História Savages - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Andrew Lincoln, Chandler Riggs, Jeffrey Dean Morgan, Lauren Cohan, Norman Reedus, Phoebe Tonkin, The Walking Dead, Tom Payne
Personagens Aaron, Abraham Ford, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Glenn Rhee, Maggie Greene, Michonne, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags Andrew Lincoln, Daryl Dixon, Drama, Negan, Norman Reedus, Phoebe Tonkin, Rick Grimes, Suspense, Terror, The Walking Dead, Twd
Visualizações 457
Palavras 1.132
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello meus amores!!

Tudo bom??

Lá venho eu com mais um capítulo fresquinho saindo do forno kkkkkk
Espero que gostem e não esqueçam de deixar suas opiniões,obrigado a todos que comentam e favoritam,vocês são dez!

Boa Leitura :)

Capítulo 5 - Capítulo 5-Internal conflicts


Fanfic / Fanfiction Savages - Capítulo 5 - Capítulo 5-Internal conflicts

"Nem tudo que se vê,reflete a verdade"

|| Daryl ||

Minha manhã já começou com aquela porra de música maldita,inferno,eu quero sair daqui o quanto antes e pretendo levar Amylee comigo,ela não fica aqui com Negan nem mais um segundo.

Um plano de fuga era o que precisávamos,mas nós não tinhamos isso.

Eu fiquei esperando Amy aparecer e assim foi feito, só que sua cara era de poucos amigos.

—Você tem merda na cabeça?-ela fechou a porta.

Eu abaixei minha cabeça,levar sermão da minha irmã mais nova era vergonhoso.

—Porra Daryl,eu tentando te manter vivo e você fica ai pagando de bonzão pra cima do Negan? Ele pode te matar a hora que quiser e eu nada vou poder fazer nada poxa-ela resmungou desapontada.

A olhei seriamente,eu precisava prestar mais atenção nisso,não quero que nada aconteça.

—Eu vou prestar mais atenção Amy,desculpe de verdade,vou tomar cuidado-garanti sério.

Ela me olhou e assentiu,então decidi perguntar a ela outra coisa.

—Você contou ao paspalho do Dwight sobre nós dois sermos irmãos?

—Não o chame de paspalho!,ele acabou descobrindo que você é meu irmão, mas jurou não contar-explicou calmamente.

—Vocês dois estão muito amiguinhos para o meu gosto-resmunguei emburrado.

Ela riu.

—Ciúmes é feio-brincou me abraçando.

A abracei de volta,de forma protetora e carinhosa, tanto eu,ela e Merle sempre fomos ligados,quando fugimos do monstro que era nosso pai,fomos morar em uma pequena casa,Amylee trabalhou por um tempo até que eu decidi começar a ajudá-la e sair do mesmo caminho que o Merle estava levando.

—Você pensa em algo para fugir?-perguntei.

Ela assentiu.

—Daqui a três dias terá uma brecha,Negan vai até Alexandria e nós vamos ficar,ele vai levar a maioria dos homens com ele-falou ela.

Fiquei pensativo por alguns instantes.

—Acha que podemos achar essa brecha para que a gente possa fugir?-perguntei.

Ela assentiu,então daqui a três dias nós íamos poder sair de lá.

—Precisamos avisar Rick-falei.

Ela me olhou com tédio.

—Aquele seu amigo meio tonto?-perguntou.

Eles não se deram bem mesmo,Rick acha que ela é uma salvadora que segue a Negan fielmente e Amy acha Rick tonto e não havia gostado dele,aquilo daria problemas no futuro.

—Você não foi com a cara dele mesmo não é Amylee?-perguntei.

Ela negou,balancei a cabeça rindo fraco.

—Eu vou ter que ir,até depois-ela disse se levantando.

—Tome cuidado-pedi.

Ela assentiu e saiu fechando a porta.

|| Amylee ||

Depois da minha visita com Daryl eu segui caminho pelo Santuário,fui até a parte principal,vi Matt com o nariz meio machucado,sorri muito satisfeita comigo mesma,eu disse que tornaria a vida dele um inferno e faria isso mesmo,eu quis me aproximar porém fui parada por Negan,ele de novo não.

—Olá docinho-disse ele.

—Oi Negan-falei não muito animada.

—É verdade o que Matt me falou?-perguntou sério.

Então aquele babaca já foi abrir a boca? Mas ele não perde por esperar.

—Sim,eu soquei Matt e o fiz vir andando até aqui, ele contou o erro dele?-questionei controlada.

Negan negou.

—Ele sacou uma arma para um morador do Reino e ainda me chamou de vaca,se ele acha que eu vou engolir desaforos de um bosta como ele,está muito enganado-falei brava.

Negan estreitou os olhos,segurando Lucille firmemente.

—Ele te chamou de que?-perguntou.

—Vaca-respondi dando de ombros.

Ele olhou Matt de forma severa,agora aquele exibido se ferrou.

—Vou bater um papinho com aquele filho da puta mais tarde,eu garanto-falou ele.

—Não Negan,eu mesma quero falar com Matt,se eu puder claro-falei sorrindo maldosa.

Ele sorriu e assentiu.

—Claro que pode docinho,se quiser jogá-lo para os zumbis eu não me meto-ele riu.

Acabei rindo também,me despedi e fui até Matt que estava sentado de cabeça abaixada,muitos pararam para olhar

—Então já foi correndo contar pro Negan que eu te bati?-perguntei debochada.

Ele ergueu o olhar e me encarou,em seguida se levantou e ficou sério.

—Contei e pelo visto você se ferrou não foi mesmo Dixon-ele cuspiu as palavras.

Meu sorriso só aumentou.

—Idiota,você disse só a sua parte e eu contei a minha-sorri friamente.

Ele ficou branco,eu ri sarcasticamente de sua cara, mas é muito idiota por mentir.

—Você o que?-ele perguntou tremendo.

Mais covarde que o Gregory,só o Matt.

—Eu contei a minha versão do assunto-falei sorrindo cínica.

Ele ficou furioso,e ergueu a mão para me acertar porém eu agarrei seu pulso e o puxei até as costas,ele gemeu de dor e eu o olhei.

—Levante a mão pra mim novamente e eu juro que mato você cretino-ameacei.

Ele ficou calado,larguei seu braço e o empurrei, tinha gente segurando o riso,eu sorri abertamente e muito satisfeita,Matt estava muito encrencado se dependesse de mim.

Segui até o lado de fora,avistei Dwight e me aproximei do meu querido amigo loiro da farmácia.

—Olá D-cumprimentei.

—Olá anã-ele zombou.

O olhei brava e lhe mostrei o dedo do meio.

—Viu o meu espetáculo com Matt?-perguntei.

Ele assentiu.

—Mandou bem,Gavin também agradeceu,já que por causa de Matt o afastaram das buscas com o povo do Reino-resumiu.

Assenti e me sentei em uma bancada de cimento que tinha lá.

—Eu preciso de um favor seu-sussurrei.

Ele assentiu e respondeu.

—Pode falar.

—Negan vai mesmo até Alexandria daqui a três dias?-questionei.

Ele assentiu.

—Vinte homens vão com ele-falou baixo.

—Dwight,Daryl e eu vamos fugir-falei baixo.

Ele arregalou os olhos.

—Como?-perguntou-me assustado.

—Nós vamos embora e se quiser pode ir conosco pra fora daqui-falei.

Ele negou,Sherry estava aqui,Negan havia levado-a como sua esposa,eu sabia que Dwight ainda era apaixonado por ela,e não a abandonaria por nada.

—Eu não posso ir,você sabe que não deixaria a Sherry-falou ele.

Eu assenti.

—Sinto uma guerra próxima-murmurei.

Ele me encarou.

—Se o pessoal se levantar contra Negan,eles não vão ter nada para perder,pelo contrário,eles só vão ganhar-D falou.

Assenti sabendo que ele tinha uma grande parte de razão.

—E quando eu me for,tome cuidado loiro de farmácia,não se meta em encrenca-pedi.

Ele assentiu rindo.

—Você também anã e procure manter contato, qualquer coisa que você precisar eu estarei aqui para ajudar-garantiu ele.

Sorri emocionada e o abracei,Dwight com toda certeza era um bom amigo,o melhor.

—Eu vou sentir saudades-murmurei.

—Eu também-ele respondeu.

Ficamos um tempinho abraçados até que alguma voz nos despertou.

—Que casalzinho mais lindo.

Era o Simon.

Rolei os olhos e larguei Dwight.

—Não somos um casal-falei secamente.

Ele estava ainda com uma cara debochada.

—Não foi o que pareceu-ironizou.

Perdi a paciência e falei.

—Quer saber? Eu vou ver meu prisioneiro,treiná-lo talvez.

Sai de lá sem olhar pra trás,Simon era um idiota e provavelmente não sabia que amizade entre homem e mulher pode existir,mas que se dane ele e a opinião dele.

Assim que me aproximei da cela de Daryl,e destranquei a porta,ele dormia calmamente, perguntaram se deveriam colocar a música,eu logo disse que não,me aproximei e o deitei no chão colocando minha jaqueta como travesseiro,o ajeitei e murmurei.

 —Descanse irmão,os próximos dias serão agitados.


Notas Finais


Rick é o amigo meio tonto do Daryl Ksksksks

Enfim eu espero que tenham gostado! Não se esqueçam de deixar a opnião de vocês,ela é muito importante e ajuda muito mesmo!Então me contem o que acham!!Os capítulos passaram a ser maiores!

Kisses...

Love Between The Dead:
https://spiritfanfics.com/historia/love-between-the-dead-9383801


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...