História Sasusaku: Um Estranho Uchiha - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Itachi, Itachi Uchiha, Karin, Karin Uzumaki, Madara, Madara Uchiha, Naruto, Naruto Uzumaki, Sakura, Sakura Haruno, Sasukarin, Sasuke, Sasuke Uchiha, Sasusaku
Visualizações 323
Palavras 1.318
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii
Me desculpem pela demora, eu tive alguns probleminhas.

Espero que gostem💙

Capítulo 23 - Sem mentiras


Fanfic / Fanfiction Sasusaku: Um Estranho Uchiha - Capítulo 23 - Sem mentiras

 - Não…eu não aceito me casar com ela.

Madara me soltou e me empurrou para trás, fazendo com que eu caísse no chão, as mãos dele tremiam. Ele, que antes estava vermelho, agora estava ficando pálido, estava vísivelmente irritado, fiquei com medo, estava fora de si. Madara ergueu o dedo indicador e apontou para Sasuke.

- O que pensa que está fazendo, moleque?!

Karin olhava para todos os lados, como se quisesse encontrar explicações no rosto de alguém naquela igreja, senti pena, ela era uma pessoa incrível e em nenhum momento queria que sofresse, mas era necessário, pelo Sasuke.

- Amor, o que está acontecendo?! Sasuke, por favor…

- Karin, eu não te amo! Nunca amei...

- Cale a boca! - Madara interrompeu - Você vai se casar com a minha filha! Você vai!

- Pai, você está bem?! O que está acontecendo?!

- Karin! Seu pai me ameaçou esse tempo todo! Ele me obrigou a ficar com você! Eu fingi, só fingi esse tempo todo!

Sasuke tirou a aliança e deu para Karin, em seguida desceu os degraus do altar, ela segurou seu paletó para que não se afastasse, a maquiagem dela já estava totalmente borrada por conta do choro e o penteado estava desfeito.

- NÃO, SASUKE! POR FAVOR! EU TE AMO!

- Me desculpe…mas eu amo a Sakura.

Eu não conseguia me mexer, então Sasuke me puxou pelo braço, me arrastando até a saída da igreja, eu tropeçava a cada passo. Vi Karin segurar o vestido e correr até nós, mas parou e olhou para trás, dividida entre ir atrás de Sasuke ou ajudar o pai, que explodia de raiva. Eu tinha medo do que Madara podia fazer após aquilo.

Encontramos Naruto, ele estava com o carro, pelo jeito havia dado um jeito de buscá-lo e tirá-lo daquele trânsito.

Entrei no carro às pressas e Sasuke fez o mesmo, batendo a porta com força.

- Está tudo bem?!

- Vamos para a casa do Itachi!

- O que…

- Apenas vamos, por favor.

- Tá, tá!

- Naruto…

- O que?

- Obrigado…mesmo.

Naruto sorriu e assentiu, fiquei em silêncio e de cabeça baixa, até perceber que Sasuke me olhava pelo retrovisor, ele esticou o braço para trás e segurou minha mão.

- Está tudo bem. - disse.

Senti um grande conforto, algo difícil de explicar, mas sentia que estava segura por Sasuke estar ali, e realmente estava.

Em alguns minutos o carro parou e nós descemos, desci devagar, mas Sasuke e Naruto já estavam na porta, batendo frenéticamente na mesma.

Não demorou muito para que Itachi abrisse e nós adentrássemos sua casa, ele nos olhou sem entender nada, o olhar dele olhar foi de mim, para Sasuke e depois para Naruto.

- Sasuke? Sakura? O que…o que está acontecendo?! E o casamento?!

- Itachi, não vou mais me casar.

- Não estou entendendo…me explique direitinho o que aconteceu.

Todos nos sentamos em volta da mesa da cozinha e explicamos todos os acontecimentos daquele dia, Itachi ouvia tudo com atenção, arregalando os olhos às vezes e nos interrompendo para fazer perguntas, e ao terminarmos, ele andou até Sasuke e o encarou em silêncio.

>>Sasuke on<<

- Itachi?

Fui surpreendido por um abraço apertado, meu irmão me apertava com toda a força dele e pude notar que pedia desculpas baixinho, o apertei também.

- Desculpa! Eu sabia que tinha algo errado, sempre soube!

Eu ainda não havia contado como Madara me ameaçava, eu esperaria um momento mais calmo para que pudéssemos conversar a sós, seria um choque. Senti como se houvesse tirado um grande peso das minhas costas, eu me sentia muito melhor, não haviam mais mentiras.

- Não precisa pedir desculpas, você nem podia imaginar…mas, será que podemos dormir aqui essa noite? Meu aparmento será o primeiro lugar onde vão me procurar.

Itachi se separou do abraço.

- Claro! Podem ficar o tempo necessário, mas…Sasuke…

- Eu sei… - desviei o olhar.

Itachi respirou fundo e continuou:

- Você…na verdade, vocês não podem ficar fugindo das pessoas, essa não é a melhor forma de resolver, vão ter que encarar a Karin, a família dela e todos.

- Vamos fazer isso, é só essa noite. - disse Naruto.

- Tudo bem, mais tarde vou arrumar suas camas.

- Podemos colocar colchões na sala para dormirmos todos juntos conversarmos a no…

Naruto foi cortado por meu irmão:

- Não, Sasuke e Sakura vão dormir no quarto de hóspedes, e você vai dormir no meu quarto, eu fico na sala.

Naruto ficou emburrado e Itachi lançou um olhar em minha direção, eu sabia o que significava, eu e Sakura - que estava encolhida no sofá - tínhamos muito o que conversar, precisávamos de um momento a sós.

Eram quase 21:00, meu celular não parava de tocar, primeiro foi o número Karin, até números desconhecidos, então resolvi que era melhor desligá-lo até o outro dia. Eu não havia recebido nenhuma notícia de Madara, e nem queria, quando saí da igreja ele estava vermelho como um tomate, mas depois ficou branco como uma folha, parecia prestes a enlouquecer ou ter um ataque.

Estava cedo, mas o dia havia sido tão cansativo, tanto pra mim, quanto pra todos, que decidimos que era melhor descansar. Entrei no quarto e vi que Sakura já estava deitada, pensei que ela estava dormindo, mas ao me aproximar notei que seus olhos estavam abertos.

Me deitei ao lado de Sakura e ela se virou para mim, encarei os olhos verdes e a abracei, colocando sua cabeça em meu peito e beijando os fios róseos.

- Eu ainda não te agradeci, não é?

Sakura não respondeu, ouvi apenas um soluço e senti as unhas dela em minhas costas.

- Por que, Sasuke? Você sofreu tanto por mim, eu cheguei a sentir raiva de você…me desculpe!

- Não me peça desculpas, valeu a pena…eu faria muito mais.

- Não diga isso! E se eu te perdesse?!

- E se EU te perdesse?

Sakura me abraçou mais forte e ergueu a cabeça para me olhar, os olhos dela estavam vermelhos e algumas lágrimas ainda rolavam.

Me aproximei lentamente, encostando nossas testas e fechei os olhos, juntei nossos lábios por breve momento.

- Eu te amo, Sakura…não entende?

- Eu também te amo…te amo muito!

Selei nossos lábios em um beijo inicialmente calmo, eu sentia saudade de beijar aquela boca macia, aos poucos fui aprofundando o beijo e a puxando para mais perto, com os dedos em sua nuca, entre seus cabelos. Estava tudo silencioso e a únicas coisas que se podiam ouvir eram nossos lábios se movendo e a cama balançando um pouco.

Nossas respirações se misturavam e eu a abraçava o mais forte que conseguia. Inevitalmente, senti vontade de chorar, pela saudade, por tudo o que passamos e por finalmente estarmos juntos, mas segurei as lágrimas, o que Sakura não havia conseguido fazer.

Separamos os lábios pela falta de ar, eu queria beijar Sakura novamente, mas ela me abraçou como antes e encondeu o rosto em meu peito, dei um sorriso e a cobri. Acariciei seu cabelo levemente, ela parecia cansada.

Envolvi seu corpo com meus braços e fiquei ali até que dormisse. Quando a respiração dela ficou pesada, me afastei devagar para não acordá-la e abri a porta do quarto, a fechando sem fazer barulho.

Itachi estava apoiado na janela com uma xícara em mãos, provavelmente de chá. Ele olhou para mim e me aproximei, parando ao lado dele e olhando a cidade, que naquele momento era apenas algumas luzes acesas em um lugar ou outro.

- Chá? - meu irmão perguntou.

- Não, obrigado.

- Pensei que estava dormindo.

- Eu estava esperando Sakura dormir para falar com você.

Itachi respirou fundo.

- Ainda não consigo acreditar.

- Itachi, eu não te contei tudo, resolvi esperar um momento mais calmo.

- Eu sabia que faltava algo.

- Sim...

- E então, como Madara te ameaçava?

Continua…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...