I'm being honest I ain't over you yet

That's all I'm asking

Is it too much to ask?

Is it too much to ask?


Ambos se perdiam um no outro, Jongin na doçura da voz, Kyungsoo na suavidade dos passos.


Someone's moving outside

The lights come on down the drive

I forget you're not here when I close my eyes

Do you still think of me sometimes?


Um era perfeito ao ver do outro, de um jeito diferente. Mas para Jongin, aquilo era diferente, era estranho, era incomum, ele sentia seu coração palpitar, e pela primeira vez em toda sua vida, não conseguia dançar, não conseguia acompanhar o ritmo da música, não conseguia senti-lá, pois já sentia Kyungsoo, e não conseguiria sentir nada além dele.


And oh, love, watch the sun coming up

Don't it feel fucked up we're not in love


Kyungsoo novamente fechou os olhos, perdido em meio a canção que tanto gostava. E Jongin não resistiu, cessou seus passos, e caminhou até chegar próximo ao moreno, hesitou por um momento, não sabia ao certo o que estava fazendo, mas sabia que queria fazer.


My shadow's dancing

Without you for the first time

My heart is hoping

You'll walk right in tonight

And tell me there are things that you regret

'Cause if I'm being honest I ain't over you yet

That's all I'm asking

Is it too much to ask?


E então ele abraçou o corpo consideravelmente menor que o seu, sentindo o calor que emanava do outro. O perfume amadeirado que tanto lhe agradava o olfato.

De início, o moreno ficou surpreendido, imediatamente parou de cantar e seus olhos se abriram, triplicando de tamanho, ele não sabia o que o outro estava fazendo, ou até mesmo o porque, mas sabia que gostava do que estava sentindo ao receber aquele contato tão carinhoso. Ele queria retribuir, mas estava completamente travado, não conseguia falar, não conseguia se mexer.

- Hyung… - Jongin sussurrou em meio ao abraço, apertando de leve seus braços, que estavam em volta do corpo alheio. - Continue a cantar, por favor.


My shadow's dancing

Without you for the first time

My heart is hoping

You'll walk right in tonight

And tell me there are things that you regret

'Cause if I'm being honest I ain't over you yet


A voz do menor saia um pouco falha, não saindo em algumas partes, estava nervoso. Mas, finalmente, ele tomou coragem, e o comando de seu corpo, e entrelaçou seus braços ao corpo alheio.


My shadow's dancing

Without you for the first time

My heart is hoping

You'll walk right in tonight

And tell me there are things that you regret

'Cause if I'm being honest I ain't over you yet

That's all I'm asking

Is it too much to ask?


KyungSoo cantava baixinho, como num sussurro. Assim que retribuiu o contato, Jongin apertou o abraço, como um tipo de agradecimento. Kyungsoo não via o rosto alheio, mas sabia que o loiro sorria, apertou o abraço também, sorrindo de lado enquanto continuava a canção.


That's all I'm asking

Is it too much to ask?

That's all I'm asking

Is it too much to ask?


E na última estrofe, na última palavra, ambos soltaram um ao outro, encaravam-se, inertes.

Num passe de mágica, não existia ninguém ali, ninguém no mundo, apenas os dois. Apenas aqueles dois jovens artistas, aqueles dois rapazes nervosos, duas pessoas conectadas que, até mesmo sem dizer nada, sabiam que gostavam um do outro.

Sem nenhuma palavra, sem melodia, apenas as respirações descompassadas.

- Hyung… - Sussurrou novamente, fazendo o coração de Kyungsoo dar um pulo.

- Diga.

- Seria errado eu querer te abraçar pro resto da minha vida?

- Não sei. - Kyungsoo disse, numa voz mansa, abraçando o corpo consideravelmente maior que o seu novamente.

Kyungsoo realmente não sabia, nada que antes era uma certeza, hoje continuava sendo, tudo estava desfeito. Assim que viu Jongin pela primeira vez, ele sentiu-se destruído por dentro, queria mais daquele garoto, queria mais mais daquele sorriso.

Kyungsoo de nada sabia, apenas que também queria abraçar Jongin  pelo resto da vida, e pouco lhe importava se era errado ou não.



Notas Finais


Aí como eu amo kaisoo!

HORA DOS LINKAO:

Música citada: https://youtu.be/ljXSjIph5ZM (escutem, hinao desses)

Grupo dos leitores: https://chat.whatsapp.com/H1f7nzoFvGn4XuMr9dy31K

Meu Twitter: https://twitter.com/SrtaKiim?s=17

Fic topezera do amor da minha vida, a @Sansa-stark: https://spiritfanfics.com/historia/presente-da-obscuridade-10887149

Eu, pessoalmente, gostei muito desse cap, mesmo que ele seja simples, eu fiquei aaa que fofo em vcs ainda bem que são meus filhos.
Não sei tô loca.
E aí? Mereço beijinhos, comentários talvez?
Até a att de natal, meus anjos, e não desistam de mim, uh?

Beijão, a gente se vê! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...