1. Spirit Fanfics >
  2. Save me - kth >
  3. Cap 1- o encontro do olhar

História Save me - kth - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


⚠️⚠️ AVISO⚠️⚠️: esse capítulo eu já tinha postado no meu antigo livro só que devido a violação de regra foi excluído. Então resolvi, repostar.

E terá ainda mais histórias😘


🔮-----boa leitura ------ 🔮

Capítulo 1 - Cap 1- o encontro do olhar


Fanfic / Fanfiction Save me - kth - Capítulo 1 - Cap 1- o encontro do olhar

-🧩-

Os portões da biblioteca foram abertos às pressas, anunciando a chegada de um indivíduo ainda não identificado, resultando a invasão do vento pela sala, convidando impulsivamente as chamas das velas para uma dança harmoniosa e rústica, quase fazendo-as dormir profundamente.

O príncipe, que já havia se concentrado na sua leitura pacífica, foi interrompido por passos pesados ​​de metais que chocalhava cada instante que aproximava-se dele.

O olhar antipático do príncipe foi direcionado para a pessoa que parou naquele exato momento à sua frente.

O escuteiro engoliu em seco, temendo a aura perturbadora que o filho de berço dourado emitia na sala.

-Sua Alteza ... O terceiro conde exige sua presença no salão principal - informou o escuteiro enquanto ele se curvava diante de seu superior. - E me perdoe pelo inconveniente.

O príncipe esticou as costas pouco desajeitado na poltrona e relaxou, embora a raiva era bem nítida na sua expressão.

Abriu um sorriso sarcástico sem nenhum esforço quando ouviu essas palavras.

Escovou seus cabelos com os dedos em uma tentativa frustrada de tolerância.

-Diga que não quero desperdiçar meu tempo com pessoas inúteis como ele! - exclamou o jovem sem paciência, voltando sua concentração ao livro.

Rude ... Era muito pouco para descrever sua personalidade.

Mesmo assim, o escuteiro continuou.

- Ele também comentou sobre a dívida. - ditou receoso.

Taehyung olhou para cima novamente, moldando seu rosto. A paciência estava acabando aos poucos toda vez que ouvia a voz chata desse ser. Ele pensou e decidiu acabar com essa irritação, mesmo que seja condená-lo à morte.

- Pfff- bufou - 15 minutos e nada mais.

-Sim, senhor. - o escuteiro curvou-se brevemente e retirou-se do lugar.

- Que insuportável! - Taehyung suspirou,

revirando os olhos.

Suas narinas expulsaram o ar com uma espléndida força demonstrando o quão chateado ele estava.

Se levantou da poltrona, apoiando suas

mãos sobre a mesa, deixando o livro antigo em cima da mesma. Ajeitou as vestes e deixou o lugar sagrado e começou a caminhar até o local proposto.

O príncipe exibia seu poder com glamour pelos corredores do castelo obrigando todos que o viam a venerar sua presença. E quem não o fizer, sentirá "misericórdia" dor por não o ter feito.

A hierarquia forçou as pessoas a se humilharem. A hierarquia forçou as pessoas a cuspir seus sonhos. Isso fez deles seus piores pesadelos. Tristeza pura, realidade crua.

O jovem apreciava sutilmente a paisagem enquanto caminhava. Aquele jardim central fazia-o recordar velhas lembranças. Bonitas lembranças.

O tempo nublado não destacava as lindas rosas espalhadas pelo canteiro como sempre. Agora elas estão cobertos de neve, avisando a chegada do inverno, a razão da movimentação nesses últimos tempos. Precisavam de abastecer urgentemente.

Sua expressão murchou em seguida, por um instinto olhou para baixo. Interesse perdeu-se quando avistou a sua mãe andando com as criadas.

Más lembranças retomaram a mente..

..

- Espero que sua visita indesejada seja do meu

interesse se você quiser sair daqui vivo - disse entrando para o salão logo demonstrando a falta de

paciência e ignorando os outros que encontravam-se no local.

O Conde saltitou em direção ao Kim igual a uma raposa matreira, esfregando as duas palmas da mão simultaneamente sempre querendo algo para roubar.

- Sua majestade, quanto tempo. - o conde começou a revelar sua podre máscara- Eu tenho uma proposta muito boa para quitar as minhas dívidas. O jovem príncipe não vai se arrepender e...

Foi interrompido bruscamente.

- Vá direto ao ponto! - exclamou estressado,

sentado em sua cadeira de couro sem ao menos olhar para a cara dele.

O jovem levantou a mão e as criadas foram em direção a ele, para o servir. Estava impaciente demais para olhar na cara do impostor.

- Como quiser! - ele fez uma reverência apressada por medo de perder a atenção do príncipe, apesar do mesmo estivesse quase enviando para o inferno.

Sem mais delonga, o conde retomou a posição anterior. Empinou o nariz, recomeçou as suas falas de uma forma mais objectiva e curta. Não há ninguém mais falso que ele.

- O que achas dessa linda donzela? - puxou as correntes para perto dele.

Logo depois, resultou em gemidos baixos da tua parte .

Tremor e medo só cresceram por causa das palavras do príncipe. Envergonhada e com raiva, você apenas se manteve com a cabeça baixa para não ver as pessoas que julgavam, desprezavam, outros a pena mas nenhum atrevia a ajudar.

O príncipe levantou o rosto.

Ele olhou você de baixo para cima, analisando seu corpo então sua expressão aborreceu pior que já era, ele virou-se para o conde, zangado.

- Você tem muita lata para me fazer perder o tempo. - ergueu uma sobrancelha desacreditado.

-Achas que eu quero uma prostituta? Uma qualquer?

O Taehyung parecia que iria explodir a qualquer momento de tanto vermelho que estava. E isso causou ainda mais angústia e tristeza dentro de você.

Tentas abafar o choro que insistia em sair.

Mas o conde não hesitou em continuar.

- Acalma-se, jovem. Agora que vem a parte

importante. Esta é a garota mais pura que há.

Sem esquecer que é a mais linda do reino.- puxou de novo as correntes fazendo que apertasse o seu pescoço quase engasgando.

Fechas os olhos com força.

-Como vou ter certeza de que é verdade? -

mesmo sem interesse, ele decide ouvir o conde.

Outra mentira já é um grande motivo para ele

decapitar sua cabeça imediatamente .

-Ela nunca se envolveu com ninguém. Minha esposa me contou. Prometo ou mato minha mulher, se é mentira. Eu vos dou tudo o que tenho. Minha casa, meus campos, meu gado, meu banco, minha loja, tudo! E eu desaparecerei para que você nunca mais saiba da minha existência.

O conde nojento empurrou você para frente fazendo quase chocar com o príncipe e depois esquivas rapidamente.

O príncipe não disse nada, apenas ficou

analisando melhor sua aparência.

Após 4 minutos, ele respondeu:

- Desapareça da minha vida e nunca ouse pisar nessa terra ou você é um homem morto. - fuzilou o conde com o olhar.

-Guardas, jogue-o para fora do castelo.

- Muito obrigado, senhor. - ele se curvou rapidamente e foi removido pelos guardas rapidamente.

O príncipe permaneceu calado. Ele olhou pela segunda vez o seu rosto que ainda estava

abaixado. Ele observou você por alguns segundos e bufou.

- Eu não quero abusar do seu corpo e nem quero tirar vantagem disso.- ele começou a falar, recuando.

Suspiras aliviada.

-Então isso significa que você está livre -acrescentou perto da porta, pronto para sair.

O pavor atingiu o ponto máximo. Foi como um tiro. Confuso mas é a verdade. Você não queria voltar para a vida de miséria, onde as pessoas sabem como trapacear e se usar. Você precisa urgentemente encontrar uma solução para cuidar da sua pessoa até mesmo para vender seu corpo contra o seu gosto. Foi isso que você decidiu quando a fome e sede dominavam suas rotinas diárias, levando a desespero profundo. Não havia outra saída.

-Não!- Você exclama frustrada.

- Não tenho para onde ir. Eu não tenho família.-

você chora sem esperança .- Estou sozinha. Ajude-me. Socorro!

Lágrimas e mais lágrimas.

- Eu faço o que senhor quiser. - imploras, caindo de joelhos no chão.- Por favor!

As feridas provocadas pelas correntes queimaram, mas não tanto quanto o sangramento da sua alma. Você continuou a implorar por misericórdia e tão pouca ajuda quanto possível.

Taehyung permaneceu sem expressão. Seus olhares frios flutuavam cada movimentos feitos por você. Ele veio até si e ordenou aos guardas que removessem os ferros do seu corpo.

O alívio tomou conta de você quando sentiste seu corpo leve. Levantaste seu rosto para, primeira vez, encarar o príncipe.

- Obrigado . Muito obrigado. - fazes um esforço para levantar, porém a fraqueza consumiu toda a sua força. Então desequilibras e desabas no chão. Sua visão ficou embaçada e você não ouve mais nada.

....

Em um lugar estranho, você acorda. Piscando, forçando os olhos a ver a sala claramente. Você se lembra de tudo o que aconteceu. Você ainda estava viva. 

Você deixou escapar um suspiro.

Um cheiro agradável chamou sua atenção e você vê uma boa porção de arroz em uma tigela e seus acompanhamentos.

"Por que não?" perguntas a si mesma . Você começa a comer.

 Depois de terminar, você sai da cama e explora o quarto. Encontras outro cómodo e resolves entrar. 

Um casa de banho

Você está impressionada com a decoração. Apalpas com cuidado cada objeto dentro do banheiro. Você nunca pensou em um momento em sua vida, que estaria em um lugar como este.

Viras o rosto para descobrir outras coisas e vês uma banheira cheia de água, que parecia quente.

Tiraste a roupa rapidamente e entras na banheira sem pensar duas vezes.

-Eu não quero acordar. - dizes, acreditando

que tudo é um sonho.

Após o banho, deixas o espaço cobrindo teu corpo com um pano que encontraste.

O coração quase saiu pela sua boca quando você viu o príncipe sentado na cama.

- Senhor?! - surpresa. 

Sua visita não foi esperada. 

Cont✨



Notas Finais


O que acharam?

Perdoem-me pelos erros.

Agradeço se quiserem comentar críticas construtivas e não-ofensivas, ajuda muito na evolução da história. 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...