História Save-me - Park Jimin - Capítulo 45


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 101
Palavras 1.230
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii galera!
Brotei.
Desculpa a demora.
Boa leitura!!!

Capítulo 45 - Aprovação familiar


Yoongi ON

Estava andando em uma rua, praticamente vazia, e vi Kim Namjoon logo à minha frente. Abaixei a cabeça na esperança dele não ver, mas foi em vão.

- Namjoon: Perdeu alguma coisa?

- Yoongi: O-oi N-Namjoon...

- Namjoon: Á quanto tempo. Se me lembro bem, você estava me batendo atrás da escola no nosso último encontro.

- Yoongi: D-desculpa...

- Namjoon: Min Yoongi, quando começou a gaguejar? 

- Yoongi: E-eu n-não...

- Namjoon: Tanto faz. Quer sair pra beber? 

- Yoongi: Por quê?

- Namjoon: Fomos amigos por anos e eu não gostaria que tudo acabasse por aquela garota. Somos adultos agora e...Ela não tá mais aqui.

- Yoongi: Tá... Conheço um bar perto da minha casa, vamos pra lá!

Não sei se isso está certo. Não sei se quero me reaproximar dele. Eu não sou mais aquele idiota, mas ele... Não sei se mudou.

Chegamos no bar, pedimos uma garrafa de soju e ficamos conversando sobre assuntos aleatórios.

Hoseok ON

Estava na casa do Taehyung, (como sempre), Jogando vídeo game com ele e com Jimin. O pai do Taehyung bateu na porta e, percebi que Jimin ficou tenso. Taehyung saiu do quarto, indo conversar com o pai.

- Jimin: Melhor ficarmos perto dos dois!

- Hoseok: P-por quê?

- Jimin: Eles provavelmente vão discutir. - Jimin estava certo. Minutos depois, os dois estavam gritando um com o outro.

- Sr. Kim: TAEHYUNG, VOCÊ TEM QUE ASSUMIR E SABE DISSO.

- Taehyung: E O JIMIN?

- Sr. Kim: ELE FAZ FACULDADE. JÁ VOCÊ, QUER UMA CARREIRA SEM SENTIDO ALGUM. TAEHYUNG, BELEZA NÃO DURA PRA SEMPRE. VOCÊ NÃO PODE VIVER DELA.

- Taehyung: MAS É O QUE EU QUERO!

- Sr. Kim: ISSO É INACEITÁVEL. VOCÊ VAI ME OBEDECER E VAI ASSUMIR AQUELA EMPRESA.

- Taehyung: M-mas pai...

- Sr. Kim: SEM MAS, TAEHYUNG. Eu e sua mãe vamos para o Japão, e quando voltarmos você vai começar a ir para a empresa comigo, para aprender.

Foi tudo o que ouvimos. A porta principal foi fechada com força. Jimin foi correndo para a sala e eu fui atrás. Taehyung estava no chão abraçado aos próprios joelhos, chorando. Olhei para Jimin confuso e ele baixou a cabeça.

- Jimin: Meu pai quer que eu ou o Taehyung assuma a empresa dele. Mas eu tô na faculdade e ele... Quer fazer algo diferente, não sou eu quem deve te contar o que é, mas... Meu pai não apoia. Eu vou falar com ele. Fica com o Tae! - Jimin saiu de casa e eu fui até o Taehyung.

- Hoseok: Taetae.... - Segurei em sua mão, indo até o quarto. - Taetae, calma! Deita aqui. - Ele deitou com a cabeça no meu colo e eu fiquei fazendo carinho em seu cabelo. Taehyung tentou se acalmar até adormecer. Passei a manga da minha blusa em seu rosto, secando algumas lágrimas.

Jimin ON

Saí de casa e sentei no meio fio, ao lado do meu pai.

- Jimin: Appa... Por que fez isso?

- Sr. Kim: Como assim "por que" Park Jimin?

- Jimin: Ele só quer seguir uma carreira diferente!

- Sr. Kim: Jimin, ele tem que parar de pensar como criança. O que ele quer, depende de algo que não é pra sempre.

- Jimin: Só não tinha que ser assim. O Tae é muito sensível desde pequeno. Não é aos berros que o senhor vai resolver isso com ele. - Sem deixa-lo responder, entrei em casa indo ao quarto do Taehyung, que estava dormindo no colo do Hoseok. - Hoseok, eu vou sair. Não deixa ele fazer besteira...

- Hoseok: T-tá bem...

[Quebra de Tempo]

Hoseok ON

Taehyung estava abrindo os olhos de vagar e eu lhe dei um selinho.

- Taehyung: Hobi... Por quanto tempo eu dormi?

- Hoseok: Só uns 40 minutos...

- Taehyung: E você?

- Hoseok: Fiquei aqui, te olhando dormir e mexendo no seu cabelo... Quer me contar o que houve?!

- Taehyung: Ah... Aquilo. Eu só ia te contar se desse certo, mas... Meu pai quer que eu seja como ele, que assumiu a empresa do pai.

- Hoseok: E o que você quer?

- Taehyung: Ah alguns meses eu fiz uma sessão de fotos para uma empresa de fotografia e... Eu fui convidado pra ser garoto propaganda.

- Hoseok: Propaganda do quê?

- Taehyung: D-da Gucci...

- Hoseok: Da Gucci? Sério? Tae, isso é incrível!

- Taehyung: Meu pai não acha....

- Hoseok: Você tem que pensar em você. Quando ele voltar do Japão, conversa com ele e diz que você não vai assumir a empresa. Aceita a proposta da Gucci e segue a carreira que você quer!

- Taehyung: E você? O que você acha.

- Hoseok: Não importa o que eu acho. Vou estar aqui, até o fim! - Ele sorriu e me deu um selinho, levantando da cama e logo voltando da cozinha com uma garrafa de soju.

- Taehyung: Vai querer?

- Hoseok: Pode parar Taehyung. Você não vai discutir com seu pai e depois ficar bêbado. Pode guardar isso!

- Taehyung: Aish. Só um pouco. Não vou fazer nenhuma besteira.

- Hoseok: Taehyung, não.

- Taehyung: Só essa garrafa. Toma comigo!

- Hoseok: Tá... Só essa e nem uma gota a mais. - Ele sorriu, aquele sorriso quadrado que eu amo, e sentou ao meu lado, abrindo a garrafa.

[Quebra de Tempo]

Eu disse apenas uma garrafa, mas acabei bebendo junto e só paramos depois de 3 ou 4 garrafas.

- Hoseok: Taetae... Seus pais vão chegar logo.

- Taehyung: Eu sei... - Antes que ele continuasse, Jimin entrou no quarto.

- Jimin: Taehyung, o.... Você bebeu?

- Taehyung: S-só um pouco. Eu tô bem. - Jimin me olhou com raiva e eu apenas baixei a cabeça.

- Jimin: O appa e a omma estão indo para o aeroporto. Vá se despedir deles! - Taehyung assentiu e foi atrás do Jimin, me puxando junto.

Ele se despediu dos pais com um abraço desajeitado e, consegui notar Jimin o fuzilando com os olhos. Me despedi com uma reverência e eles saíram.

- Jimin: Kim Taehyung, pode começar a falar.

- Taehyung: Era pra ser só uma garrafa...

- Jimin: Taehyung, não deveria ser nem uma gota. - Jimin olhou pra mim e eu mantive a cabeça abaixada. Ele estava com muita raiva tanto de mim quanto do Taehyung. Ele bufou e foi para o quarto. Taehyung segurou minha mão e me puxou para o quarto.

- Taehyung: Desculpa por isso...

- Hoseok: Seu irmão está bravo comigo...

- Taehyung: Não. Ele tá com raiva de mim.

- Hoseok: Você tava dormindo e ele disse pra eu não te deixar fazer besteira... E eu acabei fazendo a besteira junto.

- Taehyung: Não foi culpa sua e ele não é o meu pai! - Ele iniciou um beijo calmo, pedindo passagem com a língua. Segurou em minha cintura, deitando na cama sobre mim.

- Hoseok: Taetae... E-eu n-não...

- Taehyung: Tudo bem. Não vou passar disso! - Ele voltou a me beijar, colocando as maõs na minha cintura, por baixo da camisa. Fechei os olhos tentando afastar o medo. - Hobi... Se acalma.

- Hoseok: E-eu t-tô bem.... 

- Taehyung: Não tá, não. Tá com medo!

- Hoseok: D-desculpa. Eu quero, mas... Não consigo.

- Taehyung: Tudo bem! Toma um banho comigo? Prometo não fazer nada.

- Hoseok: T-tá.

 

 

 

Continua....

 

 

 

 


Notas Finais


O que vocês estão achando??
Comentem Pfff!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...