História Saturno é azul - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 23
Palavras 1.831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Primeiro dia.


   Hanna

Don't wanna be an american idiot

Don't want a nation under the new media

And can you hear the sound of hysteria?

- PUTA QUE PARIU! - Essa sou  eu gritando, após cair da cama de susto, após ouvir Green day super alto.

Os meninos estavam tocando... Era tão tarde assim?

Desbloqueio meu celular para ver as horas... ERAM FUKIN 04:00 DA MATINA!

Levantei do chão, pronta para matar alguém ou quatro garotos. Peguei meu casaco, coloquei minhas pantufas de morcego e sai do quarto.

Estava pronta para gastar minha garganta só gritando com eles. As portas dos quartos estavam todas abertas e como esperado, nenhum deles estava presente. Desci as escadas indo em direção de onde vinha o "barulho".

Não me levem a mal, adoro Green Day, mas ser acordada com American idiot de madrugada não é o sonho de toda garota... Talvez se fosse Wake me up when September ends...

Passei pela sala, pela cozinha e pelo... Corredor das gatas e olha só! Achei o estúdio, queria poder elogiar o estúdio completo que eles tinham e como estava limpo lá dentro mas estava puta demais pra isso.

- MAS QUE PORRA É ESSA? - Gritei, abrindo rapidamente a porta os deixando de olhos arregalados.

Joe estava com um pijama de pé com estampa de dinossauros, Luis apenas de cueca com estampa de coelho, Pedro com um pijama igual ao do Joe só que com a estampa de pinguins e Victor com apenas uma calça de dormir.

- QUEM ACORDA AS 4 DA MATINA PRA TOCAR?! - Perguntei, ainda exaltada, nossa, como estava irritada.

Todos olharam para Joe o fuzilando com os olhos, que se encolheu atrás da bateria.

- Eu posso ter esquecido de avisar ela sobre nossos costumes - Falou o mesmo, sem graça.

COSTUME? E ISSO LÁ É COSTUME?

- Desculpe por isso chat chat, é que geralmente tocamos nesse horário - Disse Lui, coçando a nuca.

- É o nosso melhor horário pra ensaiar... Sabe, é quando as ideias fluem - Disse Victor, vindo até mim, tentando se explicar.

E queria poder dizer que prestei atenção nas próximas desculpas que ele deu, mas eu só conseguia olhar para seu tanquinho não muito definido mas que estava alí e nossa... Que peitoral.

- Hanna? Ta tudo bem? - Perguntou Victor - Alô? - Balançando as mãos na frente de meu rosto, chegando um pouco mais perto.

Alerta de testosterona!

Ele tá perto, ele tá MUITO perto.

Dei um passo para trás, tentando lembra que ainda estava com muita raiva.

Balancei a cabeça, tentando prestar atenção no pijama brochante de Luis.

- Só... Me avisem na próxima vez - Falei, tentando ficar calma.

Eles assentiram.

Dei meia volta, passando a mão por meu rosto.

- E por falar nisso, belas pantufas - Ouço Rex elogiar ou ele estava zoando, não sabia.

Bufei.

E ainda era de madrugada.

Como não havia conseguido voltar a dormir, resolvi pegar minhas coisas para tomar banho, procurei o banheiro mais próximo, que era ao lado do quarto de Luis.

Abri a porta, deixando tudo cair em seguida.

Deveria ter ficado na cama.


Victor

Hanna havia voltado para cima, aparentemente mais calma.

- É sério, as pantufas dela eram muito legais - Disse Pedro, sorrindo sincero.

Sorri com isso.

- E tinha belas pernas - Murmurrei, sorrindo de lado.

- Belas o que Vic? - Perguntou Joe, com um sorriso malicioso no rosto.

- Eu nã-não disse nada - Respondi, sentando em meu lugar novamente.

- Eu tenho certeza que você disse alguma coisa... Acho que tinha haver com... "Belas pernas" - Disse Pedro, com o mesmo sorriso de Joe.

FOI SÓ UM COMENTÁRIO!

Bufei, levantando minha franja.

Estava para mudar de assunto quando  ouço um grito do andar de cima.

Nós entreolhamos e subimos rapidamente para o andar de cima, fui na frente.

Chegamos no andar de cima e Hanna estava com caída no chão com a metade do corpo dentro do banheiro e a outra fora.

- O que aconteceu? - Perguntei, enquanto ajudava a mesma a levantar, junto com os demais.

- E-eu escorreguei... Nisso - Falou Hanna, nervosa, levantando uma camisinha... Usada.

Nos olhamos e Luis abaixou o olhar vermelho.

Claro, devia ter imaginado.

- Desculpa por isso Hanna é que... - Hanna estendeu a mão para que Luis parasse de falar.

- Tá tudo bem... Tá tudo ótimo! Eu só preciso... Respirar um ar puro... Que com certeza não tem nesse banheiro! - Exclamou a mesma, pegando suas coisas do chão, indo em direção a escada.

Mas... Ela havia esquecido uma coisa.

- Hanna? - Chamou Joe, meio receoso.

- O QUE É?! - Gritou a mesma, irritada.

Joe levantou a calcinha da mesma, que ela havia deixado cair.

Juro que provavelmente Hanna estava entrando em combustão.

Ela veio andando rapidamente em nossa direção e pegando sua roupa de baixo da mão de Joe e correndo para o andar de baixo.

- Adorei a estampa de morangos - Disse Rex, nos fazendo rir pelas narinas.

*****************

- Ok, já que estávamos todos devidamente... Arrumados - Falou Lui, olhando de relance para Hanna, que estava com a roupa amassada por cair novamente no banheiro de baixo - Vamos ensaiar! - Disse Luis, tentando animar a situação.

Vejo Hanna apenas levantar o olhar mau humorada para o mesmo se sentando em seguida no chão, junto com seu violão.

Bom, tínhamos trabalho a fazer.

- Let's go! - Disse Pedro, animado tocando rápidas notas em sua guitarra.

Estávamos a duas horas no estúdio... E não havia saído nada! Nem mesmo Joe estava criativo, ele estava tentando equilibrar a baqueta nos lábios superiores e isso NUNCA ACONTECE!

Pedro estava deitado no chão, plenamente tedioso, E até mesmo Hanna estava quase dormindo.

- Quer saber? Cansei - Disse Luis, se levantando - Eu vou jogar Guitar hero, quem quiser me acompanhe - Disse Lui, indo para a sala.

Pedro foi o primeiro  levantar e praticamente ir correndo atrás do mesmo.

Joe nos olhou.

- É mais forte que eu - Disse o mesmo, dando de ombros, indo logo atrás.

Sobrando só eu e Hanna na sala.

- Você devia ir... Parece divertido - Disse a mesma, passando os dedos pelas cordas do violão.

Eu me levantei, indo mesmo atrás dos meninos, mas parei na porta, exitando.

- Você pode ir também - Falei, a olhando pelo ombro - Se quiser - Disse por fim, antes de ir em direção dos meninos.

Não sei, apenas senti que devia fazer isso.

Chegando lá, Lui estava contra Pedro, que estava ganhando de lavada, claro, não podia esperar menos do guitarrista.

Sentei no puff ao lado do Joe, fazendo um "toca aqui" com o mesmo, pegando um dos salgadinhos do chão.

E fico surpresa a ver Hanna entrar na sala, se encostando na porta.

E então, Pedro ganhou.

- RÁ! CHORA TECLADISTA DE ARAQUE! - Gritou Pedro para Lui, com as mãos levantadas para cima.

- Guitariste de merde - Resmungou Lui, abaixando a boina sobre seus olhos, emburrado.

E então, Hanna riu pelas narinas, em forma de deboche.

Pedro parou no mesmo instante de comemorar.

- Algum problema azulzinha? - Perguntou Pedro, não entendendo.

- Esse é o seu recorde? Olha, não querendo te desmerecer mas... Que triste - Falou a mesma, de braços cruzados.

Pedro era uma pessoa facilmente irritável, então, ele rapidamente ficou com o rosto vermelho.

- Então vem fazer melhor - Falou o mesmo, erguendo a guitarra que Lui estava usando para ela - Quero ver se você é boa mesmo como as revistas dizem.

Hanna pegou rapidamente a guitarra.

- Pode escolher, eu acabo com você em qualquer uma - Disse Hanna, convencida.

- UUUUUUH! - Disseram Joe e Lui, colocando fogo na discussão.

E eu apenas ria, queria ver também o quão boa Hanna era.

Pedro escolheu Jordan, o pesadelo para quem odiava notas juntas e a que ele tocava melhor.

E então, começaram.

A princípio, Pedro estava na frente, ele e Hanna se encaravam.

- VAI HANNA, VOCÊ CONSEGUE, EU APOSTEI EM VOCÊ! - Gritou Joe torcendo.

- VAMOS SEU GUITARISTE DE MERDE, EU APOSTEI 20 REAIS EM VOCÊ! - Gritava Lui, incentivando do seu jeito.

E então, de repente, quando voltei meus olhos para a tela, Hanna estava na liderança, foi algo muito rápido, estava surpreso.

E como não era esperado, Hanna ganhou por 30 pontos a frente.

- ISSO! - Gritou Joe, sorrindo sacana para Lui, que lhe entregou a quantia apostado - Obrigado.

Hanna sorria convencida para Pedro que se lamentava.

O mesmo levantou a cabeça para a mesma e sorriu, estendendo a mão.

- Ok, eu aceito, você é boa pra caralho - Elogiou Pedro, fazendo Hanna rir.

Era a primeira vez que a ouvia rir... E queria ouvir aquele riso mais vezes.

- Até que você também não é tão ruim assim - Disse a mesma, alegre.

- Mas quero ver você vencer o rei do guitar hero - Disse Pedro, se sentando ao meu lado, batendo em meu ombro.

- Você? - Hanna perguntou, com as mãos na cintura.

Assenti, dando de ombros, não nego, me achando.

- Eu sou ótimo - Falei, sorrindo de lado.

Hanna então me estendeu a guitarra.

- Vamos lá, vou acabar com os dois integrantes da banda Saturn em apenas um dia - Disse a mesma.

Nossa, como era convencida.

- Não, muito obrigado - Respondi, de boa.

E os meninos começaram a me vaiar.

- Que foi? Tá com medinho? - Provocou a mesma.

Essa era outra coisa que eu e Pedro tínhamos em comum, éramos facilmente provocados.

Me levantei pegando a guitarra de sua mão.

- Vamos tocar - Falei, trocando para outro guitar hero, escolhendo a música em seguida, que era Through the fire and the flames.

Hanna agora havia saído na frente, estava de frente para a mesma, ela me encarava séria e eu provavelmente estava com a mesma expressão.

Apenas desviava meu olhar para a tela e voltava a olhar para Hanna.

Não demorei a tomar a dianteira por um vacilo da mesma.

- VAI VIC! EU APOSTEI EM VOCÊ, E QUERO GANHAR O MEU DINHEIRO DE VOLTA! - Ouço Lui gritar.

- HANNA, ESTAMOS APOSTANDO EM VOCÊ! EU JA PERDI PRA VOCÊ ENTÃO EU SEI O QUANTO VOCÊ É BOA! - Gritou Pedro.

E agora, estávamos nos encarando, sabíamos todas as notas, não precisávamos olhar para a tela, então ela começou a sorrir, e foi impossível não surgir um sorriso em meus lábios.

Belas pernas, belo sorriso... Acho que ela era toda bela.

E então, na parte final, Hanna se inclinou pra frente levantando rápido em seguida.

Ela havia ganhado... E seu capuz havia abaixado.

- HÁ! EU GANHEI, HA HA HA - Disse ela fazendo uma dancinha estranha.

Seus cabelos estavam bagunçados e podia ver claramente suas sardas, é, ela era toda bela.

Mas então, ela percebeu que o capuz havia caído e o levantou, rapidamente.

Suspirei.

Estava melhor antes.


Notas Finais


Comentem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...