História Satan - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin & Ally, Laura Marano, R5
Personagens Laura Marano, Personagens Originais, Ross Lynch
Tags Anjos, Laura, Laura Marano, Medo, Paixão, Raura, Romance, Ross, Ross Lynch, Sobrenatural
Visualizações 16
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Necrofilia, Nudez, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Capítulo 07


P.O.V Narradora

- Como você se sente? - o garoto de cabelos loiros pergunta.

- Bem, não se preocupe - o padre avisa se sentando na cama de hospital.

- Me desculpe - Ross pede enquanto olha para as próprias mãos.

- Pelo que? Por ser jovem? Viver sua vida? - padre Miguel  questiona o tocando. - Não se desculpe por isso.

- Certo padre, mas eu não estou só pedindo desculpas por isso - o loiro fala levantando os olhos e olhando para o homem. - Você tinha me falado para não andar com a Laura e eu o desobedeci.

- Não foi culpa sua, Laura sabe ser bem atrativa - fala rindo com as lembranças dos velhos tempos.

- Como assim? - o loiro questiona sem entender a fala do padre.

- Ela te trouxe não é? -  pergunta e ganha um manear de cabeça como resposta. - Chame ela aqui Ross. Quero falar com ela por favor.

- Certo padre - o loiro diz se pondo de pé e indo até a porta. - Já volto.

- Certo, certo - concorda abrindo a Bíblia.


- Laura - Ross chama quando vê a garota de cabelos castanhos mechendo freneticamente no celular.

- Sim? - ela questiona levantando os olhos. - Nós já vamos?

- Não - o loiro se senta no lado dela. - O padre quer falar com você.

- Sério? - questiona levantando uma sombrancelha.

- Sim - Ross responde apontando para a porta que saiu.

- Ok então - ela diz se pondo em pé.

P.O.V Laura

A tantas coisas a serem contadas, sabe? Eu só não sei como as contar. Como exclarecer oque está acontecendo.

- Miguel - falo assim que abro a porta.

- Laura - ele responde fechando a sua amada Bíblia.

- Oque você que falar comigo? - pergunto indo até a poltrona que fica no lado da cama dele.

- Você sabe que eu estou morrendo - ele começa me fazendo revirar os olhos.

- Me conte uma novidade - peso me ajeitando na poltrona.

- Câncer - ele diz como se me contasse que estivesse com um resfriado.

- Porque está me contando isso? - só ele mesmo para me deixar desconfortável em segundos.

- Ross já perdeu tantas pessoas importantes na vida dele - ele começa novamente tentando segurar minha mão.

- Você quer dizer os pais e a irmã dele? Ou melhor! Os pais e a irmã de mentira dele? - o questiono me esquivando do seu toque.

- Ainda assim são pessoas que ele se importava e amava - ele fala se afastando de mim. - Eu só te pesso que vá embora, o câncer não tem cura e eu não quero você de joguinhos com ele, se for ficar fique pra faler, em vez de fugir igual a ultima vez.

- Eu não estou com joguinhos nem um Miguel - falo me levantando.

P.O.V Narradora

- Sério?! Então você não voltou só para se vingar de mim e da Isabelle? - ele a questiona com raiva.

- Você sabe muito bem oque fizeram - ela diz começando a alterar a voz.

- Sim, eu sei e você sabe que nós dois fizemos o possível para você nos perduar, mas invés disso você fugiu e agora voltou para mecher com o meu filho! - o padre quase grita ficando com o rosto vermelho.

- Eu. não. vou. embora. - ela diz pausadamente. - Espero que você mora. 

- E eu espero que você não estrague meu filho - ele diz já mais calmo.

- Do mesmo jeito que você estragou o meu você quer dizer - ela fala e logo em seguida sai do quarto batendo a porta sem dar chance para ele falar.


P.O.V Miguel


- Você voltou - falo vendo Ross estrar no quarto. 

- Sim, eu vou ficar com você - ele diz se sentando na poltrona que a poucos minutos estava sendo ocupada pela Laura.

- Nós precisamos conversar - falo ficando rígido.

- Sobre oque? - ele pergunta colocando toda a sua atenção em mim.

- Eu estou doente - começo calmamente.

- Doente? Como assim? Que tipo de doença você tem? - eu não acredito que consegui esconder a verdade dele por tanto tempo.

- Eu estou com câncer - jogo a bomba sem pensar duas vezes.

- Oque?! - ele me questiona totalmente perplexo. - Como assim câncer?!

- Eu descobri a dois meses atrás - falo cosando a minha nuca.

- E porque não me contou antes? - ele pergunta mechendo no cabelo freneticamente. 

- Não quis te preocupar - falo olhando seu rosto.

- Não deu muito certo - fala deixando algumas lágrimas cairem. - Tem cura?

- Não - falo vendo mais lágrimas escorrem do seu rosto.

- Quanto tempo? - pergunta com a voz falha.

- No máximo um mês - conto e vejo mais lágrimas escorrem pelo seu rosto.

- Deus - ele resmunga secando às lágrimas. - Porque todas as pessoas com que eu vivo acabam morrendo?

- A morte faz parte da evolução da humanidade - falo tocando seu braço. 

- Não quero que você evolua - ele diz segurando minha mão.

- Você não tem escolha Ross - falo apertando sua mão.



Notas Finais


Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...