História Savior (Namjin) - Capítulo 4


Escrita por: e HyeJ_Park

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens G-Dragon, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Namjin, Romance
Visualizações 64
Palavras 1.674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey Babies!! Finalmente voltei com mais um capítulo.
Música do capítulo: First Love (Lost Kings ft. Sabrina Carpenter)

Capítulo 4 - Classmates


Como um primeiro amor

Você entrega tudo

E se entrega demais

Como um primeiro amor

Você não se importa se machuca demais

Quando tudo acaba

Você olha para trás e vê que tudo valeu a pena

Tudo valeu a pena

First Love (Lost Kings ft. Sabrina Carpenter)

*Seoul, Ashiya High School, 14/06/2018*

    É admirável como o destino pode mudar a vida de determinadas pessoas em determinados momentos. Qualquer um poderia dizer que esbarrar em alguém em um café qualquer no meio do horário de pico não faria diferença na vida de ninguém. Mas esse não era o caso de Kim Seokjin. Ele sentia algo diferente em seu peito agora, como se a chegada de Namjoon em sua vida pudesse fazê-lo esquecer-se de si mesmo para se tornar alguém melhor, esquecer seus problemas e dificuldades.

    Assim que pôs os pés na sala de aula, Namjoon passou os olhos por toda sua extensão, mas se impressionou quando avistou Jin, desviando o olhar para o professor Yang. Por mais que acreditasse que era uma coisa de sua cabeça, Seokjin pôde vê-lo corar levemente quando seus olhares se cruzaram.

    -Bom, espero que acolham o Sr. Kim Namjoon muito bem. Tenham um bom dia! -Disse a diretora, animadamente, antes de dar as costas para os alunos e deixá-los aos cuidados do sorridente professor de química.

    O moreno se dirigiu à uma classe vazia no fundo da sala, do outro lado em relação a Jin, atraindo muitos olhares das garotas, que logo em seguida soltaram risadinhas e sussurros umas para as outras. O Sr. Yang, depois da interrupção, ordenou novamente que abrissem os livros e sentou-se em sua mesa, paciente.

    Essa era uma das aulas que Jin menos gostava, apesar de ser um dos melhores professores. Ele não conseguia entender absolutamente nada do que o homem falava e se dava mal em quase todas as provas. Seus pais haviam sido chamados várias vezes na escola para falar sobre aquela maldita dificuldade em química, mas Jin sabia que seu pai não se daria ao trabalho de ligar para algo que não era relacionado à festas, bebidas, garotas e drogas, então, sempre rasgava o bilhete e jogava no lixo.

    Baixou a cabeça e fechou os olhos, os ruídos e sussurros habituais de uma sala de aula ficando cada vez mais distante. Seokjin acabou cochilando, mas acordou um tempo depois, com o cabelo bagunçado e um tanto assustado.

    -Kim Seokjin, quantas vezes terei de alertá-lo sobre dormir em minha aula? Já não basta sua presença e participação, que estão cada vez mais baixas? -Indagou alto o Sr. Yang, fazendo com que muitos de seus colegas soltassem risos irônicos. A verdade era que, mesmo sabendo que era errado, o jovem estava cada vez menos interessado em entender a “Polaridade das moléculas” ou qualquer outro conteúdo que fosse daquela aula. Vez ou outra era pego dormindo nas aulas de química.

    -Me desculpe, professor. -Desculpou-se Jin, de maneira educada. O Sr. Yang apenas assentiu, com um olhar desconfiado através dos óculos de armação coloridas e continuou dando sua aula.

    Ainda um pouco assustado, Seokjin olhou discretamente em direção a Namjoon, espantando-se quando percebeu o olhar do outro cravado em si. Encararam-se por breves segundos, mas logo Jin desviou o olhar, quando o outro passou a língua pelos lábios e mordeu-os logo em seguida. Nesse momento, Jin sentia o coração bater acelerado, como se fosse saltar do peito. Sentiu sua garganta seca, perguntando-se por que aquele garoto tinha tamanho controle sobre seu corpo.

    Depois daquele olhar mortal que os dois alunos haviam trocado, Jin não foi capaz de prestar em uma só palavra no resto da manhã de aula. Havia passado o intervalo no banheiro masculino, evitando Namjoon, embora tentasse convencer a si mesmo que não estava se escondendo do mesmo. Toda vez que aquela cena da aula de química lhe vinha em mente, ele sentia um arrepio percorrer todo seu corpo.

    A última aula daquele dia era de Literatura Ocidental, que ao contrário das outras, era extremamente fácil para o garoto. A professora que lecionava a matéria era uma britânica chamada Chloe, obviamente com traços ocidentais e com um coreano cheio de sotaques. Apesar de seus 36 anos, ela aparentava ser bem mais nova graças a maneira despojada e colorida que se vestia.

    -Well, meus queridos! -Começou ela, misturando o inglês com coreano e atraindo a atenção de todos os alunos, que antes estavam dispersos pela sala. -Hoje eu quero lhes apresentar uma proposta de trabalho valendo metade da nota deste semestre. Com certeza vocês terão que se dedicar ao máximo, já que esse é um trabalho importante para o último ano de vocês aqui na Ashiya High School.

    Depois de minutos de explicação com aquela voz esganiçada de Chloe, a professora começou a distribuir as duplas, que foram um pedido da turma inteira. Um trabalho complicado como aquele era muito difícil de ser feito, ainda mais no último semestre do último ano de escol, onde os alunos estavam atolados de provas, revisões e lições de casa para fazer.

    -Minhee e Seugmin… Jimin e Jungkook… -Começou ela, sorteando nomes aleatórios e despertando exclamações dos alunos, algumas de alegria e outras de decepção. -E para a boa sorte do mais novo aluno, que será escolhido com o meu melhor aluno de Literatura Ocidental, Namjoon e Seokjin.

    Antes que pudesse ao menos pensar em qualquer coisa, Jin sentiu um arrepio quando Namjoon apareceu ao seu lado. Ele vestia um moletom rosa claro e jeans, e apesar de ser algo simples, ele estava radiante aos olhos de Seokjin.

    -Bom, parece que o destino nos juntou novamente. -Falou o moreno, puxando uma cadeira e se sentando bem ao lado de Jin.

    -É… Parece que sim… -Respondeu ele, gaguejando e despertando uma risadinha de seu colega. Jin não pôde deixar de observar as covinhas que apareciam em suas bochechas quando ele ria. Se dependesse dele, permaneceria olhando aquela linda cena para sempre. -Mas então, em quais dias você está disponível para fazermos o trabalho na biblioteca?

    Aquela pergunta parecia ter chocado o outro. Com certeza ele não esperava fazer o trabalho em uma simples biblioteca de escola. “Não se a sua dupla fosse Kim Seokjin.”, pensou o moreno. Embora ainda houvesse certa dúvida, Namjoon também estava abalado com a presença de seu colega. Desde quando eles haviam se conhecido naquele café, ele notou algo diferente no brilho do olhar de Jin, algo que o fez se encantar profundamente. Por mais que tentasse negar a si mesmo a todo custo, ele gostaria muito de se aproximar do garoto. Talvez até como mais do que apenas amigos.

    -Você realmente acredita que nós dois vamos fazer esse trabalho na biblioteca? -Perguntou Namjoon sério. Jin sentiu o corpo todo se arrepiar. O que ele queria dizer com isso?

    -E-Eu não entendi o q-que você quis d-dizer… -Falou Seokjin nervoso, despertando uma risada irônica do moreno. Claramente, Namjoon achava muito fofo o modo com que Jin ficava desesperado quando estava ao seu lado, como suas mãos tremiam e como ele o encarava discretamente.

    -Olha, Jin… Eu não tô muito afim de ter que passar mais um minuto nessa escola além do necessário. Eu não gosto da maneira como as garotas daqui me encaram, como se eu fosse um pedaço de carne que elas adorariam devorar. Tudo bem que eu sou muito gostoso, mas não é para tanto… -Comentou ele em um sussurro, olhando para o grupo de meninas que conversavam sobre o trabalho na classe de trás. Quando ele disse isso, Seokjin teve que se controlar para não gritar a todo o mundo “Eu realmente tenho certeza disso. Me pega, homem!” -Por isso, vamos fazer o trabalho na minha casa nesta sexta, depois da aula. Te espero lá, querido. -Concluiu ele, com uma piscadela.

    Ainda em choque com aquela proposta, Jin observou Namjoon se levantar ainda encarando-o e pegar sua mochila e se dirigir à saída, andando de costas para não quebrar o contato visual entre os dois. Quando o moreno passou pela porta, Seokjin olhou para todos à sua volta, involuntariamente. Ninguém parecia ter notado a ausência repentina do colega novo. Internamente, agradeceu por isso. Ainda bem que ninguém notara que ele estava completamente corado…

*Quebra de Tempo*

    Assim que as aulas de Literatura terminaram, o garoto reuniu suas coisas e guardou-as na mochila, despediu-se da professora Chloe com um aceno breve e saiu da sala. Os corredores estavam cheios de alunos, uns conversando distraídos, outros vidrados em seus celulares. Colocou os fones de ouvido e se distraiu com uma música qualquer do BigBang enquanto se dirigia à saída do prédio, até que foi parado bruscamente por seu professor de química.

    -Sr. Yang? Em que posso lhe ajudar? -Perguntou Jin, retirando surpreso com a aparição repentina do outro.

    -Nós precisamos conversar, Seokjin. -Falou ele olhando para os lados, como se avaliasse se ali era um local adequado para a tal conversa. -M-Mas não aqui. Me acompanhe, por favor…

    Sr. Yang agarrou o braço direito de Jin e o guiou até os fundo da escola, onde ficavam as salas de reunião e a diretoria. Enquanto passavam, recebiam olhares curiosos de diversos alunos que ainda estavam lá. Assim que chegaram na frente de uma porta de madeira, o professor soltou o braço do aluno e deu três batidinhas na porta. Logo em seguida a porta se abriu e a cabeça da diretora apareceu, embora dessa vez não estivesse exibindo seu sorriso reconfortante.

    -Que bom encontrar a senhora aqui, Sra. Jung. Vejo que conseguiu chegar mais cedo… Entretanto, temos muito o que debater antes do horário da saída, então devemos nos apressar. -Disse ele, quando a Sra. Jung deu a passagem para que os dois entrassem na pequena sala, onde haviam apenas alguns quadros nas paredes, uma escrivaninha de madeira rústica e algumas poltronas.

    Porém, para o horror e desespero de Jin, o homem que estava sentado em uma dessas poltronas deixava claro que a tal conversa que procederia naquela sala não seria nada tranquila.

    -Que ótimo ver você, meu filho… -Disse ironicamente o pai de Seokjin.

    Continua...

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!! Deixem suas opiniões e teorias nos comentários babies
Link da música: https://youtu.be/jXQitd7ahV4


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...