História Save Me! Love Me - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Barry Allen (Flash), Cheryl Blossom, Clifford "Cliff" Blossom, Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Jason Blossom, Josephine "Josie" McCoy, Kara Zor-El (Supergirl), Kevin Keller, Lena Luthor, Penelope Blossom, Polly Cooper, Pop Tate, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Bruce Wayne, Cheryl, Clark Kent, Diana Prince Wayne, Lois Lane Kent, Toni
Visualizações 31
Palavras 575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 7 - O que está acontecendo comigo?


– O que parece que estou fazendo Kent?— falou erguendo seu rosto, e ficando só a alguns centímetros perto do meu.

Fico sem reação, olho para os seus lábios e sinto uma imensa vontade de beija-los. Volto a olhar para os seus olhos, sem dizer nenhuma palavra, colo nossos lábios. Sinto um pequeno choque em meu corpo quando meus lábios colam no dela, um choque bom. Ela logo retribui o beijo, o intensificando.

Ela se levanta sem separar o beijo e se senta em meu colo, coloco minhas mãos em sua cintura e a puxo para mais perto. Essa estava sendo a minha primeira experiência com uma mulher, eu nunca havia ficado com uma mulher antes, mas com ela, parece que já havia feito isso milhares de vezes.

Me viro, um pouco rápido até demais, e a deito sobre a cama, sem separar meus lábios do seu. Sinto ela colocar suas mais por de baixo de minha camisa, e passar sobre minha barriga que é um pouco definida.

Separo o beijo, e olho para seus olhos, o seu olhos tão misteriosos e enigmáticos, mas ao mesmo tempo, tinham uma incrível beleza, o que Cheryl Wayne esconde?

– Vai ficar apenas observando Kent?— perguntou com um pequeno sorriso safado em seus lábios.

Volto a beija-la, um beijo mais intenso que o anterior. Mordo de leve seu lábio inferior separando o beijo, e descendo beijos e leves chupões para não deixar marcas, pelo seu pescoço.

Ouço alguns passos, alguém estava vindo, paro o que estava fazendo e saio de cima dela, a mesma me olha confusa.

– Tem alguém vindo— falo com a minha respiração um pouco acelerada

Me levanto da cama e arrumo minha roupa e meu cabelo rapidamente, Cheryl faz o mesmo. Alguém bate na porta, e Cheryl autoriza a entrada.

– Desculpa atrapalhar senhorias— falou Alfred entrando no quarto— Mas, Srta Kent, o Sr Wayne pediu para informar que seus pais estão aqui— falou calmamente.

– Obrigada Alfred, daqui a pouco eu vou até eles— sorrio fraco.

– Como quiser Srta, eles estão na sala de estar, e mas uma vez, desculpa-me por ter atrapalhado— falou e logo em seguida saiu.

– Ótimo, meus futuros sogros estão aqui— falou Cheryl se deitando na cama. O que ela quis dizer com isso? Não falo nada, apenas saio do quarto e vou até a sala de estar.

Encontro meu pai conversando com o Bruce, e minha mãe com a Diana. Quando meu pai percebe minha presença me olha e sorri. Vou até ele e o mesmo me abraça e beija minha cabeça.

– Muito bem filha, conseguiu duas grandes entrevistas em um único dia— falou separando o abraço— Estou orgulhoso, depois quero ver os resultados.

– Graças a você papai— falei sorrindo, vejo Bruce me encarar— E ao tio Bruce— sorri, ele gostava quando eu o chamo o de tio— Sim papai, mostrarei os resultados quando estiverem prontos.

– Boa noite Sr e Sra Kent — diz Cheryl após ter chego na sala, com um sorriso no rosto, e que sorriso... Para Antoinette!

– Sem Sr e Sra, por favor, apenas nos chame pelos nossos nomes querida— diz minha mãe, Cheryl apenas acente.— Filha viemos buscá-la, temos alguns compromissos e precisamos que você venha para casa hoje— acho estranho, eles estão escondendo alguma coisa.

– Tá bom— digo meio desconfiada.

Nós despedimos dos Wayne's e entramos no carro do meu pai a caminho de Metrópolis, passei a maior parte do tempo, pensando na Cheryl, no que havia acontecido. O que está acontecendo comigo?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...