História Saw Legacy - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Mortais
Tags Jogos Mortais
Visualizações 11
Palavras 1.618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá de novo! Fiz esse capítulo em duas partes para que entendam um pouco da vida de Jeff antes e depois de seu jogo.
Relaxem! Ainda irá terá o jogo das 8 pessoas, mas eu fiz isso só para que entendam um pouco da vida de Jeff.
Chega de papo furado e bora pro capítulo!

Capítulo 5 - O passado de Jeff -Parte 1


26 de Maio: 03:26 a.m

     O primeiro a sair da sala foi Rick, todos seguiram ele, ele andava apressado e parou imediatamente quando viu a porta da saída, ela era grande, feita de aço reforçado e havia um painel aonde deveriam colocar seus dígitos. Totalmente apavorado ele pega um pedaço de cano e começa bater na porta tentando quebra-la, os outros chegam perto dele mas é Richard que toma a voz.

-EI GAROTO! Não adianta! Essa porta não vai se quebrar com um pedaço de cano enferrujado!

Ele não da atenção e continua a bater na porta, ele escuta um apito e olha para seu medidor ele já havia passado 100 bpm, Alice já não aguentado isso começa a falar.

-Se você continuar agindo com idiotice o seu timer vai zerar e sua cabeça vai eplodir!

-E quem é você pra me mandar fazer algo?

-Se quiser abrir a porta você tem que pensar antes!

-Quer saber? A única porta que vai ta aberta é essa que ta no meio da suas pernas!

Alice tenta avançar para dar um soco em Rick, mas é impedida por David que ficou entre eles segurando os dois.

-Olha! Vamos ficar calmos, se nós trabalharmos juntos todos podem sair daqui!

-Ele tá certo! -Disse Jessica. -Se quisermos sair daqui temos que seguir as regras!

-Acho que você sabe demais sobre esse jogo! -Disse Richard desconfiando de Jessica.

-O que você quer dizer com isso?

-Estou dizendo que quando uma pessoa sabe muito sobre algo quer dizer que está envolvida nisso!

-Então essa é sua teoria? -Disse ela começando a ficar com raiva de Richard. -De que eu sou um cumplicie de Jigsaw?

-Você é que está falando! Agora me diga, como você sabe sobre ele?

-Sou uma jornalista! Eu tenho que pesquisar sobre a matéria!

-É o que veremos!

O clima estava tenso no grupo e questionamentos estavam sendo feitos, eles logo pararam de suspeitar quando Gabe olha para o tempo da explosão.

-Pessoal! Se ficarmos aqui duvidando um do outro vamos morrer! 

Eles voltaram a andar em direção há um corredor.

Delegacia de Polícia: 03:42

     Rafael pegou a fita, colocou ela no gravador e apertou o play.

-Olá detetive! Se estiver ouvindo isso é porque você viu o que eu vejo! Mas será que aprendeu a lição? Então faremos um jogo, você terá que seguir pista por pista que vai levar você até os 8 e a mim, mas siga as regras, estou observando você! A primeira pista é a C.E.M

Ao terminar de ouvir aquela fita ele saiu da sala de autópsia, a equipe dele analisou alguns dos vídeos que conseguiram capturar os sequestros, ele mandou pesquisarem sobre C.E.M e mostrava que era uma falida empresa sirúrgica e apesar das pesquisas isso não levava a lugar nenhum . Ele então estranhou os horários em que os sequestros ocorreram e suspeitou a saída de Jeff da Delegacia algumas horas antes dos sequestros.

-Quero as gravações da câmera da Rua Milena Melo.

O oficial mostrou as gravações e de fato mostrava Jeff chegando no local uma hora depois de ter saído e algumas horas depois um carro para em frente ao prédio e de lá saí uma mulher jovem que entra no prédio e o motorista vai embora, pelo reconhecimento facial a mulher era Judie Kingston, ex vítima de Jigsaw e que fundou o grupo de apoio junto com Jeff, o motorista era Nicolas Valdez e não tinha antecedentes criminais. Encurralado sem ter pistas para onde ir ele olha para a pasta que o Jeff havia deixado e percebeu que era o Caso dele, Rafael continuou lendo e percebeu que o armazém que ele estava era o da C.E.M.

-Oficial! Você vai cuidar da equipe e responder os meus chamados, quando eu encontrar algo você envie o máximo de viaturas que conseguir!

-Certo!

  De volta ao jogo...

     O grupo continuou andando o corredor, Rick já calmo estava um pouco distante deles olhando atento para tudo o que fosse, Jessica e Richard ainda estavam se estranhando e ficaram um distante do outro, Jane estava ao lado de Gabe e ficaram conversando.

-Então o que você fez para está aqui? -Perguntou Gabe para Jane.

-O quê? 

-Quer dizer! Eu não estou brigando com você nem nada, é que Jigsaw sequestras as pessoas que cometeram algum erro em suas vidas.

-Não quero falar sobre isso!

-Me desculpe.

Ela não respondeu e continuou a andar, ela não queria falar sobre o seu passado apesar de ele ter tentando ajuda-lá de alguma forma, Gabe abaixa a cabeça com culpa por ter tocado nesse assunto, enquanto estava perdido em seus pensamentos Alice se dirige há ele.

-Eu vi isso!

-O quê?

-Eu vi o jeito que você ficou perto dela! Está afim dela?

-O QUÊ? Claro que não!

-Tá bom! Sendo assim tchau!

Eles continuaram caminhando até chegar há uma porta que estava escrito em vermelho "GABE", quando ele leu ficou nervoso com o que poderia está atrás da porta, respirou fundo e abriu ela.

03:54

     Rafael chegou ao prédio onde o grupo de apoio de Jeff se reunia, ele abriu o portão e entrou no prédio, ele subiu as escadas e abri a primeira porta que vê e entra, quando ele entrou levou um susto com um latido de cachorro, ao olhar para o lado ele viu um filhotinho de pinscher que estava mordendo seu sapato.

-MAGGIE!

A cadelinha logo parou de morder ele e foi em direção a voz que era Judie.

-Você deve ser o detetive!

-E você deve ser a Judie! Onde está o Jeff?

-Estou aqui!

Ele aparece atrás de Judie colocando uma blusa, Judie coloca a cadelinha na cama dela e vai preparar um café.

-Achou alguma coisa?

-Sim!

Ele toca o áudio da fita que estava no corpo de Jack, ao terminar de ouvir a fita Rafael pergunta a ele.

-Aonde fica esse armazém?

-Eu não me lembro muito bem..

-Então é melhor você se lembrar! Se continuarmos perdendo tempo aquelas pessoas vão morrer e aqueles psicopatas vão escapar!

-Psicopatas? Como assim?

-Vimos as câmeras de segurança e em uma delas tinha duas pessoas usando mascarás de porco!

Judie escuta toda a conversa deles e os oferece dois copos de café e vai para o quarto.

-Me conte o seu jogo.

-Olha! Eu não acho que....

-Escuta! Se você não me ajudar eles vão morrer!

Jeff toma um longo gole do café e conta  tudo sobre o seu jogo, quando foi golpeado o se jogo, como sobreviveu e o interrogatório.

-Mas como você soube que aquele armazém era da C.E.M?

-Logo depois de eu ter sobrevivido eu...

4 anos atrás

     Logo após de Jeff ter pegado a chave de dentro de Carl ele começa a procurar desesperadamente pelo cadeado e quando acha coloca a chave e a gira, ele escuta o cadeado se abrir e tira a armadilha que ao bater no chão ela se abre e ao perceber que ainda estava vivo ele chora ao ver o corpo de seu amigo aberto.

-Me desculpe Carl! Por favor! Me desculp...

Ele escuta um barulho na escuridão e percebe que era o boneco, ele estava em cima de um triciclo vermelho, assustado ele se afasta e o boneco olha para ele e diz.

-Meus parabéns Jeff, você ainda está vivo! Algumas pessoas são tão ingratas por estarem vivas, mas não você, nunca mais!

Jeff se arrasta lentamente para o coro de Carl, ele fecha os olhos dele e continuava a pedir desculpas a ele como se de alguma forma ele ainda estivesse vivo, em uma parede ele vê o seu casaco e cobre o corpo de Carl com ele. Ele se levanta e começa a caminhar or um corredor escuro e assustador, ao virar para esquerda ele vê uma outra porta e começa a correr desesperado e saí do lugar, o dia estava nublado e chuviscava, ele olha para suas mãos e roupas e estava sujo de sangue, como estava descalço a cada passo que dava seus pés doíam. Ele olha para o local aonde estava e vê que tinha uma logo e estava escrito as iniciais C.E.M, ele continua a andar e se abraça por causa do frio, ele chega há um grande portão enferrujado e o abre, Jeff vê um carro passando.

-Por favor! Pare!! Eu preciso de ajuda!

O motorista diminui a velocidade mas ao ver que Jeff estava suo de sangue acelera.

-NÃO! ESPERA! POR FAVOR!

Ele novamente olha para a rua e vê um carro de polícia passando, Jeff fica na rua e o carro para.

-Por favor eu preciso de ajuda!!

-Coloque as mãos na cabeça!

-Por favor! Eu fui sequestrado por maníaco, ele colocou algum dispositivo na minha cabeça e eu tive que...

-EU MANDEI COLOCAR AS MÃOS NA CABEÇA!!!

Jeff coloca as mãos na cabeça.

-Coloque a cabeça no capô!

Ele desce lentamente a cabeça pro capô, o outro policial o algema, o outro pega o rádio e se comunica com a base.

-Estou com uma pessoa ensanguentada aqui! Pode está louca ou está com efeito de drogas.

O policial continuava a se comunicar com a base e o outro colocou Jeff no banco de trás, depois de algum tempo o policial ergunta a Jeff.

-O que você fez?

-Se eu contar a vocês não vão acreditar!

-Tente!

-Entra no ferro velho e lá terá um armazém! Você vai entrar nele, seguir o corredor e vai ver o que aconteceu!

Uma outra viatura chegou e dois policiais foram ao armazém enquanto os outros ficaram com Jeff, depois de um tempo os outros dois voltaram pálidos e um pouco nervosos, um deles falou para Jeff.

-O que você fez?

Jeff olha para ele.

-Sobrevivi.

 

CONTINUA... 

 

   


 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...