História Say Something - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Park Jimin (Jimin)
Tags Aventura, Drama, Romance
Visualizações 19
Palavras 1.592
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo cheiroso para vocês. Espero que gostem! Desculpa os erros, não revisei. Beijos!

Capítulo 2 - -Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Say Something - Capítulo 2 - -Capítulo 2

             -14 de Setembro

~(S/N)

Hoje quando acordei pela manhã estava fazendo frio em Westminster. Torno de 9° graus. O despertador ainda não tinha tocado, então peguei meu celular e fiquei olhando minhas redes sociais esperando o despertador tocar para iniciar o meu dia. Enquanto olho o que acontece pelo mundo, surge uma notificação no meu celular era uma mensagem, não muito esperada.

                 ~Mensagem On~

-Mãe: Filha, acabei de chegar de toronto. Eu e seu pai queremos saber como está sendo suas aula esse trimestre. Venha passar o final de semana aqui em casa. Beijos!
                 
                 ~Mensagem Off~

Ah não! Não queria ir para casa dos meus pais, não que não goste deles, até gosto. Mas eles só sabem falar de trabalho, ou que você deve fazer o seu melhor, seu trabalho e seus estudos é que vai fazer você ter o que quiser. Só o seu trabalho e estudos é o que mais importa. Tudo o que eu conquistei na minha vida, foi por pressão dos meus pais. Eles não me deram nada de mão beijada, eles queriam que eu mesma conquistasse por si própria! Eles dizem que é assim no mundo a fora, ninguém vai te da nada, você que tem que conquistar. Eles vivem viajando por países a fora, só ficam em casa durante uma semana. Meus pais são administradores, por causa do seu trabalho não me davam atenção, então decidi morar sozinha o que por enquanto tá dando certo, não faz nem 3 meses que estou morando sozinha, é meio solitário, então estou pensando em adotar um animal de estimação, mas nao sei qual ainda. Tenho que pensar em uma desculpa para não ir para casa dos meus pais, mas seu eu não for, vão jogar na minha cara, que depois que me mudei não quero mais vê-los. Argh! Nesse momento o despertador toca, me levanto faço tudo que tenho que fazer, mas antes de sair pego meu pen-divre com a música que o senhor Darwin pediu e meu notebook. Saio de casa, chego na sala de aula e o intercambista já estava em sala, no mesmo canto que ele sentou no dia anterior com seu notebook. Ele nota que cheguei em sala e tenta da um sorriso, mas falha abaixando a cabeça. Sento no lugar que eu sentei ontem, e abro meu notebook colocando meu pen-drive, depois coloco meu fone, e começo a escutar minha música favorita. O professor disse que tínhamos que falar o que sentimos quando escutamos ela, pois bem eu estava tentado, se não fosse o garoto novato resmungando algo com seu notebook em seu idioma, que por acaso eu não entendia nada. Olho pra tras e ele parecia bem chateado com algo, viro pra frente e tento prestar atenção na minha musica. Mas falho, pois ele estava resmungando um pouco mais alto. Respiro fundo e vou até ele.

-(S/N): Algo de errado? Eu estou tentando me concentrar ali e ouvi que parece que tem algo de errado com seu notebook suponho. Então decidi vir aqui para saber se quer minha ajuda.

Ele me olha com um semblante "?" Como que não entendeu nenhuma palavra do que eu acabei de falar.

-S/n: Nao fala inglês?
-Jm: não muito. - ele fala com a mão na cabeça, com vergonha.
-S/n: sem problemas. Vou tentar fazer com que entenda.- falo isso pensando em algo para fazer para ele entender o que eu digo. - Algo de errado com o seu notebook?- falo apontando para o notebook. Ele pareceu entender o que eu disse.
-Jm: ah! sim, sim. Perdi meus arquivos e nele estava a música que o professor pediu.- fala com dificuldades e triste.
-S/n: Olha, eu posso baixar sua música pelo meu notebook, aí passo pro seu pen-drive. - nesse momento é como se eu tivesse falado que ele acabou de ganhar na loteria. Ele me olhou quase não acreditando no que eu disse e sorriu, e poxa, seu sorriso era muito bonito!
-Jm: pode mesmo fazer isso por mim?- perguntou se levantado e eu dei um passo para trás.
-S/n: posso sim, vem é só me dizer o nome da música. - Disse indo até a minha mesa pedindo que ele fizesse o mesmo. Assim ele fez. - Como se chama a música?
Jm: "Say Something." - Nesse momento olho para ele que sorria sem mostrar os dentes para mim. 

S/n: Eu amo essa música! Ela é uma das minhas favoritas. - Digo agora sorrindo para ele, que me olhava com mais atenção.

Jm: Gosto dela pq me identifico. E escuto ela quando estou triste. - Disse olhando para o fundo da sala. Nesse momento vi que ele tem o mesmo problema que eu, de não conseguir falar olhando para as pessoas. E vem outra coisa na minha mente, ele também gosta da mesma musica que eu. E sente a mesma coisa quando a escuta. Para s/n, para!
S/n: Bom, me dê seu pen-drive? - ele me entrega e percebo que suas mãos sao muito fofas. - Aqui está! Nem demorou tanto. - Disse entregando seu pen-drive.
Jm: muito obrigado mesmo, você acabou de salvar minha vida! - disse olhando para mim, algo que não conseguiu minutos atrás.
S/n: De nada! Espero que consiga boa nota. - digo simpática.
Jm: Voce também. Ahn, como se chama?- ele pergunta simpático também.
S/n: Me chamo s/n! E você se chama Jimin certo? - seu semblante agora é de surpresa.
Jm: Pusha, você ainda lembra! - Disse sorrindo tímido com a mão na cabeça.
S/n: sim eu lem-

Ia terminar de falar mas o professor entra em sala.

Dwn: todos prontos? - ele pergunta e eu e Jimin vamos nos sentar. - Jimin, já que está em pé pq não começa? - olho para trás e vejo que ele parece bem apreensivo e muito nervoso.
S/n: Professor, eu posso começar? Ele ainda está ajeitando algo na sua música. - Quando pergunto, o professor percebe que não é por isso e sim pq Jimin está muito nervoso.
Dwn: certo, venha! - Me levanto e vou até a frente com muita vergonha. Acabei de fazer isso por um garoto que nem conheço, sendo que nem gosto de ser a primeira e nem ser notada? O que está acontecendo comigo?
S/n: O nome da minha musica favorita se chama "You Say" da Laura Daigle. Eu conheci essa musica em uma playlist aleatória que coloquei para tocar e gostei muito dela. Pois ela é calma eu amo musica calma. Ela me traz, paz, me faz refletir sobre tudo, me faz ficar calma tbm. Quando eu escuto ela, eu sinto paz, calmaria, sossego. Ela é minha musica favorita, pq ela fala muito sobre mim, me identifico muito com essa musica. Então sempre que estou triste ou qualquer a momento, eu a coloco. - Digo isso olhando para Jimin, pois foi o que ele disse para mim tbm. Ele me olhava bem atentamente, não dava para saber o que ele tava pensando.
Dwn: muito bem s/n, pode se sentar agora. - Diz isso e eu me sento. - Jimin pode ser você agora? - ele pergunta e Jimin confirma com a cabeça. Passa por mim e vejo que está muito tenso com todos olhando para ele. Olho para trás e vejo que tem um garoto gravando e outro do seu lado rindo. Viro para frente quando ele começa a falar com dificuldades.
Jm: nome da minha musica favorita é "Say Something" conheci quando meu amigo da Coréia do Sul me apresentou ela. Ela me traz tranquilidade, paz, e me faz querer escuta-la por horas. Eu sinto tudo isso que acabei de falar quando escuto ela. Ela é minha musica favorita pq...- ele para de falar quando escuta risinhos vindo do fundo. Ele está tremendo muito. Ele me olha e eu falo "Tudo bem, não liga apenas termine." sem emitir som. Ele volta a falar. - Pq, me faz lembrar dos meus amigos, da minha família, pq me identifico muito com ela, é com se ela fosse feita pra mim. - ele fala isso um pouco mais rápido atropelando algumas palavras. E surge mais risos no fundo. Sério, o professor é surdo ou não liga pra isso?
Dwn: muito bem Jimin! Pode se sentar. Bom turma já vai tocar, depois os outros continuam na próxima aula. - Sinal toca, arrumo minhas coisas, mas antes de sair vou até o grupo que senta atrás de mim.
S/n: é melhor você apagar esse vídeo, ou se não vai ter problemas com a diretora.- falo bem séria e o garoto me olha bem sério tbm, apontando celular para meu rosto mostrando que apagou o vídeo. Apenas saio dali e vejo que Jimin já tinha ido embora. Como sempre ele sai muito rápido, pq será? Vou até o estacionamento e vejo que ele está falando com alguém perto do meu carro, ele desliga o celular quando me ver.
S/n: pode continuar, vou só tirar meu carro. - falo entrando no carro e descendo o vidro.
Jm: Já tinha terminado.

S/n: mora muito longe daqui? Posso te da uma carona se quiser. - falo para ele que me olha com um certo medo.- Calma, não precisa me olhar assim não vou te sequestrar.- falo rindo com um tom de deboche.
Jm: não é isso, é que eu.. Ahn, vou passar na casa de um amigo antes. - Fala gaguejando.
S/n: certo então. Até amanhã. Falo tirando meu carro, recebendo um "até amanhã" de volta. Não dá pra entender esse garoto, cheio de mistérios.. o que me faz querer saber mais sobre ele. 


Notas Finais


Músicas que ouvi fazendo esse capítulo:
Perfectly Wrong-Shawn Mendes.
Too good at goodbyes- Sam Smith Don't leave me- BTS
beautiful-Bazzi
love me like you do- Ellie Goulding


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...