História Sasunaru - Remplacer votre douleur - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hashirama Senju, Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Juugo, Kakuzu, Kiba Inuzuka, Kimimaru, Kisame Hoshigaki, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Pain, Rock Lee, Sai, Sasori, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Suigetsu Hozuki, Utakata
Tags Sasunaru
Visualizações 90
Palavras 3.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Um capítulo mais ou menos pois eu estava/estou num bloqueio criativo do caralho, e fazia um tempo que eu não postava e isso só me deixava mais perturbada.
Perdoem-me, mas eu tentei.
Mano, eu juro ,_,)

Perguntei a uma amiga minha (vulgo Vitória, rs) se estava bom, e ela disse que sim, com toda convicção.

Então a culpa é inteiramente dela! Podem insulta-la nos comentários :)

Brincadeira, não faz isso não.

Boa leitura, eu espero...

Capítulo 11 - Unilatéral.


Naruto.

Quinta-feira

Barulhento e vivo, como de costume, todos estavam juntos a mesa do refeitório naquele intervalo. Uns comiam, já outros ouviam, Kiba reclamar frustrado do seus fracassos na festa passada com uma garota, a qual não sabia o nome mas que o mesmo dizia ser sua alma gêmea.

- Eu tenho cara de estuprador? Caralho, eu falei um "oi" aí ela saiu correndo... - reclamou mais uma vez aos amigos, que já se vinham cansados de sua falação, menos o Uzumaki, este realmente não prestava a mínima atenção no seu problema - logo eu, o gostosão desse grupo, não pegou ninguém - entristeceu-se - ela era tão bonita, poxa, a gente dava certinho...

- Puta merda, alguém bate no Kiba, se não eu bato! - Shikamaru resmungou irritado, com a sua cabeça deitada e apoiada sobre a mesa.

- Fala isso porquê pelo menos você ficou com aquela loirona, até o Lee pegou aquele ruivinho lá! Você está entendendo o que está acontecendo aqui? O Lee pegou alguém e eu não! - Kiba apontou para Rock Lee. E Naruto, que percebeu o gesto, corou ao se lembrar de algo que preferia esquecer.

- Ei! Como assim até eu? - Lee perguntou magoado.

- Você entendeu - Kiba suspirou, ignorando os protesto e defesas de Rock Lee - que droga, será que eu estava fedendo? - cheirou-se, e depois puxou Shikamaru, aproximando o rosto do mesmo para debaixo de seu braço - ei, eu ainda estou fedendo, Shika-Shika? - sorriu sacana.

- Saí, seu puto do caralho! - Nara o empurrou mais irritado, ameaçando o bater.

- Pois é, eu não me lembro muito bem, mas eu sei que você, Senhor Uzumaki - Inuzuka acusou Naruto, que ficou surpreendido - estava na maior pegação com o...qual era o nome dele mesmo? - perguntou baixo para Shikamaru.

- Sasuke, seu imbecil - mumurrou, revirando os olhos.

- Ele mesmo, Sasuke. Fala sério, vocês namoram, né? - indagou malicioso, e o loiro negou com a cabeça rapidamente nervoso - ah tá, senta lá Cláudia - ditou desacreditado.

- Verdade, vocês parecem se gostar bastante - Rock Lee afirmou, e Naruto concordou minimamente triste sem olha-lo, faltava-lhe coragem - eu queria está nesse nível de relação com um certo alguém... - confessou distraído.

- Mano, é só eu, ou vocês também estão sentindo olhar de Sai perfurar a cabeça de vocês? - riu baixo, olhando disfarçadamente o garoto pálido, que estava na mesa de trás, tendo seus olhos fixados em Naruto - caraí, que fome - Kiba falou de repente - Naruto, tu ainda vai comer isso aí? - perguntou apontando para o lanche do loiro, que ainda parecia está intacto.

- Na verdade, não - entregou-o para Kiba, que sorriu maravilhado com sua atitude - estou sem fome.

- Por quê? - Inuzuka indagou desatento, dando uma mordida no sanduíche.

- Kiba, você é um idiota - Shikamaru o xingou e Rock Lee balançou a cabeça decepcionado.

- O que eu fiz agora? - franziu o cenho com a boca cheia, Inuzuka realmente não sabia o que havia feito de errado - ele disse que não queria mais, não ouviram?

- Não é isso, seu retardado! Você não se lembra do que aconteceu ontem? - Shikamaru perguntou indignado, e Kiba negou, querendo que o explicasse - claro, não se lembra nem das merdas que você falou ontem - Nara suspirou, aproximando-se do outro - o Sasuke desmaiou, aí o Gaara quis expulsar a gente da casa, mesmo com Naruto recusando, porquê ele estava muito preocupado, óbvio - Kiba se espantou com a informação, colocando a mão na boca, chocado - então, quando você for comentar algo, pensa a respeito, ou pelo menos tenta, se você conseguir... - avisou-o - o pior é que, provavelmente, Naruto ainda não sabe o que aconteceu com Sasuke, afinal, olha para ele - Kiba olhou para o loiro, que mirava o nada, meio abalado e entediado.

- E por que ele não foi visita-lo então? - perguntou em um tom inequívoco.

- Eu acho que é porquê ele não deve saber onde o outro mora! Seu cabeça de vento! - Nara respondeu grosseiramente óbvio. E Inuzuka pensou. Em seguida, sorrindo para o garoto de rabo de cavalo, tendo uma idéia em mente para ele.

Naruto percebeu Kiba mumurrar algo, enquanto sorria, no ouvido de Shikamaru, que exibia uma expressão de negação e descrença. Quando Inuzuka terminou a ação suspeita, inclinou a cabeça em direção ao loiro, que observava tudo, confuso e intrigado. Nara somente negava firmemente.

- Vai logo, porra, para de ser broxa - Kiba insistiu, empurrando o braço do outro, como um incentivo.

- Não quero, cachorro!

- Se você não perguntar, eu pergunto, da pior forma possível - alertou Kiba, sorrindo de maneira superior - até parece que tu não quer ir...

- 'Tá, foda-se - Shikamaru se cansou daquela discussão - Naruto, mais tarde, vou passar na casa do Gaara, para fazer umas coisas lá, quer ir comigo? Talvez ele saiba de algo sobre Sasuke...ou sei lá - Naruto arregalou os olhos, era uma chance para saber o paradeiro da pessoa que o deixava inquieto e ansioso. Este, não respondia mais suas mensagens ou ficará online desde ontem.

- É uma boa idéia! - Rock Lee concordou animado - eu quero ir também, queria ver Gaara novamente, ele foi tão legal comigo, e eu acho que ele também gosta de mim... - comentou sorrindo apaixonado, e o loiro apertou as próprias mãos quando o ouviu, temeu que aquilo poderia acontecer - mas eu tenho treino especial com o Guy-sensei, não posso perder! - falou determinado, e a breve tensão que se criou nos ombros de Naruto foi embora quando escutou aquilo.

- Meu deus, não acredito que você vai trocar uma possível foda para ficar com o treinador - Kiba ditou com um semblante incrédulo.

- Q-quem disse que eu iria fazer essas coisas! - Lee respondeu rapidamente, com rosto todo vermelho - eu não sou um depravado igual a você!

- Nossa, desculpa ai, Virgem Maria - Inuzuka zombou e Lee se ofendeu, preparando-se para se defender.

- Está bem - Naruto os interrompeu - eu vou - decidiu, sorrindo para o Nara, levantando-se da mesa, caminhando até o outro lado desta, abraçando agradecido o garoto. Shikamaru retribuiu desajeitado o aperto, enquanto Kiba ria da situação incomum.

___________Quebra de tempo__________

Depois que as aulas acabaram, como haviam decidido, eles foram para a residência do ruivo, pelo qual tinham esperança de ter informações sobre Sasuke.

A gramada da casa de Gaara parecia a mesma, porém já se encontrava mais limpa do que a da madrugada anterior, aonde, antes, existiam copos sujos, e vez ou outra, roupas de desconhecidos por ela, sendo íntimas ou não. Naruto e Shikamaru andavam inquietos e contidos por ela, talvez se recordando dos acontecimentos. Antes, estavam bêbados mas não com Alzheimer, então lembravam-se bem das ocorrências.

Após o trajeto feito pelo gramado verde, subiram os degraus da varanda daquela casa, que o loiro não havia reparado como a mesma era bonita por fora, encontrando-se um balanço velho lígneo em uma das suas extremidades, dando um ar de aconchego. Naruto sentia que via aquela casa pela primeira vez, sendo algo bastante impossível, a tinha visto ontem mesmo. Sendo assim, no momento em que chegaram perto da porta desta, Nara ficou tenso, tremendo a mão para tocar a maldita campainha.

Naruto aproveitou rapidamente para olhar o ambiente que estavam.

Haviam colunas finas de madeiras no fim de cada extremo, no limite certo daquela varanda, como apoio para o telhado do primeiro andar. Deveras não lembrava de como a casa era.

O som abafado foi alto, e ambos os rapazes engoliram em seco. E quando a porta foi aberto por uma pessoa que eles não conheciam, um homem alto, de cabelos castanhos e o rosto com um pintura incomum, deixando em evidência os olhos penetrantes, pensaram que haviam errado de casa.

- G-gaara? Ele está? Ele mora aqui, né? - Shikamaru perguntou nervoso, erguendo um pouco a cabeça para não se sentir inferior aquele homem.

- Desculpa, quem são vocês? - a voz grosso do cara fizeram os dois garotos arregalar os olhos, espantados.

- S-shikamaru e Naruto - o homem estreitou os olhos para eles e fechou a porta sem falar uma palavra ou deixa-los fazer o mesmo - que educado - Nara falou irônico. A porta foi novamente aberta, desta vez por Gaara, que assim que encontrou os olhos do loiro, corou, desviando a atenção para Shikamaru, que não deixou a cena passar despercebida.

- O que veio fazer aqui? - o ruivo indagou diretamente para Nara.

- A Temari está? - apressou-se, sentia que o clima entre os garotos próximos estava estranho e tenso, percebeu tambem que eles tinham algo para resolver, sozinhos.

- Sim - Gaara, por reflexo, fechou a porta atrás de si - mas se eu fosse você, não entraria, nosso irmão mais velho está aqui.

- Espera, aquele cara que nos atendeu é seu irmão? Aquele gigante? - indignado, Shikamaru apontou para dentro da casa.

- Sim - respondeu normalmente - mas acho melhor você entrar pela janela, se ele te ver...bom, eu não arriscaria... - avisou, encostando o próprio corpo na parede mais adjacente.

- Puta que pariu, mulher só traz problema na minha vida... - bufou cansado, massageando o rosto.

- Tem aquela árvore ali - o ruivo sugeriu, apontando para uma árvore que levava, consequentemente, para a janela do quarto de Temari - só tenha cuidado, ouviu? - Nara concordou e andou até esta, pendurando-se sem muita dificuldade, pois, apesar de preguiçoso, era um atleta laureado.

Os rapazes igualmente desviaram a atenção de Shikamaru, que já esta no topo daquela grande árvore, para, enfim, encararem-se de fato.

- É - o ruivo começou - você...se lembra...? - perguntou receoso e Naruto assentiu devagar, mirando, agora, o chão a sua frente - eu sabia... - sentiu vergonha.

- É só que, coisas assim acontecem, né? - ergueu o olhar, sorrindo tranquilo para Gaara, que desviou os olhos dos seus novamente - você...eu entendo que você ficou constrangido, eu também fiquei e ainda estou, mas o que não entra na minha cabeça é... - Gaara mirou os seus olhos para o loiro, atento em suas palavras seguintes - por quê? Por que você...?

- Você realmente não sabe? Não percebe? - Naruto pressou os próprios lábios, na verdade, ele tinha uma hipótese do que poderia ser - não, não é isso - o ruivo riu amargo, examinando o rosto de Naruto, que o descrevia, secretamente em sua imaginação, como angelical - você fingi não perceber.

- Se for o que eu estou pensando, saiba que Rock Lee gosta bastante de você... - o Uzumaki tentou.

- Não, não, não use seu amigo como desculpa, Naruto - Gaara suspirou cansado - sabe, eu...eu só queria...o que te impedi, afinal? - o loiro apenas deu de ombros, fazendo-se de desentendido - mas eu sei o quê é, você gosta dele e não de mim, e quando eu os vi, juntos, eu soube, eu não tinha uma chance com você - cruzou os braços, com um semblante mais sério - e agora, eu o invejo - referiu-se a Sasuke.

- Rock Lee é uma pessoa tão legal quanto eu! - Naruto falou convicto.

- Para com isso, apesar de tudo, eu sei disso, mas eu o respeito, então apenas pare de me arrastar para ele pois eu ainda... - Gaara não teve coragem de terminar.

- Espera, você o respeita? - Naruto o interrompeu, agora ele era quem ria - ontem de madrugada, quando eu fui procurar a sua ajuda, eu não esperava encontrar vocês naquele quarto, não esperava ver Lee pagar um boquete para você - defendeu-se, fazendo jeitos agressivos com as mãos - e você não o avisou quando eu entrei, você ficou lá, g-gemendo e me olhando daquele jeito estranho - exaltou-se, irritado. 

Lembrava-se totalmente dos olhos esmeralda quando pousaram, sem permissão, em si. Lembrava-se totalmente da expressão de prazer de Gaara enquanto isso. E para completar, lembrava-se, vagamente, da expressão envergonhada de Lee quando percebeu que foi pego, tecnicamente, com a boca na botija.

- E você sabe o motivo de eu ter feito isso? Não sabe? É porquê eu queria fosse você naquela hora - confessou meio aflito - você não tem noção do quanto eu queria. E quando você apareceu, sem aquele seu moletom, arfando, eu considerei deixar o Lee, sozinho, no meu quarto...

- Não, isso está errado, eu não sabia que você era um idiota.

- Eu queria você, e você sempre soube - enquanto o ruivo falava aquelas coisas, Naruto fingia não escuta-las, não queria e não podia - mas você preferiu se fazer de doido, como se meus sentimentos não fossem nada, como se não tivessem importância.

- Droga, que merda! Seu egoísta! Eu não vim aqui para discutir esse assunto com você! Vamos fingir que isso nunca aconteceu! - o Uzumaki exclamou impaciente, a voz de Gaara era tão baixa e grave naqueles instantes, que, quase, se viu ser levado por ela, como se fosse areia movediça, puxando-o para algo que não queria, Naruto sentia um leve medo de afundar junto dela, mas seu desejo de ver o Uchiha era maior, que aquela tentação - só diga onde Sasuke está, e eu vou embora...

- Eu não sei - respondeu ríspido, virando o semblante emburrado para o outro lado.

- Como você não sabe? - Naruto se frustrou - é mentira, isso não faz o menor sentido!

- E você não acha que eu não sei disso? - Gaara saiu de perto da porta, ficando próximo o suficiente do outro, encarando-o de frente - Sasuke nunca me falou onde mora, ele é muito restrito em relação a família dele, pergunte para qualquer um dos amigos dele, talvez até mesmo, Suigetsu, não saiba - ditou sincero, olhando fixamente os olhos azuis - Sasuke e eu não somos tão próximos quanto parecemos ser, nós conhecemos naquele clube mesmo, e, por coincidência, percebemos que tínhamos algumas coisas em comum, como a música, até tentamos criar uma banda, junto com o Suigetsu e Juugo, porém o gosto musical deles era muito diferente do meu, então não deu certo - e como um tapa na sua face, Naruto reparou que, mesmo se sentindo um tanto íntimo de Sasuke, ainda havia muito para conhecê-lo. Detalhes como, participar de uma banda qualquer amadora, ele não sabia. Bem que havia percebido como a voz do garoto era perfeitamente bela, em um tom certo e fácil de se deixar guiar por ela.

Quem sou eu para falar essas coisas? Eu não sou nada dele e mal o conheço, patético... - sentiu-se um imbecil. Neste momento, quem estava sendo o egoísta, era ele.

- Eu não menti quando falei isso e não menti quando falei que gosto e queria você, eu posso ser melhor que ele, se você deixar... - Gaara tentou alcançar a mão do outro, mas Naruto recuou um passo.

- Desculpa, mas eu não posso, Gaara, você entendi a situação em que estamos agora? Falando essas coisas para mim? E Sasuke? Você não era amigo dele por acaso? - Naruto ditava mais calmo agora.

- Você e Sasuke não são casados, não haveria adultério algum, e, como eu disse, não sou tão próximo dele, eu reconheço sim, que Lee deve ser uma pessoa incrível, mas entenda que, agora outra ocupa minha cabeça.

- Mas seria uma traição com os meus sentimentos e, principalmente, com os seus - o loiro garantiu, bufando abalado enquanto se afastava, sentando-se no chão, de lado para a escada, apoiando as costas na coluna da varanda - eu sei que não é fácil mas é o melhor, me esqueça - falou virando o rosto para o lado, observando a grama - não queria que acabasse assim - mumurrou, aproximando as pernas do próprio corpo, para então abraça-las de maneira confortável.

- Olha, desculpa, está bem? - Gaara também se sentou na escada, ao lado do outro garoto, longínquo deste, creendo que o mesmo gostaria de espaço pessoal naquele momento - eu só fiquei irritado por você ter ignorado isso, mesmo sabendo - Naruto relutantemente desviu sua atenção para o ruivo - eu vou esquecer, mas não posso confirmar que gosto do Rock Lee, ainda. Não quero magoa-lo e dar expectativas falsas para ele - sorriu com sinceridade para o loiro, que correspondeu o ato, compreensivo - eu realmente estava sendo um cretino com Lee.

- E com Sasuke também, mas a culpa não é inteiramente sua, era para eu ter conversado com você antes sobre isso. Merda, eu sabia sobre você e eu apenas...meu deus, eu sou tão babaca quanto você - Gaara riu fraco com o seu comentário, ainda lhe observando - eu queria saber onde ele estar, eu queria saber se ele está bem, eu só... - pensou em voz alta, olhando novamente o movimento contínuo que a grama fazia.

Eu queria ser uma graminha - desejou asneiras. A vida, para si, parecia ser mais fácil se fosse apenas uma plantinha de um jardim que se movia calmamente com o vento.

- Ele deve está bem, Sasuke é forte e teimoso - completou e Naruto assentiu rindo. Gaara acabou por sorrir ao ouvi-lo - mas se você quer saber, Naruto - chamou sua atenção, que foi concedida imediatamente por si - talvez, ele também goste de você, não duvido que, depois de um tempo, ele te pergunte aquela frase...

O olhar de Gaara era sugestivo. No entanto, Naruto não compreendeu. E também não houve tempo o suficiente para isso, pois gritos e barulhos estrondosos ecoaram de dentro da residência. E o ruivo soube o por quê.

Shikamaru foi descuidado.

E logo este saiu da janela ao desespero, escondendo-se perto do telhado e distante da janela, suspirando pelo cansaço e medo, sem a blusa que usava antes, deixando em transparência o peito que subia e descia consideravelmente.

- Seu vagabundo! - a voz do irmão de Gaara era autoritária, causando espanto aos garotos que conversavam na varanda, fazendo-os se levantar para ver o que ocorria, como quando tem barraco no vizinho - Não volte mais aqui, seu cretino! - exclamou da janela, ousando avançar em Shikamaru, que começava a choramingar, apoando-se ao máximo no telhado, que tinha uma distância formidável do primeiro andar.

- Kankuro! Para! Você não tem nada a ver com isso! Me deixa transar em paz, porra! - Temari, outra irmã de Gaara, impediu seu irmão mais velho, e Naruto arqueou as sobrancelhas, surpreso pela força que a garota tinha para segurar um ser daquele tamanho.

- Ó vida condenada! - Nara gritou para os céus, pensando em como sair daquela furada.

- Eu avisei - Gaara olhava divertido e nada surpreso para a cena, acostumado a bagunça que era quando Temari se envolvia com qualquer pessoa e Kankuro descobria.

- Agora você não me escapa! - Kankuro se desprendeu do braço de sua irmã, subindo o telhado, tendo finalmente a visão de Shikamaru, olhando perverso para este. E correu cuidadosamente apressado e desengonçado, tentando alcançar Nara, que se via apavorado, chamando a ajuda de Naruto ou Gaara. O loiro apenas ria, poderia ser um péssimo amigo por agir assim, mas era impossível, achava aquilo impagável, principalmente por nunca ter visto Shikamaru em tal grau de preocupação e desespero, como aquele.

Afinal de contas, estando numa complicação, na primeira oportunidade, Nara já teria desistido desta.


Notas Finais


Naruto drama queen, por que não?

Sim, você não leu errado, eu utilizei a expressão "com a boca na botija", sou brega mesmo :/

Não me matem por desfazer o shipp GaaLee, no entanto, dês do começo, a minha intenção era; o Gaara gosta do Naruto, apesar de ser unilateral. Mas isso não quer dizer que eles (Gaara e Rock Lee) não podem ficar juntos no final, okay?
É isto.

Obrigada e que os próximos capítulos sejam melhores que estes, por que né...

Até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...