História Save Me-Park Jimin(Hiatus) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Chimchim, Drama, Jimin, Park Jimin, Romance
Visualizações 74
Palavras 1.158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghaseyo meus bolinhos de arroz, quem é vivo sempre aparece não é mesmo?

Primeiramente me desculpem pela demora, minha escola simplesmente está me escravizando!

Chega de falar e vamos pro capítulo!

Capítulo 9 - Irmã?


Abri meus olhos encarando o nada. Meus dedos estavam agarrados as cobertas incrivelmente macias que cobriam boa parte do meu corpo. O cheiro da minha mãe estava impregnado daquela coberta que era sua preferida, motivo que me fez guardar até hoje.

Sentia corpo dolorido implorar por mais algumas horas de repouso, coisa que eu não posso negar já que o ultimo avento me fez ficar bem cansada. Não tinha nem um pingo de vontade de tirar meus pés da cama afinal eles não gostaram nem um pouquinho do ultimo salto que usei.

Troquei de posição ainda agarrada nas cobertas. Minha mente está uma bagunça por causa da noite passada pelo simples fato de que meu pai que vai se casar em pouco tempo com uma mulher que nem sei o nome,nunca troquei nem uma palavra e nem sei se é uma boa pessoa.

Saí dos meus pensamentos quando ouvi a porta do meu quarto ser aberta. Tirei meu corpo das cobertas disposta a fazer minhas higienes e tomar meu café para mais um de meus dias solitários.

Sentei na cama sentindo que meus pés já tinham encontrado o tapete felpudo que simplesmente era o melhor amigo dos meus pés.

- S/n venha, temos visita! – Cecília falou tocando em minhas mãos e me tirando da cama. Sorri sem mostrar meus dentes afinal poderia ser as famílias de Jennie e Jisoo.

- Quem? – Perguntei mantendo meu sorriso sentindo a mais velha me guiar para onde presumi ser o banheiro.

- A noiva de seu pai! – Falou Cecília parando de andar. Meu sorriso desapareceu por completo, não por ódio e sim por ansiedade afinal eu poderia ver hoje a segunda esposa de meu appa.

- S/n tente se dar bem com ela, ela pode ser legal! – Cecília falou tirando algumas mechas de cabelo do meu rosto. Nem me importei muito afinal não iria fazer diferença.

- Está bem! – Falei tentando demonstrar um pequeno sorriso enquanto sentia que já estava dentro do banheiro. A mais velho insistia em me ajudar mas eu sempre digo que posso me virar sozinha. Segurei minha escova de dentes respirando fundo e assim começando a escovar meus dentes.

Terminei de fazer minhas higienes e com um pequeno esforço consegui vestir um vestido bem confortável que Cecília tinha separado.

Caminhei a procura da porta sentindo que finalmente tinha tocado na maçaneta gelada abrindo aquela porta de madeira. 

- Está muito bonita S/n! – Ouvi a voz de Maria. Maria e Cecília tinham quase a mesma idade que eu mas sempre fomos muito amigas, são como minha família.

- Parem com isso! – Falei demonstrando que eu estava envergonhada.

- Vamos, seu pai já está esperando! – Senti que uma das duas tinha pegado na minha e me puxado para fora do quarto. Caminhei para onde Cecília me guiava sentindo o desconforto tomar conta de mim.

Parei de andar quando a mais velha parou de me guiar. Agora é a hora. Falei para mim mesma tentando esconder o quanto eu estava nervosa.

- Bom dia filha! – Levei um leve susto quando ouvi a voz do meu pai já que é raro ele me dar um bom dia.

- Bom dia! – Falei tentando não gaguejar sentindo que Cecília me ajudar a  sentar.

- Dormiu bem querida! – Ouvi uma voz feminina que com certeza era da noiva de meu pai.

- Muito bem obrigada! – Falei forçando um sorriso afinal não me sentia bem nessa situação toda.

Conversa vai e vem entre os dois enquanto eu  permanecia calada apenas trocando algumas palavras com Cecília que me ajudava a comer. Não estava com nem um pouco de vontade de entrar na conversa afinal não me sinto nem um pouquinho bem.

- Então S/n não vai entrar na escola? – Falou a noiva de meu pai.

- Ela tem professores particulares que estão de férias mas logo vão voltar! – Sorri ao lembrar da professora Sook que simplesmente era um anjo comigo, sempre tirava minhas duvidas e me ajudava quando eu estava com problemas já meus outros professores estão sempre obedecendo as ordens de meu pai não trocando uma palavra comigo a não ser que seja sobre o conteúdo.

- Coloque ela na escola Siwon,na mesma escola que minha filha! – Tentei não engasgar, primeiro um casamento e agora uma irmã. Não que eu não queira mas está indo tudo rápido demais.

- Eu vou ter uma irmã? – Perguntei.

- Claro querida, você vai se dar muito bem com ela! – A noiva de meu pai começou a fazer um discurso de como sua filha era inteligente e estudiosa. Meu pai perguntava mais e mais sobre a filha de sua noiva enquanto eu me sentia horrível.

- Cecília, pode me levar para o quarto? – Perguntei tentando não derramar nem uma lágrima pelo menos não na frente desses dois.

- Claro menina S/n! – A mais velha me ajudou a levantar me guiando para o quarto onde eu poderia ter um pouco de paz.

- Cecília por favor, me deixe sozinha! – A mais velha compreendeu meu pedido me deixando sentada na minha cama incrivelmente macia onde eu passava boa parte do meu tempo. Me aconcheguei na minha cama deixando finalmente as lágrimas caírem.

A falta do abraço e dos beijos de minha mãe era a pior coisa do mundo. Cecília se tornou o meu colo de mãe, meu esconderijo e a pessoa que eu mais confiava mas as vezes a falta da minha mãe me fazia querer ficar sozinha sem ninguém por perto.

Passei um bom tempo com os olhos abertos. Sequei minhas lágrimas mudando de posição. O sono não vinha de jeito nem um e isso já está ficando chato. Mudei de posição novamente ouvindo a porta do meu quarto sendo aberta.

- Quem está ai? – Perguntei sem animo algum.

- Sou eu querida, Jimin está te esperando na sala! – Respirei fundo antes de levantar da cama pedindo a Deus para que meu pai não encontrasse Jimin.  Deixei Cecília me guiar até a sala onde pude ouvir uma conversa que envolvia Jimin e a noiva de meu pai.

- Porque não fica mais um pouco Jimin? – A noiva de meu pai perguntou.

- Apenas vim chamar S/n para sair, minha irmã está no carro esperando! – Falou o mais velho.

- Não cheguem tarde! – Levei um leve susto quando ouvi a voz do meu pai afinal ele mesmo disse que não queria me ver com Jimin.

- Vamos S/n? – Senti que o mais velho tinha tocado na minha mão. Fiz que sim com a cabeça deixando o mais velho me guiar com todo cuidado do mundo para fora da casa. Ainda pude ouvir um ‘’Não cheguem tarde’’ vindo da parte de meu pai que sinceramente me deixou um pouco confusa.

- S/n! – Senti  que o Park tinha soltado minha mão me deixando receber um abraço de Jennie que parecia estar bem animada.

- Vamos temos que aproveitar o máximo nosso dia no parque! – Meu sorriso desapareceu por completo ao ouvir suas últimas palavras.


Notas Finais


Foi isso meus bolinhos, beijos de açúcar e até o próximo capitulo!

Me siga no meu perfil e vire um bolinho @Llynn_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...