História Say Yes - (JeongCheol) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jang Doyoon, Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Shin Dongjin, Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8", Yao MingMing
Visualizações 6
Palavras 533
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - A primeira vez que vi você


 

Prólogo


A manhã estava ensolarada e a brisa era refrescante como sempre. Mais um dia de aula na faculdade e eu caminhava pelas ruas até me encontrar com minha amiga Moonbyul. Estudávamos juntas faziam dois anos já e ela sempre fora a minha melhor amiga, ela sabia tudo sobre mim, inclusive meus segredos. Era pra ela que eu recorria quando estava triste ou quando estava bêbado. Na verdade Byul era minha amiga para todas as horas.

"Bom dia Moonbyul." Falei quando me aproximei dela. 

"E aí Coups." Moonbyul respondeu e seguimos caminhando por um tempo sem dizer nada. 

Eu estava meio inquieto e frustrado com o carinha da última vez que tinha conhecido pelo Tinder. 

"Ai Coups, conhecer boy pelo Tinder é a maior furada. A maioria dos homens são escrotos. Você foi nessa sabendo dos riscos." Moonbyul falou e ela tinha razão " Você é todo sensível e se machuca fácil."

"Eu não sou sensível, sai dessa." Falei e odiava quando Moonbyul queria me tratar como o ser humano mais sensível. "Eu só pensei que com esse cara as coisas seriam diferentes, entende? Ele era exatamente como eu."

" Eu já acho que tá errando aí. Primeiro que você é muito exigente e segundo que você quer namorar um clone seu." Moonbyul me encarou séria.

"Eu não quero namorar um clone meu. Confesso que sou exigente, mas eu só quero alguém que possa aproveitar a vida ao meu lado, será que é pedir demais?" Encarei Moonbyul também.

"Talvez você devesse dá uma chance para as pessoas mais diferentes de você, sei lá, alguém que balance sua vida, você é bem careta as vezes, amigo."

Chegamos na faculdade e como as aulas ainda não haviam começado a frente do campus estava cheio de alunos por todos os lados.

"Olha isso, olha todas essas pessoas Moonbyul. Vamos procurar um lugar tranquilo." Puxei Moonbyul pela bolsa.

"Tá vendo? Você nunca vai arrumar um namorado descente se continuar se escondendo das pessoas. Puxa S.coups, seja mais amistoso. Aposto que você nunca nem falou com metade dessas pessoas. Conheça pessoas saudáveis e de verdade, não aquelas do Tinder." Moonbyul apontava para a área aberta, onde estava todos os alunos, que pareciam crianças brincando e correndo. 

Olhei para todos e achei tudo muito repugnante.

"Se você quiser ficar aí Moonbyul, por mim tudo bem, mas eu vou fugir de tudo isso." Eu olhava para ela, mas quando me virei alguém esbarrou em mim com tudo. "Qual é, cara?" Fiquei com raiva.

"Nossa moço mil perdões, é que eu estava jogando futebol americano com os meus amigos e não vi você." Disse um cara alto, magro, de cabelo cumprido e claro.

Olhei o rapaz que esbarrou em mim dos pés a cabeça e ele era o oposto dos homens que eu gostava. Ele usava suéter rosa, calça jeans colada e tinha uma rosa presa na orelha, além de ser bem exagerado nos seus gestos.

"Só toma cuidado por onde anda, idiota." Falei e passei por ele. Não queria papo.

"Como que é? Quem você chamou de idiota?" O rapaz segurou meu ombro e me fez me virar pra ele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...