História Save Me and Take My Hand! - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bottomnochu, Câncer, Jikook, Jimin!seme, Jimin!top, Jjk!bottom, Jungkook!uke, Jungkookbottom!, Superação, Top!jimin
Visualizações 261
Palavras 726
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ta uma bostinha, mas beleza

Sorry por quaisquer erro

Boa leitura❤

Capítulo 2 - Ele é uma graça!




- Senhora Jeon! - Haneul bate na porta da grande casa.

Já haviam chegado ali a poucos minutos atrás. O que foi uma tortura para Jimin, já que Haneul decidiu seduzi-lo no carro e ali mesmo.

Minutos depois a porta é aberta revelando uma bela mulher. Que trajava uma roupa social. 

- Sra Kim. Que bom que veio! - Sorriu gentilmente. E depois de muito olhar aquele sorriso, Jimin pode identificar assim um coelho.

As moças se cumprimentam com beijinhos na bochecha.

- E você é? - Direciona seu olhar para Jimin.

- Prazer, senhora Jeon! Eu sou Park Jimin! 

Jimin, delicadamente, segura a mão da moça, beijando as costas da mesma. Surpreendendo Sra Jeon. Encantando-Se com a educação do Park. Corando levemente.

O Park quase ri quando percebe Haneul apertando os pulsos. Ela estava com raiva.

- Prazer, Park Jimin! Por favor entrem. - Abre completamente a porta, dando espaço para os outros se acomodarem na casa.

- Não precisa tirar os sapatos, Park.

- Certo, obrigado.

- Onde está JungKook? - Haneul diz impaciente, não gostando da intimidade dos dois. Passando despercebido aos olhos da Jeon.

- No quarto... Vou chama-lo.



...



Sra Jeon bate na porta. Suspirando pesadamente e criando coragem para falar.

- JungKook...? - Fecha os olhos, recebendo o silêncio como resposta. - Filho... Tem visitas aqui...

- Quem? - Depois um tempo, seu filho se pronuncia. Aahh, essa voz tão encantadora...

- Venha conhecê-los, por favor! - Deixa a cabeça encostar-se na porta.


Para a surpresa da mais velha, a porta é destrancada, abrindo em seguida. Revelando o próprio Jungkook.

Sra Jeon quase chora ao ver seu filho querido mais magro, com olheiras profundas e lábios rececados.

- Mãe... Quem são eles? - Pergunta confuso, dando um pequeno passo para trás.

Jungkook se sentiu meio desconfortável. Aquela mulher o olhava com nojo e o homem.... bem.... Ele parecia intimida-lo um pouco. Porém tinha um olhar curioso e... carinhoso?

- Está é Kim Haneul. - Aponta para a outra mulher.

- Prazer, Jungkook.

- E este é Park Jimin, o seu Oncologista pessoal...

- Olá, Jeon Jungkook. - Fez um aperto de mão com o mais novo.


Nos pensamentos de Jimin. Rodava coisas como: "Que menino bonito" , "Ele parece ser legal" e "Será que ele vai dar trabalho?".

Mas, Park tinha que admitir, ele era encantador! Seu olhar era um tanto intenso, junto ao cabelo bonito e as pernas levemente musculosas. 

- O-olá...


Já Jungkook, pensava em coisas tipo: "Meu Deus, o que eu faço?" , " Socorro Deus!", " Que homem gato... Pera, quê?".

Jungkook tinha que admitir também, Esse tal de Park é um gostosão! O olhar sexy, o cabelo preto e Belo partido ao meio, o corpo musculoso. CARALHO ein!

- Sra Jeon, preciso falar com você.

- Claro, vamos para a sala.

Então as mulheres saem. O silêncio desconfortável pairou. Nenhum dos dois tinha assunto ou puxavam assunto.

Jungkook ousou fechar a porta do quarto, mas Jimin prontamente o impediu, segurando-a.

- Tsc, Tsc. Nada  disso!

- O que? Sai! - Tenta novamente fechar a porta.

Claro que Jimin é mais forte e a empurrou, puxando o garoto para fora do quarto. Durante o processo, juntou seus dedos aos do mais novo, levando o pulso dos dois para cima, enquanto o outro ia para seus lábios.

Jungkook arregala os olhos. Estava tão perto daquele rosto tentador. Obviamente  corando e tentando se afastar.

- Nada de portas fechadas ou trancadas, Jeon Jungkook.

- Mas eu não...

- Shhh. - O interrompe. - Por favor, não tranque mais nenhuma porta! 

-  P-por que eu...

- Você não pode, entendeu?

- O-ok...

- Ótimo.

JungKook estava confuso. O que aquele homem queria, afinal?

- Arrume suas coisas. Você vai para as minha casa amanhã!

- O que?!

- Esqueceu? Vou ser seu médico particular agora! - Sorriu, quase rasgando o rosto.  "QUE SORRISO PERFEITO! E ESSE DENTINHO TORTO!?".

Jungkook cora, se soltando do mais baixo.

Este que o vira e começa a empurra-lo para dentro do quarto.

- Ande! Faça suas malas! E nada de trancar essa porta, Dono Jeon.

Saiu dali praticamente saltitando. Ele estava feliz, JungKook o deixou assim. Ele já estava gostando da presença dele, mesmo se conhecendo a poucos minutos atrás.


Jungkook ficou ali com cara de bunda, olhando para o nada. Até que ri soprado. Park Jimin é uma graça!

Acaba por ceder aos pedidos do mais velho. Pegando sua mala, abrindo o guarda roupa e colocando suas roupas nela.


Por algum motivo, ele estava ansioso. Sentia sua barriga gelar. Se arrepiando enquanto relembrava o seu diálogo com o mais velho.








Será que Park Jimin vai poder cura-lo?





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...