1. Spirit Fanfics >
  2. Saudade das cores, que agora são cinzas >
  3. Minhas cores sumiram junto à ti

História Saudade das cores, que agora são cinzas - Capítulo 1


Escrita por: e Katsu_


Notas do Autor


Opa, tudo bem?
Mais um para projeto, dessa vez o Kacchanproj
Espero que gostem!

Capítulo 1 - Minhas cores sumiram junto à ti


Quando sumistes, as cores desapareceram junto a ti.

Lembro-me de certo tempo, quando conseguia ver as lindas cores vivas das músicas, cada uma com seu tom de acordo com o estilo musical. Lembro de ser a cor mais bela que já vi em minha vida.

E então você apareceu, tornando tudo ainda mais vibrante e especial. Deitávamos no chão de meu quarto bagunçado, comentando sobre o colorido de nossas músicas preferidas e o quanto era diferente para cada um.

Para mim, músicas indie tinham uma cor azulada, claras como o céu em um dia lindo de verão; para você, um amarelo vívido como o sol — logo me veio à cabeça nós sermos um dia de piquenique perfeito.

Pensávamos, a cada dia, como seriam nossas almas gêmeas e como iríamos encontrá-las, pensava eu que talvez nunca sequer viria seu deslumbre, até o dia de seu desaparecimento.

Oh, Kirishima, pergunto-me com todo o arrependimento do mundo o que aconteceu contigo. Suplico aos deuses, senhores do céu, que me deem uma luz, pois não aguento mais essa vida sem respostas.

Não quando parei de ver as cores dias depois de você sumir.

Você desapareceu, meu amor de cabelos vermelhos, quase como se sua existência tivesse sido apagada da terra. Não se encontrava rastros nem pistas, nada que tivesse ligação com você.

E assim meu mundo caiu. Desabou junto com todas as minhas cores, que sumiram logo após. E então, meu amor, eu descobri que minha alma gêmea não era ninguém menos que você, e isso foi o suficiente para abalar as estruturas da minha vida fadada a ter o cinza de minhas músicas.

Você, Kirishima, complementava-me desde as cores das músicas até o meu ser. Sem nem hesitar ou pedir licença, entrou na minha vida e morou nela, com permissão de fazer o que quisesse.

E, mesmo após os meses de seu sumiço, foi como se nunca tivesse desaparecido — o que, sinceramente, dói muito mais do que aparentar nunca ter estado aqui. Seu casaco, o qual sempre esquecia aqui para ter um pretexto de aparecerem horas inoportunas e que, sinceramente, nunca fiz questão de lembrá-lo, continua no mesmo lugar no qual deixou em sua última visita: na cama de meu quarto, onde deitávamos para aproveitar nossos momentos onde havia somente eu, você e nossas músicas com cores.

Apesar de tudo, meu ruivo, deixo-o lá com a esperança tola de que apareça em minha janela de supetão no meio da madrugada, dizendo que esqueceu de pegar seu casaco. Sim, espero mesmo após parar de ver as cores que tanto amava.

Espero-lhe, Kirishima, apesar de todas as músicas, antes coloridas, agora serem tão cinzentas.


Notas Finais


Obrigado por ler!
Espero que tenha gostado, me apoie deixando o favorito e comentando, isso me motiva muito.
Obrigado @akyuu por betar e @Aika_Momoi pela capa!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...