História Save Me - Do KyungSoo, Park ChanYeol - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Kim Jong-in (Kai), Park Chan-yeol (Chanyeol), Personagens Originais
Tags Do Kyungsoo, Exo, Personagens Originais
Visualizações 34
Palavras 955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


atualização rápida né não, negos
leiam as notas finais, boa leitura 😘

Capítulo 21 - 2.0 - get the house back and youra


Provavelmente eu já estava parada por cerca de dois minutos tentando raciocinar aquilo que estava acontecendo. Eram tantas vírgulas que eu não conseguia apenas chegar num ponto final. Estava tentando organizar tudo mentalmente mas quanto mais eu tentava, mas confuso tudo me parecia.

— Quem é você? – disparo.

— Acho que você já sabe meu nome então vou poupar essa explicação. Eu sou a ex-namorada do Chanyeol e agora amiga, e você? O que você é dele?

— Eu não sou nada.

— Mas parecem muito íntimos. – ouço a garota até então desconhecida, mumurrar.

— Não somos, foi um impulso. 

Por que eu estava me explicando?

— Impulso? – Chanyeol indaga. — Eu te beijei porque eu quis, não foi uma impulsividade.

— Não piora as coisas. – digo levemente irritada.

— Piorar por que? Eu realmente beijei você porque eu quis, eu sempre me senti atraído por você.

— Como é que é? – indago na mesma hora em que Kyungsoo indaga também. 

Como assim ele sempre se sentiu atraído por mim?

— Não acha que é muito drama logo na minha chegada? Vamos sair pra beber, podemos nos resolver lá. Na verdade, vocês dois precisam se resolver.

— Eu acho que você não percebeu, Youra, mas o Chanyeol está de cama. Ele não pode sair por aí só porque você quer. – Kyungsoo diz.

— Tudo bem. Quando ele terá alta? Ficarei por tempo indeterminado.

ALGUNS DIAS DEPOIS

Desde que a tal Youra havia chegado na cidade, eu não sabia agir perto de Chanyeol. Eu o visitava diariamente e a ex-namorada dele sempre estava lá, o que se tornava uma coisa desconfortável para mim, já que ela sempre passava a maior parte do tempo me encarando, enquanto eu estava lá. Será que ela gosta de garotas? Não... Mesmo se gostasse, ela não se interessaria por mim depois de me ver beijando o seu ex, certo? Certo.

Também havia essa possibilidade, talvez ela estivesse com raiva daquele dia por ainda nutrir sentimentos por ele e agora está passando o tempo me encarando porque está pensando numa maneira discreta de me matar?

Okay, eu não deveria descartar essa possibilidade. Haviam-se grandes possibilidades nela.

Hoje eu não iria visitar Chanyeol por dois motivos. O primeiro: a Youra; e o segundo: turno duplo. Passaria o dia todo trancada na loja para cobrir o turno de uma das meio-período. O motivo pelo qual eu estava fazendo isso, era por simplesmente saber que se eu ficasse com o turno dela, o salário do dia seria meu, ou seja, um dinheiro extra.

Depois do que aconteceu com a minha mãe e eu no hospital, não voltamos a nos falar, eu não fiz questão de procurar por ela e nem ela por mim, então era melhor que as coisas se mantivessem como estavam. Contanto que eu tivesse onde dormir e comer, eu não me incomodaria. Nem mesmo se eu não tivesse.

Me visto com o uniforme do trabalho de meio-período e saio do depósito, indo até a loja. Como de costume, começo a organizar as coisas e, assim que termino, vou para detrás do balcão. Enquanto focava no joguinho de paciência do computador, ouço o barulho do sino da porta tocar, e logo lanço meu olhar para lá.

— Olá, seja bem-vind... O que está fazendo aqui?

— Tenho que falar com você, tem um minuto?

— Não temos nada para conversar, Kyungsoo. 

— É sobre a casa.

Mudo minha postura. — Sobre a casa? 

— Sim. Podemos conversar agora?

Solto um suspiro pesado e saio detrás do balcão, indo até você. — Tudo bem. Na primeira gracinha, não vou me conter em denunciar um assédio.

— Eu não faria isso!

— Eu não espero mais nada de bom vindo de você, Kyungsoo. – suspiro pesadamente.     — Sobre o que quer falar de tão importante?

— Eu quero te devolver a casa. 

— Por que?

— Ao menos uma ação boa eu tenho que fazer por ano, não acha?

— Eu acho mais que a sua intenção é me espionar.

— Não é! Eu juro! Eu reformei a casa, ela já não tem mais buracos.

— Ainda não entendo seus motivos.

— Viver nessa situação é triste. Você gosta disso? Você mora num depósito!

— Eu não gosto mas é melhor do que ser assediada.

— Eu já disse que não vou assediar você!

— Ainda não acredito.

— Você precisa acreditar. Eu estou fazendo tudo de bom grado, eu só quero que você aceite, não vou te pedir nada em troca.

— Não vai porque sabe que eu posso denunciar você, stalker.

— Também. Mas aceite, é melhor do que viver nessa situação.

— Eu vou pensar no caso, e se eu aceitar, as coisas serão do meu jeito!

— Tudo bem, eu aceito.

— Agora vá embora. Eu tenho mais o que fazer.

— Mas não têm clientes.

— Só vai, aturar você é um desafio.

— Estou indo agora, então. Mas, antes de eu ir, o Chanyeol disse para te dar um recado.

— O que ele quer?

— Quer conversar com você.

— Sobre o que?

— Eu não sei, é assunto de vocês. E outra, a Youra também mandou um recado.

— Eu nem conheço ela direito! O que ela disse?

— Aquela saída que ela chamou vocês a quase um mês atrás será na sexta, já que o Chanyeol terá alta amanhã. Ela disse que te quer lá.

— Eu não quero ir.

— Se você não for, será pior. Você não conhece a Youra, melhor não arriscar.

— Isso foi uma ameaça?

— Foi tudo a mando da Youra, eu não tenho nada a ver com isso.

— Vai embora, mensageiro do inferno.

— Ao seu dispor. — e logo ele some da minha vista, ao entrar na rua da esquina.

O que essa garota quer de mim?


Notas Finais


Façam perguntinhas com a #Q&A mores, ajudem a titia k

Não sei se perceberam, mas eu mudei a forma em que eu uso a crase. Vocês preferem assim ou da forma que eu escrevia antes?

Pra quem é lerdo como eu, eu escrevia com a crase colada na palavra (assim—).

Agora, eu estou escrevendo com a crase separada (assim —).

O que vocês acham que a Youra quer com a Minji?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...