História Saviors of Darkness - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Shaman King
Personagens Anna Kyouyama, Chocolove Mc Donnel, Hao Asakura, Horokeu Usui (Horo Horo), Iron Maiden Jeanne, Johann George Faust VIII, Jun Tao, Lyserg Diethel, Manta Oyamada, Opacho, Personagens Originais, Pirika Usui, Ren Tao, Tamao Tamamura, Umemiya Ryunousuke ("Wooden Sword" Ryu), Yoh Asakura
Tags Hao Asakura, Horo Horo, Ren Tao, Shaman King, Yoh Asakura
Visualizações 19
Palavras 1.873
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Lala: Primeiramente: Peço mil perdões pela demora em atualizar Ç.Ç eu (Lala) tive problemas no ano passado que me atrasaram com o plano de finalizar a fic Ç.Ç
Yuki: Pois é... mudar de casa + bloqueio criativo + trabalho de conclusão de curso + n coisas pra fazer não foi facil, mas sobrevivemos /o/ E eu estou inteira!
Fenrir: Você - sua estátua - você quer dizer né?
Pierre: hahaha ^^º Bem, demorou... mas chegou! Viagem astral está online!
Pamy: Não esqueçam dos comentários pfv ÇuÇ Vocês não tem noção de que a Lala leu hoje os comentários e já tava chorando e gritando "de hoje não passa!" u.u
May: vocês, leitores, são a força que a Lala tem pra nos reviver <3 Então continuem nos acompanhando <3

Capítulo 7 - Viagem Astral


Fanfic / Fanfiction Saviors of Darkness - Capítulo 7 - Viagem Astral

Novamente ás 6 horas da manhã, Lala já estava em pé, com a roupa de seu dia no corpo, um vestido lilás largo que ia até metade da coxa e uma sapatilha preta, terminava de prender seu cabelo em dois rabos altos quando foi perto da cama de Pamy, desejando um bom dia alto e animado.

Lala: Bom dia!!!

Pamy acordou e desejou um bom dia tranquilo, se espreguiçou e foi pegar uma muda de roupa em sua mala. Lala a olhou confusa, estava preparada para ouvir uma nova bronca de Pamy por ser acordada cedo, não esperava um bom dia normal.

Lala: Ué? Por que não tá irritada comigo hoje?

Pamy: Porque eu vou ter que lidar com isso todas as manhãs...

Lala: Ah ta... Você me ajuda a faze o café da manhã?

 Pamy: Claro, mas eu não sou muito boa não...

Pamy terminou de se trocar, agora usava um short branco, uma bata rosa, o colar com o relicário, brincos brancos em forma de estrela e uma sandália rosa. Lala tinha ajudado ela a fazer uma trança indiana em seu cabelo. Logo as duas estavam na fogueira, Pamy estava responsável pelas coisas quentes, enquanto Lala cortava alguns limões para o suco. Lala estava cantarolando tranquilamente uma música quando ouviu um barulho alto de explosão e uma fumaça tomou conta do lugar.

Hao, que havia acordado há pouco, correu em direção à origem do som e da fumaça assim que o barulho de explosão alcançou seus ouvidos. Quando chegou, viu Pamy coberta de fuligem, Lala tossindo, com um pouco de fuligem na roupa e no rosto, enquanto tentava ajudar a limpar a amiga e a bagunça que havia sido criada.

Hao: O que houve aqui?!

Pamy: Eu disse que não era boa...

Lala: Não pensei que era tão ruim assim...

Hao: ... O que aconteceu afinal?

Lala: Ela tentou esquenta o café...

Hao: ... hahahahahahahaha

O riso de Hao saiu mais alto do que imaginava, Pamy acabou se irritando e foi saindo dali pisando firme, enquanto batia na roupa para tirar a fuligem. Lala olhou Hao de forma afiada, ele havia espantado sua ajudante, mesmo que de ajudante tivesse apenas o nome no momento.

Lala: Agora preciso de outro ajudante...

Pamy percebeu que a Clark se referia ao garoto, então avisou de onde estava que não era uma boa ideia, para então continuar seu caminho.

Lala: Mais alguém aqui sabe cozinhar alem da Kanna?

Hao apenas ficou em silêncio, ele não conhecia as habilidades “caseiras” de seus seguidores, sabia apenas de alguns, mas sabia também que eles não iriam se oferecer para ajudar a cozinhar para outras pessoas. Ele suspirou derrotado e as chamou.

Hao: Vamos fazer a viajem astral de uma vez...

Lala: Me deixa preparar uns sanduíches e suco então...

Pamy, que voltava após ter lavado a sujeira de seu rosto apenas concorda com ela. Era uma boa ideia ter algo para comer na tal viagem. Ashiru apareceu desejando um bom dia geral e olhando confuso para a confusão que estava no lugar. Pamy foi até ele desejando um bom dia e dando um abraço no amigo.

Lala: Ashi-chan, muito bom dia.

Ashiru: Oi Lala! Bom dia!

Ele terminou o abraço com Pamy e foi abraçar a nova amiga, Hao olhava tudo meio irritado, ainda mais quando Lala o entregou as coisas que segurava para poder retribuir o abraço. Ele estalou a língua mostrando seu incomodo, logo o abraço de Ashiru e Lala também foi encerrado e a baixinha continuou a fazer os sanduíches e o suco.

Ashiru: Oh, tem um café comestível hoje?

Lala: Tem sanduíche e suco...

O estomago de um deles roncou, os outros quatro olharam para a origem do barulho. Hao estava com a mão na barriga e com o rosto levemente corado. Ele pigarreou tentando disfarçar a situação e afirmou.

Hao:... Estou com fome... Vamos comer logo... Vocês ainda tem a viagem astral pra fazer logo.

Pamy: ... Idiota...

Hao: O que disse??

Pamy: Nada não...

Ela havia sussurrado em um resmungo aquela palavra que usava para definir o líder da equipe estrela muitas vezes, a intenção sempre era o deixar escutar, provocando-o. Sempre funcionava. Ela deu um sorriso inocente para ele, que retribuiu com um olhar incomodado. Lala e Ashiru observavam a cena com uma gota no rosto, Lala tentava não comentar que os dois pareciam um casal de velhinhos daquela forma. Felizmente para a Clark, Pierre apareceu cheirando o ar, como se farejasse comida.

Ele trajava uma camiseta preta com detalhes brancos, uma calça jeans e um tênis preto com detalhes em branco e óculos de sol na cabeça...

Pierre: Bom dia! Obrigado por mais um dia glorioso com comida saudável, ó minha amada amiga Lala!

Lala: Hahahaha, Bom dia Pierre! De nada, espero que goste.

Pierre: Não tenho duvidas de que vou gostar! Mas que bagunça aconteceu por aqui?

Ashiru: Parece com a vez que a Pamy resolveu cozinhar...

Pamy: ... Pois é...

Hao: Calem a boca e vamos comer logo...

Ashiru: Sim senhor.

Pierre: Já era hora!

Dito isso, os meninos começaram a pegar uns sanduíches e a comer. Pamy tomava um suco e mordia um sanduíche que Lala havia entregado a ela.

Lala: Bem, eu já terminei... Vou arrumando esse caos aqui.

Pierre: Como você já comeu Lala? *com a boca cheia*

Lala: Eu comi enquanto preparava a comida.

Ela se afastou e organizou e limpou tudo o que tinha sido bagunçado na preparação daquele café da manhã. Pamy havia terminado em seguida e estava a ajudando com Ashiru, que terminava um copo de suco enquanto juntava os apetrechos de cozinha de Lala.

Hao: Terminei...

Pamy: Anda logo Pierre...

Pierre: Eu vou comendo no caminho...

Hao: Melhor assim...

Uma gota surgiu na cabeça dos franceses e de Ashiru. Paciência era algo que Hao precisava exercitar. Lala havia separado alguns sanduíches num pote, então teriam o que comer por mais um tempo. Hao, sempre acompanhado de Opacho, os levou até a entrada de uma caverna, em um lugar mais isolado do acampamento.

Pierre: Precisamos mesmo vir tão longe?

Hao: Isso ou muitos curiosos em volta.

Pierre: Faz sentido... E, afinal, qual é a dessa viagem?

Opacho: É como vocês aprendem mais sobre o Hao!

Hao: ... Bem, sim, é a forma mais rápida de vocês se fortalecerem... E como os conheço tanto quanto me conheço, será útil aprenderem algumas técnicas novas logo...

Opacho desceu do ombro de Hao e ficou ao lado dele, dando um sorriso para o trio, enquanto o Asakura se sentava numa pedra e abria um portal especial usando a entrada da caverna como apoio. Hao deu um sorriso leve para os novatos da equipe estrela e uma encarada mais profunda na Brown, que desviou o olhar.

Pamy: Podemos ir então?

Lala: Sim! Estou levando uns lanches pro Pi-chan caso ele sinta mais fome...

Ela indicou a pequena mochila em suas costas e sorriu para o loiro, que deu um sorriso brilhante para ela, agradecendo a preocupação. Pamy deu um sorriso para eles e ficou atrás deles. Hao já havia a explicado como a viagem astral funcionava, então quis ela mesma confirmar que era necessário literalmente entrar no portal mágico à frente, para isso empurrou os dois amigos com força para desequilibrá-los, de forma que eles caíssem direto no portal aberto e, em uma luz desaparecessem. A mala que Lala tinha nas costas não a acompanhou, caindo em frente ao portal como se não fosse ser necessária.

Pamy olhou para o Asakura surpresa, ele a olhou sorrindo e sussurrou um “boa sorte”, ela sorriu para ele e correu pela entrada, sumindo também.

Hao e Opacho se entreolharam e a pequenina deu um sorriso ao seu amigo. Luchist se aproximava dos dois, já que precisava dar algumas notícias para o líder da equipe o quanto antes. Hao se levantou e indicou sua barraca, iria ouvir o padre no caminho. Luchist pegou a mochila de Lala e Opacho segurou sua mão livre e então seguiram a reencarnação do Omnyouji.

***

Um dia inteiro se passou, os franceses haviam visto o passado de Hao e agora o entendiam melhor. Haviam aprendido muito e treinado durante a viagem astral, seus espíritos estavam mais fortes, seu furyoku – a energia espiritual – havia crescido consideravelmente. A consciência do Omnyouji Hao havia instruído os três, eles lutaram contra demônios e shikigamis durante o tempo em que ficaram presos no treinamento especial de Hao, aprimorando suas habilidades de shamans.

Já estava anoitecendo, Hao, Opacho e Luchist estavam em frente à caverna em que o trio de franceses tinha desaparecido para realizar a viagem astral, encarando o portal aberto. Já havia passado algum tempo a mais do que Hao considerava normal e o trio ainda não tinha retornado. Opacho segurou sua mão, mostrando que estava preocupada e que se sentia da mesma forma que ele. Antes que ele pudesse reagir, uma luz surgiu do portal iluminando o lugar e os três franceses apareceram. A Brown estava prendendo uma mecha do cabelo que havia soltado e estava assimétrica em seu penteado, Lala se espreguiçava com um grande sorriso no rosto e Pierre se jogou no chão antes de seu estomago anunciar sua volta. Luchist deu um pequeno sorriso e entregou um prato de comida para o loiro, que agradeceu com um sorriso e lágrimas nos olhos antes de começar a comer. Hao olhou com um sorriso leve para as garotas e mostrou sua curiosidade.

Hao: E então? Como foi?

Lala: Quero ir de novo, quero ir de novo!

Lala respondeu super alegre e animada, com olhos brilhando. Em seguida viu Opacho e a cumprimentou com um abraço, que foi retribuído pela pequenina.

Pamy: ... Aprendemos muitas coisas... Me sinto mais forte, mas estou cansada.

Hao: Eu imagino, logo vão descansar... Mas primeiro, Lala chame o pessoal junto com a Opacho... Nos encontramos na fogueira.

A Clark concordou e, depois de soltar a nova amiga, foram de mãos dadas de volta ao acampamento.

Pamy: Eu chamo o Ashiru...

Hao: Tsc, ok... Não demorem pra irem para a fogueira.

Pamy: Sim, sim.

A garota saiu correndo dando um aceno com uma das mãos, Pierre terminou de comer e novamente agradeceu Luchist, que pegou o prato do francês e foi na mesma direção que suas amigas tranquilamente. Pierre olhou para Hao e chamou a atenção dele antes de seguir os outros e ir ao lugar de encontro de reuniões.

Pierre: Hey, Hao... Você... Teve uma vida e tanto não?

Hao: Hm... E?

Pierre: Bem, Pamy também deve estar preocupada, mas ela vai ficar quieta até processar todas as informações. Lala deve estar pensando no que fazer por você também... Então, saiba que estaremos aqui caso precise... Não somos apenas seus lacaios, somos seus amigos antes de tudo.

Pierre foi na frente, deixando Hao com um olhar surpreso. O moreno deu um sorriso calmo, murmurando um “eu sei” e foi até a fogueira, onde todos já se encontravam reunidos. Luchist começou anunciando a reunião e pedindo silêncio.

Luchist: Depois de discutir o assunto com o mestre Hao, foi decidido que...

Hao: Vou enviar três pessoas para espiar os X-Laws. Aquela Garota Santa me parece muito inocente e ingênua, não acho que ela entenda o que a bandeira dos anjos realmente diz... Então...


Notas Finais


No próximo capítulo:
Uma missão muito bem planejada precisa de três pessoas muito bem preparadas para a infiltração. Seis se oferecem, mas três são escolhidos por suas vantagens. A preparação é feita e a caminhada se inicia rumo ao futuro.

Yuki: Sério... perdoem a Lala ÇwÇ Ela é legal, ainda mais quando consegue escrever sem bloqueios e sem interrupções ÇwÇ
Lala: Me perdooooeeeeem Ç///Ç E obrigada a todos que comentaram e me deram forças pra prosseguir <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...