1. Spirit Fanfics >
  2. Sariette BBB21. >
  3. Sonho erótico.

História Sariette BBB21. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Galera!
Fiquei muito feliz com receptividade de todos. Espero que gostem desse cap
Comentem o que acharam
Ps: prontos para a rejeição da Kobra? Hahaahaha

Capítulo 2 - Sonho erótico.


Juliette

As mãos grandes e precisas de Sarah passeavam pelo meu corpo, eu estava ficando enlouquecida, seu olhar não desgrudava do meu:

— Eu quero sentir você, Juliette — A loira disse sedutoramente.

Fazendo com que minha intimidade ficasse totalmente úmida, lentamente a loira subiu em cima do meu corpo, fazendo com que eu ficasse totalmente a mercê do que ela iria fazer, seu peso sob o meu estava totalmente gostoso:

— Acho essa cama extremamente confortável para o que eu quero fazer! — Sarah disse aproximando-se da minha boca.

— Com toda certeza minha líder, ela é ótima... Mas o que pretende fazer? — perguntei depositando um breve beijo em seus lábios.

— Fazer você gozar! — A loira respondeu levando sua mão para baixo do cobertor e passando a acariciar minhas coxas.

Aquela leve sensação estava me levando a loucura, buscava forças para não gemer alto, afinal estávamos fazendo isso em um reality show.

— Ju... acorda... Juliette — Sarah chamava-me insistentemente.

— Acho que ela está com pesadelos — Gil disse com o humor que só ele tinha.

— Estou acordando, calma — falei forçando meus olhos a abrir.

Sarah e Gil aguardavam atentamente meu despertar:

— Mulher! estava com pesadelos é? — Gil disse me ajudando a sentar na cama.

Eu sentia-me tonta, o sonho que tive com Sarah parecia totalmente real, as sensações que a loira causava-me naquele sonho foi algo surreal.

— Quer um copo de água, Ju? — a loira perguntou já levantando da cama para pega-lo.

— Eu tô bem gente, foi só um... sonho — falei meio tropeçando em minhas palavras.

— Gil, nem sempre ficamos agitados só com pesadelos, às vezes pode ter sido um sonho... erótico — Sarah disse voltando para a cama com o copo de água em mãos.

— Erótico? por Deus Sarah — falei tentando não parecer nervosa.

— Sarah ela falava teu nome no sonho, realmente pode ter sido erótico — Gil falou em tom de brincadeira.

— A pois, deixa disso... Vamos voltar a dormir — falei já voltando a deitar.

Sarah em um lado e Gil no outro, realmente com eles eu sentia-me segura.

Sarah

Gil adormeceu rapidamente, essa semana estava sendo uma das melhores que passei aqui, a liderança com toda certeza nos renovou no jogo.

Mas Juliette ainda me intrigava, afinal depois do beijo que demos na festa nada mais aconteceu, não digo que ela esteja arrependida nós estamos cada dia mais unidas, lembro-me do dia que Nego Di saiu, da morena levando-me para o banheiro e pedindo que nós agradecessemos a Deus por eu ter ficado, isso foi uma prova linda de amizade que ela me deu, porém aos poucos eu estava percebendo que não queria apenas sua amizade.

A morena chamava meu nome nesse sonho ou pesadelo – como diz Gil – que ela acabou de ter, e de certa forma gostei de ouvi-lo saindo sussurado dos lábios dela:

— Ei, Sarah — Juliette chamou-me num sussurro.

Levei até um susto de tão imersa que estava em meus pensamentos:

— Oi — respondi virando-me para o lado para encara-la.

— Não consigo mais dormir — A morena disse virando-se também, fazendo com que ficássemos frente a frente.

Seu olhar era lindo, e um pouco sonolento:

— Foi um pesadelo, Ju? — perguntei levando minha mão até seu rosto para acaricia-lo.

Como ainda estava anoitecendo, uma luz linda refletia sobre o rosto da nordestina, deixando-a ainda mais linda.

— Na verdade não — ela respondeu ainda mais sussurado.

— Então... — comecei falar enquanto observava seu rosto com um sorriso travesso.

— Segunda opção... — ela disse interrompendo-me.

Meu coração disparou, Juliette estava dizendo que havia tido um sonho erótico comigo, ou eu estava sonhando?

— E como foi? — perguntei curiosa, depois que tentei me vão controlar minha alegria por ela estar me revelando isso.

— Não foi, vocês me acordaram no meio do processo — ela disse fazendo biquinho de triste.

— E você não queria ser acordada? — perguntei sentindo um arrepio percorrer meu corpo assim que senti uma mão da morena em minha cintura por baixo da coberta.

— Não, eu não queria que aquele sonho acabasse! — ela disse num sussurro rouco que quase me levou a loucura.

— E nesse sonho o que eu fazia? — perguntei levando minha mão também a cintura dela e apertando o local.

— Você estava... tocando-me! — ela disse de uma forma quase inaudível.

Minha excitação estava enorme, minha intimidade queria sentir Juliette de todas as formas possíveis, mas a realidade nos chamava, afinal Gil dormia bem ao nosso lado e o telão anunciava que em 30minutos entrariamos ao vivo, apontei para o mesmo fazendo-a levantar a cabeça para olhar:

— Melhor nos arrumarmos... — A nordestina disse soltando um suspiro pesado, que me pareceu mais como uma frustração, me causando um breve sorriso travesso.

Ótimo, eu estava adorando ver Juliette incomodada com o fato de não poder me tocar, afinal ela começou essa provocação, agora iríamos até o fim.


Notas Finais


Não corrigi, não deu tempo.
Desculpem qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...