História Sarah potter - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Aberforth Dumbledore, Abraxas Malfoy, Alastor Moody, Alecto Carrow, Alice Longbottom, Alvo Dumbledore, Gellert Grindelwald, Gideon Prewett, Gilderoy Lockhart, Gina Weasley, Godric Gryffindor, Padma Patil, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Pedro Pettigrew, Penélope Clearwater, Personagens Originais, Pirraça, Regulus Black, Remo Lupin, Rita Skeeter, Rodolfo Lestrange, Rolanda Hooch, Ronald Weasley, Tiago Potter, Tiago S. Potter
Visualizações 66
Palavras 3.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - Parte oito


Cap 8

Anteriormente:

___ Eu não me reverêncio a lixo, tom - disse sarah sob sua espiração pesada e tom estreitou os olhos com raiva

Altualmente:

___ Vamos, lá. Potter. As cortesias devem se observadas, Dumbledore não ia quere que se esquecesse dos bom modos - zombou tom ignorando o comentário dela. - Eu disse referência! - ele a forçou a se reverenciar com um feitiço. - e agora! - Sarah foi atirada no chão - crucio! - Sarah se cortoceu com dor mas não gritou soltava alguns grunhidos mais não gritava - muito bem, Potter. Seus pais teriam orgulho. Especialmente sua despreziviu mãe

___ Expelliamus! - Sarah disse mais Voldemort se defendeu voltando o feitiço para sarah que vôo alguns metros.

___ Eu vou matar você, Sarah Potter. Eu vou destruir você, depois dessa noite ninguém nunca mais irá questionar meus poderes. E depois dessa noite se alguém fala em você, só será de como você implorou pela morte e eu como um lorde, atendir com misericórdia - Voldemort disse e usou um feitiço sem varinha para levanta-la. Sarah correu se escondendo atrás de um muro - não me de as costas, Sarah Potter! Eu quero que olhe pra mim quando morrer, quero vê a luz deixando seus olhos! - Um olha determinado apareceu no rosto de Sarah.

___ Oh meu Merlin...

___ Você não... - começou Arthur

___ Ela fez - afirma lucius

Sarah se levantou e saiu de trás do muro

___ Meu pai teve uma reverência antes de o matar? - questionou Sarah e Voldemort riu negando - Então você também não vai terá! Expelliamus!

___ Avada Kedrava! - o verde e o vermelho se concectaram, o verde estava superando o vermelho que Sarah lançava

___ Não!

Então o vermelho começou a superar o verde

___ tão poderoso!

___ Não façam nada! Eu quero termina com isso! Ela é minha! - Voldemort latiu para seus comensais. Então de repente, a energia mágica os envolve e então duas figuras fantasmagóricas apareceram

___ Priori Incantatem! - disse Albus chocado

Lilian e James potter apareceram como fastamas atrás de Sarah.

___ Oh. Meu Deus!!!

___ Sarah quando a ligação for interrompida precisa chega a chave do portal - disse James a filha

___ Oh. Ele está sempre lá!

___ James! - Sirius gritou de alegria

___ Podemos aguentar alguns instante para que você tenha tempo mas só alguns instante, entendeu? - disse James e Sarah assentiu olhando para o fantasma de seu pai.

___ Sarah, pegue harry, ele está escondido atrás daquela lápide e pegue o corpo de cedric, ele não está morto mas esta por um fio - informou Lilian e sarah assentiu olhando para o fastamas de sua mãe

___ Solte. Querida você está pronto. - disse James - solte! - Sarah então soltou, correu até o corpo de cedric e harry correu até ela e sarah usou accio para chama a taça.

___ Não! - e assim eles sumiram

A cena então mudou para a arena onde cedric ainda estava desmaiado. Todos comemoraram pensando que Sarah tinha vencido. Sarah então começa a chorar e harry deixa as lágrimas de pavor finalmente cair.

___ AAAH - fleur grita horrorizada e todos pararam de bate palmas percebendo que alguma coisa estava errada

___ Chame o curandeiro! Cedric não está bem! - Sarah gritou e amos rapidamente correu para o filho com Pomfrey

___ Batimentos cardíacos fracos, temos que leva-lo para St. Mungus ou ele vai morrer! - infomou pomfrey e sarah ficou desesperada

___ Não! Não! Não! - Sarah gritou quando Albus tentou tirar a garota se cima de cedric
- eu quero fica com ele!

___ Pelo amor de deus oque houve? - perguntou fudge confuso

___ Ele voltou! - Sarah informou - Voldemort voltou! - disse quando os médicos começaram a leva cedric - eu e Harry vimos ele volta! - informou e dumbledore olhou para harry que estava chorando abraçado ao próprio corpo

___ Harry parece perturbado

___ Quem não ficaria vendo o retorno do lorde das trevas?

Então gina correu a harry e o abraçou fortemente.

Sarah então se agarrou a Albus como se sua vida dependênce disto. Albus a abraçou de volta enquanto ela molhava suas vestes com seu choro mas ele não ligou para isso.

___
Tudo vai fica bem, Sarah. Eu estou aqui. - ele disse contra o cabelo dela para tentar acalma-la

___ Matenham todos em seus lugares - ordena fudge - Algo acabou de acontecer!

Então moody avança e puxa Sarah dos braços de dumbledore que o olha por momento e Moody acena e ele assente.

___ Por que ele agarrou ela?

___ Não! Não! Não! Eu quero fica junto com ele! - Sarah gritou em protesto enquanto era arrastada por moody

___ Acalme-se! Tudo vai fica bem - disse moody e sarah começou a se acalma ainda chorando.

A cena então mudou. Moddy entra em sua sala e fecha a porta atrás dele enquanto Sarah estava limpando as lágrimas do rosto

"Não fraquejer perto do inimigo" Sarah pensou

___ Você ver moody com seu inimigo?

___ Não, eu só sabia quem ele era.

___ Como?

___ O mapa do maroto

___ Por que não contou a Dumbeldore?

___ Porque colocaria a vida do verdadeiro moody em perigo.

Sarah foi forçada a se sentar, ela olhou para o homem que vagava pela sala e cautelosamente deixou sua varinha pronta.

___ Você está bem, Potter? - questionou moody rispidamente - isso dói?

___ Não dói tanto agora - informa sarah olhando para o sangue escorregando em seu braço.

___ é melhor eu da um olhada nisso - disse moody e subiu a manga da camisa de Sarah deixando exposta a marca de uma caveira com uma cobra saindo de sua boca esculpida na pele.

__
_ Oh. Meu Merlin

___ A taça era uma chave de portal. Alguém a enfeitiçou - informou Sarah

___ Como era lá? Como ele era? - perguntou moody

___ Quem? - perguntou Sarah

___ O lorde das trevas - disse moody e aperta o corte de Sarah que solta um gemido de dor

___ Desgraçado!

Sirius queria matar esse imposto. Despedaça-lo até que pedisse para se morto

___ Como foi está na presença dele? - questionou moody de costa para ela

___ Eu não sei. Era como se eu tivesse caído em um dos meus sonhos. Em um dos meus pesadelos... Ele era bem feio e sem nariz também - informou sarah sorrindo atrevida

___ Hahahaha - Sarah riu de sua própria fala mas se calou quando ninguém teve a mesma reação. - vocês são sem graça.. - resmungou

Moody começa a tremer e luta por ar. Ele pega sua garrafa mas estava vazia, ele rapidamente corre para o baú e tenta encontre uma garrafa cheia.

___ Oque há de errado com ele?

___ Quem mas estava? No cemitério? Quem mais estava? - questionou e sarah sorriu sastifeita se levantando e ficando a atrás do baú negro

___ Eu não me lembro de ter mencionando o cemitério, Moody.. ou devo dizer, Barty Crouch Jr? - disse Sarah

___ Barty Crouch Jr?

___ O filho do Bartôlomeu Crouch?

Alastor olhou para Sarah, ela era esperta, daria um grande auror.

___ Criaturas maravilhosas, os dragões, não é mesmo? Você acha que aquele idiota teria o levado a floresta se eu não tivesse sugerido? Acha que Cedric Diggory teria dito para abrir o ovo de baixo d'água se eu mesmo não tivesse dito isso a ele? - questionou 'Moody' e Sarah o olhou - Você acha que Neville longbottom o tolo maravilha, teria dado guelricho se eu não tivesse dado o livro a ele com essa informação, em?! Se venceu foi porque eu tornei isso possível

___ Bem, obrigado seu idiota... você acaba de confirmar que foi você que colocou meu nome no cálice! - disse sarah e então soltou uma leve risadinha - você quase levou a morte o garoto que é como um irmão para mim... Sabe oque eu queria fazer com você nesse exato momento? - questionou brincando com varinha entre os dedos - Oh, Não, não. Você nao sabe e é isso wue me da vantagem... voce deve esta se perguntado, será que ela tentará me matar ou ira primeiro me torturar? A duvida. É ela que sera seu pior pesadelo - informar com um sorriso frio

Todos engoliram em seco, sarah era malvada e assustadora quando queria.

___ Sabia que eu sou tão louco quanto você, Criança. Se você acabou naquele cemitério foi porque eu quis assim. E agora a ação está feita. O sangue que corre através de suas veias, correr dentro do lorde das trevas. - informa 'moody' - imagine como ele vai me recompensa quando soube que silenciei de uma vez por todas, Sarah Potter - disse pronta para ataca-la

___ Expelliamus! - uma voz gritou e a porta explodiu e 'moody' vôo caindo em uma cadeira. Dumbledore adentrou com Minerva e Severus pela porta, apontando sua varinha diretamente para o falso 'Moody'. Dumbledore então o segura pelo pescoço - Severus! - Severus então veio com um frasco de Veritaserum e derramou na boca de 'Moody' - Você sabe quem eu sou?

___ E dumbledore a salvou com a sua amargura brilhante - disse Fred

___ Só faltava o cavalo branco! - disse Jorge

___ Albus dumbledore! - respondeu 'Moody' sem emoção

___ Você é Alastor moody? Você é ele? - questionou dumbledore

___ Não - respondeu

___ Ele está nessa sala? Ele está nesta sala?- questionou dumbledore e 'moody' olhou para o baú em que sarah estava atrás - Sarah saia daí! - ordenou, Sarah vai para ao lado de Minerva e Severus lança um feitiço que faz o baú se abrir.

Os três professores se aproximam cautelosamente e vêem Alastor Moody lá em baixo coberto por vestes brancas

___ Caramba!

___ Você está bem, Alastor? - perguntou dumbledore e a câmera mostra os quatros rostos, olhando para dentro do baú

___ Eu sinto muito, Albus - responde Alastor lá em baixo

___ Se esse é o moody então quem... - começou Minerva e eles se viraram para ver o falso 'moody'. Severus pega a garrafa dele e a cheirar

___ Porção polissuco - informa severus

___ Agora sabemos que vem roubando de nossos estoques, Severus - disse dumbledore. Sarah olha para snape com uma sobrancelha levantada e o homem só lhe da uma cara azeda.

___ Um pedido de desculpas seria uma boa

___ Vamos traze-lo para cima - disse dumbledore ao moody dentro do baú

'Moody' que esta preso na cadeira começa a se contence e fazer barulhos estranhos, inquieto. Ele parece está se transformando. O falso 'Moody' arranca seu olho mecânico que cair no chão e vemos o olho se vira para olha-lo.

Então moody desaparece e Barty Crouch Jr fica em seu lugar

___ Barty Crouch Junior - rosnou
 dumbledore 


___ Eu irei te mostra o meu, se você me mostra o seu - ele diz e mostra a marca negra agora mais vivida


___ Seu braço, Sarah - dumbledore diz e levanta manga do braço de Sarah onde a mesma marca está só que feita a faca.

___ Você sabe oque isso significa, né? Ele voltou - disse Crouch jr sorrindo - o lorde das trevas retornou!

___ Sinto muito. Albus, eu não pude evitar - disse sarah

___ Não foi sua culpa

___ Você foi preso por você-sabe-quem e ainda duelou com ele

___ e saiu vivo

___ Envie uma coruja para Azkaban, iriam notar que está faltando um prisioneiro - ordena dumbledore e Mcgonagall sair da sala rapidamente. Albus então começa a conduzir Sarah para fora do cômodo.

___ Eu serei recebido como um herói - Crouch Jr disse para este


___ Talvez. Pessoalmente nunca tive tempo para heróis - informou dumbledore e sarah se soltou dele

___ Mas eu sim - disse sarah

___ Oque você vai fazer?

Sarah se aproximou de Crouch Jr enquanto era observada pelo três homens

___ Isso é pelo pais de Neville - ela disse e acertou um soco em cheio no meio da cara de Crouch que bateu a cabeça contra a parede e ficou em inconciente com Sarah sorrindo sastifeita para si.

___ Obrigado, Sarah - disse Neville a garota que assentiu

A cena mudou:

___ Hoje, reconhecemos algo terrível sobre o mundo bruxo. O trágico evento que aconteceu ontem a noite. Você vê, Quem tentou assasina os gêmeos potter e Cedric diggory que neste momento está em St. Mungus. Foi Lord Voldemort. - anunciou dumbledore quando chegou em seu pódio - O ministério da magia não queria que eu lhe dissesse isso. Mas a não fazer isso, seria um insulto aos três. Agora a dor que sentimentos a noite passada me lembra, dos lembra que, mesmo vivendo em lugares diferentes, falando línguas diferentes, nosso corações batem como um só. A luz dos eventos recentes, os laços de amizade que fizemos este ano serão mais importantes do que nunca. Lembre-se que eles não lutaram em vão, lembre-se disso - disse

Sarah que estava sentada na última fileira. suspira e uma mão é depositada em seu ombro. Ela vira a cabeça e vê Edward - usando um chapéu para esconder seu rosto - atrás de si.

___
Venha - ele pediu. Sarah se levanta e os dois saiem silenciosamente do grande salão. 


A cena muda para os aposentos de sarah. Que estava sentada na cama enquanto Edward estava agachado a sua frente.

___ Eu não pude protege-lo; Edward. Por que eu estou treinando tanto, se isso não está me levando a nada? - perguntou Sarah seus olhos se enchendo de lágrimas novamente

___ Minha rainha. por favor, não chore - disse Edward e limpou suas lágrimas com a mão enluvada e retirou seu chapéu depositando ao lado da garota - me dói vê pessoas chorar - admitir. Sarah então deposita suas duas mãos no rostos brincando com suas orelhas pontudas.

___ Suas orelhas são diferentes - ela diz com um meio sorriso

___ As orelhas de vampiros são pontuadas, como eu sou metade vampiro as minhas não são tanto quanto as dos originais - informa. Edward sorrindo para a garota que sorrir de volta
.

___ Edward. Quando eu estava lá no cemitério, houve um momento... hum... que minha varinha e de Voldemort se conectaram - informa Srah e Edward a olha chocado

___ Priori Incantatem. - ele mumurrou - Você viu seus pais naquela noite não foi? - perguntou Edward e Sarah assentiu - mas lembre-se, nenhum feitiço pode trazer os mortos de volta a vida, Sarah. Confio que sabia disto. Tempos difíceis e sombrios estão por vir. Logo, todo nós devemos enfrentar a escolha, entre oque é certo e oque é fácil. Mas lembre-se, você tem amigos - Sarah assentiu e começou a brinca com os fio de cabelo dele.

Então de repente alguém adentra e Sarah se vira para ver dumbledore parado lá.

___ Sparrow - disse dumbledore com uma leve surpresa em sua voz. Edward suspira coloca seu chapéu sob a cabeça, e se levanta indo até dumbledore com sua bengala de diamantes nas mãos.


___ Dumbledore... você sabe oque você acabou fazer? - dumbledore levantou uma sobrancelha para ele - você a acabou de arruinar o melhor beijo que Sarah iria ganhar hoje. Um beijo de Edward Sparrow - informa de um jeito convencido e dumbledore olha por cima do ombro dele para ver uma Sarah totalmente vermelha ainda sentada na cama

___ Edward pode nos deixa a sós? - perguntou Sarah. Edward suspirou em falsa tristeza.


___ claro que sim minha rainha, claro que sim - disse se voltando para ela e fazendo uma pequena reverência antes de se retirar passando por dumbledore que o encarava com uma carrancada.

___ Eu acho que só com um olhar, professor dumbledore mataria Sparrow.

___ Oque vocês estavam fazendo? - perguntou dumbledore quando Edward passou pelo quadro saindo dos aposentos.

___ Conversando, Professor - respondeu sarah e suspirou olhando para a mala que estava no chão.

___ Eu nunca gostei dessa cortinas. Coloquei fogo nelas no meu quarto ano por acidente é claro - comenta dumbledore mudando de assunto e sentando-se do outro lado da cama de costa para Sarah

___ Você me contou isso quando eu ainda era Hannah - disse sarah em voz baixa e Albus suspirou olhando para o nada

___ Eu coloquei você e seu irmão em perigo terrível este ano, Sarah. Me desculpe - disse dumbledore

___ Venha. Dumbledore, entre nós dois.
Grindelwald trazia mais terror para o mundo bruxo do que Tom. Voldemort é fichinha ao lado dele - afirma sarah com um meio sorriso.


___ Você me da muitos créditos.

___ Só estou dizendo a verdade.

___ Sim, você tem razão e, tenho que admitir que me divertir mais quando nos dois procurávamos pistas sobre ele - admitir dumbledore com um leve sorriso nos lábios.

___ Me desculpe por fazer você espera tanto, Albus. Mas eu pensei que você encontraria alguém que se apaixonaria e seria muito feliz - disse sarah

___ Esqueça isso, você está com o senhor Digorry agora - disse dumbledore e Sarah soltou uma leve risada - oque?

___ Cedric está claramente apaixonado por Cho Chang se você não percebeu - informar sarah e Albus se virou para ela - e não, eu não estou com diggory

___ Mas você o amar - ele afirma

___ Sim, ele é como um irmão para mim - responde se volta para o olha-lo - e eu te aconselho a procura alguém que te mereça e te ame, dumbledore. Ainda a tempo - disse dando um leve tapinha nas costas da mão dele.

A cena mudou para uma multidão reunida. Os alunos estavam indo para casa. Vitor krum da um beijo de despedida na bochecha de Hermione e lhe entregar um papel.

___ Escreva para mim - disse Vitor e Hermione sorriu enquanto se afastava

___ Tchau - disse hermione. Draco sentou-se sozinho e as irmãs Delacour se aproximaram dele e lhe deram um beijo.

___ Au revoir, draco - disse Fleur para o garoto corado e as meninas de Beauxbatons saíram de uniforme e a multidão aplaude. Os búlgaros também partem; apertando as mãos de alguns e mostra Sarah com o braço ao redor de dois búlgaros que seguravam sua cintura, os três então riram

___ Você acha que um dia teremos um verão tranquilo em hogwarts? - perguntou Neville enquanto se aproximou de draco com Hermione

___ Não - disse Hermione olhando para onde Sarah estava


___ Se jeito nenhum - disse draco enquanto olhava os búlgaros que se despediram de Sarah cada um dando um beijo na bochecha dela e se afastaram

___ Não se esqueçam de escreveram para mim, Luv   - disse sarah e os dois búlgaros riram enquanto se afastavam e a garota sorrindo para si vai até os amigos

___ Tudo vai muda agora, não é? - perguntou hermione e neville assentiu

___ já está tudo ja esta mudado, Hermione - disse sarah e passou um braço ao redor do ombro da amiga - Vamos ser as garotas mais bonita do quinto ano! - afirmou e seus amigos riram com sua palhaçada

___ Vocês iriam me escreve não vão? - questionou Hermione

___ Bem, eu não vou. Você sabe que não vou - disse draco

___ Eu vou - informou Neville e hermione gentilmente sorriu para ele

___ Você vai não vai, Sarah? - perguntou Hermione

___ Sim. Toda semana - ela disse sarcástica

Eles olham para o céu da varanda onde os cavalos: puxam uma carruagem para longe e mostra o navio dos búlgaros afundando na água.

O filme termina


___ Bem, acho que todos merecemos uma pausa - disse dumbledore ao se levanta - Estaremos assistindo o próximo filme amanhã para assimilamos tudo oque aconteceu neste filme.

___ Eu tatambém acho - concordou Sarah ao se levanta



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...