História Sarah Mikaelson -A Filha do Hibrido Original- 2 temporada - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Originals
Personagens Derek Hale, Elijah Mikaelson, Hope Mikaelson, Klaus Mikaelson, Personagens Originais
Tags Família, Originais, Revelaçoes, Spanking
Visualizações 83
Palavras 1.011
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção, Sobrenatural

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey meus amores! Desculpem a demora, mais eu realmente estava sem tempo esses últimos dias.
Quero saber o que estão achando da fic?
Lembrem-se de comentar aqui em baixo as perguntas para a Q&A, provavelmente postarei na próxima semana.
Espero que gostem do capítulo ❤

Capítulo 14 - Ciúmes... - Parte 1


Alex estava sentado no sofá enquanto ouvia seu pai. Joey estava realmente irritado, os gêmeos haviam saído em uma caçada sozinhos!!

  — O que você tem na cabeça hein garoto? Levar sua irmã numa caçada! Algo poderia ter saído mal Alexander! – Se alterou Joey, realmente nervoso. Havia mandado a filha subir enquanto resolvia as coisas com o garoto.

Isabella estava na cidade para pegar alguns objetos de magia com uma antiga bruxa que Klaus Mikaelson havia pedido. Depois de pegar todos os objetos são do local. Então, na volta resolvera passar na casa do namorado.

 — Eu não obriguei ela a vir comigo papai! – Murmura o garoto de olhos verdes, cruzando os braços com uma expressão emburrada.

  — Mas ela foi! E você deixou! Quantas vezes eu disse para não sair me falar comigo? Ainda mais em uma caçada Alexander!

   Alex solta um suspiro, desviando o olhar.

  — Pois bem, espero que tenha se divertido, porque isso acaba agora! – Diz pegando o filho pelo braço, e o levantando do sofá.

A loira chega a frente do Bunker. Desce do carro e toca a campainha.

Joey respira fundo e empurra o filho de encontro ao sofá. Alex faz uma careta, mas não reclama, abaixa a cabeça enquanto o pai se dispõe a atender.

 - Joey! O Alex está aí? - Isabella fala ao ver Joey abrindo a porta.

— Oi... Ele está sim... Embora não seja uma boa hora. – Fala o moço abrindo a porta e dando espaço para a jovem entrar.

- Aconteceu alguma coisa? - A moça fala adentrando a casa e indo até o namorado. O beijando logo em seguida.

Alex Retribui o beijo, e logo encara a loira.

  — Lembra daquela caçada que te falei? Então... Melissa foi comigo e meu pai descobriu... – Explica baixo.

    — Depois você conversa com a Isa Alex, vamos resolver isso de uma vez!

    — Pai... Podemos resolver isso depois?

  — Não Alex não podemos! Você me desobedece, sai, coloca sua irmã em perigo e ainda quer escolher o horário do seu castigo?! Não acha que está querendo de mais não hein? – Questiona o loiro indignado.

 - Vocês não são caçadores? Então, por que você está com raiva de eles terem ido em uma caçada? - Questiona Isa encarando Joey.

— Nós somos. Meu pai. Tyler e eu o acompanhamos de vez em quando. Mas as crianças não. E Alex sabe muito bem disso. Mas ainda assim seu namorado prefere agir de forma irresponsável!

— Papai... – Tenta o garoto.

  — Nem comece Alex, não quero ouvir nada vindo de você agora!

- Os filhos sempre querem ser como os pais Joey, isso é normal! E o Alex sabe lutar muito bem...

Joey encara a menina, cruzando os braços:

  — Eu sei que ele luta bem Isa... Eu o treino toda semana. Mas isso não vem ao caso. Ele estava proibido de sair e saiu, levando Melissa com ele.

— Deixa amor... Não vai adiantar discutir com ele. – Fala Alex, respirando fundo.

- Deixo nada! Você sabe que eu não gosto de injustiça Alex! Você sabe que ele não é responsável pela Melissa, não é? Ela é sua filha, não dele! - Isa responde, mais não em um tom irritado

— Ela é irmã dele. E ele é responsável sim, quando eu não estou por perto! E se o Alex não sabe cuidar direito da irmã, eu irei me encarregar se ensiná-lo!

  — Papai, eu já entendi... – Murmura o menino, conhecia o pai muito bem para saber que ele não mudaria de ideia. Joey achava que a culpa era sua...

- E daí? Eu sou irmã mais velha do Lucas e da Ingrid e eu não fico de babá deles. Cada um tem a sua vida e faz o que quer com ela! - A garota para um pouco e suspira. - Sabe, esse é o problema de vocês pais, vocês acham que podem nos criar como humanos. Obedecendo regras, tendo limites, não nos metendo em perigo, mais é aí que está o problema, nós não somos pessoas normais! A Hillary e o Jacob, por exemplo, você acha mesmo que eles não vai ser como eu e os meus irmãos? Que eles não vão crescer lutando ao lado da sua família, que eles não vão lutar, se machucar, sofrer? É óbvio que vão! Assim como o Alex e a Melissa. Eles que vão decidir o que eles querem fazer da vida deles, se querem ser  caçadores ou se querem viver com o seu lado demônio. - A garota para um pouco e seus olhos começaram a marejar. - Você pode até dizer que eu sou uma simples adolescente e que não tenho o direito de me meter na criação do seu filho e posso até não ter. Então leve isso com um conselho. Nunca perda a sua relação com o seu filho. Por que ninguém sabe como é difícil chegar todos os dias na casa do seu avô e encontrar o homem que era para ser seu pai, mais que só serve para lhe jugar por não ser a filha perfeita que ele queria, para por a culpa em você pelos erros que sua irmã cometeu e principalmente para te machucar e que hoje não significa nada para você... - Fala e suspira novamente. - Agora eu acho que já me meti demais na conversa de vocês, eu só passei aqui para dar um oi, vim aqui na cidade só para buscar uma encomenda. - A moça fala levantando do sofá.

 — Eu... Eu te acompanho até a porta amor.. – Alex se levanta pensando nas palavras da namorada. Haviam sido profundas....

   Joey observou ambos, Isabella havia trocado fundo... Ele não queria perder seu filho, mas também não iria permitir ele nessa vida de caçadores... Não seus filhos..

Mas castiga-la injustamente não era uma opção. Isa estava certa em algo... Mel já tinha idade pata decidir se quer ir atrás do irmão ou não... Respira fundo e senta-se no sofá.

- Tchau amor, fica bem tá? Qualquer coisa me liga que eu venho aqui te ver... - Fala Isa e beija o rapaz. Logo depois entra no carro e depois saí.

 

 

Continua...


Notas Finais


O que acharam do capítulo?
Comentem e favoritem, são os comentários de vocês que me incentivam a escrever! ❤
Beijos e Abraços e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...