1. Spirit Fanfics >
  2. Sarah Holmes, De Volta Ao Lar >
  3. Sarah Sem Sobrenome

História Sarah Holmes, De Volta Ao Lar - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capítulo será narrado por nós.

Boa leitura.

Capítulo 1 - Sarah Sem Sobrenome


Fanfic / Fanfiction Sarah Holmes, De Volta Ao Lar - Capítulo 1 - Sarah Sem Sobrenome

Londres era um pouco mais nublada do que ela imaginava. Assim que chegou à cidade, Sarah se deparou com o chuvisco fino da cidade cinzenta, tendo que apertar seu passo. Mais de meia hora nas ruas, ela finalmente chegou à Baker Street, batendo na porta do 221B com força.

- Sim?... – uma senhora a atendeu, deduziu que era a senhora Hudson, a dona do prédio, uma senhora que abriu um sorriso quase forçado, talvez por conta de sua idade. Não que ela fosse muito velha.

- Ahn... Olá... – retribuiu o sorriso, mostrando-se simpática – Estou procurando o detetive consultor...

- Ah! Você está à procura de Sherlock. Vamos querida, entre, está se molhando toda! – a mulher de meia idade disse, abrindo espaço para que ela entrasse e retirando e pendurando seu casaco – Sherlock! Venha comigo, por favor... – ela foi guiando a jovem pela escada de madeira até a porta do apartamento.

Nesse momento, ela teve o cuidado de andar o mais mansamente possível, pois sabia que ele já estava formando seu perfil em sua mente só com as batidas do salto na madeira. A única coisa que ela não ia conseguir disfarçar era seu sotaque, não achava que ser americana importava muito, e era difícil fingir ser britânica em frente a um autêntico inglês capaz de saber tudo sobre sua vida só com os sons de seus passos. Assim que chegou à porta, a Sra. Hudson abriu espaço para que ela passasse novamente, entrou na sala, e sem querer começou a analisar o espaço.

Era aconchegante, mas um pouco bagunçado. Depois de alguns passos, percebeu algumas marcas de tiros na parede à direita, as famosas poltronas, próximas à lareira, de John Watson e Sherlock Holmes à esquerda, com uma cadeira simples em frente a estas, e logo mais adiante a cozinha, que parecia mais um laboratório que um lugar para refeições. Chegou às janelas com a vista da rua, e Sarah se perguntou se ele a vira chegar dali, observando logo em seguida uma xícara de chá ainda quente na mesinha à esquerda, e escutando o barulho do violino se ajeitando à direita, como se alguém o houvesse posto ali às pressas. “Ele me viu chegar” ela pensou. Logo escutou o som de alguém se acomodando na poltrona, se virou devagar e tranquilamente, caminhou até a cadeira no meio do cômodo e se sentou, olhando para o ser de cabelos completamente negros, assim como os seus, com as mãos juntas e olhos fechados, seguido do homem loiro se sentar em sua poltrona, que estendeu a mão pra mim.

- Olá! Meu nome é John Watson, mas pode me chamar só de John... – ela apertou a mão dele e sorriu, recebendo um sorriso aberto de volta.

O loiro olhou para o parceiro, que ainda se mantinha em seu estado de inércia, fazendo uma cara feia para o moreno.

- Meu nome... – de repente os olhos do detetive se abriram como de surpresa, mas ainda olhavam o vazio -... é Sarah. Meu sobrenome é irrelevante no momento...

- Já escutei essa voz antes... – ele resolveu falar, olhando para a jovem ainda com surpresa em seu rosto – E eu não costumo me esquecer de alguém. Mas ainda não conheço você... – disse a olhando de cima a baixo, a analisando e estudando – A única coisa que eu sei sobre você é que vem da América, mas nem mesmo de que parte do continente eu estou conseguindo distinguir... – John olhou para Sherlock confuso, não era muito comum o moreno não saber de nada sobre alguém só de olhá-la.

- Sim, você já escutou essa voz antes. Mas não de mim, e sim da minha mãe. Você a conheceu há uns dezenove ou vinte anos, e é justamente ela quem eu estou procurando. – ela foi limpa e direta, assim como ela realmente é. O seu verdadeiro eu. Ela se curvou para pegar sua pequena bolsa preta, retirou uma foto e a entregou ao detetive e seu parceiro – Irene Adler.

Sim. Irene Adler era a mãe de Sarah. Sherlock e John ficaram pasmos com a informação, o loiro começou a corar, talvez se lembrando de um momento constrangedor com ela, e o moreno com várias coisas passando em sua cabeça, inclusive uma hipótese bem interessante.

- A última vez que a vi estávamos em casa, na América, ela saiu dizendo que ia resolver um problema, e nunca mais a vi. Isso foi há cinco meses. Venho procurando-a desde então, e cheguei perto de saber o que houve várias vezes, mas ela sempre soube me despistar. Além de minha mãe e me conhecer como ninguém, ela já havia conhecido alguém como eu antes... – Sarah disse, encarando o detetive, que a encarou de volta, tentando encontrar alguma coisa, qualquer coisa que indicasse uma pista, em seu rosto – Eu fui à Índia, China, Cairo, Brasil, Austrália, México, África do Sul... – entregou um arquivo ao loiro, já que o outro não estava focando nisso ainda – A última pista que eu encontrei me trouxe aqui, e já que estou há tanto tempo numa procura ainda sem resultado, resolvi procurar profissionais no ramo da investigação.

- Poderia ter procurado a Scotland Yard para resolver o caso, não? Eles geralmente nos indicam somente o que eles realmente não conseguem resolver... – John indagou, ainda analisando o arquivo, se impressionando com algumas coisas e ficando confuso com outras.

- Tenho certeza que o senhor Holmes já deduziu vários motivos de eu os procurar, mas só dois importam, e um deles – desviou o olhar do detetive para o doutor, abrindo um sorriso suave, que olhou pra ela e o retribuiu novamente – é que não sou tão boa quanto vocês! Três cabeças pensam melhor que uma, não? – soltou uma risada baixa, seguida de John, e voltando a olhar para Sherlock.

- Mas se você trabalhou sozinha, foi muito bem, mesmo que para cinco meses. Ainda mais quando estamos falando da Ire... Senhorita Adler – John limpou a garganta.

- Não há problema em chama-la pelo primeiro nome. Eu sei que ambos já ficaram na presença dela, no dia que ela resolveu usar sua melhor roupa. – o loiro corou fortemente, desviando o olhar de Sarah.

De repente, ouviu-se um barulho de algo quebrando, seguido de uma garota aparecer no corredor, vindo na direção da sala onde os três estavam, com as mão sangrando.

- Pai, vou precisar de uma ajudinha...

Sarah se virou minimamente, e seu coração começou a bater mais rápido. A menina, apesar de sua voz parecer mais jovial, já parecia estar com dezoito anos de idade, ou quase. Cachos dourados caiam sobre seus ombros e peitos, que eram cobertos somente por uma blusinha curta, talvez de pijama, completando o conjuntinho com um short muito curto, mostrando as pernas completamente, e descalça. Isso, e suas mãos deixando gotas de sangue cair no piso. A jovem encarou a morena de cabelos ondulados, e depois de alguns segundo começou a demonstrar constrangimento, tanto por ter interrompido a conversa, quanto por seu comportamento. Já para Sarah, que não conseguiu esconder seu rosto corar, se ajeitou na cadeira e direcionou seu olhar para a lareira, tentando fingir que não se importava com a presença da garota.

- Rose?! Que modos são esses? – o loiro com os olhos arregalados para a menina, se levantou e a levou para a cozinha, fechando a porta do cômodo, deixando apenas ela e Sherlock na sala.

- Não diga nada...

- Encontro dificuldade em decifrá-la, e quando percebo sua atração sexual por Rose, a senhorita simplesmente me diz isto?... – ele mostrava no rosto um sorriso satisfeito, o que deixava Sarah ainda mais irritada.

Por mais que seus planos de ser indecifrável ao detetive tenham sido frustrados por um único instante de fraqueza, a morena estranhamente não se sentia com raiva. E isso a assustava, pois só o que se passava na sua mente era aquele momento que a olhou pela primeira vez, repetindo e repetindo incessantemente a cena diante de seus olhos, e não conseguia parar de pensar nela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...