História Say i love you - Capítulo 18


Escrita por: e DanyMalikk

Postado
Categorias Niall Horan, One Direction, Zayn Malik
Personagens Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Alissa, Laysla, Niall, Zayn
Visualizações 19
Palavras 3.305
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite, quentinho pra vcs kkkkk literalmente falando.
Boa leitura e bjs.
~dany

Capítulo 18 - Primeira vez!


Fanfic / Fanfiction Say i love you - Capítulo 18 - Primeira vez!

Por' Niall

 

  Depois que o Zayn desceu e o Liam apagou a luz da sala, me deitei no sofá e fechei meus olhos na tentativa de dormir um pouco.

Mais o beijo que a Laysla me deu, volta na minha mente e eu desperto na hora.

Essa garota quer me enlouquecer, o que significa esse beijo?.

- Niall você tá dormindo?; Liam Perguntou.

- to!; respondi.

- ah, foi mal!; ele falou e eu segurei o riso.

- espera um pouco, você não tá dormindo safado!; ele falou me jogando a almofada.

- genial Liam, você descubriu isso sozinho?; perguntei rindo.

- calem a boca!; Zayn falou irritadinho.

- ui,ui, tô sem sono... que tal se a gente acorda-se os outros?; perguntou Liam.

- gostei, como?; Zayn Perguntou.

- vamos pegar uma panelas e sair batendo lá no corredor; Liam falou.

- são 4 da manhã, elas vão matar a gente!; eu falei.

- tá com medo?; perguntei Zayn.

- não, tanto que vou bater aqui embaixo, quem acordar vai vir pra cá!; falei.

- fechado!; falaram juntos e fomos pra cozinha, depois de pegar umas tampas, panelas e colher de pau, Zayn e Liam subiram e começaram a fazer barulho lá em cima e eu aqui em baixo.

Não demorou muito e elas começaram a descer.

- PAREM COM ISSO!; Alissa vinha gritando enquanto empurrava o Zayn junto com a Olívia.

- ai, aí, aí; ele dizia.

- QUE DROGA SEUS IDIOTAS, TO MORRENDO DE DOR DE CABEÇA!; gritou Claire e Louis vinha rindo.

- festa 2.0; ele falou e tomou as tampas do Zayn e começou a bater.

- PARA LOU!; Claire deu um tapa nas costas dele.

- PAREM COM ISSO, TEMOS VIZINHOS! SO PODIAMOS FAZER BAGUNÇA ATE AS 3 DA MANHÃ SEUS JUMENTOS!; Laysla desceu gritando e eu rapidamente deixei a panela no sofá.

- já abriu Niall?; Zayn Perguntou rindo.

mostrei a língua pra ele.

Logo o Liam parou de fazer barulho lá em cima e a Claire tomou as tampas do Louis.

Derepente a Megan desce correndo.

- me ajudem a segurar o Liam!; ela pediu e logo em seguida Liam vinha descendo xingando o Harry enquanto segurava ele pela camisa.

- FILHA DA PUTA!; Liam gritava e quando chegou no penúltimo degrau da escada ele jogou o Harry no chão.

- meu Deus!; Megan falou indo até o Harry.

- FICA LONGE DESSE CARA!; ele gritou.

- VOCÊ NÃO MANDA EM MIM!; ela gritou.

- VAGABUNDA, VOCÊ É O PIOR TIPO DE GAROTA... ESSE CARA NUNCA TE DEU BOLA E VOCÊ AINDA DEIXA ELE TE LEVAR PRA CAMA? SUA TROUXA!; Liam gritava.

- Você tá me ofendendo! eu não fiz nada com ele!; ela falou e tinha lágrimas nos olhos.

- esse cara é um monte de lixo, ele é o único aqui, que não pode se envolver com a irmã de Ninguém!; Liam falou.

Merda, isso vai respingar em mim.

- eu gosto dela de verdade!; Harry falou.

- que interessante, então quer dizer que o Niall gostava de mentira?; Liam falou e o Harry arregalou os olhos, sabia!

- Liam são casos diferentes; Harry falou.

- aonde?; perguntou Liam, todos na sala observavam a cena, ela também olhava atentamente.

- eu era um garoto, se Aquilo tivesse acontecido hoje em dia eu agiria diferente; ele falou e foi minha vez de arregalar os olhos, será?.

- claro que agiria, sua irmã não iria aceitar essa merda!;Liam falou.

- Alissa, me faz um favor... tira Laysla daqui!; Zayn falou baixinho.

- porque? eu tô curiosa também!; ela falou e se eu não tivesse tão tenso, teria tido.

- por favor!; ele pediu e ela bufou.

Alissa saiu empurrando todo mundo e se colocou na frente do Liam.

- muito bem, chega de zona por hoje, meninas vamos voltar pros quartos e os meninos ficam todos na sala!; ela falou batendo as mãos.

- espera um pouco Ali, alguém pode me explicar que porra tá acontecendo aqui?; perguntou Laysla, fudeu!.

- tem um coisa que você precisa sabe Laysla!; Liam falou.

- Liam não!; Harry falou.

- pode me falar; ela falou se aproximando e o Zayn segurou seu braço.

- me larga!; ela falou entre dentes.

- calma!; ele falou e levou a mão pra cima.

- anos atrás, o Niall não ia viajar com a gente, ele ia ficar com você, ele ia se declarar no parque aquele dia, ele só não contava que o Harry ia juntar uns garotos e isso inclui a gente infelizmente, para que a gente batesse no Niall numa rua sem saída, o seu irmão obrigou o Niall a escrever uma carta e dizer absurdos pra você, sim cada palavra daquela carta saiu da boca do seu irmão, ele não queria aceitar de forma alguma que um dos melhores amigos dele namorasse a irmãzinha dele e por isso ele fez essa merda, se vocês estão separados hoje, a culpa é toda do Harry, eu queria até pedir desculpas, afinal também participei dessa palhaçada!; Liam falou TUDO!

Todos estavam boquiabertos com essa declaração, a Laysla não se mexe, a Ali tem a mão tapando a boca.

Respirei fundo.

- v-você a-acha q-que s-sou a-alguma i-idiota?; ela perguntou tremendo.

Liam não respondeu, apenas abaixou a cabeça.

- H-harry, n-não... VOCÊ NÃO FARIA ISSO COMIGO, POR FAVOR DIZ QUE NÃO, FALA PRA TODOS AQUI, QUE O NIALL É UM IDIOTA, UM ESCROTO QUE ME DEIXOU SOZINHA ENQUANTO A NEVE CAIA NO PARQUE NAQUELE DIA, FALA QUE POR CAUSA DELE EU QUASE MORRI CONGELADA, FALA SOBRE TODAS AS NOITES QUE EU MOLHEI SUA CAMISA DURANTE A NOITE XINGANDO ELE, FALA... não me diz que eu vivi odiando a pessoa errada!; ela falou, na verdade soltou um monte de coisas que nem eu sabia, como assim ela ela ficou naquele parque? só sei que ela não para de chorar... fechei meu punho e enguli o choro.

- claro que seu irmão não faria uma coisa dessas, eu sou o vilão dessa história, eu que não quis uma criança ao meu lado!; falei e ela me encarou, um olhar tão frio que eu quase caí sem forças.

- chega Niall, não tem mais como alimentar essa mentira, pode ser que passe hoje, mais amanhã Ninguém sabe, ela pode te odiar por menti pra ela novamente, eu não ia suportar mais isso, sim Laysla, eu fiz isso tudo, eu não queria um amigo meu com minha irmãzinha e acabei fazendo isso, eu sinto muito por tudo isso!; ele falou e todos voltamos o olhar pra ela, ela tinha a respiração rápida e não parava de chorar, fechou os olhos e caiu, mais o Zayn conseguiu segurar ela antes que ela batesse no chão.

- aí meu Deus!; Ali falou chegando perto.

- leva ela pro quarto; Olívia falou e Zayn colocou ela nos braços.

- por favor Olivia, pega um copo de água; Ali pediu e subiu com o Zayn.

Eu fiquei em choque, agora fudeu a porra toda, essa garota nunca mais vai olhar na minha cara.

Nessas horas toda ressaca vai embora, eu preciso sair daqui.

Fui em direção a porta.

- aonde você pensa que vai?; perguntou Olivia com a água nas mãos.

- Quando ela acordar, serei a última pessoa que ela vai querer vê, vou poupar o trabalho dela me expulsar daqui!; falei e girei a maçaneta.

- vai fugir?; ela perguntou.

- pense o que quiser!; falei saindo e indo até meu quarto... espero que ainda tenha álcool na minha geladeira.

 

Por' Zayn

 

      Desde a hora do desmaio, ela ainda não acordou completamente... ela bebeu água e dormiu.

estou com a Alissa aqui no quarto dela, estamos vigiando o seu sono, Alissa pesquisou na internet e é normal isso acontecer.

Harry veio aqui, mais a Ali colocou ele pra correr.

- Niall é um covarde!; ela entra bufando.

- porque?; perguntei.

- ele foi embora!; ela diz sentando na cama.

- eu até entendo ele.

- nunca imaginaria isso do Harry; Alissa falou.

- bom, as vezes os homens pensam com a  cabeça errada e da nisso!; falei.

- tá explicado, vocês pensam com a cabeça de baixo!; ela falou rindo.

- com a cabeça de baixo eu faço noutras coisa!; falei mordendo os lábios.

- idiota!; ela fala revirando os olhos.

- vem aqui!; chamei ela e a puxei pra sentar no meu colo.

- o que tá fazendo?; ela perguntou.

- relaxa!; eu falei e comecei a fazer carinho na cabeça dela e deitei ela no meu peito.

- Zayn; ela falou cansada.

- xiu,só descansa; eu falei beijando o meio dos seus cabelos.

- você sabe que meu quarto fica ao lado né?; ela perguntou.

- cala a boca, chata!; falei e ela riu pelo nariz.

         Acho que dormir um pouco, olhei meu celular e era 5:00 da manhã.

Alissa dormia sobre meu corpo, que sonho maravilhoso, eu gosto tanto dessa pequena.

- Zayn?; Lay me chama.

- Oi, como se sente?; perguntei.

- bem!; ela fala sentando na cama.

Um silêncio se faz no local, ela observa Alissa em meu colo e sorri.

- onde ele tá?; ela pergunta.

- seu irmão? tá lá embaixo; falei.

- Niall!; ela falou.

- o que tem ele?; perguntei confuso.

- lerdo, ela tá perguntando pelo Niall!; Alissa falou levantando.

- ah sim, ele foi pra faculdade; falei e ela levantou.

- idiota!; Lay fala levantando também.

- sou meio lerdo, mais não precisa xingar!; falei.

- ela tá xingando o Niall; Alissa fala.

- por acaso vocês conversam por telepatia?; perguntei rindo.

elas deram um risada gostosa, mais a Laysla calçou as pantufas e saiu do quarto, eu e a Alissa fomos atrás.

- aonde você vai?; Harry Perguntou e ela não respondeu.

- Lay, me desculpa por favor!; Harry falou e ela foi até ele e deu um tapa na cara dele.

- eu te amo, mais não é com você que eu preciso conversar agora, me passa a chave do carro!; ela pediu, atrevida não! além.

- que? meu carro? você nem tem carteira!; ele falou.

- A faculdade é aqui do lado, se preferir vou a pé!; ela falou.

- vai atrás dele?; perguntou Harry.

- isso não é da sua conta!; ela falou e ele respirou fundo.

- não faz besteiras!; ele falou e colocou as chaves na mão dela.

- obrigada!; ela falou e foi indo pra porta.

- vai de camisola?; ele perguntou incrédulo.

- to vestida e já basta!; ela falou e eu sorri.

- nesse caso, entra direto!; falei e coloquei  as chaves do quarto na sua mão.

- valeu Zayn!; ela disse me dando um abraço e saiu.

- não quero vê esses dois juntos!; Harry Falou.

- da um tempo cara!; falei 

- Zayn vamos vê o que sobrou da festa pra comer?; Alissa me puxou pela mão.

- agora!; eu respondi e corremos pra cozinha.

 

Por' Laysla

 

    Estacionei na frente do quarto dele, desci do carro e logo coloquei a chave na fechadura. deve ser umas 6 horas da manhã.

Quando abri a porta vi uma cena nada comum... ele tava sentando no chão, sem camisa e com umas garrafas de álcool do lado e ponta de cigarro pelo chão.

- o que faz aqui? já sei, é minha mente te imaginando novamente; ele falou rindo um pouco.

fechei a porta a trancando em seguida deixando a chave sobre o criado mudo.

quando voltei meu olhar pra ele, ele tava de pé me encarando.

- não sei se é você, ou se eu bebi demais, mais eu só queria te dizer que eu sinto muito!; ele falou, revirei meus olhos e puxei ele pela orelha o jogando dentro do banheiro e ligando o chuveiro.

- t-ta g-gelada!; ele falou e eu deixei ele lá, comecei a arrumar a droga do quarto.

sobre a cama tinha uma foto nossa,a peguei e dei uma boa olhada, a foto é de três anos atrás.

Limpei o que deu, mais o cheiro forte de álcool ainda tava no ar.

abri o armário dele e peguei seu perfume e borrifei no ar.

péssima ideia, o cheiro dele tá me deixando tonta.

Ele saiu do banheiro com a toalha enrolada na cintura.

- ainda tá aqui?; ele perguntou meio seco, acho que já tá no seu normal.

fui até ele e dei um soco no seu nariz, ele cambaleou e caiu na cama.

eu não pensei muito e subi em cima dele.

- VOCÊ É UM COVARDE, UM IDIOTA, UM TROUXA , UM LIXO, COMO PODE ME DEIXAR SOZINHA NAQUELE PARQUE, COMO PODE DEIXAR MEU IRMÃO ATRAPALHAR A GENTE?; perguntei gritando enquanto batia nele.

- O QUE VOCÊ QUERIA QUE EU FIZESSE?EU FUI CERCADO E ME BATERAM, O QUE UMA PESSOA PODE FAZER CONTRA VÁRIOS? EU FUI OBRIGADO A VIAJAR E A TE IGNORAR, EU ERA FRACO, EU NÃO TINHA FORÇAS PRA ENCARAR NADA, EU NÃO IA CONSEGUIR; ele gritou.

- PORQUE NÃO ME CONTOU? PODERIA TER CHEGADO E FALADO, MAIS VOCÊ PREFERIU HUMILHAR E ME DEIXAR IGUAL UM TONTA DE CORAÇÃO PARTIDO, VOCÊ SABE A DOR QUE EU PASSE?; gritei pra ele e senti minhas lágrimas caírem.

- eu sei... eu senti a mesma dor!; ele falou e vi ele chorar também.

- porque não me contou?; perguntei no mesmo tom.

- eu fiquei com medo!; ele falou e eu ri sem humor.

- eu sofri todo esse tempo, eu tentei transformar todo o amor que eu sentia por você, em ódio!; eu falei encarando ele.

- conseguiu?; ele perguntou.

- consegui, consegui te amar mais forte ainda, eu te amo até hoje, eu te amo de uma forma tão louca, que o passado não foi o suficiente pra que eu pudesse te esquecer; eu falei e ele ficou mudo me encarando.

- isso é sério?; ele perguntou.

- não, sua irmã me obrigou a falar isso!; falei ironicamente.

- impossível!; ele falou.

- e você, ainda me ama?; perguntei com um pé atrás.

Ele respirou fundo.

- eu juro que queria falar que não, mais a verdade é que eu sou completamente apaixonado por você, eu te amo mais do que amei no passado, eu também tentei te esquecer, eu impliquei tanto com você, eu tinha esperanças que você ia me odiar por causa disso, mais isso só me fez ficar mais louco por você, você deixou de ser a menina doce e virou uma garota rebelde, o que fez meu plano ir pro limbo, enquanto a Lay que conheci ia ficar triste e talvez até chorasse, a Lay que renasceu daquele passado, me respondia a altura e cada parada que você me dava, era mais um cadeado que você colocava no meu coração, ele era cada vez mais seu, e chegou no ponto onde só você tem as chaves dele, você tem o poder de destruir se quiser, eu caí na besteira de te provocar e assim aquele selinho aconteceu, ali eu tive total certeza, eu não ia conseguir ficar sem você, eu ti vi na biblioteca, vi você tocando os lábios pensando em mim, desde então, sempre que posso tô roubando um beijo seu, eu te amo Styles, eu sempre te amei!; ele falou e puxou minha cabeça me dando um beijo, meu corpo tremeu todo na hora.

ele pediu passagem e eu dei, nossas línguas se enroscavam perfeitamente.

ele tinha uma mão afundada no meu cabelo e a outra acariciava minha bunda, senti ele levantar minha camisola e tocar na minha pele.

Suas mãos apertavam minhas coxas.

Senti sua ereção dando sinais de vida, arfei.

- eu não pretendo parar, se não quer nada, corra agora!; ele falou no meu ouvido.

eu me excitei com essas palavras.

- eu não irei a lugar nenhum!; falei e ele sorriu, logo mordeu minha orelha me fazendo gemer.

Ele desceu os beijos pro meu pescoço e começou a chupar e beijar naquele espaço, as vezes ele mordia.

eu comecei a passar as mãos nas suas costas, nisso ele desceu os beijos pros meus seios, Niall rasgou minha camisola no dente, ela era de seda, ele logo tirou o resto do tecido do meu corpo e o jogou longe.

eu estava sem sutiã, ele mordeu forte os lábios e nos girou ficando por cima de mim... ele começou a chupar meu seio esquerdo e foi descendo a mão até minha calcinha onde passou os dedos por cima do pano e eu segurei um gemido alto.

- não, nada segura o gemido não... você não sabe o quanto sonhei com você gemendo pra mim; ele falou me encarando e o senti arrastar minha calcinha pro lado... ele penetrou dois dedos em mim, não tinha mais como me conter, eu gemi alto.

- isso, mais!; ele falou e fez movimentos de vai e vem mais fortes, eu fechei meus olhos e o senti abocanhar meu seio novamente, vou derreter em suas mãos, eu não sei mais o que tá me dando tanto prazer, acho que o meu maior prazer é ser ele o primeiro a me mostrar o quanto é gostoso transar.

- no que tá pensando?; ele perguntou mais não me deixou responder, me tacou um beijão que eu mal consigo respirar, tremi um pouco.

Niall levantou um pouco e puxou minha calcinha, depois me olhou com cara de safado e chupou os dedos que estavam na minha intimidade.

- abre as pernas!; ele me mandou é assim fiz.

ele começou a me chupar, ele rodeava a língua e dava leves mordidas no meu clitóris, ele começou a me olhar enquanto me lambuzava, automaticamente levei minhas mãos aos seus cabelos e os puxei e em seguida o empurrei um pouco, o que fez ele chupar mais rápido, senti que meu ápice tava perto.

- N-niall..– ele me olhou e acho que entendeu, ele puxou a tolha e se posicionou entre minhas pernas.

- v-vai devagar... eu– ele me cortou.

- eu sei, você é virgem, quando falou que não era, não acreditei!;ele falou e o vi colocar a camisinha.

depois o senti colocar a cabeça do membro na minha entrada.

senti uma dor aguda, na verdade tava ardendo, fechei meus olhos.

tentei empurrar ele.

- xii, calma... relaxa; ele falou e senti seus lábios nos meus, ele começou a me beijar e devagar foi tentando entrar novamente, eu me concentrava em corresponder seu beijo e aos poucos fui me esquecendo da dor, mais ainda dói um pouco.

ele entrou por completo e ficou parado dentro de mim, é estranho ter algo grande e largo na sua intimidade.

- posso ir?; ele perguntou e eu assenti, não tem mais volta, ele já tá dentro de mim, que me foda então.

ele começou a fazer o vai e vem devagar, senti a dor voltar, como defesa eu enviei minhas unhas nas suas costas.

ele arfou e foi fazendo mais rápido agora, derepente começou a ficar gostoso, eu sentia vontade de gemer alto, mais os seus lábios nos meus não me deixava fazer isso.

ele ia cada vez mais rápido e largou meus lábios.

- aí, Lay!; ele gemeu meu nome, ele gemeu meu nome.

- aí,Niall!; falei em gemido, ele estava muito concentrado.

senti minha excitação transparente sobre seus toques.

- Niall, e-eu...

- e- eu t-tambem!; ele falou e não demorou pra gozarmos juntos!

ele saiu de dentro de mim e deitou ao meu lado.

- você gostou?; perguntei.

- eu tenho a garota que eu sempre quis, eu estou muito feliz, preciso falar que você agora é minha?; ele perguntou me encarando.

- precisa, com todas as letrinhas pra que eu não esqueça!; falei provocando.

- vou fazer com que você não esqueça!; ele me puxou e me fez ficar por cima dele.

- senta pra mim?; ele pediu e eu mordi os lábios.


Notas Finais


Desculpem os erros!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...