1. Spirit Fanfics >
  2. Sasusaku - Minta Mais, Minta Melhor >
  3. Como ser sã tendo pais loucos

História Sasusaku - Minta Mais, Minta Melhor - Capítulo 9


Escrita por: natetc

Capítulo 9 - Como ser sã tendo pais loucos


Desapontada, mas não surpresa, lá estava eu no aeroporto. Meus pais caminhavam em minha direção e me sentia feito uma vaca esperando para ser abatida. Sem o Sasuke para me ajudar, o princípio de ideia que tive para me livrar dessa história toda era muito simples: Fingir que esse noivado nunca aconteceu e não sabia do que eles estavam falando.

"Mas, Sakura, você acha que alguém acreditaria nessa história ridícula?"

Se eu mentisse mais, se eu mentisse melhor… então, por que não? Quer dizer, tinha tudo para ser o maior caso de Efeito Mandela* da família Haruno. Na melhor das hipóteses eles pensariam que estavam malucos, na pior eles achariam que EU era maluca — e não seria exatamente uma surpresa.

Quando meus pais finalmente me alcançaram, mal tive tempo de cumprimentá-los e ainda abraçava carinhosamente meu pai quando minha mãe gritou do nada:

— KIZASHI DO CÉU! OLHA, O SASUKE ALI!

Aí as coisas aconteceram rápido demais. 

O cheiro de pizza me atingiu em cheio. Não o cheiro de uma pizza qualquer, mas o cheiro das dezenas de pizzas que fica impregnado no corpo de Sasuke Uchiha, aquele maldito.

Ainda tentava assimilar essa situação quando senti um par de braços longos envolverem minha cintura por trás e, exatamente no momento em que iria gritar por socorro, um nariz desconhecido se encaixou perfeitamente na curva do meu pescoço deixando um beijinho ali e me roubando completamente a voz.

— Acho bom você me recompensar e não pense que estou gostando disso — Sasuke sussurrou em um tom irritado, mas senti seu sorriso pressionado contra meu pescoço.

Não sei quem estava mais surpreso, meus pais, que nos encaravam com os olhos arregalados e a boca aberta formando um perfeito "O", ou eu que tremia da cabeça aos pés e certamente já estaria no chão se Sasuke não me mantivesse presa ao seu corpo.

Na verdade eu sei sim, quem tava mais surpresa era eu. Mais do que isso, estava tendo um verdadeiro colapso e não tinha nada a ver com o fato de estar tão próxima do Sasuke a ponto de sentir seu coração batendo acelerado nas minhas costas.

E foi nesse momento que eu lembrei porque meus namorados nunca conheciam meus pais: eles eram muito sem noção. 

— Então é você que está enrolando minha filha por todos esses anos? — meu pai disparou — Você achou que só porque é empresário rico pode enganar a minha Sakura?

— KIZASHI!

— PAI! — Minha mãe e eu gritamos ao mesmo tempo.

E o filho da puta do Sasuke riu. Ele adorava me ver passando vergonha e meu pai era especialista em me envergonhar.

— Meu senhor, mesmo se eu fosse um motoboy sem ter onde cair morto, eu nunca enganaria a sua filha. Ela é especial demais pra eu deixar escapar. 

A declaração de Sasuke pareceu ter convencido meu pai que abriu um sorriso pequeno.

— Certo. Certo. Agora vamos, sim?

Meu pai segurou a mão da minha mãe e começou a andar em direção a saída empurrando o carrinho com a bagagem. Depois que eles estavam a alguns passos de distância, Sasuke finalmente me soltou.

— Caralho, que nervoso. — Disse baixinho.

— Sério, você me salvou. Uma hora dessas eu estaria a caminho do manicômio. Nem sei como te agradecer.

— Bem, acho que vai ser um prazer receber o seu agradecimento.

— Até quando você é legal, você consegue ser babaca. Acho incrível.

Como se fosse a coisa mais natural do mundo, Sasuke segurou a minha mão e foi me puxando até meus pais. A verdade é que nem precisamos nos aproximar muito para ouvir a sua conversa.

— Mulher, eu pensava que empresário se vestia melhor, sabe? Uns terno, relógio de ouro, um cordão bonito. 

— Kizashi, ele é empresário, não um membro da Yakuza. Você não sabe nada de moda. 

— Você sentiu cheiro de pizza?

— Isso é coisa da capital. Tenho certeza que só aquela fragrância de pizza que ele usa deve custar mais que a nossa casa.

— Sei lá… Mas ele parece gostar mesmo dela, né?

— VOCÊ VIU COMO ELE FICOU CORADO FALANDO DELA? TÃO FOFO!

— Depois de gastar o preço de uma casa num perfume que fede a pizza, acho que é o mínimo.

— POR QUE VOCÊ NÃO É ROMÂNTICO, KiZASHI? PRA QUE FALAR DE DINHEIRO?

Eu não sei se Sasuke ficou corado enquanto falava de mim, mas tenho certeza que enquanto ouvia a opinião dos meus pais sobre ele, Sasuke ficou tão vermelho quanto uma lagosta e sua mão suava tanto que ele tinha que secar nas calças a todo momento. Sei lá, vê-lo assim tão constrangido era fofo e estranho ao mesmo tempo.

Talvez ele soubesse ajudar um amigo necessitado afinal de contas, mas acho que não é só isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...